quinta-feira, 10 de maio de 2012

Um ou outro conselho a um possível candidato






Isto é tão evidente que devia ser proibido dizê-lo. Porto constantemente beneficiado e uma direcção do Benfica profundamente incompetente. Por algum estranho motivo, uma grande maioria de adeptos do nosso clube só consegue ver a primeira. Andam há 10 anos sem ver a segunda ou, mais grave, vendo mas não fazendo nada para mudar o Benfica para melhor. 

A ver se vocês entendem com palavras simples: se, por absurdo (será?), o Vieira ficar no poder por mais 10 anos, o máximo a que podemos almejar é a 2 ou, loucura, 3 campeonatos. Por incompetência, por estar amarrado a outros interesses, por ser incapaz de criar um Benfica com mentalidade vencedora. 

A única solução passa pela mudança. Mas não a mudança instintiva, sem fundamento. Não a mudança que os cães de fila do Presidente querem que defendamos. Uma mudança para uma equipa de gente séria, competente, honrada, benfiquista, apaixonada, conhecedora, inovadora, com a noção do que é o Benfica e a vontade de o defender até ao fim, sem quaisquer outros interesses. Uma equipa encabeçada por alguém que tenha força na banca (sem isso, torna-se impossível governar um clube que, ao contrário do que nos andam a dizer há anos, está praticamente falido), carisma, independência pessoal e profissional para não precisar do Benfica. 

Um Presidente que queira levar o clube ao topo, que crie exigência dentro do clube, acabe com os traumas e medos em relação aos corruptos, seja honesto com os adeptos (e não, como actualmente, mentir em 2 de cada 3 frases que diz), inflexível na defesa do Benfica, que odeie todas estas personagens macabras que pululam no futebol português.

A vergonhosa mudança de estatutos de há 3 anos - aliada à antecipação de eleições, num gesto que, só por si, devia merecer por parte dos benfiquistas uma recusa em serem presididos por gente capaz de tal coisa - condicionou muito os possíveis candidatos. Mas ainda há quem preencha os requisitos e tenha o perfil traçado. E compreende-se até que nos próximos dois meses não se atirem para a ribalta, não vão acabar queimados na fogueira para onde os atirariam os cães de fila que já esperam, raivosos, por gente nova que apareça com ideias novas - era só o que faltava, ideias novas, gente nova, um Benfica melhor. 

O candidato deve esperar, ir trabalhando a sua candidatura na sombra. Preparar uma equipa de qualidade, composta por gente competente para cada área, deve negociar com a banca os futuros acordos que com ela terá se for eleito e deve ir gerindo expectativas e lendo os momentos em que pode aparecer. A máquina ditatorial tem muita força - há gente que fervilha só de pensar em encontrar alguém a quem chamar "abutre" -, não se pode dar ao luxo de ser descredibilizado em praça pública muito antes das eleições - com tempo, rapazes, com tempo.

Se querem um conselho: Agosto. Com tudo bem planeado e organizado, lancem a candidatura em Agosto. E, por favor, sem populismos que vão aparecer do lado do Vieira. Não quero jogadores sonantes nem frases absurdas. Quero gente inteligente que saiba o que é o Benfica e o saiba respeitar. Que fomente uma cultura de debate honesto e não apareça a entrar no jogo dos outros. Eu ainda acredito que a inteligência pode bater o populismo. Saibam vocês trabalhar convenientemente.





 

13 comentários:

O Bandido disse...

Fico maluco como é que o Sporting, um clubezinho de merda quando chega a altura das eleições tem um número elevado de candidatos, enquanto que no Benfica parece que tem tudo medo de se chegarem á frente.. Somos o maior clube de Portugal porra!

Pedro Ribeiro disse...

Realmente é verdade o que O Bandido diz. Nem o argumento de que o Vieira seca tudo à volta - o que faz com que exista menos oposição -, serve. Se essa suposta oposição aceita tachos do Vieira, nunca seria alternativa válida. Há mesmo uma falta de personalidades que consigam actuar no background de forma a constituir essa alternativa. Nós, sócios apaixonados e muito activos já teríamos percebido há muito se existissem alternativas a perfilar-se. Ou então isto está tudo a acontecer muito pela calada e nem o Grândola Vila Morena vai tocar no nosso rádio...

Pedro disse...

A falta de alternativas reside em duas situações:

- Noção que aquilo está tão mau e não se querem queimar;

- Medo da "pressão" que Vieira faz.

Anónimo disse...

"A falta de alternativas reside em duas situações:

- Noção que aquilo está tão mau e não se querem queimar;

- Medo da "pressão" que Vieira faz."

quem quer que admita essas opções também não faz falta nenhuma ao Benfica.

Constantino disse...

Ricardo,

Já o disse e repito: não tenho medo que não haja alternativas. Sei que as há. Somos 200 e tal mil, tem que haver no minimo, 1 alternativa. Para agravar a coisa, o status quo actual não implica que tenhamos que ter uma alternativa de extraordinaria qualidade para que possa ser considerada melhor que o que temos. Entendo que os mais velhos tenham levado as mãos á cabeça quando tiveram que sacar um substituto para um Borges Coutinho (por exemplo). Nós não precisamos descriogenizar um Bogalho para termos alternativa ao vieira.

Por outro lado, há por ai quem diga que prefere esperar pelas candidaturas para ver se apoia ou não vieira. É estupido, vieira está para alem de qualquer apoio. vieira andou ao colo com fernando gomes e esta é capaz de ter sido a decisão presidencial mais danosa para o clube em 108 anos de historia. Se damasio caiu por causa de artur jorge, vieira tem que cair por causa de gomes. Para mim, isto não admite discussão.

Só para terminar, penso que o facto de as eleições serem em Outubro pode, de certa forma evitar grandes populismos. Não é epoca de mercado aberto e vamos partir do principio que por essa altura a extensa entourage do vieira no SLB na Liga e na FPF ainda não aniquilaram as esperanças do SLB. Aliás, não tenho duvidas em afirmar: na data das eleições o SLB irá estar fulgurantemente em 1º lugar. Será a melhor forma de evitar a queda daquele que nem cocegas faz ao Sistema.

Abraço

Pedro disse...

Constantino,

Epa tens razão quando dizes que Vieira não serve, mas a qualquer preço também não, Brunos de Carvalhos, Vales e Azevedos...epa poupa-me, eu acho que chega de Vieira, mas também haja o mínimo de bom senso!

Abraço
Pedro

Lotinor, Construção Lda disse...

Pedro,

Brunos carvalhos de certeza que não aparecem porque com a mudança de estatutos, só pode ser candidato que já estiver a dias da reforma. Quanto a vale e azevedos... todos os candidatos são potenciais vale e azevedos. De certeza que quem votou nele não esperava que saisse o que saiu, tal como quem votou no vieira não esperava que viesse isto, certo? Isto dos candidatos é como os melões... só depois de eleitos é que se sabe se são bons ou não. Se o vieira se recandidatar, ao menos já temos a coisa mais facil... sabemos que um deles não é bom. Isto claro, para quem almeja um SLB melhor e vencedor. para quem achar que sim senhores, 2ºs lugares, Taças da Liga e passivos galopantes são coisa à Benfica... pois que metam a cruz na lista A e se ele ganhar, todos os outros terão que aceitar. Afinal de contas somos um clube democrático... ou pelo menos eramos até às ultimas eleições.

Abraço

Anónimo disse...

Ricardo, és um optimista: "Eu ainda acredito que a inteligência pode bater o populismo." Mais a sério, Agosto parece-me também o timing ideal, 2 meses é mais que suficiente para esclarecer as pessoas. Mas tem de ser alguém que tenha já o respeito dos benfiquistas. Há vários possíveis candidatos com esse perfil e aparecerão alternativas seguramente. Um abraço, MT.

moleculasdeamor disse...

As ideias e a certeza de que uma pessoa é honesta e dedicada... será certamente suficiente... tenho acerteza e sim Agosto parece-me bem...

Ulrich Haberland disse...

“O fcp continua a ter uma estratégia. Os outros limitam-se a protagonizar impulsos. “

Não quero a estratégia do crac para o meu clube, óbvio, mas precisamos de ter uma estratégia.

Precisamos de uma estratégia que, respeitando os pergaminhos do clube, o reestruture internamente com uma política e filosofia interna clara que una todos em torno dos objectivos.
Temos que, internamente, encontrar os meios e as forças para vencer a estratégia do crac. Depois de todos os processos “apitos”, sabemos que não podemos contar com poder político, policia ou tribunais, liga ou federação. Só podemos contar connosco.

Já perdemos demasiado tempo com amigos da "estratégia" do crac

luis disse...

Parabéns Ricardo,"Maradona das letras" foste referido na BenficaTv,"especial blogesfera", apesar de sentir algum "piri piri", lá referiram que escreves Bem.
Reflectindo com as minhas moleculas de amor pelo Glorioso Sport Lisboa...para além de Benfiquista honesto, dedicado não podemos esquecer na escolha a TERNURA da CULTURA DESPORTIVA.

"os sonhos comandam a vida" e como dizia o Bom Gigante José Torres, "deixem-me sonhar"

-Avançar como exemplo e logo o mais difícil ,colocar a Presidente o nosso sócio,o ex capitão Humberto Coelho.

...mais de 10 anos é muito tempo.

luis disse...

Para aprender aqui fica um registo com um aninho(publicado a 11/5/2011):

http://www.youtube.com/watch?v=rsKB_AjFc_4&feature=related

Nota: a partir dos 4 minutos de video, o entrevistado fala do... "tempo".

Miguel A. disse...

Ricardo,

Bom ver-te por aqui, amigo. Isto que dizes


"A única solução passa pela mudança. Mas não a mudança instintiva, sem fundamento. Não a mudança que os cães de fila do Presidente querem que defendamos. Uma mudança para uma equipa de gente séria, competente, honrada, benfiquista, apaixonada, conhecedora, inovadora, com a noção do que é o Benfica e a vontade de o defender até ao fim, sem quaisquer outros interesses. Uma equipa encabeçada por alguém que tenha força na banca (sem isso, torna-se impossível governar um clube que, ao contrário do que nos andam a dizer há anos, está praticamente falido), carisma, independência pessoal e profissional para não precisar do Benfica.

Um Presidente que queira levar o clube ao topo, que crie exigência dentro do clube, acabe com os traumas e medos em relação aos corruptos, seja honesto com os adeptos (e não, como actualmente, mentir em 2 de cada 3 frases que diz), inflexível na defesa do Benfica, que odeie todas estas personagens macabras que pululam no futebol português."

parece quase um sonho. Haverá um homem assim, que lidere uma equipa assim, que sinta assim o Benfica e queira retomar aquilo que sempre foi a cultura do Benfica, que tão espezinhada tem sido nos últimos anos?

Do fundo do coração, quero acreditar que sim.

Abraço.