sexta-feira, 27 de maio de 2011

Bem-vindo, Artur (para acabar de vez com a conversa sobre o Roberto)


Artur será o novo guarda-redes do Benfica. Ainda bem. Um excelente negócio - a custo zero, experiente, conhecedor do futebol português, com vontade de mostrar serviço ao mais alto nível, humilde por estar no Benfica, com muita qualidade - que vem a seguir a um patético negócio. Perceberam tarde mas perceberam. Mas há quem insista na teimosia estupidificante.

A conversa de que Roberto foi minado, de que se não fossem os 7 anões a dizer mal dele ele tinha feito uma época excelente, é, desculpem o termo, parvo. E ignorante. Um jogador ou tem qualidade ou não tem. Ou tem estofo ou não tem. Quem defende questões psicológicas do Roberto para justificar a época miserável que fez, das duas uma: ou é cego e completamente submisso a quem manda no Benfica e portanto tem de defender seja de que maneira for as acções dos dirigentes e treinador ou vive numa realidade alternativa em que os do Benfica são todos bons e está toda a gente contra nós e a culpa é dos outros e nós, se não fosse o Mundo acabar daqui a uma semana, seriamos campeões do Mundo.

O problema disto? É que prejudicam o Benfica. Se a avaliação tivesse sido feita logo na altura - aliás, nem devia ter sido comprado, mas enfim... - em que chegou, com a imediata substituição por Júlio César ou mesmo Moreira (qualquer um é mais seguro que o espanhol), o Benfica tinha feito uma época melhor. Não sabemos se teria chegado para vencer mais coisas mas sabemos que teria sido bem mais segura. Porque a questão do GR não é só a questão do GR.

Uma defesa, uma equipa!, que sente pouca confiança no jogador que defende as redes da própria equipa, é uma defesa, uma equipa, muito mais insegura. E isso influi na prestação tanto individual quanto colectiva. A forma como o Benfica este ano não exerceu em muitos momentos do jogo uma pressão mais alta e compacta deveu-se muito às hesitações naturais dos defesas que não esperavam da parte de Roberto a compreensão do modelo. Mais importante ainda: as bolas paradas. Claramente mexeram com a forma fantástica como, no ano anterior, a equipa as defendia. Porque reconhecia ao Quim a sabedoria de entrar a varrer se assim o tivesse de fazer. O Roberto não, vai não vai, fica a meio caminho, sai e não acerta na bola, uma tremideira constante.

Não dá. É pena que muitos só agora o vejam mas pelo menos que o vejam agora e não
insistam mais neste autêntico negócio desastroso.

E, sim, não me venham com conversas de merda de que falamos muito no valor por que foi comprado. 8,5 milhões de euros? Mas estão a brincar com quem? Que merda de negócio é este? Alguém achou que o Roberto valia um valor despropositado deste? Mesmo que o homem foss emuito bom, teria sido um exagero. Assim, foi desastroso, foi ruinoso, foi uma vergonha. E, digo-vos, não me espanta absolutamente nada que apareçam notícias sobre este negócio. Não digo estas de ontem e hoje, digo no futuro. Só percebo este negócio à luz de alguém ter arrecadado uns milhões por debaixo dos panos. É que nem o Vieira é tão tapado para achar que o Roberto vale 8,5 milhões de euros.

Defendam o Benfica, caralho. Não defendam interesses próprios ou ilusões parvas ou conspirações demenciais. Coitadinho do Roberto? Coitadinho é de mim, foda-se.

21 comentários:

JNF disse...

"A conversa de que Roberto foi minado, de que se não fossem os 7 anões a dizer mal dele ele tinha feito uma época excelente, é, desculpem o termo, parvo. E ignorante. Um jogador ou tem qualidade ou não tem. Ou tem estofo ou não tem. Quem defende questões psicológicas do Roberto para justificar a época miserável que fez, das duas uma: ou é cego e completamente submisso a quem manda no Benfica e portanto tem de defender seja de que maneira for as acções dos dirigentes e treinador ou vive numa realidade alternativa em que os do Benfica são todos bons e está toda a gente contra nós e a culpa é dos outros e nós, se não fosse o Mundo acabar daqui a uma semana, seriamos campeões do Mundo."

Este parágrafo explica bem a realidade do Benfica e dos seus adeptos hoje em dia.

Miccoli_30 disse...

Concordo com tudo, menos com a parte "Quim a sabedoria de entrar a varrer se assim o tivesse de fazer", sejamos sinceros o Quim era apenas "menos mau" a sair aos cruzamentos, pois também tinha várias hesitações e erros de posicionamento

JNF disse...

É verdade, o Quim também era um mestre no "vou, não vou, está lá dentro". Nesses aspecto, Neno fez escola.

Hattori Hanzo disse...

Concordo com os comentários anteriores. Quim não era muito mais seguro que Roberto. Quanto a Artur: é esperar para ver. É que, embora tenha estado bem no Braga na 2ª parte da época, é no mínimo estranho que raramente tenha sido titular nos clubes por onde passou, e já tem 30 anos. Ao contrário do outro negócio este ao menos verá a peço 0.

Ricardo disse...

Eh pá, calma lá um bocado, comparar o Quim ao Neno e ao Roberto nas saídas é um bocado, muito, exagerado! O Neno e o Roberto têm uma percentagem de erros em bolas altas que é, por si só, uma razão mais que suuficiente para não serem titulares no Benfica. Aliás, são muito parecidos: fortes nas bolas de frente, péssimos em bolas altas. Lembro-me bem daquele ano de 94. Era uma tremideira só comparável à deste ano, sempre que a bola entrava naquela zona.

O Quim é um guarda-redes certinho. Não é espectacular, não fazia defesas vistosas ou para a fotografia, mas era seguro. Tanto pelo ar como de frente como nas saídas aos avançados. Principalmente a época passada, em que atingiu o apogeu e fez uma excelente época. Até por isso merecia ter continuado. Em vez disso, desbaratou-se o conhecimento do clube e da equipa que tinha a favor de... enfim, já nem vale a pena falar mais no assunto. O ano passado o Quim esteve muitíssimo bem, em todas as variantes da sua função.

Quanto ao Artur, concordo contigo, Hattori. É, aliás, a única dúvida que tenho em relação a ele: se conseguirá estabilizar, uma vez que andou sempre a balançar entre a titularidade e o banco de suplentes nos últimos anos. Mas confio na maturidade que tem e na vontade em aparecer ao mais alto nível.

Eh pá e depois há uma coisa, que não justifica tudo mas que é, ao contrário do que muita gente defende, fundamental, até porque o Benfica está enterrado até aos cabelos em empréstimos e que faz com que tenhamos de vender os melhores: o Artur custou... zero.

Anónimo disse...

lol. mesmo co as paragens cerebrais que teve, é inegavel que o roberto foi minado e a certa altura era tudo frango.

o golo que o moreira sofre em vila do conde se fosse o roberto os jornalistas tinhAM dito frango.

estofo? claro. mas nao ha automatos no futebol. e o roberto depois dos falhancos do inicio da epoca recompos-se ate voltar a falhar em braga.

o problema dos adeptos nao é esse: e a mania de que quando se perde é preciso sangue.

Ricardo disse...

"lol. mesmo co as paragens cerebrais que teve, é inegavel que o roberto foi minado e a certa altura era tudo frango.
o golo que o moreira sofre em vila do conde se fosse o roberto os jornalistas tinhAM dito frango."

Claro que sim, a imprensa aproveitou a onda e entrou na pior especulação possível. Normal. E o que é que o Benfica ou o Roberto têm a ver com isso? Nada ou não deviam ter. Não há gente no clube que trata dessas questões motivacionais? Não há gente no clube, começando pelo treinador, que inspire confiança ao jogador e o resguarde do que se escreve? Acho que há. O Roberto não tem estofo, ponto final. E não tem qualidade para ser guarda-redes do Benfica. Se fosse só psicológico, estávamos nós muito bem.

"estofo? claro. mas nao ha automatos no futebol. e o roberto depois dos falhancos do inicio da epoca recompos-se ate voltar a falhar em braga."
Discordo totalmente. O Roberto toda a época foi cometendo erros graves. Muitos não deram golo mas isso não é premissa para um estudo sobre a qualidade de um guarda-redes. Quer dizer, é. Para muitos, é.

"o problema dos adeptos nao é esse: e a mania de que quando se perde é preciso sangue."

"Adeptos" é uma noção muito generalizada. Por mim, falo: não quero sangue nenhum. Quero poucas compras e algumas saídas. Recuperar emprestados e está muito bem. Faltava-nos um bom guarda-redes - está tratado. Falta-nos agora um central e, caso o Coentrão e o Cardozo saiam, um lateral esquerdo e um avançado. E está muito bem. Qualidade não falta no plantel, desde os que lá estão aos que irão chegar (Artur, Matic, Bruno César e Nolito são boas contratações). Wass não conheço.

Pedro disse...

Ricardo, o Quim era...digamos...um tronco na baliza. Não só cometia os mesmos erros de Roberto como não conseguia fazer as defesas q o espanhol fez em vários jogos.

Ricardo disse...

Pedro, é conhecido o teu ódio de estimação em relação ao Quim. Mas tens a certeza que queres afirmar que o Quim do ano passado "cometia os mesmos erros de Roberto"? Racionaliza lá isso um bocadinho porque não podes estar a falar a sério.

E, atenção, eu nunca achei o Quim o guarda-redes ideal para o Benfica. Era bom, seguro, o ano passado garantiu uns pontos mas nunca foi o guarda-redes para "dar pontos", como tanto se pede. Aliás, no Benfica sempre houve uma enorme relutância em apostar claramente para esta posição - o que é ridículo, porque é uma posição fundamental onde o nível de exigência é máximo.

A única excepção em termos de aposta clara para a baliza, em termos financeiros, foi o ano passado. Mas, como em várias coisas no Benfica, chegou-se ao exagero: comprámos um medíocre não pelo preço que nos pediam (e que já seria obsecno) mas pelo dobro. Ou seja, quando apostamos a sério, compramos mediocridade por um preço pronográfico. Pode ser que um dia optemos por gastar um bom dinheiro mas com qualidade atrelada. Um dia.

Já agora, dizer uma coisa: apesar de concordar com a contratação de Artur e achá-la positiva, não é, ainda assim, aquilo que devia ser: um guarda-redes experimentado na função em grandes clubes e de uma qualidade acima da média. Pode vir a ser, e acredito que faça uma boa época, mas o princípio da contratação continua a não ser o ideal.

Mas, hey, depois de 8,5 milhões de euros pelo Roberto, contratarmos um guarda-redes muito melhor a custo zero deixa-me mais confiante. Baby steps.

Pedro disse...

Certeza absoluta pq o vi sofrer carradas de golos da mesma forma. Aliás qqr cruzamento com Quim na baliza é meio golo...para além de ter a mania de se colocar adiantado na defesa da baliza e sofrer aquilo q apelidei de "golo à Quim" q é um simples remate passar por cima dele e ir entrar na baliza. Vários tb. Uma ou duas boas defesas todos os grs o fazem e é para isso q lá estão. Quim não era gr para o SLB. Volto a dizer, sofrias os mesmos golos q Roberto sofreu e provavelmente tinhas caído em Paris na Liga Europa...por exemplo.

Não defendo o Roberto. Tem uma qualidade soberba entre os postes mas tb tem uma debilidade enorme a sair deles. Dou-lhe sem problema mais uma pré época...se não melhorar a sair dos postes não tem lugar no SLB. Se for vendidou ou emprestado já tb não me choca.

Carlos Alberto disse...

Os 7 anões só querem o nosso bem...

Mas concordo, vamos rejubilar com a chegado do Artur.

Já agora, como foi o mesmo Presidente e o mesmo Treinador que o trouxe se disser que acho o Roberto muito melhor que o Artur serei na mesma cego e submisso?

Estou, reparem bem a criticar um negócio do Vieira, eu prefiro o Roberto ao Artur e o futuro o dirá!

Ricardo disse...

Pedro, não sei como é possível termos estado os dois vivos na época passada e nesta a vermos jogos e termos uma opinião tão claramente divergente mas, olha, é futebol, nada a fazer - se calhar, ainda bem.

Para mim, é muito simples: tem de ser rentabilizado, mesmo que se perca dinheiro. Ficar no plantel, ainda para mais depois da compra do Artur, não faz sentido nenhum. Ou vendemo-lo (2 milhões de euros seria um negócio fabuloso) ou emprestamo-lo e esperamos que a equipa para onde vá goste do gajo e o compre no final da época.

Carlos, eu quero que os 7 anões se fodam, sejam eles quem forem. O Benfica parece uma virgem beata: qualquer merda fica todo susceptívelzinho. Puta que os pariu. Sejam homenzinhos. Trabalhem os jogadores psicologicamente, tenham espírito, e caguem na imprensa e em tudo o que quer deitar abaixo. Eh pá, e acima de tudo: não jusitifiquem fracassos com pressões da imprensa ou com as atitudes dos adeptos que isso é ridículo.

Eu não rejubilo com a chegada do Artur mas fico moderadamente agradado. Especialmente porque acredito que teremos um guarda-redes que dará outra confiança à equipa. Isso é o mais importante. Mesmo que, como disse atrás, não tenha o perfil ideal que eu acho que o Benfica deve defender para a baliza. Mas do mal o menos.

Tu podes dizer o que tu quiseres, como é óbvio. Mas diz-me uma coisa: se preferes o Roberto ao Artur, se fosses treinador fazias o quê, metias o Roberto a titular mais uma época e sujeitavas a equipa a um novo mau começo? Ou és daqueles que defendem que o jogador há-de dar qualquer coisa no futuro e que está a "aprender", enquanto o Benfica vai perdendo e empatando jogos?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Hattori Hanzo disse...

Agora ficamos a saber que tens ódio ao pessoal acima do Mondego porque retrataste o que te aconteceu na ida a Braga. No entanto quem te acusa disso vem escrever (e presumo que veio antes com a lengalenga do costume)num post... onde nem sequer falas deles. Há de facto coisas extraordinárias! Quanto a Roberto, Artur e Quim; o primeiro por mais que queiram, não serve para o Benfica, Já o demonstrou este ano. Por mais potencialidades que tenha falha demasiado nas bolas pelo ar e é demasiado inseguro, tornando também o resto da equipa insegura. Quim também já estava a mais, mas por muitos erros que já fizesse dava claramente mais confiança à equipa e espectadores. Por último com Artur vamos ver no que dá... pareceu no Braga ser bom, mas já tem 30 anos e nunca foi durante muito tempo titular, o que poderá dizer algo sobre a sua qualidade (ou falta dela). No entanto tem a vantagem de ter sido a preço 0. Verdade seja dita Ricardo também não estaria a ver muitos guarda-redes que nos pudessem interessar. Haveria o Diego Benaglio, mas nesta altura deverá ser demasiado caro. Talvez Amelia que chegou a ser internacional italiano e este ano raramente jogou pelo Milão, quando até estava emprestado pelo Génova por problemas com o seu clube de origem.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
sotilmae disse...

29 de Maio de 2011 07:13 Anónimo.
Tal e qual. Como cidadão de Braga fui apanhado por acaso com os posts sobre Braga. Achei piada, mas de uma tremenda visão "enviesada". não lhe dei muita importância (continuo a não dar), mas depois de ler um pouco mais por aqui, já vi que a "treta" das ideias é apenas uma máscara para destilar o ódio por gentes, como dizes, "acima do Mondego".
Há gente boa e genuína em toda o lado; o inverso é verdade. Mas aqui quer-se fazer querer que isso é exclusivo de determinadas partes do país! Está bom de ver: e isso tudo por causa do futebol e de um dito "amor" exacerbado a um clube.

Nota: Artur é bom GR. Só tenho pena que tenha ido a custo zero. O que demonstra que o Braga ainda não tem os milhões que precisa para impor a lei do mais forte pela grandeza do que interessa - o carcalhol.

sotilmae disse...

"Crer" de acreditar e não querer...

Ricardo disse...

Sotilmae, só uma visão enviesada e propositadamente maldosa pode ver nos meus textos algum ódio à gente acima do Mondego.
Só um imbecil pode ler isso no que escrevo. Um conselho: ler é mais do que juntar palavrinhas. Veja lá isso.

sotilmae disse...

Lá irei, noutro tempo, ao enviesamento, à maldade, ao ódio, à imbecilidade, ao iletrado... em poucas linhas consegue dizer muito, de facto, mas só servirá para quem enfiar a carapuça.
Que tal, para começar, uma política explícita sobre os comentários; se é livre é para manter. Para apagar, faça primeiro moderação.

Isto para dizer, para já, do que me lembro, o comentário banido não tinha assim tanto que "ofendesse" para merecer a censura (não é bonito...). Mas isto sou eu a dizer... Quem o fez também não se queixou o que não apraz nada em abono do mesmo, se o fez de boa intenção para contribuir para as "ideias".
Até uma próxima, que hoje não estou mesmo para mais do que "juntar palavras"...

Uma nota: não passei por aqui para receber conselhos; quanto muito para apresentar e rebater argumentos.

Outra nota: a Linha editorial é sua, mas lembro-lhe que não respondeu se se revê nos poucos benfiquistas que invoquei no post sobre Braga? Não me retorquiu à frase "...lançam os ódios e se faz jornalismo de pacotilha". É que eu acho mesmo, é apenas uma aritmética das probabilidades, como dizem haver muitos benfiquistas, certamente uma larga percentagem achou mesmo que é a Cidade e não o "lado futebolístico" que o Ricardo quis atingir. E só estou nas matemáticas porque se entrasse com as questões do foro psiquiátrico, iletrado,..., do ódio, do vandalismo,..., então a percentagem sobe exponencialmente, não tenho dúvidas.
Ore, conteste lá isso, no campo das ideias.

Saudações