quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Duvidar do Duvidoso



Promessas. Afirmações. Manifestação de desejos. Anuncio de estratégias. Declarações.

Mentiras e mais mentiras e mentiras e mais mentiras. Ano após ano. Mês após mês.


Mentiras e mais mentiras.


Isto não vos faz pensar? Não vos faz questionar? Não vos faz duvidar?


Não percebo esse processo mental. Esse processo que consiste em eliminação de memórias e adaptação constante a novas realidades de modo a estar sempre a defender aqueles senhor e aquelas pessoas.


A conclusão já está formulada desde sempre. A partir daí é ir adaptando opiniões e memórias e argumentos de modo a justificar sempre a conclusão há muito determinada. Não estará o processo a ser feito de modo inverso?


Vender nesta altura o Bernardo por 16 milhões? Valor vs rendimento é claramente um bom negócio. E em termos desportivos? E em termos de identidade? E em termos de aposta? E em termos de todas as palavras e promessas ditas? Será que é normal assumir-se à partida que tudo o que o presidente diz é para ser ignorado?


E sobre o valor? O que dizer sobre o real valor? Sobre estes 16 milhões tudo o que sei é que foi o que se anunciou ontem à CMVM.


Com o tempo, olhando para tudo o que se vai passando neste Benfica dirigido por estas pessoas, tive de aprender a duvidar dos valores dos negócios. Tive de aprender a duvidar e a acreditar que todo o tipo de maroscas é possível.


Por isso sim, duvido deste valor e deste negócio. Como será o pagamento? Receberá o Benfica 100%? Quando foi feito o acordo? Porque foi anunciado só agora? Em que condições foi feito o acordo? Que negócios paralelos estarão envolvidos?
Vou pensando nisto. Vão pensando nisto.


Quando alguém nos mente constantemente devemos aprender a duvidar e não a ignorar.


Por agora só tenho de desejar o melhor ao Bernardo, esperar um dia vê-lo jogar no Benfica e acompanhar a sua carreira lá fora.

Que mais logo ganhemos ao Moreirense.


4 comentários:

Paulo Geraldo disse...

Era o que faltava que o Benfica tivesse à mercê de um jogador que quis sair, por achar que tinha direito à titularidade, e por isso mesmo, desperdiçasse um excelente negócio. Quem é que saia para o menino de ouro da formação entrar? O pensamento do Bernardo Silva, é igual à maioria de certos benfiquistas, que pensam que o Benfica é o Sporting, onde qualquer jogador, desde que venha da formação, tem a titularidade garantida na equipa principal. A diferença, é que o Benfica, luta para ser campeão. Quantas equipas campeãs, o Benfica teve com jogadores 100% na formação? Tinha mais portugueses, é certo, mas só se o Barreirense, a CUF, fossem da formação do Benfica... De certeza que como outros, teria o seu tempo para jogar, não quis esperar, paciência! Os tempos são outros, por isso não se pode desperdiçar estes negócios.

Daniel Oliveira disse...

Paulo Geraldo.

Não vejo no seu comentário qualquer resposta ao texto.

100%? Porque se continua a usar esta falácia para contrariar aqueles que querem uma aposta na formação que seria baseada no máximo 20%?

Anónimo disse...

Ó Daniel, a ganza foi forte, rapaz.

Anónimo disse...

Com tantos milhões, não percebo,a dívida continua a aumentar, ou alguém, se anda a abotoar?