sexta-feira, 8 de maio de 2015

Futebol e Benfica pelo Mundo (Parte 2)



Depois da abordagem ao campeonato brasileiro e argentino, partilho agora as minhas anotações sobre alguns campeonatos da segunda linha europeia.


O campeonato ucraniano está a 4 jornadas do seu término e é confortavelmente liderado pelo Dynamo Kiev que se encontra num jejum de 5 anos.
Na Europa o Dynamo foi eliminado nos Quartos da Liga Europa pela Fiorentina depois de se ter superiorizado ao Everton nos Oitavos.

O Shakthar, actual pentacampeão, completa o pódio ucraniano e está só a 1pt da vice-liderança. Na Champions apurou-se no grupo do Porto mas caiu com um estrondoso 7-0 em Munique.

O Dnipro é a equipa ucraniana sensação. Neste momento ocupa o 2ºlugar do campeonato, está na Meia-final tanto da taça como da Liga Europa, onde joga com o Nápoles depois de ter eliminado o Olympiakos, Ajax e Club Brugge.

Na Taça a presença na Final está a ser disputada entre o Dynamo e Olimpik e entre o Shakthar e Dnipro.


Na Suíça ainda faltam disputar 5 jornadas mas o Basileia já pode encomendar as faixas de campeão (ou hexacampeão).
A equipa de Paulo Sousa, e onde joga o Derlis González que conta com 3 golos no cameponato, apareceu a bom nível na Champions ao apurar-se para os Oitavos num grupo com Real Madrid e Liverpool mas acabou aí eliminada pelo Porto.

Irá também disputar a Final da taça onde defrontará o Sion, clube onde joga o Carlitos e que está com a manutenção praticamente assegurada. O português regista 3 golos no campeonato.

O 2º posto do campeonato é confortavelmente ocupado pelo Young Boys, que foi eliminado pelo Everton nos 16-avos da Liga Europa.

Ao rubro está a luta pelo campeonato turco.

Só um ponto separa o líder Besiktas tanto do Fenerbahce como do Galatasaray, os quais estão também a um pequeno passo de colidirem na Final da taça.


O campeonato turco tem alternado entre o Fenerbahce e Galatasaray e este ano pode haver desempate, cada um tem 19 títulos. O Besiktas, com 11 campeonatos, tem sido o único clube capaz de rivalizar com estes dois (excepção feita ao ano de 2010 com primeiro título do Bursaspor).

O Besiktas irá também levar desta época a vitória nos penalties sobre o Liverpool nos 16-avos da Liga Europa, apesar de ter caído frente ao Club Brugge na eliminatória seguinte.

O Galatasaray, apesar da força nas competições nacionais, só conseguiu fazer 1pt no seu grupo da Champions, composto por Anderlecht, Dortmund e Arsenal.

Com os seus golos o Tacuara conduziu o Trabzonspor ao 6ºlugar, somente a 1pt do 4º, e também aos 16-avos da Liga Europa, onde foi eliminado pelo Nápoles. O paraguaio conta com 15 tiros certeiros para o campeonato.

Também o Binya anda por estas paragens e o seu Gaziantepspor está a meio da tabela já coma manutenção garantida.

No Eskisehirspor, em 14º com a manutenção quase segura, está por empréstimo o nosso Funes Mori com os seus 6 golos no campeonato.


Na Escócia o Celtic já se sagrou tetracampeão, apesar dos 9pts ainda em disputa, e também já festejou a conquista da Taça. Na Liga Europa não passou dos 16-avos após uma derrota por 4-3 (agregado) contra o Inter.

Já o Rangers continua a sua caminhada de regresso à 1ª divisão e está neste momento a disputar o playoff de promoção. Na taça foi eliminado nas Meias pelo Celtic.


No campeonato belga, a 4 jornadas do fim, o tricampeão Anderlecht está a 4pts da liderança, perdeu na Final da taça, ficou em 3º no grupo da Champions e caiu logo nos 16-avos da Liga Europa, onde foi eliminado pelo Dínamo Moscovo.

O Gent ocupa a liderança do campeonato e pode chegar pela primeira vez ao título de campeão.

O clube com melhor performance tem sido o Club Brugge. Está a 1pt da liderança do campeonato, o qual não vence desde 2005, conquistou a taça e chegou aos Quartos da Liga Europa após derrotar o Besiktas. Foi eliminado pelo Dnipro.

No pólo oposto está o Lierse. O clube onde actua o Capdevila conseguiu, à custa do Cercle Brugge, apurar-se para o playoff de despromoção.

O Mitrovic, avançado do Anderlecht, lidera a tabela dos melhores marcadores no campeonato.


O Zenit está próximo de se sagrar campeão russo pela 4ª vez. O clube onde actuam o Garay, Javi e Witsel, lidera com 6pts de vantagem a 4 jornadas do fim.
Nas competições europeias frustraram as expectativas. Não foram além do 3º lugar no grupo (do Benfica) da Champions e caíram nos Quartos da Liga Europa frente ao Sevilha. Pelo caminho eliminaram o PSV e Torino.

Época negativa para o CSKA. O actual bicampeão russo está a 10pts da liderança e no Champions ficou em último no seu grupo (Bayern, City e Roma).

O Dínamo Moscovo apareceu em grande na Liga Europa ao eliminar o Anderlecht após ter vencido todos os jogos no seu grupo. Acabou eliminado pelo Nápoles nos Oitavos.

A meio da tabela, prestes a garantir a manutenção, está o Mordoviya do ainda nosso Djaló.
No fundo está o Torpedo onde actua o Hugo Vieira. Contudo só 3pts separam o Torpedo da linha de segurança.

A Final da taça traz-nos um duelo entre o Melgarejo e o Manuel Fernandes.

O Kuban do paraguaio está no meio da tabela enquanto o Lokomotiv do português está em 7º.

A tabela dos melhores marcadores é liderada pelos 13 golos do Hulk. O M.Fernandes conta com 6 e tanto o H.Vieira como o Djaló só contabilizam 1 golo.


Na Grécia o Roberto e o Jara já se sagraram campeões pelo Olympiakos e estão também na Final da Taça.

Na Champions não foram além do 3ºlugar no grupo da Juve e Atlético. Na Liga Europa foram eliminados pelo Dnipro logo nos 16-avos.

O Miguel Vítor ajudou o PAOK a chegar ao 2º lugar e está agora, a uma jornada do fim, com 1pt de vantagem sobre o Panathinaikos. Na Liga Europa não passaram a fase de grupos.

O Katsouranis está com o seu Atromitos na luta pelos lugares europeus.

O Barrales lidera a tabela dos melhores marcadores com 17 golos, seguido pelo Mitroglou com 16 e pelo Domínguez com 15, ambos do Olympiakos. O Jara regista somente 2 golos, tantos quanto o M.Vitor.

2 comentários:

Vasco Coelho disse...

Um bocadinho fora da óptica deste post, mas que não deixa de ser interessante mencionar, é o facto dos campeonatos inglês, grego e suiço serem ganhos por treinadores portugueses, esperando que o português também o seja rapidamente. E que os campeonatos espanhol e francês também têm tido excelentes prestações de equipas treinadas por treinadores do nosso país.

Daniel Oliveira disse...

Vasco Coelho,

Provavelmente o campeonato russo também.