sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Só te posso pedir "menos", António Simões




O que é isto?

Como é possível Simões?

Por respeito ao seu passado glorioso enquanto jogador do Benfica sempre tive muita cautela ao comentar António Simões.

Mas agora tenho de dizer: Menos Simões, por favor, muito menos.

Um treinador que está no clube há 5 meses é aposta ganha porque:

Colocou a equipa a praticar um futebol vistoso?

Colocou a equipa a praticar um futebol dominador?

Lidera o campeonato?

Já conquistou alguma taça?
Já mostrou superioridade frente aos rivais?

Nada disto. A equipa pratica um futebol sem ideias, perde os 4 jogos com os rivais, perde a Supertaça, é eliminada da taça e está a 8pts (talvez 7 ou 5) da liderança mas a aposta no treinador é já uma aposta única e exclusivamente porque este olha para os jovens e lhes dá oportunidade de mostrar o seu valor.

A aposta nos jovens do clube, a aposta na formação do clube, é um meio para atingir um objectivo e não um objectivo.

Para António Simões, neste caminho que ele percorre enquanto comentador da actualidade do Benfica, a aposta em Rui Vitória é uma aposta ganha desde o momento em que ele assinou, pois assinou já na condição de que teria de apostar nos miúdos da B, independentemente dos resultados, conquistas e do futebol praticado.

Num post anterior outro escriba aqui do Ontem dizia que temos um mau presidente e um mau treinador.
António Simões defenderá que temos um óptimo presidente e um bom/aposta ganha treinador.
Eu acompanho o escriba quanto ao presidente e fico a meio caminho quanto ao treinador, o qual considero não ter perfil de clube grande e ser tecnicamente mediano.

Admito que inicialmente pensei que Rui Vitória fosse melhor do que é. Ainda acho que é melhor do que tem mostrado ser.

2 Factos que me parecem óbvios:

- Rui Vitória é o treinador que fazia sentido para as intenções manifestadas ano após ano por Vieira, é o treinador com o perfil que a estrutura queria.
- Rui Vitória não é suficientemente bom para dar a volta às más condições que a Estrutura (directiva, não a de cimento) lhe dá.

A campanha europeia não está a ser brilhante mas sim mais competente que a dos últimos anos. Uma campanha europeia competente com um toque de brilhantismo na passagem por Madrid. Contudo é necessário mais para o treinador se tornar uma aposta ganha.

4 comentários:

joão carlos disse...

em todas as declarações do simões nunca podemos dissociar que ele é tio do lfv e isso conta mesmo muito.

moleculasdeamor disse...

O ser familiar de LFV é realmente determinante, tenho estado a pensar neste imbróglio em que mergulhámos. Manuel José como treinador para 6 meses ou ano e meio se for capaz de manter a aposta na formação parece-me ser a solução de recurso.
No euvistodevermelhoebranco.blog o que lá é apresentado como erros de movimentação é muito muito "grave", eventualmente RV está a trabalhar um modelo que "não domina", é aquilo que se pode depreender do que vamos lendo.
Mesmo com este plantel fraco algo poderia ser feito melhor, não compreendo a não utilização de Cristante, Djuricic e Carcela (mais minutos)... não compreendo a contratação de Taarabt, como é que o clube o contrata sem ter uma certeza absoluta que o atleta queria dar um novo impulso à carreira e que etsva completamente comprometido com esse desígnio - foi-lhe fornecido apoio psicológico? Foi estabelecido e negociado com o atleta um percurso de inserção na equipa de forma clara com todos os passos claros? Ou simplesmente lhe foi dito trabalha, perde peso desenrasca-te... é que estamos num clube de topo!
Se estes atletas não interessam devem ser vendidos ou emprestados em Janeiro, são carga pesada. Aliás Fejsa também deveria ser emprestado... são atletas que não demonstram potencialidade para ter um rendimento regular e útil.

VC disse...

O presidente não percebe nada de futebol;
a estrutura é fraquíssima;
O Rui Costa não percebe nada de gestão; e tenho sérias dúvidas quanto à gestão do futebol;
A comunicação é abaixo de cão.
O Treinador moldou-se a uma estrutura fraquíssima;
A equipa é fraca;
Quem não quer ver isto...
Portanto...

fui disse...

3 hipóteses:
- acontecer o tal cataclismo até Janeiro, nesse caso só vejo um treinador disponível com qualidade - Laudrup
- Aguentarmos até ao final da época em sofrimento, o Vieira percebe que cometeu um erro e substitui o treinador. Nessa altura pode haver várias opções - Marco Silva, Paulo Sousa, Vitor Pereira, Laudrup, Paco Jemez, Leonardo Jardim, etc.
- A jogar mal (parece inevitável) conseguimos ter resultados suficientes (lutar pelo campeonato até às últimas jornadas, ganhar a Taça da Liga e chegar aos quartos na Champions). O Vieira deixa lá o Vitória mais um ano, o que pode acontecer até com resultados menos satisfatórios que o mencionado...

Uma última hipótese impossível - somos campeões com uma grande vaca e o Valencia ainda nos faz o favor de vir buscar o treinador!