terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Morreu o Sr. Coluna



O universo Benfiquista está, novamente, de luto. O Grande Capitão Sr. Mário Monstro Sagrado Coluna decidiu juntar-se a Eusébio e Cosme Damião.

O Benfica do 4º anel já tem fundadores e presidente, já há muito tinha treinador e “carregadores de piano”, recentemente recebeu o reforço do Rei, mas ainda lhe faltava um Grande Capitão, um Grande Senhor.

Era sabido que o clube Cósmico andava em prospecção terrena para colmatar tão importante lacuna. Há muito que se ouviam rumores de que o Sr. Mário Coluna era o principal alvo da cobiça Cósmica. Já aquando da contratação do Rei se foi falando, à boca pequena, da possibilidade de vermos o nosso Monstro Sagrado seguir-lhe os passos.

A pressão do jovem prodígio D’Eusébio para que o clube lhe juntasse o Grande Capitão e Cicerone foi tanta que Cosme, homem de largas vistas, não olhou a meios para reeditar a sociedade de sucesso entre Sr. Coluna e Rei Eusébio.

E assim, em nome de um 4º anel cada vez mais forte, o Sport Lisboa e Benfica chora, mais uma vez, uma irreparável perda.

7 comentários:

gandhy disse...

Sem qualquer demagogia, nem mesmo ironia para com as famosas "obras" do nosso Presidente, será que Coluna também não merecia uma estátua em redor do estádio da luz?

Por mim, podíamos criar o movimento, Estátua para o grande Capitão.

Zé de Fónes disse...

O Mário Coluna, até pela simpática alcunha de Monstro Sagrado assim como pela personalidade que contagiava (nunca mais esqueço as palavras do Trapattoni e do Cesare Maldini a definirem o Sr Coluna), foi sempre o meu ídolo (desculpa King). Era o jogador que eu queria ter visto jogar e que devia para sempre ocupar o meio-campo da equipa. Aquela foto no topo do Blog diz tudo, sobre o Sr Coluna e sobre o Benfica. Respeito. Paz à sua alma.

luis disse...

Glorioso texto para o Velho Capitão
78 Vivas ao Benfica
Benfica Todos Tempos

João Lopes disse...

Bela forma de expressar esta vaga de falecimentos,bem haja pela extensão criativa que consola bem quem a lê... abraço fraterno.

JotaPê disse...

Olha, pelo menos o orelhas já deu graças a Deus. Poder organizar mais uma palhaçada (como foi com o velório do Eusébio - em que ate se permitiam fotos à urna, para a posteridade) para ganhar uns votos aos otários é sempre boa noticia...

Com o que é que nos vão presentear desta vez? Aguardemos...

ATF disse...

RIP Mário Coluna. #Benfica #Portugal #Moçambique

Miguel A. disse...

Sr. Mário Coluna, Capitão:

Quero pedir-lhe desculpa por uma coisa: estávamos em vésperas da nossa segunda final da Taça dos Campeões contra o Milan (a primeira jogou-a o senhor), e eu fui à Luz assistir a um treino da equipa. Queria ver Ricardo, Aldair, Hernâni, Paneira, Valdo... Juntei-me a um grupo de sócios já com alguma idade, fui ouvindo as histórias, convivendo, tentando espreitar o treino. De repente, o senhor Coluna apareceu, todos nos levantámos para o cumprimentar, mas o senhor, com essa sua maneira tão simples e afável de ser, esse seu sorriso tão acolhedor e leal, logo foi dizendo "deixem-se estar, bom dia, bom dia a todos". Nesse momento eu quis avançar, abraçá-lo, ter a honra de apertar a sua mão (e na minha cabeça ecoavam as palavras do meu pai, que não ligava muito a futebol, mas que dizia sempre: "Ah, Mário Coluna, Guilherme Espírito Santo, esses sim, grandes atletas, e uns cavalheiros"), poder dizer-lhe que o admirava tanto, mas uma timidez, uma estúpida timidez tolheu-me a vontade, os movimentos, e o senhor Coluna acabou por se afastar, e eu sem lhe ter conseguido ao menos apertar a mão.

Os anos passaram, e a admiração que tenho por si cresceu, tornou-se numa quase veneração. Porque o Senhor Mário Coluna, compreendi depois, significa e significará tudo o que eu quero que o Benfica seja: um Clube de princípios, de desportivismo, de cavalheirismo, de lealdade, de respeito pelo adversário.

E ia vendo e ouvindo as notícias: "Mário Coluna assiste ao jogo do Benfica na Luz", "Mário Coluna em Lisboa", "Mário Coluna, emocionado, recebe de joelhos a Águia de Ouro na Gala do Benfica". Até que alguém, aqui no "Ontem", diz num comentário que encontrou o Sr. Mário Coluna no Estádio, ou na Gala, já não me recordo, e que tinha conseguido tirar uma foto consigo. Senti uma tristeza enorme nesse momento, porque tudo o que eu queria (uma vez que nunca pude vê-lo jogar ao vivo) era tirar uma foto consigo, falar-lhe, apertar-lhe a mão, abraçá-lo, ter a meu lado o homem que para mim mais representa, que mais é o Benfica. E nunca consegui fazê-lo.

Senhor Mário Coluna: esqueçamos a mentira que desde ontem circula por aí, e por favor esteja preparado porque essa foto consigo, e esse abraço que lhe quero dar, desta vez não podem falhar. O senhor dizia que, quando jogava, as ordens dos treinadores (que então não se podiam levantar do banco de suplentes) eram: "Joguem assim e assado, e dentro do campo quem manda é o Coluna". Pois agora também é o senhor que continua a mandar, e já sei que deu a ordem para eu poder entrar em campo, tirar uma foto consigo e abraçá-lo. Muito obrigado, e bem haja.

PS: A malta aqui do "Ontem" tem a sua foto a cumprimentar o Maldini na final com o Milan. Bela foto, gosto muito dela: é o Sr. Coluna, o nosso Capitão de sempre, como sempre elegante para com os adversários, e os adversários cumprimentando-o com reverência, cientes de que tinham um homem de carácter e um atleta de eleição à sua frente. Não tenho nada a ver com a política editorial do "Ontem", mas gostaria muito que esta foto estivesse sempre aqui, se fosse possível.

Um forte abraço do seu,
Miguel A.