quarta-feira, 4 de maio de 2011

O jogo mais importante dos últimos 20 anos

Para o modelo de jogo do Braga, o encontro de amanhã não é o mais favorável. A equipa minhota sente-se confortável a poder explorar os espaços deixados pelos adversários e não tanto a ter de procurar resolver os jogos.
É essa a maior vantagem do Benfica para amanhã. E é essa que não deve ser dada de bandeja ao adversário, tal como demos na segunda parte da meia-final da Taça de Portugal na Luz ou na primeira parte de Eindhoven.
Segurar e controlar um jogo não é defender acantonado atrás ou, pelo contrário, atacar em vertigem sem critério. Controlar bem um jogo é privilegiar a posse e circulação de bola, ser inteligente com ela, buscar os espaços, correr poucos riscos em zonas perigosas, dar um engodo ao adversário para que este suba as suas linhas e então conseguir espaços para sair rápido (mas de forma sustentada) a criar perigo e, se possível, marcar golos. Mas sempre, sempre!, de forma organizada, com critério, pressionante como um todo - e não, como muitas vezes vemos no Benfica, jogadores a exercerem pressões individuais totalmente desligadas umas das outras.


O jogo de amanhã vai ser posto nestes moldes. E é com eles que teremos de jogar. Entrar bem, não defensivamente, mas de forma segura, impormos o nosso jogo, aceitarmos a posse que o Braga quererá dar-nos para a utilizarmos com critério, de forma inteligente, puxando o Braga para linhas mais altas e procurando desferir golpes mortais.
Um golo, um único golo, será já um ouro tremendo e uma vantagem crucial na eliminatória. Mas com cabeça, não procurando esse golo de forma desenfreada, com perdas de bola no miolo potenciadores de contra-ataques, onde os bracarenses têm toda a força do seu jogo.

Convém, portanto, melhorarmos a nossa posse, sabermos pautar mais o jogo e aniquilarmos as transições do Braga. Para isso, para além da defesa habitual, parece-me evidente que teremos de jogar com capacidade de posse e posicionamento (Javi e Peixoto), alguma irreverência e capacidade de esticar o jogo nas transições (Gaitán e Martins) e, claro, a qualidade dos dois avançados.
No entanto, em vez de um 442, com Peixoto junto a Javi e Gaitán na esquerda, preferia deixar Peixoto fechar na ala (onde os bracarenses são perigosos) e subir Gaitán para o meio, em trocas posicionais com Saviola, que sabe descer no terreno e juntar-se ao miolo.


A minha equipa seria esta:
 
 
 
 


Só para lembrar os mais esquecidos: basta-nos um empate contra o Braga para chegarmos a uma final europeia. Um empate. Contra o Braga. Para final europeia. O que seria um cenário de sonho há uns anos hoje em dia é algo difícil de alcançar. Mas eu acredito. Só espero que os jogadores e treinadores e dirigentes acreditem o mesmo que eu e queiram estar em Dublin tanto quanto eu quero.


URGÊNCIA: Um dos leitores que se disponibilizou para dar boleia, o Henrique, entretanto já ocupou as vagas no carro. Não haverá por aí alguém que tenha um lugarzinho para este benfiquista ou que queira vir no meu e dividir despesas? É que, além de poupar uns cobres, sabia bem uma companhia até Braga. Fica o número, caso prefiram ligar: 969296829.

16 comentários:

Mr. Shankly disse...

"Segurar e controlar um jogo não é defender acantonado atrás ou, pelo contrário, atacar em vertigem sem critério. Controlar bem um jogo é privilegiar a posse e circulação de bola, ser inteligente com ela, buscar os espaços, correr poucos riscos em zonas perigosas, dar um engodo ao adversário para que este suba as suas linhas e então conseguir espaços para sair rápido (mas de forma sustentada) a criar perigo e, se possível, marcar golos."

Tens razão, claro. Mas não sabemos fazer isso. Vamos para cima deles, marcar dois e pronto.

John Billy #32 disse...

O problema é que a vocação ofensiva do Benfica deixará a nossa defesa em situação de um para um. Situação ideal para o Maxi e o Javi ver um cartão amarelo e ficar fora da final.
Vamos lá ver se tudo corre bem mas nem quer imaginar jogar contra o Porto sem o Maxi por exemplo.

Ricardo disse...

Shankly, tens razão. Não sabemos. Gosto da tua solução. Irracional, emocional, benfiquista. Mas se calhar a única que os jogadores sabem. Olha, que seja o que for. E que daqui a 24 horas, no intervalo do jogo, estejamos a pensar em Dublin.

John, dos três em risco - Martins, Javi e Maxi - sem dúvida que o uruguaio é aquele que NÃO PODE ver amarelo. De qualquer forma, se tiver de ver no último minuto para aniquilar uma jogada perigosa, que seja o nosso Veloso. A equipa está sempre primeiro.

MM disse...

O que o Benfica precisa mais do que o 4-4-2 com ou sem Peixoto, é tornar-se um clube capaz e com o mínimo de orientação. É isso que precisam.

PS,
O que o Ricardo quis dizer foi o seguinte, Éter, no post abaixo:
Eu - Ricardo - apesar de nada poder fazer pelo facto de ser adepto de um clubeco com o Benfica, não consigo separar-me do benfiquismo. Isto, perturba-me.
Foi isto que ele quis dizer. É um problema de facto, quando não podemos gostar e amar um clube de forma tão pura e limpa como se ama o Sporting. É uma benção, e o Ricardo sabe-o. E é por isso que foi, em tempos (não faço ideia se ainda o é), um apaixonado leitor de 2 ou 3 blogues Sportinguistas. Ele precisa desse contacto: com aquilo que é melhor, superior, porque o Ricardo apesar de benfiquista tem uma noção qualquer de valorização que fá-lo procurar terrenos que normalmente não são pisados pelos demais ignorantes do Carnide (todos vós, exceptuando a Lena).

Já eu, sabedor que sou daquilo que vale o Carnide, limito a minha presença ao blogue do Ricardo, ou ao blogue em que o Ricardo participa, e não a um blogue do Benfica. Circula à volta de uma medida deste tipo - esta, e outras - o nível de fascinio que o nosso ou terceiro clube podem provocar ou não, em nós. Precisamente.
Grande Sportinguista este Ricardo, pudesse sê-lo ... (o problema dele é esse).

Boa sorte para Braga e vejam lá se fazem alguma coisa que se aproveite. São o único grande que não mete os pés numa final europeia nos últimos 20 anos. Cresçam, e saiam de Braga com passaporte para a final.
É o meu desejo, e não obstante o clube de incapazes que são, estão em condições de atingir essa meta ...

low desert puke disse...

Engraçado abrir o "Ontem vi-te.." e deparar-me também aqui com um rasto de merda deixado pelo MM.

Por isto mesmo gostaria de recordar estas suas palavras, escritas hà coisa de uma semana:

"Basicamente, se quisermos ver o futebol como aquilo que ele é: um jogo simples, uma actividade associada ao prazer, à boa e saudável competição, à ética que deve sempre estar-lhe associada (Desporto, e tudo o que o envolve) e até em último caso se quisermos (ou soubermos) vê-lo como algo muito antigo associado à aproximação e promoção de culturas, educação de mulheres e homens, algo que sempre existiu e que existe há muitos milhares de anos em moldes mais ou menos agressivos mas sempre enquadrados num qualquer junto de preceitos, normas, boas regras e bons comportamentos ... "

Com tamanhas discrepancias e desvios de personalidade tenho, neste momento, de usar uma frase tipica americana para aconselhar o nosso simplòrio preferido: "Go out and get laid!"

Ricardo disse...

MM, já conheço li essas tuas patacoadas algumas vezes. Já deixaram de ter graça. Prefiro elogiar-te pelo excelente texto que desenvolveste no Banco. Uma ode à merda, como ela já há muito tempo vinha merecendo!

Para os que não estão a par do assunto, é simples de explicar: no "O Banco da Mexicana" há um post em que no fim aparece uma foto de um belíssimo pedaço de merda, muito bem construído, inteiro, cor "café" (palavras de MM, o seu a seu dono!) a que o nosso leitor sportinguista pouco sportinguista decidiu prestar uma verdadeira homenagem. Mais uma vez, de forma sublime. E versa assim:


"Valdemar, has-de reparar no seguinte:

Quando tu ou a Ana fazem coco - por exemplo - uma de duas coisas podem acontecer:
1 - Limpas o rabo com muita dificuldade.
2 - Limpas o rabo com pouca dificuldade.
O que e dificuldade?
Simples: diferenca entre coco de Verao e coco de Inverno. Aprendam esta licao meus caros: no Verao quando fazem coco, ele geralmente sai sequinho, quase nao suja as folhas de papel higienico. Porque? Tem que ver com alimentacao, saladas e isso. No Inverno, por outro lado, o coco sai muito denso, denso mas pesado, algum molhado, suja muito. Porque? Alimentacao. Massa, arroz, feijao, coisas desse tipo. Cozido, feijoada, comidas de tacho, quentes.

Esse coco da foto, e claramente de Outono. Clarinho (sumo de laranja) mas castanho quanto baste (cafe), seguro e denso (uma peca unica, indicativo de muita fibra - pao e cereais) e, um coco de certa forma bonito, elegante. Reparem na agua em volta? Limpa e branquinha. Quem fez esse coco foi claramente uma senhora, certeza quase absoluta."

Estiveste muito bem, MM. Nos assuntos fundamentais, esmeras-te e sais distinguido com 3 estrelas michelin.

MM disse...

Ricardo, agradeço os elogios, mas eles não são necessários. Mais uma vez preferes alinhar pelo comum diapasão: coisas básicas. Eu sei que para um inútil de Carnide as coisas mais básicas assumem frequentemente dimensão desmesurada mas, que tu o faças, entristece-me. Disse-te alguma coisa que não soubesses? É assim tão difícil perceber a relação entre o cocó e a alimentação (alô)? É precisa especialidade? Distinção? Por favor Ricardo ... abstrai-te desse carnidismo fundamentalista que continua a minar-te o espírito.
Deparei-me com este teu espaço há pouco tempo, e não calculas o quão contente fiquei: porque simpatizo contigo, em 1º e último lugar. E pelo meio desses 2 importantes (extra-clubísticos) extremos, és um indivíduo com valor (ainda área extra-clubística). Já na área clubística, (mas ainda em valor) tens-no em maior quantidade do que as (a)normais criaturas que contigo constituem o corpo de adeptos do Carnide (ver 05/10 às 00:53). Mas Ricardo, indo directamente ao teu podre e minado coração encarnado-bimbo (domínio 100% clubístico, este): fiquei contente porque posso aqui, numa casa bem próximo de ti, continuar a educar-te. Não me interpretes mal por amor de Cristo, falo numa perspectiva puramente benfiquista. É minha missão - enquanto Sportinguista - educar-te, ou continuar a educar-te, seguro estando que o resultado final será conseguido e será um do teu agrado. Não espero que abandones o Carnide, seguramente não o espero. Mas, darás saltos. Isso darás. E farei de ti um adepto de futebol capacitado, ainda que do clube do Benfica.

Tenta perceber a separação das áreas, coisas que outras amélias ou bolachas não conseguem fazer.
És como benfiquista, uma coisa.
O que és, é no entanto outra, e neste domínio o Carnide não entra.
Eu confio nisto. Posso estar enganado, mas não creio.
Eu percebo-o, e espero que também o percebas.

Ricardo disse...

De saída para Braga, deixar só uma nota que ontem não foi possível: a justa homenagem à grande equipa do Torino, que em 1949 morreu num acidente quando regressava a Itália, vinda de Lisboa. Curiosamente, ou talvez não, o Benfica não fez qualquer menção ao facto. Shame on you, Vieira e demais representantes do croquete.

Quanto a ti, MM, voa sorte na preparação para mais uma final na luta pelo terceiro lugar. Vocês conseguem! Ainda para mais, o adversário directo estará fatigado com o jogo de hoje.

Ah e revê lá esses dados mentirosos que andas a colocar no teu blogue. Quando para exacerbar os feitos do próprio clube é preciso estar constantemente a falar neles e a mentir, muito se percebe do que és como sportinguista (e tão-só como isso; o resto, já te disse, parece ser de melhor qualidade).

Uma dica: vai lá ver em quantas modalidades o Benfica é campeão europeu. Não pode ser só ignorância, vejo aí má-fé das grandes também.

Agora vou para o volante.

Que seja um regresso feliz e sem incidentes de maior.

VIVA O BENFICA!

Sérgio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio disse...

Jogadores inteligentes,
treinador inteligente,
Um jogo inteligente,
futebol inteligente.

Isso de que falas, Ricardo, hoje, já hoje, tem tanto de insustentavelmente atraente como de inverosímil.
Utópico; acho que é essa a palavra que procuro!

P.S. E eis que o meu benfiquismo, e a memória já gasta do jogo do dragão, me faz perguntar: Será utópico?
Afinal, qual é o benfiquista que não acredita, secretamente, que é nesse dia que as papoilas saltitantes que habitam o seu imaginário benfiquista vão praticar um futebol de envergonhar até o barça...

JD disse...

Boas Ricardo,

Muito boa analise, mas só outra coisa!! ;)

Falei nisto aqui há uns tempos, pode parecer paradoxal, mas não o é, falo em "defender com posse de bola".

O SLB, fazendo isso, terá de jogar com maior proximidade de apoios, tendo jogadores nas alas capazes (com devidos apoios) de o executar na perfeição, por isso mais que posse em progressão, há que faze-lo a partir das alas para o meio, mesmo que depois do meio campo, o Braga não se dá bem com isso. Isto implica na transição defensiva, como tu disseste e bem o ponto forte do braga (T. Ofensiva), maior aglomeraçao perto da bola, e a capacidade de retirar referencias de jogo rapido ao Braga. Por isso, mais que manter jogo posicional com bola, é bom que o façam mais perto dos corredores, pode parecer estupido, mas tem uma certa logica, como anteriormente isto retirará ao braga referencias de jogo rapido, e fazem-no melhor pela ala, desta forma, obrigam a procurar a referencia central no primeiro passe, onde muito dificilmente terá sucesso, primeiro porque é mais facil "abafar" a transiçao nas laterais, e segundo porque o jogo posicional do SLB em trancisao é infinitamente melhor que a capacidade dos jogadores do Braga para sair dessa situação, excepção feita se Domingos colocar Mossoró, mas penso que não o fará!

Nem sou adepto do SLB, mas para bem do futebol espero que o Benfica prossiga na eliminatória, não dou assim tanto valor a equipa de Domingos quanto isso, mas é claro que algum merito o mesmo ha-de ter!

Abraço.

http://centrodejogo.blogspot.com/

MM disse...

Ricardo,
Sobre as "mentiras" que falas, desvia-te lá do espelho e não digas disparates. Vocês são muito ignorantes precisamente por isso, é essa uma das causas: habituam-se a repetir coisas que ouvem e/ou lêem noutros lados e a falar delas como se as tivessem estudado. Não faças isso. Não porque isso faça de ti mentiroso, mas porque faz de ti ignorante. Taça da Europa de estrada? Deve ser a isso que te referes, algo que leste em qualquer lado certamente. Santa ignorância, lol. O Sporting tem a Taça da Europa de Pool em 1999, devo contabilizá-la como conquista Europeia, Ricardo? Vê lá isso, ou não vejas nada, e limita-te a divagar sobre a "temporização em posse " que vais apanhando pelos Jogo Directo, Lateral Esquerdo e outros ...
Fica-te esse melhor esse papel, acredita. Porque apesar de ser um pouco ridículo, não é nada que 99% dos adeptos de futebol não façam: falar como treinadores de bancada. Faz parte, e a estupidez é infelizmente um fenómeno vasto. Nada de anormal ...

Faz uma viagem de ida tranquila, um regresso também ele tranquilo, e como comecei por dizer ontem, apurem-se para a final. Cumprimentos.

Hattori Hanzo disse...

Ricardo tua ainda ligas a um gajo que diz que o Sporting foi campeão europeu em quatro modalidades: gostaria que ele me dissesse os anos em que o Sporting foi campeão europeu no futebol e no andebol. Entre vencer uma competição europeia secundária e ser campeão europeu há uma pequena (GRANDE) diferença, não tirando claro mérito por terem conseguido vencê-las.

PalCba disse...

O Silêncio de quem devia ser uma voz de protecção Á ENTIDADE SPORT LISBOA e BENFICA, e como calou foi convivente com TODOS aqueles que rebaixaram e etc.

E mais uma vez quem cala consente.
E alguns jogadores devem ter pensado se ele não também não vou esforçar( mal mas devem ter pensado)

Puta que pariu o LVF, e não me venham com reabilitação e o C#RALH=

Ou então sou eu que pior que fddo

Abraço Ricardo

o maior (pesadelo) do mundo disse...

Bem me parecia que faltava uma opção na votação ali do lado... Iam ganhar tudo, o campeonato, a Liga dos Campeões, a Taça já estava no papo e eram, de longe, a melhor equipa de Portugal. O problema é a realidade...

Parabéns pela meia-final. Fizeram tanto como o Boavista, estiveram a um pequeno passo de igualar o Braga e o Sporting e faltou-vos um bocadinho assim para chegarem aos calcanhares do grande FUTEBOL CLUBE DO PORTO.

Mas na próxima época lá estarão outra vez a culpar os árbitros, aqueles corruptos do norte e, obviamente, a ser derrotados pela vossa cegueira e incompetência.

Ah, e por favor, não mandem embora aquele guarda-redes que custou 8 milhões e que só não foi vendido logo a seguir pelo dobro porque o presidente do vosso clube não quis. Ele vale muitos pontinhos...

M disse...

ah, foda-se, so mesmo o MM para me fazer rir hoje.....