quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Benfica TV

Para uma criança de 29 anos como eu, ligar a televisão e ver um canal do Benfica continua a ser uma maravilhosa invenção. Lembro-me de sonhar com isto, quando via os canais do Barcelona, do Manchester ou do Real - um sítio onde só se falasse, sentisse e vivesse Benfica.
Por várias razões, não pude durante muito tempo acompanhar a programação para aferir da qualidade (ou falta dela) da mesma. Hoje em dia, por outras razões, posso e tenho acompanhado. O que dizer, então, da nossa Benfica TV?
Logo à partida, confesso a minha desilusão. Esperava mais, muito mais. Tanto em termos de conteúdos como em termos ideológicos. A ideia que perpassa quando nos colamos ao canal é a de que não há um plano estrutural orientado e organizado. As coisas parecem acontecer aos solavancos, consoante as circunstâncias e os momentos da equipa de futebol. Se o Benfica ganha, o jogo passa exaustivamente nos 3 ou 4 dias seguintes - quando digo exaustivamente, digo 6 vezes por dia; se o Benfica perde, o jogo não é repetido uma só vez. Isto para mim é sintomático da ideologia que precede a escolha na programação e que é, para minha desilusão, de alguma forma contraproducente para quem gosta de ver futebol e o seu clube, ganhe ou perca. O mesmo acontece nos programas em que é aberta a participação telefónica aos adeptos. Se o Benfica ganha, o tema é a vitória do Benfica; se o Benfica perde, o tema é o Andebol (caso tenha ganho), o Hóquei (caso tenha ganho) ou as razões superlativas por que os golfinhos nadam e são muito queridos (caso as prestações das principais modalidades não tenham corrido bem). Isto não é serviço televisivo e muito menos serve para os adeptos discutirem o seu clube. Se o conceito que perpassa pelo canal é o de que discutir Benfica só se ele ganha então o conceito está errado e merece revisão. Aliás, vários foram os telefonemas em que adeptos do Benfica se queixaram de não poder discutir e analisar empates ou derrotas do clube - com toda a razão, acrescento eu.
Depois há os paineleiros. São aí uns 4 ou 5 que pululam de programa em programa, aparecendo de manhã, à tarde e à noite. Um exemplo: no Benfica 10h, em que se discutem as páginas dos jornais e a actualidade benfiquista, é possível aparecer um comentador que, duas horas depois, aparece num programa sobre História do Benfica para mais tarde, 3 horas depois, aparecer a defender o Benfica para ainda e por fim à noite aparecer-nos a debater a jornada. Não arranjavam mais comentadores ou não há dinheiro para mais tachos? São un 5 que aparecem de hora a hora no canal. A ideia que dá é que vivem lá, têm uma tenda no estúdio, quando precisam de beber água descem até ao relvado e pedem ao homem que rega a relva que encha um baldinho com a mangueira para eles lavarem a cara que há mais um programa para ser feito. Há um ar amador em tudo isto, não sei explicar melhor.
No meio desta coisa, os anúncios. Uma repetição ad eternum dos mesmos e cansativos anúncios, sem graça, sem imaginação, exaustivamente egocentrados e egocêntricos. Com a força que este clube tem, não é possível arranjar parcerias que explorem de forma criativa outros pontos de vista e de venda?
Por fim, os conteúdos. Há-os maus, razoáveis, bons e excelentes. Nos maus, em primeiro lugar com destaque óbvio, estão aqueles programas em que se passam 2 horas a analisar uma falta que talvez tenha sido mal assinalada contra o Benfica - vemos especialistas em arbitragem, comentadores profissionais no corte de relva, advogados experimentados na arte da refutação socrática, ex-jornalistas sem emprego, jornalistas medíocres e uns outros, que ninguém sabe bem quem são, que aparecem com um ar pomposo discutindo tudo e nada sem dizerem coisa alguma. Neste circo faccioso, a lei é só uma: defender, de forma acéfala, todas as decisões de Vieira. Atenção: não é defender o Benfica, é defender Vieira. E é quase pornográfico, por vezes. Entendamo-nos: acho importante que se desmascare a porcaria e nojeira que é muitas vezes o futebol português; já não acho tanta graça quanto à forma e conteúdo, quando dou por mim a ver programas com zombies lá dentro. Mas mau, mau, mau é ver a fronha de dois bípedes a comentarem um jogo de futebol. Agora já não usam aquelas bolinhas à FM, mas continua a ser patético.
Nos razoáveis, incluo os serviços informativos, que, apesar de alguma censura (como falei antes), têm valor na forma como discutem o clube e trazem gente e temas de fora do futebol para discussão.
Bons, são vários: o programa "Debate", que traz a blogosfera para dentro do canal, é interessante e tem gente com valor a comentar. Embora, como já tive oportunidade de dizer ao Sérgio (um dos comentadores), o fatigante calcar na arbitragem e as teorias da conspiração me macem um pouco. Mas vê-se bem e tem a vantagem de trazer gente anónima (ou quase) para as luzes da Luz; o "Estúdio BTV", que é um programa de entrevista com uma celebridade e em que o apresentador consegue com relativa facilidade deixar os convidados discorrerem tranquilamente pela conversa - tudo isto no relvado e banco de suplentes do Estádio, o que, em termos de forma, funciona muito bem; o "Estrelas SLB", que é um programa em que conhecemos intimamente os jogadores de várias modalidades (é um dos meus preferidos).
No excelente, um programa que começou há pouco tempo e que aborda a História do Clube e seus intérpretes: "Vitórias e Património". A qualidade de pesquisa, historiografia e informação detalhada é do melhor que há em termos de conteúdos no canal. Que todos tivessem este patamar de excelência.

Resumindo, acho que a Benfica TV tem muito para crescer. Primeiro desafio: desalojar aquela gente mórbida que comenta tudo e mais alguma coisa. Segundo desafio: olhar mais para dentro e menos para as conspirações. Terceiro desafio: saber discutir o clube nas vitórias e nas derrotas. Quarto desafio: não ser um veículo umbilical da Direcção. Quinto desafio: arranjar desafios.

10 comentários:

Karl disse...

Não vejo muitas vezes mas há que dar valor às transmissões dos jogos dos miúdos e das outras modalidades. Já vi alguns jogos interessantes.

Mas concordo que ainda falta alguma coisa ao canal.

MUITO IMPORTANTE: DOMINGO VAMOS ENCHER A LUZ!!! QUEREMOS MOSTRAR A FORÇA DO CLUBE DEPOIS DE UMA DERROTA QUE DOEU! TODOS À LUZ BENFIQUISTAS!!!

Viva o BENFICA!

Ricardo disse...

Tens toda a razão, Karl. No texto, abordei mais a questão dos programas mas, sim, as transmissões tanto dos escalões de formação como das "amadoras" são claramente mais-valias para o canal.

Quanto ao jogo de Domingo, eu farei o meu papel em estar lá. Espero que muitos milhares façam o mesmo.

Viva o Benfica!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Um benfiquista lúcido!! É raro, e por isso mesmo de louvar. Parabéns. Na realidade, esconder a cabeça na areia só pode dar o que deu no domingo.
(não é piada)

Algarviu disse...

O comentário que aparece no "Aventar" assinado Ricardo é teu?
O tema é o Benfica num blog de gente do Porto cidade e há que encostar os mistificadores da História desportiva à parede.

Ricardo disse...

Não, Algarviu. Mete aqui o link, quando puderes.

Algarviu disse...

Não tenho essas competências...
Com o www.aventar.eu chegas lá.
Tenho lá um comentário assinado Joao A.

Ricardo disse...

Já vi.

Há gajos que são capazes de chamar merda a um naco de alcatra mal passado.

JAM disse...

Só tenho uma pergunta: já enviaram isto para a direcção da Benfica TV ou envio eu ?

Abraço,
JAM

Miguel disse...

Há dois aspectos positivos que acho importantes: por um lado, a diversidade de modalidades em destaque e a transmissão de jogos das camadas jovens, que de outra maneira nunca veria; por outro lado, a presença esporádica em programas de comentário de antigos jogadores do benfica que pelo menos a mim me dá prazer rever. Volta e meia aparece um dos oldies e é uma beleza.