sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Sem mácula



5-0 algo exagerado, mas revelador da superioridade demonstrada pelo Benfica face a um Vitória combativo e muito compacto até ao primeiro (genial) golo.

Gostei da dinâmica colectiva da equipa. Gostei da estreia de Samaris, dando o equilíbrio necessário à equipa naquela zona do terreno e demonstrando boa capacidade de construção ofensiva, sendo que esperava uma outra capacidade e continuidade na sua chegada às zonas de decisão, mas acredito que o não tenha feito por ordens de JJ. Gostei ainda da forma como a equipa procurou, já com o jogo resolvido, dar o golo que tem faltado a Lima, ele que fez uma das melhores exibições da noite, com as movimentações interessantes e importantes que lhe conhecemos e com excelente entendimento colectivo do jogo. Faltou-lhe o golo que visivelmente tanto procura e precisa para aumentar os seus níveis de confiança. Finalmente, adorei, como cada vez mais, Gaitan. É cada vez mais delicioso desfrutar da sua genialidade. Simplesmente sublime.

Só houve uma coisa de que não gostei, nem tenho gostado nada. Falo de Enzo. O Argentino tem-se exibido a bom nível, como é seu timbre, mas tenho-lhe notado falta daquela alma que tanto o caracteriza e que todos tanto gostamos e admiramos. Talvez seja apenas impressão minha, mas é a ideia que me tem dado.

Era importantíssimo vencer um jogo que antecede a estreia na Liga dos Campeões e numa jornada em que o FCP tem uma saída difícil, criando assim alguma pressão no adversário. Missão cumprida e sem qualquer mácula.

9 comentários:

Benfiquista Tripeiro disse...

Concordo com tudo, também reparei no Enzo. Mas se calhar também já estamos com "medo" que ele tenha uma má reacção por não ter saído.

Também reparei que ficou chateado por ter saído, é bom sinal, nem com 4 zero o moço quer sair do campo.

M disse...

" algo exagerado "

Por defeito.Tivesse o Lima a alça mais afinada,e a goleada teria assumido aspetos históricos ...

José Moreira disse...

Estamos de acordo M, mas quando digo que o resultado foi "algo exagerado", faço-o por considerar que o Vitória não jogou assim tão mal... Entende?

luis disse...

O Vitória não jogou assim tão mal? Mas o Vitória fez alguma coisa bem durante os 90 minutos? Podes dizer o quê?

Não levaram oito ou nove porque o Lima entende tão bem o jogo colectivo que se esquece de marcar golos. Como o outro que não percebia "as dinâmicas" da equipa mas que marcava 30 por época.

Em relação ao Enzo, não creio que esteja contrariado. Acredito que esteja em sub-rendimento pois teve uma época bastante desgastante (deve ter sido dos jogadores que mais jogos fez na época).

Estamos a mostrar qualidade e isso é importante. Assim como são importantes as vitórias. Destaco também o que referes em relação à atitude da equipa em querer marcar mais golos (se pelo Lima ou não, não sei).

Abraço

José Moreira disse...

O Vitória tentou jogar olhos nos olhos com o Benfica e foi consguindo até ao primeiro golo que nasce de uma acção individual genial. Até aí não tinhamos criado qualquer ocasião de perigo nem sequer haviamos conseguido um dominio claro do jogo. Depois do golo, nasceu outro jogo.

Quanto ao Enzo, não se se estará contrariado, apenas registo alguma falta de chama no seu jogo, sem que isso lhe retire qualidade. Continua a jogar como sempre, mas não da forma de sempre, entendes onde quero chegar?

Abraço

Anónimo disse...

Sem mácula é o novo limpinho, limpinho, limpinho?

José Moreira disse...

Em mácula é não precisar do último minuto para ganhar em casa a um adversário muito inferior e depois da estrela da equipa ter falhado um penalti que cuja conversão não lhe competia. Já percebe assim?

José Moreira disse...

*Sem

Benfiquista Tripeiro disse...

Foi um caso bojinov sem ser caso porque não se chamava bojinov.