terça-feira, 24 de abril de 2018

O Futebol raptado por grunhos



É muito provável que esta imagem não escandalize a maior parte dos adeptos - os sportinguistas porque até acham graça; os benfiquistas porque provavelmente, se fosse ao contrário, não lhe veriam mal nenhum. A mim, enoja-me. O facto de, na televisão do clube, não poder passar o nome completo do adversário (para além da diferença de tamanho dos símbolos) diz-me tudo o que tenho de saber sobre Bruno de Carvalho e a sua sociopatia, a demência, a obsessão, a pequenez. A imagem conta-me tudo o que tenho de saber sobre o sentimento de inferioridade do Presidente do Sporting. Sinais que anunciam ditadores, que poderiam evitar guerras mundiais, crimes, violências mas que só são entendidos pela maioria muito depois das bombas caírem sobre os corpos.

O futebol é um desporto maravilhoso, um jogo genial, uma arte física, emocional e cerebral em constante movimento. Infelizmente, nos últimos 40 anos foi raptado por grunhos.

8 comentários:

Anónimo disse...

36, para ser mais exacto...

andré raposo disse...

E a melhor resposta deu-se em campo.

Anónimo disse...

Infelizmente, morreu!
E morreu a partir do momento em que deixámos entrar em nossa casa daqueles que contribuíram para que isso acontecesse.
Acho que chegou o momento em que temos de os expulsar. E começar nós com outras caras que tratem o Benfica como merece e ataquem com tudo o que puderem a corja que existe nos últimos 30 anos no futebol português.

artnis disse...

Infelizmente estás tão certo !...sobretudo no que aos grunhos diz respeito e nem só no futebol.

Em relação ao autor do 'manual para quadrúpedes com pálas', como se diz lá pela minha 'santa terrinha'!...

"Quem nasce para ser lagartixa, nunca chegará a sardão" !!!

Nau disse...

São mesmo pequeninos! Jamais passarão de uns merdas. Mas esperar o quê de gente que, 108 anos após a implantação da República, ainda tem a mania do sangue azul e as manias da nobreza decadente?

Miticoneto disse...

Concordo completamente. Hoje em dia e' uma tristeza o que se passa no futebol...

j. Costa disse...

Meu Caro Benfiquista esta tese cai por terra se for ver as estatísticas dos jogos com o porto dos últimos anos não conseguimos melhor..,.e Rui Vitoria não estava no Benfica.Saudaçoes

Adolfo Sapinho disse...

Estou completamente de acordo. E não escrever com letras minúsculas já foi uma sorte. Infelizmente perdeu-se a essência do desporto, a sã rivalidade, o respeito pelo adversário.

Acho que essa enfermidade junto dos adeptos até já terá mais de 40 anos, mas os dirigentes ainda mantinham algum bom senso, até que a dupla Pedroto / Pinto da Costa resolveu acabar com tudo isso e implementar uma estratégia de guerrilha permanente. O problema é que essa estratégia acabou por resultar num estrondoso sucesso desportivo, tão grande que acabou por fazer escola.

E esse é mesmo o pior legado de Pinto da Costa. Hoje existe um perfil ditatorial, do tipo messiânico, instalado no futebol português. Basta olhar para o perfil dos presidentes dos clubes da nossa Liga para perceber isso. E com cada vez mais apoio popular... E porquê? Porque a malta está-se a borrifar para o desporto. A malta gosta é de clubismo. Se ganha espezinha. Se perde insulta. Já não se sabe perder, e cada vez menos se sabe ganhar! Que saudades do tempo dos verdadeiros Senhores da Bola!

SL