segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Semana de luto do blogue em honra dos benfiquistas da pantufinha

Esta semana este blogue vai estar de luto. Calma, não é pelo facto de o Benfica estar na frente - como portista mal disfarçado, é lógico que me custa mas tento esquecer fazendo intermináveis viagens ao IPO - é assim que aprendo a volatilidade da vida: gozando com quem está pior do que eu. 

O luto prolongado manter-se-á até Domingo, dia posterior ao jogo do Benfica contra o Vitória de Setúbal e será uma semana de silêncio pela morte do benfiquismo regular no Estádio da Luz. É que o benfiquista de sofá gosta muito de ter os pés quentes e as mantinhas no colo. Já rapar frio e embezanar-se antes do jogo, está quieto que isso é para malucos! Mas dêem-lhe mais dois meses de liderança e lá estará ele prontinho a fazer parte da festa. Até é gajo para ficar no Marquês quase até às onze da noite! Depois tem de ir para casa ver o Preço Certo que deixou a gravar.  

Um clube como o Benfica, com a enormíssima massa adepta que este clube tem, não pode ter uma média de 30 a 40.000 adeptos nos jogos em casa. Um clube como o Benfica tem de ter, seja líder ou não seja, sempre, mas sempre, sempre, o estádio cheio. Não é admissível ter estas assistências vergonhosas e elas só existem não porque não haja dinheiro ou seja muito longe de casa mas porque há muito comodismo por parte de gente que é capaz de andar a discutir o Benfica anos a fio em frente ao computador mas que na hora de dizer presente, apoiando a equipa e criando condições para uma maior conforto económico do clube, prefere ficar de pantufas. 

Aos que lerem este texto e se revejam nele, posso garantir-vos que não estou chateado convosco, estou apenas fodido da silva por serem uns paneleiros. Mas podem sempre dar a volta a isto, basta calçarem uns sapatos e, no Sábado, aparecerem ali por aquele local em frente ao Colombo - vocês sabem qual é, já o viram em fotografias em blogues e quando vão à terra de familiares e olham para a direita na segunda circular. É bonito, não é? Apareçam. Aquilo é giro e podem ver o Aimar ao vivo que, prometo, é um espectáculo dentro do espectáculo.
 
Até Sábado, portanto, este blogue hiberna. É o preço que têm de pagar até eu ver se perceberam a mensagem. Se o Estádio estiver cheio no próximo jogo, dedico-vos um post de agradecimento. Se não estiver, espero que em Maio continuem a preferir a comodidade da pantufinha e do robe à anarquia de uma cidade em desvario. Aquilo é muito barulho e fumo e pouca etiqueta para vossas excelências.



36 comentários:

Carrega+Benfica disse...

Com bilhetes à borla nem quero imaginar outra coisa que não seja estádio cheio... Se calhar vão ser gajos para levar a mantinha e de vez em quando assobiar o Cardozo. Mas como é de borla... Às vezes vale mais ficarem em casa...

Éter disse...

Pá, até consigo perdoar-te estares uma semana sem escrever no blog, mas meteres aqui Smashing traduzido em espanhol... Vais ter que levar um correctivo no sábado.

Mar de Chamas disse...

Pois olha que eu não sei se quero lá esses pantufinhas, pois normalmente são os primeiros a tentar mandar a equipa para baixo naqueles momentos quando a equipa precisa mais de nós e em vez de cantar assobiam...

Não é por nada que quando o Benfica tem um jogo tranquilo e calmo eu saio de lá rouco mas com voz, quando as coisas não nos correm bem e a equipa precisa do nosso apoio saio de lá sem voz e no dia a seguir tenho o patrão a meter-se comigo: "Pronto ontem lá esteve você a cantar e puxar sem parar e hoje está aqui assim que mal o consigo ouvir".

Por isso não sei... cheio sim mas com benfiquistas com um objectivo apoiar o Benfica

slb1958 disse...

Não tenho dúvidas que o estádio irá estar cheio, consta-me que os adeptos estão a preparar uma manifestação inédita de indignação para com o Rodrigo, pois provocou mais um desvio colossal ao país.
TODOS AO ESTÁDIO, MOSTRE-MOS A NOSSA REVOLTA ENQUANTO BENFIQUISTA PORRA.

SLB1958

SC disse...

Será com certeza daqueles jogos que irá ter uma bela casa..estamos na liderança,mais uns bilhetes a borla e uma hora de jogo razoável..tudo se conjuga.
Mas os verdadeiros são aqueles 30,35mil de sempre.E mais vale assim porque essa malta que aparece esporadicamente quer á força uma exibição perfeita que justifique terem tirado as pantufas.
Bela festa ontem na marinha grande.
ATÉ MORRER!

Pulha Garcia disse...

Lá estarei no meu lugar cativo. Esta equipa merece, e todos os que trabalham para e por esta equipa, também. A grande questão é se para além dos jogos na Luz vou começar a acompanhar a equipa nos jogos fora.

Saudações de glória

Ricardo disse...

Carrega Benfica, vai aí muito optimismo. Se tiveres 50.000, dá-te por satisfeito. Mas concordo contigo: se forem lá para assobiar os jogadores, mais vale ficarem no quentinho da comodidade dos parvos.

Sem dúvida, Éter, horrível. Mas quis manter a imagem do álbum. Quem é que inventou estas novas traduções no youtube? Que deprimente. Sábado compenso.

Mar de chamas, nem mais. E, por favor, pantufinhas, vão todos para o Piso 1, se fazem o favor. E, quando for golo, batam palmas muito moderadamente, como é de bom tom.

É assim mesmo, slb! Porra!

Abraço, SC.

Não seria de esperar outra coisa, meu caro Pulha. E estou contigo na tua última questão. Começa a fazer sentido mas só quando puder ser...

Abraço.

Bcool973 disse...

mais uma vez volto a dizer Ricardo, há muito para além de ipads, ipods, computadores e outras coisas que tais ... nem toda a gente tem a sorte de ter disponibilidade financeira para apoiar o Benfica ao vivo ... Se calhar muitos dos que têm essa sorte até nem ligam ao futebol ... Diz ao orelhas para pôr os bilhetes de sócio a 5 e a 10 euros e od de não sócio a 15 e a 20 euros e logo verás o estádio a ficar mais composto, agora como ele continua a achar que o povo tem nota, fica com lugares vazios ...
Se não queres escrever é contigo, agora não culpes os 30.000 lugares ... Vai ver a assistência média da época em que o Benfica foi campeão, onde a taxa de desemprego e os impostos eram muito mais baixos, e depois pensa bem se há condições para esperar grandes assistências ...

Ricardo disse...

Bcool, já não é a primeira vez que acusas algum desconforto quando falo neste tema. Mas sem razão, porque este texto não de se dedica a quem vive em Almancil ou em Bragança - aliás, se o Estádio enche às vezes e se ele, ainda assim, consegue manter alguma consistência de adeptos não será de certeza pelos que vivem aqui perto mas pelos outros, que chegam às tantas da manhã a casa e gastam balúrdios para vir ver o Benfica. Já fui desses durante muitos anos, quando vinha com o meu Pai de Abrantes pela nacional que demorava 3 horas para cá e 5 para lá e chegava a casa de madrugada. Se há quem faça pelo Benfica de certeza que o povo dos locais longe de Lisboa está na linha da frente.

Este texto é mais dirigido (ou quase exclusivamente dirigido) ao milhão de benfiquistas que vive no anel de Lisboa e cidades ao seu redor. Bastava que 5 por cento desse milhão se dedicasse a ir ver os jogos em casa e o Estádio estaria sempre cheio. E isto não acontece não porque não haja dinheiro - porque num sistema de rotatividade, se houver vontade de ir ver o Benfica, haveria sempre os tais 5 por cento que, no milhão, conseguiam ir ver um jogo de futebol. O que há é muito comodismo e muito "vou no próximo".

Não desprezo de maneira nenhuma as condições económicas difíceis mas também prefiro deixar o politicamente em casa. Há muita gente, no concelho de Lisboa, que não vai ver o Benfica não porque não pode mas porque prefere não ir. E isto é que tem de mudar. Se as pessoas não mudam por si, compete ao clube gerar uma estratégia que chame estas pessoas e as fidelize a uma constante ida ao Estádio da Luz.

Falas nos preços. Concordo, a Direcção às vezes parece viver num mundo surreal - o maior exemplo disso são os preços absurdos para o Zenit. Mas para a Liga os preços são acessíveis. Mais: o jogo será num Sábado, às 18:15. Queres melhor do que isto? Mais: grande parte dos sócios, como eu, do débito directo, vão receber dois bilhetes de borla para usarem até final de Fevereiro. Queres melhor do que isto? Se for preciso, eu dou os meus dois bilhetes a um não-sócio.

Lembras-te quando fiz aqui um concurso para dar bilhetes? Porra, foi difícil dá-los! E olha que este blogue, embora não seja dos mais concorridos, ainda tem uns 800 gajos a virem aqui todos os dias. Achas que todos eles tinham bilhete para o jogo ou nenhum precisava de uma borla? O problema é que há gente que nem de borla quer ir! Gente que vive ao pé do Estádio ou da Amadora ou de Almada. Mas depois gasta rios de dinheiro em telemóveis para mostrarem ao outro que têm muito sucesso na vida. Peço desculpa, mas não admito que um gajo que vive aqui perto não vá ver o Benfica e ande a gastar dinheiro em merdas sem interesse nenhum - sejam telemóveis caríssimos ou outras quaisquer futilidades. Sim, aqui proponho benficómetro: há gente que não merece que a equipa seja campeã.

Bcool973 disse...

Ricardo, eu já vivi em Almada. Em anos de maior abastança, tinha cativo, em anos de menor abastança (aka desemprego) ia muito poucas vezes, até porque era um aluta para pagar as quotas.
Quando entrei para sócio, obviamente que sendo menor o valor da quota era mais simbólico, estávamos nos anos do fmi, onde a fome era presença habitual em muitos dos lares na minha zona. Obviamente que muitos dos desempregados, do pessoal com salários em atraso, que antes pagavam rendas e agora pagam empréstimos, n ão deixavam de ser benfiquistas por irem menos vezes, só que é necessário fazer escolhas. Muitos pais gostam de ir à bola com os filhos e mesmo não sabendo qual a dimensão dos sócios pagantes moradores na zona de Lisboa, sei que se calhar já as quotas começam a ser um bem superfulo, quanto mais juntares bilhetes, transporte, morfes, etc. etc. etc.
O meu alerta tem a ver com o seguinte, o país está completamente nas lonas com excepção de uma pequena minoria. Os empregos para toda a vida já está mais que visto que não existem, pois até o pessoal que o julgava ter descobre que se calhar não é bem assim. Muitos ficaram sem subsídios e sabem que quando chegar a Maio, em vez de receber vão ter de pagar IRS. O IMI também vai subir, como subiram os medicamentos, os passes, a gasosa, os empréstimos, a comida e nesse conjunto de subidas, estar a gastar dinheiro numa ida à bola quando não se sabe o que está para vir (a ia nunca fica menos de 50 euros para pai e filho(a), ou um casal) é se calhar uma loucura que só a minoria priveligiada pode alcançar e é isso que saliento.
Os 30.000 se calhar são a dimensão da minoria priveligiada que pode pagar esses valores por muito que te custe.
Eu esta época já vi o twente, como a época passada vi o braga na luz e em braga para a liga europa, possivelmente ainda verei mais um jogo, na luz, dependendo de uma série de circunstâncias enquadrarem-se.
Acredito que contra o Setúbal estejam perto de 40.000. Mais para o fim da época se tudo correr bem, começaremos a aproximar os 50.000, mas essa não é a base permanente do Benfica. Foda-se com cativos a 300 e muitos euros só para jogos do campeonato que depois são chuladas para os jogos europeus quantas pessoas achas que têm capacidade para isso ?

Ricardo disse...

Bcool, duas coisas importantes sobre aquilo que estou a defender:

- não estou a chamar "meno benfiquista" a ninguém; muito menos aos que, por imposições económicas, têm na sua maior preocupação saber se conseguem meter comida em casa.

- não vejo a realidade social tão miserável como tu a vês. Eu sei que estamos numa fase em que ouvimos a cada dez segundos falar em crise e nos problemas das pessoas e que a forma de controlar as massas não diverge nem um bocadinho desde que o homem é homem: pelo medo. Com isto não quero dizer que não há - se há - um problema económico que tem de ser resolvido, mas esotu longe de achar que, num milhão de benfiquistas de Lisboa e arredores, não há pelo menos 50.000 que podem ir ver um jogo de bola de 15 em 15 dias.

Tudo depende do que tens. Não tens dinheiro para comer nem beber? Bebes e comes em casa e depois vais para o Estádio. Não queres gastar dinheiro em transportes? Organiza-te e junta 4 ou 5 amigos e dividam a gasolina. O bilhete custa 10 euros, 15? Ok, tens duas semanas para meter 15 euros no porquinho que tens em casa. Começa por ver onde podes cortar. Se calhar, podes cagar naquelas bicas que não sabem a nada, se calhar podes fumar menos, se calhar podes evitar comprar jornais (tens net, pá, comprar jornais para quê?), se calhar dá para não andar a ver do último modelo do não-sei-quê-que-diz-que-é-espectacular. São prioridades. E elas existem para uma coisa muito simples: entender o que apaixona ou não as pessoas.

Mas isto que estou aqui a dizer já é sobre casos em que a pessoa tem de arranjar alternativas para amealhar 15 euros de 15 em 15 dias. Se te mantiveres só naquelas que podem claramente gastar 15 euros de 15 em 15 dias já tinhas o estádio cheio antes de chegares à que não pode ou sente muita dificuldade.

Acho a desculpa da questão económica uma falsa questão. Eu sei que é uma opinião que grita por contraditórios humanistas e indignados, mas é a que tenho. Não acho que, em Lisboa, não haja 65.000 pessoas minimamente bem na vida para irem ver um jogo de futebol de duas em duas semanas. Mas acho que há falta de vontade de ir ao Estádio. Ah isso acho...

Bcool973 disse...

Pois o meu ponto é que eu duvido que em Lisboa e arredores existam os 65.000 sócios pagantes em condições de irem ao Estádio de 15 em 15 dias, não acredito que sejam mais de 30.000, mas melhor do que eu saberá a gestão que primeiro chula grana à força toda e depois perante a iminência de estádios vazios, opta por oferecer bilhetes, torpedeando os que anteriormente investiram.
Concordemos pois em discordar

Ricardo disse...

Bcool, não são só os sócios que vão ao Estádio da Luz - e ainda bem. Para além de que, em média, podes sempre contar com 10.000 que vêm do resto do país. Acreditas mesmo que não há 55.000 benfiquistas em Lisboa e arredores com condições de irem à Luz de 15 em 15 dias?

Sobre as críticas que fazes à Direcção, subscrevo-as. Mas esse é outro assunto.

E que bom que é concordar em discordar...

LDP disse...

TIME OUT!

Abro um parentesis na discussao para sublinhar isto, Ricardo: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=309188

A foto é qualquer coisa de épico e acho que merece uma homenagem aqui no Ontem vi-te...

abraço

Ricardo disse...

O Benfica começa a dar sinais de que, finalmente (passados quê, 10 anos?), está a fazer alguma coisa para trazer mais gente ao estádio.

Para Janeiro, há uma promoção "Pack Janeiro" que engloba 3 jogos - Vitória e Gil Vicente para a Liga, Santa Clara para a Tala da Liga. Se fores sócio, podes comprar o mais barato por 17,5 euros. Por 3 jogos, 17, 5 euros. Não me digas que isto está assim tão longe das possibilidades dos adeptos. Para não sócio, o mais barato é 31,5 euros. Por 3 jogos, 2 deles de importância fundamental para a conquista do título.

Claro que há coisas imbecis. Enquanto se faz um pack destes, oferecem-se bilhetes pelo débito directo. Faria mais sentido oferecerem-se os bilhetes em Janeiro (como já acontece), alegrar os sócios e não sócios (que recebem bilhetes dos primeiros) e depois, em Fevereiro e Março promover a contrapartida dos adeptos, esperando que eles aderissem aos packs.

Continua a haver muita ganância mas também me parece que começa a surgir alguma lucidez na forma como se contacta com o adepto e, especialmente, o sócio. Esperemos que continue.

E o adepto também tem de fazer o seu trabalho. O próximo desafio é encher a Luz, já neste Sábado. Digam "presente". É bom para o futuro.

Ricardo disse...

LDP, quando li a notícia pensei logo numa postadela. Mas não pode ser. O luto está aí, não podemos fugir às nossas obrigações.

Mas é muito bonito.

Pedro disse...

Boa noite Ricardo,

Jogos em casa, só não vou quando não posso e por norma nunca fico um mês sem lá ir, mais,faço sempre questão de tendo ou não companhia levar sempre o meu velhote, e digo-te já, ir daqui de Abrantes entre bilhetes, combustível, portagens e uma buchazita a coisa nunca me fica em menos de 100€! Só para o Zenit, em bilhetes para os dois já larguei 60€! Só em bilhetes! Se eu vivesse em Lisboa então...

Abraço

PS: Só não me fiz aos teu bilhetinhos do Tio Cosme porque já tinha os meus...hehehehe

Constantino disse...

Ricardo,

Quando leio a palavra "pantufinhas" lembro-me sempre do Bruno Nogueira a apelidar assim os seus peidos silenciosos mas muito cheirosos. Reportando-me a mim, é verdade que não vou ao estadio tantas vezes como queria (queria ir a todos os jogos e ate mesmo a dias sem jogos) por manifesta impossibilidade. De qualquer forma, vais-me perdoar mas não me posso incluir nos "pantufinhas". Eu quando vejo jogos do SLB, seja no estadio, em casa ou no cafe, sou tudo menos silencioso. Quando vejo jogos do SLB sou mais "Botinha da Tropa", um peido bem sonoro e com cheiro e tudo incluido. Basicamente, cago-me todo a ver o SLB, sou mal criado, falo alto, vejo teorias da conspiração em todo o lado, chateio-me com a mulher (com o Leiria "peidei-me" tão alto no golo do Cardozo que fui ameaçado de ir ver o jogo para o café) e só não bato no filho porque ainda não dei à luz.
Trocando por miúdos: é importantissimo os adeptos irem ao estadio apoiar a equipa, mas também é muito importante "viverem a equipa", mesmo que no sofá ou no café.

Abraço.

SC disse...

Acho que é tudo uma questão de cultura desportiva que se vai perdendo..guardo bilhetes desde o inicio da década de 90 e já nessas alturas havia bilhetes a mais de dois contos!!Acho que não é só uma questão de dinheiro!!
Concordo com o Ricardo, estamos situados em plena capital e de 15 em 15 dias não conseguimos por pelo menos 50mil nas bancadas.
A própria venda de red pass para esta época desceu brutalmente,é verdade que a época passada foi frustrante a vários níveis mas ser do Benfica não é só estar presente quando tudo corre bem ou quando há jogos grandes,é estar presente SEMPRE que possível.
Inda só passaram 2 dias desde o último jogo ao vivo e nunca mais é sábado..
De Todos Um!!

Ricardo disse...

Conheço bem isso, Pedro. O teu exemplo (e o de outros milhares iguais a ti) devia ser lido por todos os benfiquistas que moram perto de Lisboa. Talvez os inspirasse a ir mais vezes ao estádio. Abraço.

Constantino, eu sempre desconfiei de que eras um "Botinha da tropa"!

Como é óbvio, o texto não é sobre gajos como tu, que moram em Marrocos. Mas, de qualquer forma, já recusaste um bilhete. Começas a ter pouco crédito. E agora ainda menos: ofereço-te bilhete para o Vitória.

Abraço.

Concordo com tudo, SC.

David Duarte disse...

Vivo em Lyon. Trabalho todos os dias das 10h às 14h e das 17h às 20h. Para além disso faço uma tese e de vez em quando dou aulas. Sou contudo daqueles que gosta do que faz.

Contudo, apenas faço o que gosto porque posso respirar e o meu oxigénio é o Benfica. Anseio toda a semana pelo Benfica, nem que seja um Benfica-Santa Clara da fase de grupos da Taça da Liga.

"Dà Deus nozes a quem não tem dentes" é costume dizer-se. Dizer-se adepto do Benfica, viver em Lisboa (ou arredores), ter possibilidades de ir ao Estadio e ficar em casa em dia de jogo é algo incompreensivel e injustificavel. Aquele estadio devia estar sempre cheio!

David Duarte disse...

E mais uma coisa. Quando os nosso adversarios criticam o Benfica por ser um clube de "inchados", têm uma ponta de razão (até da boca de um louco pode sair um rasgo de lucidez). E essa razão é-lhes dada por precisamente esses adeptos que apenas vão ao estadio depois de uma série de bons resultados. Passar de uma assistência de 35000 a uma outra de 50000... bom, vou ser injusto para alguns, mas são 15000 inchados a mais no estadio.

Pelo menos nisso os adeptos do Sporting são coerentes. Estejam eles bem (meia-final da Taça) ou mal raramente passam dos 25000 no estadio ^^

David Duarte disse...

Mais precisamente 17000... e isto mesmo com um grande apelo à enchente em Alvalade!

Ricardo disse...

Concordo com tudo, David. Um abraço para Lião (como se escrevia no tempo da nossa senhora).

Pulha Garcia disse...

Eu vou lá estar. Como sempre estou, no meu lugar. E como sempre estive, mesmo nas horas de celtas de vigos, etc. E faço-o orgulhosamente. Não sou de um clube que recebe árbitros em casa/paga férias à família Calheiros ou de um clube cuja razão de existir é o ódio ao Maior. Sinto-me em casa quando estou na Luz. Apoio o Aimar, o Javi, o Luisão, o Garay, o Artur, o Maxi, o Cardozo, etc

Saudações de muita glória

Pulha Garcia disse...

Ps. David Duarte, muito fixe o teu relato. Gostei de ver o amor à distância. Quando eu estava em Londres fazia 50 minutos de transporte público (para cada lado) para ver os jogos do Benfica em directo num pequeno café em Mornington Crescent.

Ricardo disse...

Pulha, lembro-me de andar louco em Londres à procura da Casa do Benfica. Aquela merda era no fim do mundo. Shalkfarm Road? Algo assim. Um terreno baldio, um gajo andava entre as couves até encontrar na parte de trás de uma casa a entrada para o estaminé. Que festalhão que foi. 3-1 ou 4-1 ao zbording. O pessoal que está longe sente tanto. É quase um crime desrespeitar, não indo à Luz, quem queria tanto poder ver os jogos ao vivo e não pode.

Bcool973 disse...

Bem me lembro desse jogo miserável em casa em que eu e um amigo no início do jogo fazíamos contas aos minutos que tínhamos que marcar para dar a volta à eliminatória, entre umas bifanas e umas jolas (tal era o álcool a falar que por momentos acreditámos mesmo ser possível dar a volta à eliminatória)

Pedro disse...

Bom dia Ricardo,

Parece que mais uma vez o nosso Presidente foi comido de "cebolada", já viste a peixarada que vai nas eleições da liga?
Vejamos, o candidato vencedor apresenta como principal tema de campanha uma distribuição mais justa dos direitos televisivos, sabendo-se que o seu opositor era "aparentemente" (sublinhe-se o aparentemente) apoiado pelos principais clubes a quem menos interessa tal ideia! No entanto, numa análise mais profunda, vemos que de facto este candidato é um verdadeira afronta directa! Então se todos os chamados clubes pequenos já têm "penhora" de direitos televisivos para lá de 2050 no "Banco Sportinveste" e os outros grandes têm contratos mais ou menos recentes, é fácil de adivinhar quais serão os direitos a comer e repartir não é? Talvez aqueles que vencem no próximo ano, de quem serão? Estava-se mesmo a ver...o Oliveira bem avisou...

Abraço
Pedro

Rui disse...

O estádio vai estar cheio, Ricardo. Bem me predispus a fazer os 500 Km com a familia, mas na casa do Benfica local, a afirmação foi peremptória: já não há bilhetes.

Muitos sócios, nesta altura, aproveitam as duas borlas do débito directo. Se o estádio se enche assim, parece-me claro que há um problema de preços exagerados, nas outras alturas. Eu, por mim, sempre que vou à Luz (somos 3 sócios cá em casa e vamos sempre todos) é quase um Red Pass, em bilhetes, gasolina e portagens.

Que sábado seja um dia de estádio cheio e vitória esmagadora sobre um dos satélites dos corruptos.

Abraço

JNF disse...

Até à tarde de hoje estavam vendidos entre 45 mil e 50 mil bilhetes. Não está esgotado.

Anónimo disse...

pode ser que em breve visites o ipo a acompanhar um familiar... isso faria com que fosses gozar com a puta que te pariu antes de te achares melhor do que os outros

Bcool973 disse...

Aqui está o que já se esperava:

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=735845

Anónimo disse...

existe muito mas muito benfiquiasta ca no norte com vontade de ir mas sabe que para gastar no minimo 50 euros...somos uns pobres coitados pah,queremos ir ver o benfica e nem podemos,lembrate que este sentimento tambem é verdadeiro para muitos e muitos, eu ando a fazer um esforço para poder ir a santa maria da feira....ve la tu...e sofro..sofro muito pelo benfica sim

Ricardo disse...

Não é perfeito, JNF, mas é um começo interessante.

Anónimo, nos últimos 5 anos perdi o meu avô e o meu Pai, os dois de cancro. Se és estúpido para não perceberes a frase, paciência. Não me venhas é dar moralismos de merda. Ainda por cima sob a capa do anonimato. Pussy.

Bcool, há alguma novidade nisso? Só os pacóvios achavam que ia ser diferente. O grande líder vai fodê-los outra vez. E eles gostam. E votam nele. 90 por cento é bom.

Ricardo disse...

Anónimo (4:55), claro que sim. Nunca disse o contrário. Aliás, estou a defender quem não pode e a dizer que quem pode devia ter vergonha de não ir mais vezes.