sábado, 6 de agosto de 2011

"Outros entreter-se-ão a meditar sobre torneios e troféus de particulares e sobre historiais de taças latinas dos tempos dos bisavós", Mundo Azul

A ostentação da ignorância e o orgulho boçal pelo desprezo ao passado sempre foram características singulares dos pobres de espírito. No caso dos portistas - a sua generalidade, entenda-se -, não é diferente. A pobreza de espírito advém do facto de serem uns novos-ricos. Pior: novos-ricos através de actos corruptos. O que gera este híbrido sem quaisquer mais-valias: nem tem a dignidade e a ancestralidade dos valores nem, porque é corrupto, o mérito da riqueza que angariou.

A Taça Latina tem um peso na História das Competições Europeias extraordinário. Foi ela que originou a Taça dos Clubes Campeões Europeus, foi ela que, pela primeira vez, juntou, a um nível já condizente com o prestígio que ainda hoje exibe, grandes equipas e uma competitividade nunca antes vista. O mérito da conquista, esse pertence ao Benfica (e a Barcelona, Real Madrid, Milan, Stade de Reims), mas todos os que nela participaram e todos os que a quiseram no seu museu merecem, sem sombra de dúvidas, todos os elogios e o nosso respeito. Falar em "taças latinas dos tempos dos bisavós", além de uma profunda estupidificação da alma e de um orgulho imbecil em ser-se verdadeiramente mentecapto, é faltar ao respeito ao futebol. Não surpreende, é certo: um adepto de um clube que sempre faltou à verdade desportiva compreende-se que tenha outros princípios, seguramente mais dignos e menos antiquados.

Desprezo pela História, ignorância e orgulho boçal nestas premissas. É isto o adepto portista comum. Não espanta: se o próprio clube, corrompido transversalmente por caciques corruptores, promove a ignorância e o desprezo pela verdade, seriam os novos adeptos a pugnar por outros valores? Basta o exemplo que, no fundo, explica tudo: a mentira e a falsidade são tais que até a data de fundação foi corrompida. Haveria melhor forma de explicar ao mundo o que o Futebol Clube do Porto de Pinto da Costa é?




31 comentários:

low desert puke disse...

Este texto devia ser esculpido numa placa de platina de 30 metros de altura por 50 de comprimento e posta ali do outro lado do rio em vez do cristo-rei.

Seria um bom bilhete de visita para cada estrangeiro segundos antes de aterrar no aeroporto de Lisboa.

Bravo, Ricardo.

Anónimo disse...

Esta taça latina nunca foi tão mencionada e supervalorizada enquanto o benfica tinha o domínio dos títulos.
Bastou ser ultrapassado e a taça latina virou um troféu com um valor maior que o mundial fifa.

Ou equivalente aos 8,6 milhões que o falido saragoça e os fundos do jorge mendes deram pelo frangueiro.

Quem manda no futebol é a fifa.

Discordam?desfiliem-se da fifa eh eh eh eh eh

master kodro disse...

Insultos, generalizações e mais insultos. É pena. Continua a ser uma escolha tua não seres isto.

Carlos Carvalho disse...

Além de bom gosto musical, também tens jeito pá comédia...
Vou parar cá mais vezes.

MM disse...

Ricardo,
Pequenas ideias sem nada que ver com polémicas entre ti e o Kodro. Factos:
1 - Tive oportunidade de dizer há uns tempos que hoje - momento presente - no futebol Português o Porto já fez mais do que o suficiente para ultrapassar o Benfica em praticamente tudo. Cômputo geral: conjunto de vitórias, independentemente de qual tem mais coisas ganhas (quantidade). O currículo Europeu, nesta matéria, desequilibra a balança em favor dos azuis, claramente.
Ressalva: quantidade de finais Europeias que o Benfica perdeu. Número assustador mas, um número que não apaga o enorme mérito de lá terem chegado.
Porém, cômputo geral, claramente a favor do Porto. É o clube mais "rico" em futebol, hoje, em Portugal.
1.1 - Daqui resulta que: na minha opinião, e foi isto que tive oportunidade de dizer a um portista: daqui a 10 ou 15 anos os adeptos do Porto estarão a replicar na integra aqueles que são os comportamentos ignorantes da generalidade dos adeptos do Benfica, hoje.

2 - A Taça Latina tem obviamente um peso enorme na história de Futebol. Não entra na contabilidade de títulos da UEFA mas, isso nada nos diz. Campeões de Portugal, Espanha, Itália e França. Todos eles a competir e a combater entre si: desvolarizá-lo é insano. Da mesma forma que em Portugal, como exemplo, desvalorizar a Taça Império ou a Taça "O Século" é completamente absurdo. Esta última, por exemplo, premiou clubes que ganharam 3 campeonatos seguidos. Coisa que naquele tempo era um feito extraordinário. Clube houve que a ganhou por 2 vezes. Apenas 1 clube Português a ganhou, em boa verdade.
Taça das Feiras, mesma coisa. Deverá orgulhar clubes como a Forentina, e outros. São conquistas - no seu tempo - formidáveis. Hoje, são históricas, por terem sido formidáveis justamente ...

3 - Por último, terceiro parágrafo: é verdade que o Porto corrompeu a sua data de fundação. 1906. Não nasceu em 1893, ou 1892, como diz. É uma herança que partilha com o Benfica, Benfica esse que também corrempeu a sua data de fundação. É o mais antigo dos 3 clubes, o Sport Lisboa e Benfica: fundado em 1908. O clube que nasceu em 1902, fundiu-se e extinguiu-se em 1908, justamente. Os mesmos equipamentos ou côres não mudam nada, como é evidente. Não sei, por isso, como contrariarás o carácter de "ignorância, desprezo pela verdade (...) mentira e falsidade" que caracteriza os 2 clubes nesta matéria. Nada, sobre isto, os distingue.

MM disse...

Corrompeu*
Mais recente*, não antigo.

MM disse...

Faltou referência indispensável, claro: o 2 Cavalos é mítico, o 2 Cavalos do Duarte é uber mítico; a Joaninha tinha charme, qualquer coisa de apetecível; a Avó era poderosa e tinha elasticidade; mas o Rocha partia tudo, insubstituível.

Já o Chalana, também esteve muito bem, especialmente na noite dos 5-3 em Alvalade e na eliminatória com o Getafe ... o seu a seu dono.

Miguel A. disse...

Que bom os lagartos lembrarem-se sempre com carinho do Chalana; nas variadíssimas vezes que jogou contra esse clube, tenho a certeza que se lembram especialmente da tarde do 5-0 na Luz. Ele esteve muito bem, por isso... o seu a seu dono.

(Percebo a vossa desilusão, mas que diabo, não fiquem tristes só porque os dois primeiros jogos da nossa pré-época correram razoavelmente. Pensem em coisas boas. Há tanta gente que consegue fazer falcatruas com paquetes, tirar dinheiro ao erário público e que, mesmo assim, continua tão feliz, sem ressentimentos, sem ressabiamentos contra ninguém!)

Pedro disse...

É tão giro ver o gajo a sentir as dores dos corruptos...Ricardo, tocaste na ferida. LOLOLOLOLOL

Ricardo disse...

A pancada foi muito forte, Pedro. Impossível não reagir, mesmo tendo andado todos estes anos a disfarçar.

Pelo menos ficou exposto aos que ainda não sabiam a cor dele - é preciso ser muito cego mas havia quem ainda duvidasse.

Quem quiser pensar um bocadinho a partir de agora, dar-lhe-á a credibilidade que usualmente damos aos corruptos: nenhuma.

Já não é preciso gritar mais. O meu trabalho está completo. Não têm nada de agradecer, ora essa. Fi-lo pela verdade e porque não gosto de gente falsa.

Anónimo disse...

Sim porque realmente tu tens muita credibilidade... Gente que apenas sabe argumentar insultando os outros tem muita credibilidade de facto

master kodro disse...

Mais insultos. Por escolha, ficaste com (e como) o Pedro. Viva o Vale e Azevedo. Parabéns, Ricardo.

Pedro disse...

LOL
E continua a pobre alma...pobre adepto corrupto. Quase q me faz ter pena dele...

master kodro disse...

Parabéns Ricardo, outra vez. És tu e o Pedro com mais este comentário. Tu escolheste ser isto. E pelos vistos escolheste ser mais ainda, com a novidade de hoje. Parabéns.

Pedro disse...

Ricardo tens que explicar à malta o que é que fizeste para deixar esta pobre alma neste estado... LOLOL

Ricardo disse...

Kodro, a resposta à tua paranóia dei-ta no teu blogue. Se a "novidade" era um tal de sentinela, como pareceu ser pelo teu comentário.

Mas se não for, por favor, diz-me que "novidade de hoje" aconteceu. Fiquei curioso.

Anónimo disse...

Este MasterKodro acha-se mais importante do que aquilo que é.

Uma coisa é verdade, defende o seu clube (FCP) como poucos..


Santa estupidez...

JNF disse...

kodro, põe-te na cona da puta da tua mãe.

aquele abraço.

Diana Maia disse...

Serei prática e com tanta ironia da mais "fina" vou tentar escrever entre uma e outra gargalhada... uma Taça Latina que nunca foi contabilizada, nem pelo pasquim Rascordeiro (que subtilmente "actualizou" o seu palmarés online) e que surge desesperada e avidamente na boca dos benfiquistas após a eminência de ultrapassagem que o ano passado o FCPorto infligiu no seu arqui-rival. Francamente, eu acho sintomática essa pseudo-aflição e este discurso inflamado digno de um acompanhamento de violino e orquestra sinfónica, com afirmações de "ancestralidade", "valores" e "novo-riquismo".
De forma pragmática e sem floreados para distrair os mais incautos, o facto é que de repente, um título não oficial e que não era contabilizado surge cirurgicamente e passa a "oficial" para poder causar um empate técnico em termos de títulos entre FCPorto e SLB. Sinceramente não me preocupa minimamente isso, até porque esse "empate" seria apenas temporário e acabaria por ser desfeito como se viu no passado Domingo com a 18ª Supertaça Nacional conquistada pelos de Dragão ao peito.
Mas os portistas que não fiquem totalmente descansados, pois como não vencemos nenhum troféu de pré-época podemos ver-nos novamente ultrapassados se contarmos com as colossais "Guadiana" e "Eusébio Cup"...portanto, tenhamos cautela e não embandeiremos em arco!
"Novo-riquismo"....caro Ricardo, nem sei que lhe dizer. Mas opto por responder pois hoje até estou bem-disposta: no seu dicionário de conceitos, o que chamaria às alarvidades e inchamentos de ego provenientes de um título ganho em 2010 (mais a Taça da cerveja), que minavam a imprensa há precisamente um ano atrás? O que chamar às campanhas de marketing com T-shirts fazendo parangona de 3 títulos da dita e reputadíssima Taça? Espero para ver uma risada sua ou crítica relativa ao inédito TRI conquistado pelo FCPorto na Supertaça Nacional. Espero vê-lo a minimizar a dita competição, pois continuo sedenta de riso apesar de tudo!
Bem sabe, é esta absoluta incapacidade de olhar para dentro antes de se lançar as pedritas de seixo que dá nestas .... incongruências.
Sim, já ouvimos todos a história de 30 anos de roubos, assassinatos, pilhagens, incêndios, genocídio, barbárie e corrupção que levaram o FCPorto ao pódio do futebol Mundial nas últimas 3 décadas. Também já ouvimos histórias engraçadas dos tempos em que neste país reinava a ditadura e as colossais diferenças de justiça e oportunidade entre Lisboa e o resto do país (às quais o desporto obviamente não escapava). Mas vamos centrar-nos em factos e se o caro Ricardo tem essa dor física e visceral de conseguir ver a realidade como ela é, deixá-lo-ei alegremente em seus delírios e psicoses de conjunto, salpicando aqui e ali com alguns comentários da minha parte.
Apesar de tudo, estou certa de que o Ricardo aprecia debate e diversidade de ideias aqui pela sua tasca... Bem haja ;)

Diana Maia disse...

Relativamente ao seu conceito de "desprezo pelo passado", confesso que achei delicioso...e passo a explicar.
Acho que realmente o que aqui temos é um síndrome de "dependência do passado", que se baseia numa valorização quase exclusiva relativamente ao Passado, apenas com alguns laivos de satisfação com o Presente (depende dos "dias") e "lunatismos" exacerbados como ideias de futuro - falando na generalidade dos benfiquistas é claro.

O FCPorto acarinha e muito o seu passado mais longínquo, como Primeiro campeão Nacional que foi, grande impulso no ecletismo e desporto no Norte de Portugal, por isso pode estar descansadinho que não desprezamos o nosso passado. Até porque 30 anos já vai sendo muito tempo e as glórias inumeráveis nesse período já vão fazendo parte desse mesmo "passado" que o senhor afirma ser desprezado...

Mais um bitaite dos meus que espero não ter ofendido muito a plateia escarlate ;)

Anónimo disse...

Diana, essa veia desse estar no último estado. Cura-te rapariga. A Taça da cerveja não interessa, mas a Taça Toyota já interessa com toda a certeza.
Tripeirada, 30 anos nos bordeis e na mercearia. Uau, são uns verdadeiros campeões.

Diana Maia disse...

Anónimo das 18:20.

Que eu saiba não o(a) conheço para me estar a tratar por "Tu", portanto não lhe admito essa veleidade, lamento.
Quanto ao conteúdo do comentário...deplorável e sem sentido como já é apanágio de quem é parco na capacidade de argumentação.
Mas no entanto deixo-lhe esta iluminação de mente: sabe qual era o critério para disputar a tal Taça "Toyota" (também conhecido como Taça Intercontinental/Toyota)? Compreendo que desconheça por razões mais que óbvias, mas eu recordo-lhe: era preciso ser Campeão Europeu ou ter vencido a Taça dos Libertadores!

Espero ter esclarecido a sua dúvida existencial nesta matéria. E se é para se armar em engraçadinho e a mandar "tacadas" insultuosas, ao menos identifique-se. É que a sua clubite doentia não pode colocar-se à frente dos valores de civismo e boa educação, nunca se esqueça disso!

Anónimo disse...

Epá não admites, ó moça quem és TU para admitir seja o que for.
Quanto ao civismo, educação, etc, vá dar lições de moral e de educação ao pessoal que gere o seu clube, pois esses têm falta de tudo isso. Tente lhes dar umas lições, mas acho que a sra. professora não vai longe, o modo de ser dessa gente já está demasiado enraizado. É que a educação nos bordeis não é a mesma de sua senhoria, é vulgar e ordinária, como se vê nos jornais e nos tribunais.
É verdade, sou o José, está mais contente?

Diana Maia disse...

José...respire e tome um Xanax. Você é um mal criado patológico nada de mais há a fazer.

Coloque as suas ironias num local onde o sol não brilha que isso comigo não pega. E responder mais a si e às suas vulgaridades é pura perda de tempo. Portanto esta é a última vez que a si me dirijo.

Esperneie e espume à vontade qual cão raivoso junto dos alienados vermelhos com os quais tão bem convive. Eu fico a olhar de cima e aproveito para rir mais um bocado!

Anónimo disse...

Cara, patológico é a sua insanidade em explicar de uma forma desonesta como o seu clubeco ganha sempre bem.
Quanto ao ser malcriado, você não me conhece, portanto qualquer consideração vinda de si não me afecta em nada, aliás, até acho piada.
Ria-se aí de cima como diz, mas cuidado, pois quando o Xanax perder o efeito esse estado acaba concerteza.
Essa dos alienados deve estar a falar de você própria, que ainda acredita no Pai Natal e na Fada dos Dentes, assim como, na honestidade nas vitórias do seu clubeco. Tudo o que se vê por aí, youtube incluído, é tudo uma invenção, ou melhor, uma cabala; deve ser o efeito do LSD a mostrar novas formas de ver a realidade.
Ainda bem que não me responde, pois também já não me daria ao trabalho de lhe responder.

jose garcia disse...

ó Diana, desculpa lá, o que é que a Taça Toyota é a mais do que a Taça Latina?

jose garcia disse...

vai ter de ser mesmo aqui...

Frankly Mr Shankly
this position you old,

it pays your way,
but it corrodes our soul...

eh eh...

Anónimo disse...

José Garcia, não se está a ver, porque foi ganha pelos corruptos. Se fossem os corruptos a ganharem a Taça Calsberg e o SLB a Toyota, era exactamente ao contrário o grau de grandeza.
O alienado portista é assim, vê a coisa como lhe convêm.

Diana Maia disse...

Ao "Zé" Garcia e ao "Zé" anónimo o meu mais sincero sorriso e compreensão... para desfazer dúvidas, podem sempre consultar a FIFA e os procedimentos de cada uma das provas para atestar de forma imparcial (se possível) ambas as competições.
A Latina reunia os campeões de países latinos, mas também chegou a incluir países de leste (como Roménia ou Ucrânia se não estou em erro). Era suposto ser entre os campeões nacionais, mas nem sempre ocorria assim, uma das ocasiões foi o Belenenses (clube da capital) no lugar do FCPorto que foi campeão nacional desse ano. Acho que este facto, adicionando a falta de reconhecimento da FIFA desta prova como oficial, são sintomáticas de 2 clarividências: primeiro, que esta foi uma prova de referência do seu tempo e concordo totalmente, que foi o "embrião" para a entretanto extinta Taça dos campeões europeus, logo merece o devido relevo obviamente; segundo, apesar da sua importância, não é uma competição oficial nem nunca foi considerada até ao ano passado, em que (coincidência das coincidências) a nação benfiquista começou a acorrer a esta taça de um modo quase aflitivo para forçar o "empate técnico" com o FCPorto em troféus oficiais conquistados. "Empate" esse entretanto desfeito.

Quanto à teoria "ah e tal não é importante porque foi o benfica que ganhou e só se fosse o FCPorto ("corruptos" na linguagem avermelhada) é que tinha importância" ... lamento, mas não tenho resposta a fornecer, é mais da mesma música.

Facto 1: Taça Latina não era incluída no palmarés oficial nem ninguém se preocupava com ela até há uns meses atrás.

Facto 2: a Taça Intercontinental (que teimosamente reduzem a "Taça Toyota" subtilmente ignorando que esse nome é do troféu dado pela conhecida marca de automóveis que patrocinava o certame, portanto eram entregues 2 troféus ao vencedor, essa e a Taça Intercontinental) sempre constou do palmarés portista e a sua última edição foi conquistada pelo FCPorto em 2004, sendo "substituída" pelo Mundial de Clubes promovido pela FIFA. Diz-se "campeão do Mundo" pois na Intercontinental estavam em competição directa os maiores continentes em termos de futebol mundial - Europa e América. Já para não falar no facto de que, para disputar este troféu o requisito era ser Campeão Europeu, ao invés da Taça Latina, que chegou a ocorrer por "convite".

Gostaria de saber se o benfica alguma vez tivesse conquistado uma Taça Intercontinental se a excluiria do seu palmarés oficial. Nenhum clube no Mundo o faz, ao contrário da Taça Latina, que é omitida do palmarés oficial por alguns clubes. Mas repito, não deixa de ser importante só não é...oficial.

É assim...por mais alienada que seja desculpem lá mas eu gosto de recorrer a factos em vez de insultar os outros e os seus clubes.

Sinceramente não me preocupa minimamente quantos títulos oficiais tem o benfica, aliás o número 69 assenta como uma luva àqueles que se intitulam de "diabos vermelhos", convenhamos... lol

Estou mais preocupada com a Supertaça Europeia e com o desafio grandioso que o "meu" Porto tem pela frente contra a melhor equipa do mundo da actualidade. E quem sabe, se numa noite perfeita o FCPorto não traz a segunda Supertaça Europeia para terras lusas e o 71º título oficial para o Dragão? Isso sim é-me mais importante.

Rest my case in here...bem hajam

Anónimo disse...

A parolice de explicar o inexplicável.
Gostava te ter um explicação das escutas, da fruta, dos quinhentinhos, viagens ao Brasil, mariscadas, os fornecimentos de mulheres dos bordeis de Chulo Teles aos árbitros, etc, etc. Mas aí a Diana Maia não dá um pio, tal e qual como a fórmula de Rui Moreira quando saíu do "Trio d'Ataque", para não responder a uma pergunta de APV, sobre, imagine-se, corrupção e fcp.
É só taças por todos os cantos, mas falar de como as ganham é outra música, fecham-se em copas. Eu compreendo o porquê, é que se fosse comigo também tería vergonha de mostrar como se ganham as famosas taças de bordel, pois é lá que são cozinhadas.
Falar do fcp, ou de corrupção é exactamente a mesma coisa, e como tal, o nome desse clubeco é apenas corrupção, sabendo qualquer um de quem se está a falar, sem esforço algum.
E é José, D. Maia.

Anónimo disse...

Diana, não te atires a todas para não te espalhares...

Usar esse argumento do Belenenses não-campeão não colhe. Como facto vale zero. Sabes porquê? O primeiro representante português na Taça dos Campeõeus Europeus não foi o campeão em título. Um tal de Sport Lisboa e Benfica, mas um tal de Sporting. Isto por indicação do Estado Novo. (coisas que não convém lembrar porque estraga a tese do clube do regime) Ou seja, pela tua lógica, estamos perante um facto que retira importância à TCE. E como actualmente existe uma competição que pode ser ganha pelo 3º classificado de um campeonatos, melhor será que retires os títulos europeus do teu clube. Há que respeitar os "factos".

Mas pronto, isto nem é importante. contabilizem lá os títulos como quiserem, com FIFA ou sem FIFA. Isso parece-me tudo ridículo. Se uma Taça da Liga vale o mesmo que um Campeonato e uma Supertaça o mesmo que uma TCE/Liga dos Campeões, tudo bem...

Curioso é constatar que és mais uma não-benfiquista com a mania de saber muito sobre benfiquismo. Sabes lá tu se damos importância à Taça Latina há mês e meio ou há 50 anos, se a Taça está/esteve em destraque nos museus do Benfica ou não. Se o Julinho e o Rogério são figuras ímpares da História do Sport Lisboa e Benfica ou meros rapazolas que por ali passaram. Mas enfim, são assim os lagartos e os andrades de hoje em dia, longe, muito longe do que foram os Portistas e os Sportinguistas de outrora, como eram por exempolos os meus dois avôs. Gente pre-modernidade futebolísitica, pre-Pinto da Costa, pre-mediatismo acéfalo. Enfim, outros tempos...

NT