sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Quando a teimosia derrota a competência



Esta frase resume bem aquilo que é Jorge Jesus enquanto treinador de futebol, ou seja, um homem competente e com capacidades para ser um treinador de elite, mas que se deixa derrotar pela sua teimosia.

O último mês competitivo é a melhor caricatura disto mesmo, pois Jorge Jesus consegue provar que tem competência suficiente para colocar as suas equipas a praticar bom futebol em qualquer sistema táctico, mas a sua teimosia é tal que nem as maiores evidências são capazes de o demover do seu sistema de eleição elevando-o à condição de dogma.

O técnico do Benfica, já com a corda ao pescoço na Liga dos Campeões, mudou o sistema de jogo em Atenas e a equipa deu-se bem com isso, não tendo o resultado correspondido à exibição por mero detalhe que em nada influi o sistema táctico que se utiliza. De seguida, no jogo para a Taça de Portugal com o Sporting, Jorge Jesus mantém o sistema e brinda o nosso rival com um claro 3-1 que só não se concretizou em resultado final por novos erros de detalhe nas bolas paradas e nova alteração táctica a meio do jogo a partir da lesão de Ruben Amorim.

Porém, nem as melhores exibições da época e em jogos decisivos foram capazes de dobrar a teimosia do nosso treinador e impedi-lo de voltar ao seu tão amado 4-4-2 tendo como resultado uma fraca exibição e magra vitória perante o pior SC Braga da última década e uma vitória arrancada a ferros no terreno do adversário mais fraco do nosso grupo da Liga dos Campeões.

Ser-se convicto do que se quer e como se quer faz bem a qualquer pessoa, ainda mais a alguém que tem de liderar um grupo de pessoas, mas o limiar entre a forte convicção e a mera teimosia é muito ténue e persistir no erro não é só teimosia é também burrice. Por isso reafirmo, Jorge Jesus teria todos os predicados para ser um treinador de topo, não fosse a sua teimosia e o seu desejo irracional de demonstrar que está certo e que é o melhor de todos, arrastando assim um plantel com belíssimos jogadores para patamares de vulgaridade que não são admissíveis.

13 comentários:

.D10S disse...

Vou copiar este texto para o meu blog, pois é tudo aquilo que eu queria dizer no meu último post mas em que não consegui ser tão claro.

As referências serão devidamente feitas :)

http://www.benficacompaixao.blogspot.pt/

José Moreira disse...

Caro .D10S

Sinta-se em casa ;) abraço

Pedro disse...

O erro começa quando se acha que JJ é competente. Quem é competente não deixa a teimosia vencer.

José Ramalhete disse...

Tu falas em teimosia e eu acrescentaria a desmedida vaidade.
Chamar para si todas as glórias em situação de sucesso e não assumir os erros que levam a equipa a fracassar.
Talvez por isso volte repetidamente a cometer os mesmos erros.
Essa mania de se pôr sempre em bicos dos pés quando a equipa ganha e desculpar-se com terceiros quando perde, destrói qualquer hipótese criar nos jogadores um espírito de grupo.

Dylan disse...

Caro José,

Desculpe a minha ignorância, mas o SLB não jogou em 4.3.3 em Bruxelas (Perez, Fejsa e Matic no meio-campo)?

luis disse...

"Aquela" competência nunca perde com tanta teimosia. Os "bicos dos pés" que o Ramalhete referiu, carregam os anti-argumentos para quem discute o jogo táctico do futebol praticado pelo Benfica.
Quer seja por isto ou por aquilo o mestre perde muito o "miolo". Utiliza o "eu" como a única existência para valorizar os "caminhos"...Quando chega à meta sem ganhar, culpa os "pneus".
Entre um rolo compressor para esmagar, arrasa com as suas teorias carregadas de intelectualidade de como quem apanha amoras.
O Dylan corrige um leve "fora de jogo" do texto,
"voltar ao seu tão amado 4-4-2 tendo como resultado uma fraca exibição e magra vitória".
Ora analisem, 4-1-3- "9 e meio"-1 que se não for o nº7, "há merda". Gosto muito do analisar pelos motivos óbvios. Dão muitas cagadas... principalmente contra quem na realidade não tem argumentos de merda.
Humildade ou para ser mais claro a falta dela, provoca uma instabilidade em todo o universo Benfiquista. Mas neste ponto preciso, o treinador é a imagem do 33º. É mesmo caso para dizer, que ao fim de 10 anos de reinado,
"a cara de um é o cu do outro".
Dinheiros ou bpp à parte , alguma táctica tem que haver para tanta indemnização.
Este imbecil do luis, não quer perceber mais de bola que ninguém, e também reconhece o trabalho do JJ mesmo que por vezes sinta o afastamento da sorte devido ao temperamento tanto da cara como do cu.
Num reinado com mais de 13 anos (cá estão eles), o luis dava a todos vós o poder escolher o Guarda Redes. Depois, João P, Luisão,Garay,Coentrão, Ramirez, Matic,Witsel,Di M., Gaitan e um Benjamin com nº50 ou +19... "69", para aqui e escolhem a harmonia de qualquer táctica.
Na realidade esta temporada mexeu muito a pré época. Mesmo sem sair referências, há mar e mar,mas não há Aimar.
Contra o braguinha desmiolou, logo a seguir desmembrou, fez xixi e lá apagou o fogo com alguém que só na pré época marcou.
Assinar o desmembrar, porque será na falta de ligação harmoniosa do miolo, que passa a grande fragilidade do jogo táctico do JJ. No critério da gestão dos recursos humanos,na estabilidade emocional nos momentos de pressão,na superação fica muito além da História do Sport Lisboa e Benfica.
Para o escalonamento do 33º, JJ é perfeito. Carrega o amor/ódio da vida de um treinador, mas principalmente aguenta todos os tipos de politica. Se não fosse o 33º como seria a carreira do JJ???
Não vale pena falar em "ses". É um facto, os sacos de euros. É um actor deste passivo pornográfico.

Nota: PlayStation 4 chega a Portugal por 399 euros.

Benfica Todos Tempos

Anónimo disse...

Segundo as previsões do EIFP em 2014 o desemprego vai baixar 9%.

Vamos exportar paletes de treinadores.

José Moreira disse...

Dylan,

foi essa a minha esperança quando vi a constituição da equipa antes de se iniciar a partida, mas se puder reveja o jogo e vai reparar que Enzo era o ala direito enquanto Markovic se posicionou como 2º avançado, cabendo a Matic e Fejsa os lugares no miolo do terreno.

cumprimentos

VC disse...

Há dias conheci um ex-adjunto do Jesus. O nosso não o verdadeiro. Querem saber o que ele diz do JJ?
Bom treinador de campo (só bom) no resto (como gestor, planeador...) é burro.

Anónimo disse...

Parece que vamos exportar mais um treinador,e logo o melhor de todos.

joão carlos disse...

o jejum foi útil em determinado momento porque veio trazer aquilo que andava algo arredado do clube o bom futebol e com ele o titulo mas não soube/não sabe evoluir passar ao estagio seguinte que era ganhar de forma continuada, ele é apenas bom mais nada não é aquilo que a maioria dos adeptos acha dele, cada vez são menos é certo, traçando uma comparação ele é um bom treinador para a liga europa mas para a champions é muito mediano.

Anónimo disse...

Para quando um postzito sobre o Paulo Fonseca??

José Moreira disse...

Lamento, mas este é um blogue do BENFICA, deu para entender? soletro: B-E-N-F-I-C-A. Não do FC Porto, do Colonia ou doutro qualquer. Espero que tenha entendido, mas duvido.

ah, queres saber a minha opinião sobre PF? Simples, fala comigo pelo face e assume-te.