quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

MOVIMENTO "APOIAMOS (POR) FORA" CONTRA A CHULICE DOS BILHETES

Antes de copiar para aqui o texto que passei no SerBenfiquista, quero pedir a todos os adeptos e sócios do Benfica que se juntem a esta ideia. Passem nos vossos blogues este texto, tentem ir connosco já no próximo fim-de-semana e falem disto ao maior número de pessoas. O que se está a passar no futebol português é uma vergonha para as pessoas que querem apenas ver futebol e estão a ser exploradas por serem de um determinado clube, ainda por cima o mais popular de todos - com a agravante da falta de verdade desportiva que decorre de uma escolha incompreensível por parte de um Presidente de um clube. Desde já agradeço e espero que se juntem à romaria já daqui a uns dias:

«Benfiquistas, parece-me consensual entre nós a ideia de que a pouca vergonha dos bilhetes a preço de ricos tem de acabar. Mais ainda quando a diferença para os jogos entre os clubes e o Benfica e os mesmos clubes e todos os outros é tão abissal. Muito se fala, muito se discute, muito se vocifera. O problema estava em juntar o útil ao ideal: não deixar a equipa sem apoio ao mesmo tempo que não patrocinávamos os chulos dos Presidentes dos clubes pequenos, muitas vezes apoiados por corruptos - veja-se o exemplo do próximo jogo frente ao Feirense, em que o Presidente desse clube decidiu, por livre e espontânea vontade, abdicar de um estádio de Aveiro com capacidade para 30.000 pessoas em detrimento do campo de batatas que tem em Santa Maria da Feira. Isto enquanto Porto e Sporting jogaram num estádio e num relvado com medidas semelhantes aos maiores do país - em Aveiro.

Ora, hoje o Éter, do Céu Encarnado (www.ceuencarnado.blogspot.com), escreveu um texto que, embora o tivesse escrito em tons de paródia, serviu para que a ideia germinasse. Deixo aqui para que fiquem a par do que se fala:

"As gentes começam a juntar-se nas imediações do estádio por volta das 15h. Abrem-se as malas dos carros: há leitão, há cabrito, há tachos de arroz, há batatas fritas de pacote, há sacos enormes de pão, há azeitonas, há queijo, há grades de cerveja a perder de vista, há garrafões de vinho. Há cachecóis e bandeiras do Benfica. As gentes comem e convivem. Já são quase 18h. Assam-se umas chouriças ao ar livre. Mais pão. Mais azeitonas. Alguém pergunta pelo leitão. Já foi todo. E o cabrito também. Mais cerveja. Mais vinho. Mais convívio e mais Benfica. Já são quase 20h. As gentes guardam os despojos do banquete novamente nas malas dos carros e encaminham-se para o Marcolino de Castro. É um mar de gente. Aquele estádio minúsculo nunca na vida poderá albergar tamanha multidão. Mas as gentes não entram. Centenas e centenas de aparelhos de rádio são ligados. As gentes cantam pelo Benfica e aplaudem. O barulho é ensurdecedor. Lá dentro, os vinte e sete sócios do Feirense também aplaudem a sua equipa. Os jogadores do Benfica não vêem ninguém de encarnado nas bancadas mas sentem-se como se estivessem perante 65 mil almas na Luz. Sim, o barulho é realmente ensurdecedor. Cá fora canta-se o hino do Benfica a plenos pulmões e vozes entarameladas pela cerveja e pelo vinho. Os jogadores arrepiam-se. Um funcionário do Clube Desportivo Feirense dirige-se à turba e, hesitante, a medo, pergunta: "Mas... Não vão entrar?" A família benfiquista ignora o homenzinho, prossegue com os cânticos de apoio e, algures, um cartaz é erguido: "Vão roubar para a puta que vos pariu".

Meus caros, isto é possível. Para Santa Maria da Feira haverá uma primeira romaria como forma de divulgação, embora os bilhetes estejam já esgotados. Sim, estão a ler bem: vamos a Santa Maria da Feira apoiar o Benfica fora do estádio, aproveitando o momento para lançar o que se seguirá em todas as próximas deslocações que o Benfica fará até final da época. A ideia é simples: temos 3 semanas para divulgar no maior número de sites, blogues, fóruns, o que seja, a iniciativa e fazê-la crescer ao ponto de, na deslocação a Coimbra, já termos alguns objectivos cumpridos:

- pressão sobre os responsáveis dos clubes que nos receberão até final;
- um número massivo de gente disposta a dirigir-se às respectivas cidades para autênticas romarias populares e de benfiquismo;
- a atenção dos media;
- a atenção de todos os benfiquistas que, não andando pela internet, não estão a par do movimento.

Com isto, queremos o quê? Para já, pressionar, obviamente. Para além disso, uma energia benfiquista que se espalhará por todo o país a apoiar o Benfica fora do estádio. Milhares de pessoas a cantar o jogo inteiro, confraternização - no fundo, os adeptos a escreverem Benfica da forma mais justa e honrada que conhecemos.

É lógico que haverá sempre quem prefira ir ver o jogo dentro do Estádio - nada contra, menos ainda se o preço dos bilhetes descer consideravelmente. Mas, para quem acha um abuso e não pode pagar o que estes caciques de clubes-satélite do Papa vergonhosa e despudoradamente exigem, terá o seu espaço de escolha e afirmação de benfiquismo, junto aos recintos onde o Benfica jogará.

Façamos disto um movimento popular mítico. Um acontecimento que serve como recusa do futebol corrompido e podre que temos ao mesmo tempo que afirmamos o benfiquismo por todo este país.

Divulguem por todo o lado esta mensagem. Espalhemos a palavra. Se formos muitos, mesmo fora dos recintos (e especialmente destas caixas de fósforo, estilo Marcolino em Santa Maria da Feira) não haverá jogo em que os nossos não nos ouvirão os 90 minutos.

Vamos honrar a nossa História. VIVA O BENFICA!»


E, a partir de hoje, quem quiser ir apoiar por fora o Benfica, é juntar os esforços todos no mesmo sítio. Aqui:

www.apoiamosporfora.blogspot.com

27 comentários:

Danilo Oliveira disse...

É uma excelente ideia. Apoio a 100% e acho mesmo que se pode trazer de volta o futebol popular a Portugal (bela ideia para o nome hein?). "Pedi" inclusivamente uma acção destas aos Diabos Vermelhos no meu blog.
No entanto, atendendo à mentalidade portuguesa e ao horário do jogo (Sábado pelas 20:30h), não creio que muitos adeptos se mobilizem. O que é pena.
Numa análise pré-evento, diria que necessitam de obter o apoio das gentes da terra, pois acho-o indispensável.

Mike Portugal disse...

Não tendo nada a ver com isso, até acho uma boa ideia. É estupido querer colocar os bilhetes tão caros só para aproveitar ser o SLB. Merecem que ninguém entre no estádio e já agora também mereciam que quando fossem à luz levassem semelhante tratamento. Mas isso é mais dificil.

João Duarte disse...

Esta historia das "idas fora" tem q levar uma grande volta.

Se o animal do Feirense escolhesse jogar em Aveiro, podia por os bilhetes mais baratos e ainda assim teria uma receita maior.

Verdade seja dita, quando a direcção quis "ameaçar" os clubes pequenos com um boicote, 95% das pessoas na blogoesfera foi contra e boicotou o boicote.

Quem está fora de Lisboa prefere gastar 60 a 80 euros em 2 bilhetes (muitas vezes, muito mais...) do que gastar a mesma quantia numa deslocação à Luz (bilhete e viagem incluida dá mais ou menos a mesma coisa).

Agora é a valer? Eu há 4 anos que não gasto 1 centimo fora da Luz. Prefiro ver um Benfica-Oliveirense para a Taça do que um Porto-Benfica para o titulo. Pura e simplesmente recuso-me a dar dinheiro a outros.

E não me venham falar de amor ao clube e sobre a impossibilidade de não ver o Benfica. Maior prova de amor do que abstinência consciente não há.

Ginha disse...

É isso mesmo Ricardo! Já ontem tinha partilhado no facebook o texto do Eter e agora vou fazer este mesmo apelo no blog...

Abraço

Here Comes The Rain disse...

Tudo muito bonito mas utópico.

Ricardo disse...

Gosto do nome, Danilo. A mentalidade é, de facto, complexa mas acredito que consigamos reunir um número significativo de gente. Sim, as gentes da terra e arredores. Quem estiver a ler isto e for da zona, façam o favor de contactar o email deste blogue para sabermos quantas pessoas irão da zona norte.

Nem mais, Mike.

João, não vejo as coisas assim. Se ninguém vai, a equipa não sente o apoio. Mas se tens centenas ou milhares de gajos fora de um estádio tipo este de Sta. Maria da Feira, podes crer que os jogadores vão ouvir o apoio e bem. É juntar o útil ao agradável: apoiar sem pagar a chulos. Veremos se no futuro as coisas mudam.

Abraço, Ginha. Obrigado.

Here, utópico é aquilo que deixamos que seja utópico. Se as pessoas quiserem mesmo fazer alguma coisa, deixará de ser utópico.

Mike Portugal disse...

Ricardo,

Esqueci-me duma coisa. Não sei se as forças de segurança vos irão deixar fazer isso. Vocês estarão, perante a lei, em terreno do clube e eles poderão dizer à policia que vocês não podem estar ali e obriga-los a expulsar-vos.

Ginha disse...

Mas Mike olha que isso nem era mau, para a primeira iniciativa!

Ajudava a mediatizar a coisa...

Ricardo disse...

O Ginha já te respondeu, Mike. Os nossos propósitos são de apoio ao Benfica, nada mais do que isso. Não vamos para criar confusão com ninguém. De qualquer forma, aquilo é uma caixa de fósforos. O recinto do Feirense é reduzido. Se formos expulsos, estaremos por perto. E que as televisões o filmem só dará jeito.

A malta do norte que constantemente se queixa de não fazer parte mais activa do clube tem aqui uma boa oportunidade. Quem tem bilhete comprado, vai ao jogo; quem não tem, junte-se a nós. Vamos juntar uma boa maralha à volta do estádio e fazer muito barulho, vamos, nortenhos gloriosos?

Brandão disse...

Um gajo vai a Inglaterra ou a Espanha e os estádios estão quase sempre cheios com os adeptos da casa. Em Portugal nem os 3 grandes conseguem encher os seus estádios regularmente...

Por exemplo aqui na Feira não seria muito difícil aos adeptos/sócios da casa encher o estádio (creio que têm cerca de 5000 lugares). Se assim fosse o Benfica apenas teria direito a "meia dúzia" de bilhetes...

Já agora, e acentuando as devidas diferenças já deram uma vista de olhos aos preços dos bilhetes para o público em geral do jogo da Liga de Campeões entre o Benfica e o Zenit?

https://loja.slbenfica.pt/bilhetes.aspx?menuId=1

Ginha disse...

Mesmo considerando que os bilhetes para o jogo com Zenit são bem puxados, não vamos comparar um jogo de Champions no Estádio da Luz, com um jogo em que intervêm o Feirense, no quintal do Marcolino, pois não Brandão?

Brandão disse...

"acentuando as devidas diferenças"

Já agora, o "quintal do Marcolino" foi renovado e deve ser um dos estádios em que o público consegue estar bem perto dos artistas da bola...

Pedro disse...

Brandão,

Considerando que podiam ter feito o jogo em Aveiro com preços razoáveis e ainda teriam melhor receita...não têm desculpa!

Eu faria mais KM do que para a Luz (faço mais de 300km para ir ver um jogo à Luz) mas ia, já assim...

Ricardo disse...

Brandão, os preços dos jogos da Champions são caros, é verdade. Como para o Porto também são caros. É uma discussão que urge ter no seio benfiquista, não é a que temos agora, embora te responda uma coisa que é da maior importância: o Benfica não terá bilhetes caros contra Porto e Zenit por eles serem Porto e Zenit - quem encherá o estádio será o público da casa, não o visitante. Mais: o Benfica não está a abdicar, como o Presidente do Feirense está, de uma maior receita com preços mais baixos. Bastava fazer o jogo em Aveiro. Receberia muito mais sem ter de colocar estes preços pornográficos para ir ver um jogo a um estádio limitado (mesmo com essa renovação de que falas). Agora... preferiu o Marcolino porquê? Aqui é que reside o problema maior do futebol português. Para já, está a receber por fora - não se entende que um Presidente prejudique financeiramente o seu clube apenas e só por amor a outro. Além do amor, deve vir mais qualquer coisa por parte do Papa. E depois... quer controlar a euforia benfiquista. Em vez de um estádio com 30.000 gajos, mete o jogo num de 5.000. Dir-me-ás: mas desportivamente interessa-lhe mais. Aceito e concordo. Desportivamente interessa-lhe tudo. E não é do Feirense que eu estou a falar.

Anónimo disse...

Carissimos,

acho que a ideia tem pernas para andar... desde que sejamos organizados!

Sugiro um nome: "Apoiamos por fora" - Movimento contra os preços dos bilhetes nos jogos fora do Benfica.

Convoque-se já pelos blogs e redes sociais e crie-se um email para confirmações de presença por exemplo: apoiamosporfora@gmail.com

Ricardo: podes/queres tomar a liderança nesta mini-organização?

Nem que se consigam reunir pelo menos 50 a 100 adeptos na parte de fora do estádio, isso já será motivo de grande cobertura mediática, e quem sabe com o "efeito bola de neve" nos próximos jogos já se conseguem bem mais.

Com menos de 30 adeptos acho que a coisa não pega e até pode cair no rídiculo.

PS: Tive mais uma ideia "utópica" como disse o "Here", mas aqui vai mais uma acha para a fogueira: e se alguma empresa de publicidade (ou mesmo algum sócio benévolo) mordesse o isco e colocassse nas imediações do estádio uma tela a projectar o jogo?

PV, benfiquista de Braga

Ricardo disse...

PV, excelente. É esse o espírito que se procura. Se vais, ficas responsável por organizar a malta do norte.

Sim, menos do que 30 não faz sentido. Mas acima de tudo isto serve para meter a máquina a andar. A adesão virá depois, se a coisa for bem feita.

Gosto da ideia da tela e daria muito jeito mas não me parece para já viável. Não sei. Há malucos para tudo. Se há malucos para isto, quem sabe? O que importa é agir.

Ricardo disse...

Ah, só uma coisa: o nome terá de passar pelo Éter, que foi o gajo que escreveu o texto que originou a ideia. Mas gosto muito deste teu, PV.

Éter disse...

Ricardo, era o que faltava se o nome tivesse que passar por mim... Não tenho patente nenhuma disto. O Benfica é de todos, bem como qualquer ideia/movimento relacionado com o Benfica.

Brandão disse...

O problema é que os adeptos dos clubes mais pequenos têm sempre preferência sobre um dos três grandes.

Se nenhum sócio benfiquista fosse à Feira e o estádio apenas tivesse sócios do Feirense terias sempre uma boa percentagem de benfiquistas, de anti benfiquistas e alguns feirenses...

Anónimo disse...

A ideia já bomba em A Nossa Mistica! Tanto no blog, como no face...

E na minha modesta opinião, isto tem muito por onde crescer...

Ricardo disse...

Éter, então fica essa do PV, "Apoiar por Fora".

Brandão, tu estás a querer justificar exactamente o quê?

Obrigado, Ginha. Tem para crescer se todos fizerem como tu. É esse o espírito. Estás adicionado.

Apoiamos(por)fora disse...

Caro Ricardo e visitantes do blog,

na sequência deste post do protesto que se pretende organizar de fora do estádio, foi criado o blog (e respectivo email) com o título: apoiamosporfora.blogspot.com

A minha ideia foi de apenas e só aglomerar as pessoas que tiveram a ideia e organizar este "movimento popular", nada mais.

Visitem, e cheguem-se à frente por favor (enviando email ou post) as pessoas que querem participar desta organização, para ficarmos em rede.

Anónimo disse...

Já pagaram mais para ir ver o benfica contra o nacional e o gil vicente. Por isso... Porquê tanto festival agora contra o Feirense?
Por ser considerado um clube "baixo"?
Vocês acham que nós nos importamos se vocês vêm ou não?
Nós vamos fazer a festa à nossa maneira... Com ou sem vocês.
Se vocês não viessem o estádio provavelmente ía encher à mesma. Por isso... Se quiserem ficar de fora do estádio a beber uns canecos... Estejam à vontade!!!

Zita disse...

Como leitora assídua do blog venho lembrar que o Rei Eusébio faz hoje 70 anos!

Zita

Ricardo disse...

É assim mesmo, Anónimo: contra o Benfica, é sempre a encher o estádio. Quando começares a pagar 60 euros para ires ver o jogo fora, depois lembra-te dos pobrezinhos.

Zita, é uma data que está presente no coração de qualquer benfiquista. Não precisamos de post para homenagear o Deusébio. Ele esteve como capa deste blogue desde o início até há bem pouco tempo. É daquelas coisas que não precisa de apresentação. Agradeço a assiduidade e convido-a a participar mais.

Zita disse...

Eu sei que a imagem do Rei esteve patente no blog até há pouco tempo, eu acompanho este blog desde as suas primeiras intervenções no Mágico SLB quando o Americano e o Zorg ainda por lá comentavam... Saudades.
Agradeço o convite para participar mais, não o faço por manifesta falta de tempo.
Saudações Benfiquistas!

Zita

Pastor de Sonhos disse...

Ideia brilhante, adoraria que tal fosse possível, aí sim, e provavelmente só aí, aquilo que o SLB significa surgiria em definitivo para muitas mentes torpes.