terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Não há que enganar: o Benfica deve de imediato aceitar a pretensão de Bruno de Carvalho e hoje fazer-lhe a vontade, aplicando ao Sporting o artigo 94.


4 comentários:

luis disse...

Que bem esgalhada essa "pau e bola na camisola" e não é que estava um tempo chuvoso ;)

Lembrar-me que fui à travessa da queimada pela fresquinha buscar as noticias daquela primeira nota 10 ;)...trouxe uma dúzia de jornais :)

Entrar no alcantara mar( local de culto para os festejos matinais da época) a distribuir o pasquin desportivo ...lá esta com outra goleada de copos ;)

nota: aquele artigos tiveram vários tipos de bigode, mas um treinador com aquela mística deu um bigode especial à Benfica. Lembrar que o maestro na semana anterior tinha sido criticado pelos sócios após um empate contra o estrela da amadora;)... Bem quando um dr.professor tirou o defesa esquerdo, então foi um festim:)

Como mudam os tempos...

Benfica Todos Tempos

Anónimo disse...

Ainda hoje me arrepio ao ver imagens deste jogo!!!

E lembro-me de andar a correr entre a sala e a cozinha a ver o jogo pois sentado e no mesmo sitio era impossivel...

Fantastico...

Hoje que entremos com vontade e coragem e ganharemos, mas do outro lado nao estará o carlos queiroz!!!

luis borges

andré disse...

Aterrador
Empolgante
Sublime !

E, para hoje, lá estarei, Inspirador.

Lois disse...

Quando era pequeno, era do porto. Nem sei porquê mas pronto, era. No dia deste jogo, estava a brincar no quintal da casa de um amigo,que ficava algumas casas ao lado da minha, tinha então 7 anos. Passado alguns minutos oiço o meu pai a gritar que nem um louco tanto que se ouvia na casa do vizinho, e gritou outra vez e outra e outra...quando cheguei a casa perguntei-lhe porque tinha gritado que nem um maluco tantas vezes e porque estava tão contente. Ele respondeu-me: "Se fosses do Benfica sabias". Pensei para mim, o meu pai não pode estar enganado, se calhar ser do Benfica é tão espectacular que faz o meu pai ficar assim. Desde esse dia que sou e pertenço ao SLB. O que peço hoje, é que apliquem o artigo 94 e me façam gritar.