segunda-feira, 16 de abril de 2012

O benfiquinha de Capristano

«Deve analisar-se o bom e o mau, e o balanço de Jorge Jesus é de tal maneira positivo que não me passa pela cabeça que os responsáveis do Benfica tenham como premissa a saída dele. Seria de uma injustiça a toda a prova. Acho que tem condições para ficar e penso que a maioria dos benfiquistas ainda estão com ele. Já provou que é um profissional competente. Espero bem que ele não seja dispensado, outros vão esfregar as mãos se isso acontecer»

Não quero agora discutir se Jesus tem ou não condições para se manter no Benfica. A seu tempo - com a época acabada e os resultados conhecidos - falarei no tema, até porque me parece que esta fase da época é muito propícia à crítica estupidificante por parte de muitos adeptos que, durante o ano, não viram problemas nenhuns e hoje são mais fundamentalistas a quererem destruir tudo e todos que o maior anti-Vieira ou anti-Jesus.  

O que me preocupa nestas palavras são duas coisas: o nível de exigência que está submergido muito no fundo do mar - um campeonato em três anos é "positivo"? Só se for para ti, Capristano - e o conceito muito em voga no Benfica actual que me deixa aterrado - ficarmos com o Jesus para que "outros" (leia-se: Porto) não fiquem com ele. 

Isto é tão ridículo que não merece mais palavras.

15 comentários:

Miguel A. disse...

Aquilo que Capristano fez no Benfica ficou bem à vista, mas - não sei porquê - teima em aparecer.

moleculasdeamor disse...

Esses gajos virem falar ou ficarem calados para mim dá no mesmo, isto é folclore televisivo a tentar mandar o barro à parede ou para desestabilizar, o que vai dar no mesmo.
Jesus seria sempre para ficar, porque adoro futebol ofensivo, se não fossem os inúmeros casos de tomadas de decisão manifestamente... estranhas... Quanto às questões tácticas posso remeter-me à minha total insignificância... o meu medo é o aparecimento de novos Emersons e Robertos e Amorins e Enzos... e esta gestão do plantel que coloca os atletas de gatas na altura mais importante da época deixa-me estupefacto...

Não nos devemos esquecer que na primeira época tinhamos Di Maria e Ramires, nunca mais vamos ter duas máquinas de velocidade como aquelas... para ser sincero ocupo-me mais a pensar sobre quem pode vir a seguir do que na sua permanência... se vamos continuar a olhar para 2009/2010 pode ser que nunca mais vivamos o hoje...

Penso que todos nós, pessoas sérias, estamos totalmente perplexos com esta merda toda - falo dos "inúmeros" casos de tomadas de decisão sem nexo... não consigo perceber como é que uma pessoa que tem de tomar decisões o faz da maneira que Jesus o faz... ou talvez saiba, o departamento de futebol é um boneco nas suas mãos autocráticas... é a única hipótese credível... e esse problema será sempre uma chatice com Jesus ou outro malabarista...

Enfim meus amigos com este artista e com LFV estamos bem fodidos e parece-me que o nosso primeiro não largará o osso e arranjará uma manobra de diversão qualquer para se perpetuar... não sei por onde anda Rui Costa, pessoa que a todos parece honesta digna e sabedora de futebol e amante do clube...

Estou que nem posso... é que eu amo o Benfica à séria... é por isso que tenho achaques qual menina com síndrome pré-menstrual...

JediVermelho disse...

Interessante. José Capristano e António Figueiredo estão ligados à queda do SLB. Mas... quando Figueiredo se manifestou a favor da saída de JJ todos lhe caíram em cima, dizendo que este tinha pouco crédito! Já Capristano, ao estar a favor, é credível aparentemente! Enfim...

LDP disse...

Não é só "positivo", Ricardo...mas é "é de tal maneira positivo".

Danilo Oliveira disse...

Mais um desbocado, que fazia melhor em estar calado...
A critica pela critica, ou bajulação são sempre o prenuncio de bosta a sair pela boca fora...

David Duarte disse...

Bom, eu penso que temos de começar a pensar na proxima época e isso implica necessariamente colocar a questão da continuidade ou não do treinador, mas igualmente, e eu diria sobretudo, dos jogadores (isto tendo em conta a necessidade de fazer receitas em transferências).

Nesta analise, eu parto de um principio simples : o Benfica precisa de dinheiro, certo, mas precisa ainda mais de uma equipa competitiva para voltar a ganhar o titulo de campeão nacional e fazer uma campanha na Liga dos Campeões ao nivel deste ano (no minimo!). Não serve de nada fazer uma grande receita este Verão se tal implica uma equipa fraca no proximo ano que nem ganharà titulos, nem farà receitas importantes em transferências.

Sendo assim venderia 3 jogadores da equipa principal, um porque não o quero mais no Benfica, outro quero-o mas pode dar muito dinheiro ao Benfica, outro porque ainda pode dar uma receita interessante para os nossos cofres e penso que lhe faltarà motivação para a proxima época. Falo, respectivamente, de Gaitan (apesar da sua qualidade foi um jogador ausente ao longo da "Liga" e não gosto de jogadores que escolhem a dedo o jogo em que vão transpirar), Javi Garcia (um simbolo neste plantel) e de Cardozo.

Ir além destas vendas é pura e simplesmente destruir o futuro do Benfica. Witsel, Rodrigo e Oliveira, activos importantes mesmo se algo inflacionados durante a época (excepção feita a Witsel) são para manter durante mais uma época a todo o custo.

Coloca-se ainda outra questão: a do Aimar. Todo o benfiquista gosta do Aimar e é-me impensavel ver o Benfica sem ele. Ele também gosta do Benfica e jà o mostrou vàrias vezes. Contudo seria um grande gesto de reconhecimento por tudo aquilo que ele tem feito de, se ele desejar voltar ao River Plate, a direcção do Benfica não dificultar a sua saida. Em termos de jogo, a falta de Aimar sentir-se-à, contudo Witsel jà manifestou que prefere um sistema onde jogue mais à frente como no Liège. Ele pode fazer o lugar do Aimar.

David Duarte disse...

Estas saidas devem ser compensadas como é obvio. Se a saida do Cardozo não coloca um problema por ai além (não ignoro a regulariedade dos seus numeros desde que chegou) devido às alternativas que temos, se a saida do Gaitan também não exige uma revolução, jà a saida do Javi é um verdadeiro problema.

A meu ver, no que toca à equipa principal e se forem estes os jogadores que saiem, o Benfica precisa apenas de duas contratações : médio defensivo e lateral esquerdo. Depois é necessario encontrar bons suplentes e alguns estão jà no nosso plantel (Miguel Vitor por exemplo). Um suplente para Maxi e outro ala também seriam importantes.

Importante igualmente serà reduzir a massa salarial e isso pode ser feito desfazendo-nos da gigantesca quantidade de jogadores emprestados.

Sobre o treinador, a situação é mais complicada. O Jesus meteu o Benfica a jogar à bola como jà hà algum tempo não viamos. Contudo a repetição de certos erros (equipa estoirada em Março/Abril, teimosia em apostar em certos jogadores que em Agosto jà sabemos que não têm qualidade, incapacidade em, no periodo de Janeiro, avaliar as fraquezas do plantel e corrigi-las, entre outras coisas) faz-me pensar que de facto deveriamos trocar de treinador. Tratam-se de erros evidentes, por demais discutidos durante meses e que a maioria dos benfiquistas apenas agora se deu conta - esses mesmos que "nos" tratavam de maus benfiquistas hà algum tempo e que agora assobia o clube quando este conquista um titulo.

A questão é : sai Jesus e entra quem? Tendo em conta as ambições do Benfica não existem muitas hipoteses. A nivel interno não vejo quem possa substituir o Jesus (Leonardo Jardim cheira-me a Domingos II) e a nivel externo quem està disposto a vir treinar para Portugal? Agradar-me-ia a hipotese... Fernando Santos mas sem bem que faço parte duma minoria e que existem argumentos legitimos para contrariar esta hipotese. O que fazer então? Escolhemos a continuidade ou arriscamos um tiro no escuro?

Constantino disse...

Fiz há pouco tempo um post por causa do veiga e do figueiredo. Afinal agora chego à conclusão que os meus posts são como os ipads... quando chegam aos escaparates já estão obsoletos.

No caso do capristano, penso que ele não entra na categoria dos abutres por uma simples razão: estamos a falar de um gajo que foi vice do vale e azevedo. Para um tipo cujo grande feito no SLB foi vencer a volta a portugal em bicicleta e talvez um campeonato italiano de polo aquatico... caramba 1 campeonato e 3 taças da liga é para lá de bestial. E pensar que em vez do heynckes eles podiam ter ido buscar o Jesus ao amora ou ao felgueiras... e logo eles que foram os visionarios que descobriram o mourinho...

Eu só tenho é 2 dúvidas que gostava de colocar ao "capris":

1 - chefe... o rodrigo teve um brutal abaixamento de forma nos ultimos 2 meses... achas que isto é razão suficiente para lhe metermos 100 mil contos no bolso e avançar para rescisão amigável de contrato?

2 - parece que o SLB se prepara para vender o gaitan por 25 milhões... tens algum amigo que tenha um iate para venda?

Abraço (para o capristano, não é para o Ricardo)

Bruno Pereira disse...

Ricardo,
Concordo com o teu post. No entanto há que ter em conta o contexto em que JJesus chega ao SLBenfica, as condições que teve e fatores externos que possam ter influenciado o resultado final.
Mas isso como dizes e muito bem, é feito no final.

David Duarte compreendo a pressa em avaliares, mas tal como digo aqui (http://orgulhosamentelampiao.blogspot.pt/2012/04/certeza-de-que-somos-muito-menos-do-que.html ) , não pode ainda ser feita uma avaliação correta. A pressa é inimiga da perfeição e a melhor de pensares na próxima época é ganhares os 4 jogos que faltam nesta.

Abraço!

David Duarte disse...

Eu sei Bruno e é por esse motivo que ainda não tenho uma posição clara sobre a continuidade ou não do Jesus.

Sobre o plantel, a discussão é outra visto que temos como ponto assente o facto de termos de vender jogadores mantendo uma equipa competitiva. E assim, ir além de Gaitan, Javi e Cardozo é destruir por completo a nossa equipa.

Ricardo disse...

Moleculasdeamor, gostava de saber o que anda Rui Costa a fazer no Benfica. Umas palavrinhas sobre a realidade actual bastariam. Mas nada.

Jedi, só contam os que dizem bem. Os que questionam são abutres. É a lógica de uma facção substancial de benfiquistas.

LDP, "de tal maneira" ainda é mais bonito. É uma coisa de outro mundo, mesmo.

David, concordo com quase tudo o que escreveste. Discordo na questão das vendas. Acho que se vendermos bem o Gaitán não precisamos de vender mais ninguém. Perder Javi e Cardozo será um grande golpe nas aspirações futuras.

Constantino, o que eu acho mais curioso nisto é a incongruência desta gente. Mas Capristano não tem noção do que fez no Benfica? Estes notáveis que aparecem a dizer barbaridades são um caso de estudo intensivo.

Bruno, o "contexto" do Jesus é simples: teve direito aos maiores orçamentos da história do clube. Por teimosia (só?), decidiu estragar o que de bom tinha nas mãos.

David Duarte disse...

Ricardo, temo que limitar as vendas ao Gaitan não seja suficiente para "equilibrar" as contas.

Ricardo disse...

Percebo o que dizes e provavelmente tens razão - o que é preocupante, porque é a prova de um clube totalmente desgovernado e entregue à banca.

Por mim, optava por vender apenas o Gaitán e ia equilibrar as contas com os emprestados - uns vendia, noutros libertava a folha salarial.

Bicadas disse...

Boas,

Permitam-me repetir o que escrevi noutro Blog, preguiça enfim...

Antes de JJ o último futebol do Benfica que admirei foi o de 92/93. Havia R. Costa, P. Sousa, J. Pinto, Futre, Rui Águas, Paneira, Mozer... Ganhámos uma taça de Portugal! Passaram-se 20 ANOS. É normal o descontentamento, muito português, de valorizar o que não temos. Friamente, das alternativas que se vão apresentando não vejo nenhuma que se diga claramente "este é melhor", ou sequer "este pode ser melhor".

Claro que tb não gostei da chantagem para renovar. Mas há que perceber as coisas: JJ não é novo, chegou tarde a um clube grande e perdeu grande parte das suas economias no BPP. Acenam-lhe com um contrato de balúrdios e com boas perspectivas desportivas: estavam à espera de quê? Que ignorasse tudo por amor ao Benfica? Essa atitude, pura e simplesmente, não existe em nenhum sector, e no futebol profissional também não. Nem sequer acredito que qualquer adepto do Benfica com capacidade para calçar estes sapatos consiga dizer que tomaria atitude distinta. Pelo menos fê-lo no final da época e não como Mourinho...

Depois dizem que é teimoso. Claro que é! Estavam à espera de quê? De algo do tipo "tenho a convicção de que esta é a melhor opção mas, eh pá, se toda a gente diz que aquela outra é melhor, então vou escolhê-la"?! Mas já ouviram falar de algum treinador de sucesso do qual não se dissesse que é teimoso? É que normalmente o problema não está neles. O problema é um fenómeno conhecido mas pouco documentado - dá pelo nome de "treinadores de bancada". Não gostam do Emerson? Eu também não. O Cap é melhor? Parece-me que sim, mas tenho cá um palpite de que a aposta tivesse sido nele, seria hoje alvo de tratamento semelhante ao do Emerson, talvez não tanto porque apesar de tudo tem mais tarimba.

Mau condutor de homens? Nem vou comentar, apenas digo que me faz alguma impressão a desonestidade intelectual que vejo, em alguns comentários, quando, para se fundamentarem neste aspeto, elencam uma série de casos em que a esmagadora maioria não diz respeito a JJ.

Por mim JJ é bom treinador para o Benfica. Quer isto dizer que defendo que permaneça na próxima época? Não, não quer. Nem o melhor treinador do mundo tem sucesso se não tiver condições para isso. Neste momento penso que ainda há condições para a permanência, mas tudo irá depender do que se passar até ao final da época e até para além disso. É ano de eleições e LFV estará interessado em ganhá-las: fatalmente vai proceder à contagem de espingardas e esta é uma das áreas em que costuma dar pontapés na gramática. Do meu ponto de vista a defesa dos interesses do Benfica passaria pela criação de condições para JJ e uma apresentação clara aos adeptos, nas eleições - "este é o treinador para o meu mandato". Assim. Sem ambiguidades. Vamos ver.

Cumprimentos

P.S: suponham por um momento que vendemos o Rodrigo por, vá lá, 20M. Isto quer dizer que vendemos o Di Maria por 55M?

Vitto Vendetta disse...

Esses gajos só são notáveis porque as pessoas levam a sério o que eles dizem. Caguem neles, que logo desaparecem.