sexta-feira, 11 de março de 2016

Não há mais nenhum tão lindo: eis o Glorioso!




Antes de mais, um agradecimento ao blogue «Benfiquistas desde pequeninos» por ter recuperado esta verdadeira pérola da História Benfiquista. 20 anos após a final perdida com o Manchester United, voltávamos a mais uma final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, cumprindo aquela que foi a gloriosa bandeira de João Santos: o Benfica Europeu. 2 anos depois, voltaríamos a estar presentes na grande decisão, voltando a perder o caneco - é incrível e dolorosa a quantidade de finais europeias perdidas que temos no nosso historial.

Nesta noite de loucos, em que eu com 8 anos e o meu Pai ainda sem ter voado para o 4º anel nos juntámos a mais 130.000 gloriosos em apoio à nossa equipa, houve muito Benfica - houve o Benfica todo! Foi como se estivéssemos dentro de uma super-nave que abanava por todos os lados; cada parafuso, cada milímetro de betão, cada bandeira, cada cachecol, cada cadeira, cada pedaço de relva, cada átomo - uma imensa vibração em sintonia. Como se o mundo todo tivesse ficado congelado e só houvesse movimento dentro da Catedral da Luz. Uma noite que foi mais noite do que todas as noites. Um grito secular de todo este clube, de todos os seus atletas, dirigentes, adeptos a ecoar galgando as bancadas do céu ao relvado; do relvado até ao céu.

E depois esta mensagem linda do Presidente João Santos - sem dúvida, um Presidente à Benfica! Estes tão distintos cheiro, sabor e som a Benfica. Uma forma de estar, uma forma de sentir, de ser mais alto, melhor, ser mais digno, maior, ser mais bonito, mais decente, mais festivo, mais Glorioso. Talvez tenha faltado viver isto a muitos adeptos; talvez tenham nascido depois e não respiraram este Benfica; talvez tenham até nascido antes mas não o viveram: talvez até o tenham vivido e já o tenham esquecido. Talvez então entendessem, se dentro levassem este Benfica no coração, a missão que aqui cumprimos diariamente como gloriosa bandeira: nunca esquecer o que é o Benfica.

O Benfica é isto: é esta noite de sonho e glória, e é esta mensagem depois de uma noite de glória e sonho. É este o meu Benfica. O Benfica do meu Pai. O nosso Benfica. O Benfica do Povo do Benfica! O Benfica Campeão! O Benfica Honesto! O Benfica Europeu! O Benfica Digno! O Benfica Mundial! O Benfica Cívico! O Benfica Universal! O Benfica Solidário! O Benfica Louco! O Louco Benfica! O Benfica de Todos os Tempos! É este o Benfica pelo qual luto, sinto, respiro, vivo e morro. Não há mais nenhum tão lindo: eis o Glorioso!

5 comentários:

Anónimo disse...

Já tenho saudades de um post sobre o Vieira.

Anónimo disse...

Ricardo tudo certo e muito lindo, transportando para a actualidade e de volta à terra, os vouchers estragam a pintura toda, e isso causa-me apreensão pelo desrespeito ao Benfica cívico.

Ricardo disse...

Primeiro anónimo, num texto deste tipo falares em Vieira é sujar o Benfica.

Segundo anónimo, os vouchers, não sendo ilegais, chateiam-me. Não são Benfica.

Anónimo disse...

Estive lá nessa noite. 2-0 ao Steua de Bucareste.
Parabéns pelo post.

Miguel Heleno disse...

Ricardo belo post.
Também tenho o poster ainda.
Grande abraço!