quinta-feira, 3 de março de 2011

Não te cansas de ganhar ao Sporting, Jesus?

1) É por isto que gosto do jogo dos jogos em Portugal: mesmo em baixo, o Sporting tinha de entrar neste jogo como se, perdendo, lhe vendessem a mãe a um mercado negro na Etiópia. Estiveram muito bem os jogadores sportinguistas: concentrados, organizados, compactos. Tirando o Postiga, que esteve parvo. No fim, a mãe do Sporting foi vendida mas com uma flor na orelha.

2) Eu pensava que era o Moreira o guarda-redes da Taça da Liga. Pelos vistos, não. Erro de Jesus. Pelo sinal que dá ao português e por aquilo que aconteceu. Mas, meus caros, Roberto é aquilo: lance do golo do Sporting e grande defesa no fim. É aquilo, não há volta a dar. E aquilo não acalma o meu coração.

3) Alguém avise o Jesus que o Cardozo não está para marcar penáltis. Já chega. Com Saviola, Aimar, Salvio, Martins e Kardec (parece que é o melhor, palavras de técnico), para quê metermos o cu no espeto? É verdade que os paraguaios são bons em churrasco mas esta carne está queimada. E toda a gente sabe que a boa carne vem mal passada.

4) Metam o Gaitán num congelador até Quinta-feira, se fazem favor. O homem aos 10 minutos estava estoirado. E, estoirado, como sabe quem esteve lá dentro, pensa-se e executa-se a ritmo de caracol. Deixem lá o Nico dormir até tarde no Domingo a sonhar com o Gardel. Que volte fresquinho com os parisienses.

5) Já disse que gosto de ver o Javi a festejar golos? Aquele espanhol é do Benfica desde que nasceu. Que garra! Ainda por cima é o único do plantel que a minha namorada gosta. Deve ser do sentido posicional do homem...

6) Os golos consecutivos nos últimos minutos não são sorte. São alma. E este Benfica transborda alma. Há quantos anos não víamos um Benfica deste? O benfiquinha está enterrado.

7) 18 vitórias consecutivas. A sério, não estou a brincar. 18. Atingimos a maioridade.

8) O que dizer das queixas dos sportinguistas sobre a arbitragem num jogo sem mácula? Anti-benfiquismo primário e bacoco. Ridículo.

9) O que é aquilo do labrego do Jesus de tirar a gorila de laranja para gritar com os jogadores? Não podíamos arranjar maior taberneiro, pois não? É Benfica. Que fique por muito tempo e esvazie o stock que ainda resta das Gorila. Qualquer dia põem a cabeleira dele no rótulo.

10) Acabei de fazer um bacalhau com farinheira, grelos e broa. Quando abri a porta do forno, vi a taça da Liga Europa no queijo gratinado.




8 comentários:

Michael disse...

caro ricardo,

se amanhã, ao pequeno-almoço, como às vezes acontece pelo mundo, vires jesus nas torradas, avisa. é que assim compro logo bilhete para dublin. obrigado.

abraço,

michael

Carlos Alberto disse...

Ainda bem que não falaste no Polga... que se já me doi a barriga de tanto rir com o teu post se o tivesses mencionado aposto que faria 2 ou 3 gotinhas de xixi. eheheheh

Grande post, Abraço

JNF disse...

"mercado negro na Etiópia"

Hehehe

Éter disse...

Confirmo que o sexo feminino tem atracção pelo Javi.

Ricardo disse...

Michael, isso é mais no México. Mas... ainda não tens o bilhete para Dublin!?!?!?

Carlos, gosto do lado poético do xixi. Há um som, seja no lavatório da cozinha seja entre arbustos em redor da Luz, que é reconfortante. A bexiga agradece muito. E bate palmas.

Seu racista, JNF!

Éter, elas sabem tanto sobre a prestação táctica do Javi. São conhcedoras. São Freitas Lobo mas em bom. E em mulher. O que só acrescenta.

M disse...

é, o javi e as gajas.....ha um tom de voz diferente la em casa quando se diz "o jaaaavi resolveu..." do "o gajo com alcunha de pássaro sul-americano cujo nome está na tua caneca de café resolveu..."

é isto...:)

Mr. Shankly disse...

Muito, muito bom. Confirmo que as mulheres gostam do Javi. Para compensar eu gosto da mulher dele. Quase tanto como gosto dele.

6) Ah pois é.
8) Normal.
9) Lindo.
10) Adoro Dublin, mas para já penso que a viagem é para rever velhos amigos. Não quero apanhar uma desilusão à antiga. Jogo a jogo.

Diego Armés disse...

Boa, o Javi! Como é que eu não pensei nisso? Vou iniciar de imediato o processo de reeducação da minha senhora. Já se sabe que no meio é que está a virtude... Eu é que andava distraído.