domingo, 20 de setembro de 2015

Uma derrota que não incomoda

A derrota no Dragão é um resultado natural. Natural pelo ambiente, pelo histórico e pela diferença de qualidade das equipas. Não foi a primeira e não será a última desta temporada. Não se iludam os que pensam que o Benfica pode ser campeão com este plantel. Não pode. Como já não podia no ano passado, não fosse o demérito dos seus adversários, a extrema abnegação dos jogadores, o dedo do treinador e, acreditem que é verdade, a tão propalada “estrutura”. Mas este ano, por muito que queiramos, não dá. A “estrutura” escolheu um caminho diferente: o da aposta nos jovens da formação, nos miúdos made in Benfica. É o projecto de Vieira e é um projecto com o qual estou de acordo. Provoca as tais “dores de crescimento” de que o presidente falou há dias, mas assegura a sustentabilidade financeira e, a médio-prazo, estou convicto de que também assegurará o sucesso desportivo.


Ser campeão, com este plantel, é uma miragem, sabemos isso. Mas há um caminho a percorrer e um projecto com pernas para andar. O Benfica só tem de assumir o que está a acontecer: este é o ano zero. E o maior erro não foi a saída do cérebro. Foi a saída de quem fazia parte deste projecto e não teve a oportunidade de nele participar. Falo, claro, de Bernardo, João, Ivan e André. Encaremos a realidade como ela é: o Benfica não é tão candidato quanto os seus dois maiores rivais. E depois do que vi hoje, desconfio que o maior candidato more em Lisboa.

5 comentários:

Tomaláesta Scpfcpslb disse...

Ano zero?
campeonato é uma miragem?

com os putos nelson, vitor andrade e guedes o campenato é uma miragem, mas com os putos bernardo, joao, ivan e andre já dava para ganhar?

atençao amigo, o ivan já foi vendido com o rui vitoria no slb, mas isso sao peaners!



Tomaláesta Scpfcpslb disse...

Ainda dormes ou não vais aceitar o meu comentário??

Gandhy disse...

Blá Blá Blá.

Projetos, Putos, Formação, Academias, etc., isso é para os outros.

No Benfica, e como vocês gostam de afirmar, o Benfica histórico, só tem em mente uma coisa, Vencer. E Vencer Sempre!

No Benfica não à tempo para dores de crescimento e tretas de osgas. No Benfica a exigência tem de ser superior a 100%, só assim se vence.

Fico triste por ver Benfiquistas satisfeitos após uma derrota. Ainda por cima contra uma equipa que gasta o que gasta e não joga um peido, que tem um treinador do pior que existe, que inclusive já estava a ser contestado nas bancadas.

Se o Benfica queria quebrar hegemonias, ontem era o dia para o fazer. Vencer duas vezes seguidas nas antas e aquilo ia ruir como um castelo de cartas.

O flopetegui ia de vela antes do natal, e o caminho para o título ficava para ser decidido na segunda circular, onde ai o Benfica teria de impor a ordem natural das coisas.

Mas não, à e tal, perdemos, e os putos jogaram muito (quem afinal?). O Guedes não se viu, e o Semedo apanhou pela frente o maior flop da imprensa portuguesa dos últimos dez anos!

JNF disse...

Tomaláesta,

tenho uma má notícia para ti: não estou 24 sobre 24h a fazer moderação de comentários. Não se chama dormir, chama-se trabalhar. Não sei se sabes isso, mas se largasses o RSI saberias.

Gandhy,

ninguém está satisfeito com a derrota, mas temos de perceber o contexto da mesma. E o Benfica histórico também apostava e muito nos jovens da formação. Não te esqueças disso.

Aamodt disse...

Qual é o problema do plantel? Não entendo, perdeste 2 jogadores mais o Salvio. Mas a diferença de qualidade para o plantel do Porto diminuiu de forma brutal com todas as vendas que eles fizeram.
O verdadeiro problema é que é conveniente ter nos treinos um treinador em vez de um gajo porreiro. Alguem que saiba como fazer os jogadores jogarem como uma equipa e não como um grupo de amigos que se junta ao fim de semana... A difença entre este artista, o Jaime Pacheco ou o Sá Pinto é nula, como eles.