sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Futebol Cosmos do Porto

O livro mais lido por estes dias em Inglaterra - a biografia de Alex Ferguson - traz-nos um relato que deve ser lido e partilhado ao infinito:

«Perdi duas eliminatórias europeias contra equipas de José Mourinho, mas não foi por causa da performance dos jogadores - mas, sim, por causa do árbitro. O jogo de 2004 frente ao FC Porto foi inacreditável. E a pior decisão nem foi o facto de ele ter invalidado um golo limpo do Scholes que nos daria o 2-0. A poucos minutos do fim, Ronaldo foi derrubado pelo defesa-esquerdo do FC Porto. O juiz de linha assinalou a falta, mas o árbitro mandou seguir. O FC Porto contra-atacou e ganhou o livre que acabaria por resultar no golo do empate»

Finalmente, a reputação internacional que tanto almejava pintinho das facturas. Próxima paragem: Cosmos.



8 comentários:

jzz disse...

Cosmos? Qual, a agência de viagens do josé amorim (AKA Carlos Calheiros)?

Anónimo disse...

LOL, foi nisso que o FC Porto foi beneficiado? Maldita UEFA, a alimentar o sistema... Só acho curioso o papa-chiclas escocês não ter reparado que marcou um golo em fora-de-jogo. Nem da figura triste que fez ao queixar-se da expulsão mais que justa do Keane.

Frank disse...

O livre de que resultou esse golo do Porto de Costinha não existiu.

Queijadas disse...

Ganda sonoro.O homem domina o violino como o Eusébio encantava na hora de fazer golo!

Queijadas disse...

Boas ;
Deixo aqui 1comentário relativo ao comunicado do Porco que li num blog de 1dos melhores comentadores [my opinion]que anda por ai na blogesfera vermelha

Tonecas07 Novembro, 2013 21:00

Pergunta de 1 cêntimo!Seria assim tão difícil o departamento de comunicação do Benfica constituído por profissionais a ganharem centenas de milhares de euros todos os meses aproveitarem o comunicado do Porto e terem feito o mesmo que o autor ou autores da petição substituindo apenas as palavras "estátua de Cosme Damião" , "Benfica" e "Câmara Municipal de Lisboa" por "centro de estágio" , "Futebol Clube do Porto" e "Câmara Municipal de Gaia"e enviado para todas as redacções da imprensa nacional e colocado o comunicado no site oficial do Benfica numa posição que mostrasse a todo o povo português o descrédito, o ódio e a hipocrisia a que chegou a instituição Futebol Clube do Porto que não olha a meios para alcançar os seus fins, aproveitando-se de inverdades , mentiras e da situação infeliz que o país atravessa para colocar o nome do Sport Lisboa e Benfica em causa.Seria assim tão difícil é a questão que deixo para os benfiquistas reflectirem.

Acrescento ainda outra questão!

A direcção do Benfica vai calar-se perante esta afronta ao nosso fundador e ataque ao bom nome do clube com aquela jogada suja de querer fazer crer à população portuguesa que o Benfica beneficia de tratamento privilegiado dos poderes políticos e benesses aos quais o cidadão comum e outras instituições não tem direito , querendo transmitir a mentirosa mensagem que o Governo ao Benfica "dá tudo" , "se é para o Benfica não existe crise" e ao cidadão comum tira tudo ou quase tudo.De que tem, tanto medo o nosso Presidente para sempre, que ocorrem estes ataques "terroristas" do Porto (este não é o primeiro nem será o último a calar-se caladinho , fingindo que nada sabe , que nada se passa).Como dizem dois ditados populares.Quem cala consente e quem não se sente não é filho de boa gente

P.S(1)»»» A estratégia do Porto é óbvia , passa por transmitir uma imagem má do Benfica para a opinião pública tentando com isso, que o clima de "união" Benfica - Sporting desapareça e no próximo jogo existam conflitos entre adeptos dos dois clubes.Um dos ideais do Porto é dividir para reinar.Como gostaram do que se passou antes do seu jogo contra o Sporting perto do seu estádio tentam com este comunicado influenciar o comportamento dos adeptos mais fanáticos do Sporting para que aconteça o mesmo que todos vimos e lamentamos no Dragão.É transparente como água.

P.S(2)»»»Nunca li nenhum comunicado do Porto , quando todos os anos o seu Presidente se desloca à Assembleia da República em Lisboa e por lá almoça gratuitamente com o grupo de deputados afectos ao clube.Será que esse dinheiro em tempo de crise não seria melhor aproveitado para ajudar os portugueses a suprir a crise?

----------------------------------
o texto continua

Queijadas disse...

Tonecas07 Novembro, 2013 21:05

continuação»»»

P.S(3)»»» 500 euros de renda é o que os azuis e brancos pagam por usarem o centro de estágio do Olival , pagos por dinheiro público , valor esse que nem dá para a manutenção dos relvados do mesmo e já nem cito a conta da água e da Luz.Centro de Estágio esse que custou aos cofres públicos sensivelmente 16 milhões de euros e que foi construído com a premissa de ser para uso da população de Gaia.Que se saiba nenhum cidadão de Gaia o utilizou mas somente o Futebol Clube do Porto , clube que nem de Gaia é.Mas isso ao Futebol Clube do Porto e seus dirigentes não faz confusão!

P.S(4)»»»O orçamento participativo (OP) é uma iniciativa da Câmara de Lisboa com o objectivo de aprofundar a ligação da autarquia com os seus munícipes , inspirado nos valores da democracia participativa, tal como inscrito no artigo 2º da constituição da República Portuguesa.O "OP" teve a sua 1ª edição em 2008, distinguindo-se de outras experiências congéneres por se tratar de um processo verdadeiramente deliberativo, que confere efectivo poder de decisão aos cidadãos para apresentar propostas para a sua cidade e votar nos projectos que considerem prioritários.( e não como o comunicado do Porto tenta indicar , que essa proposta foi aprovada pela Câmara , por iniciativa do vereador Sá Fernandes).Os projectos mais votados , até um valor equivalente a 5% do orçamento de investimento ( que até à presente edição tem sido de 5 milhões de euros) , são integrados na proposta de orçamento e plano de actividades do município do ano seguinte.Uma das propostas foi a construção da estátua Cosme Damião , proposta essa que foi a 5ª mais votada pelos cidadãos de Lisboa.Outra das propostas mais votadas foi a construção de uma estátua de D. Nuno Álvares Pereira.Na cidade de Lisboa existem outras estátuas , tais como a do poeta Fernando Pessoa que leva muitos turistas movidos pela curiosidade ao Rossio , um Busto de Francisco Stromp (fundador do Sporting) e muitas outras que levam pessoas a Lisboa para as visitarem.A própria cidade do Porto edificou várias estátuas nos últimos anos por Presidentes de Câmara apoiados pelo Futebol Clube do Porto. Será que é preciso dizer mais alguma coisa?

P.S(5)»»»O Benfica ou a Câmara de Lisboa deviam colocar o Futebol Clube do Porto em tribunal por um rol de mentiras que se encontra nesse comunicado e pedir uma indemnização por danos causados à marca Benfica e CML.Mesmo que não desse em nada , seria uma demonstração de força , seriedade , e uma prova cabal que não se tem medo e custe o que custar , doa a quem doer vamos sempre lutar pela verdade , mas essa é a minha humilde opinião.Mas mais uma vez (aparentemente é o que vai suceder) o Benfica vai comer e calar.Teve de ser novamente um benfiquista ou um grupo de benfiquistas anónimos a tomarem a iniciativa de defenderem o clube com uma petição do centro de estágio do Olival.Sempre pensei que uma direcção era eleita para defender sempre e fosse em que circunstâncias fosse o nome Benfica , mas afinal sou capaz de estar errado ou estar confuso nos deveres da mesma.É caso para dizer o que interessa que o nome do Benfica seja enxovalhado em praça pública desde que não seja o nome do Luís Filipe Vieira ta tudo mais que perfeito.

----------------------------------
Concordam com o silêncio do Benfica?Que postura a direcção e a CML deviam tomar sobre este assunto?

---comentário retirado de um blog benfiquista-----------------------

Michael Krueger disse...

Anónimo 8 de Novembro de 2013 às 16:00

Qual golo em fora de jogo? O que foi mal anulado, quando Scholes estava um metro, ou mais, em jogo?
Vocês tripeiros são piores que as mulas, para além de verem só para a frente, ainda vêm só o que querem.

Obrigado e Saudações!

Hugo disse...

Estás a falar do golo do Vata? Mas força em dia de derby continuas a falar do meu clube.
Já agora o Alex Ferguson esqueceu-se da falta que precedeu o primeiro golo do Man Utd mas é a memória selectiva habitual