segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

7 tiros sobre a boa vitória sobre o Porto

- É fácil dizer que «estava visto que com Oblak não sofreríamos golos» depois de acabar o jogo. Na verdade, qualquer das opções seria válida - se, por um lado, o puto vinha de 3 jogos consecutivos com boas exibições e baliza inviolada, por outro, a pressão e exigência de um jogo como o de ontem poderiam ter forçado Oblak a uma exibição menos conseguida. Artur não tem estado bem, é facto indesmentível, mas não estaria incapaz de responder de forma assertiva se tivesse sido chamado. Jesus arriscou, optando por aquilo que a maioria pedia - elogios, no entanto, por isso, porque se tivesse corrido mal facilmente seria alvo de críticas. Arriscou, deu-se bem e, agora sim, após este teste de fogo, parece-me de todas as formas justo que se mantenha o guarda-redes em quem se apostou e respondeu à altura. A qualidade superior de Oblak, essa, é visível há muito tempo, mesmo tendo em Artur um guarda-redes de qualidades evidentes. 

- O jogo não teve qualidade de explosão, não foi um festival de futebol glorioso, não desaguou em muitos golos, não foi daqueles que vão directamente para o panteão dos clássicos. Mas foi um jogo interessante do ponto de vista táctico. Jesus fez recuar, na primeira linha de pressão, os dois avançados para zonas mais próximas dos médios. Ou seja, deu liberdade aos centrais do Porto para trocarem a bola mas retirou-lhes as opções (sobretudo as do miolo). Digamos que a ideia de jogo do Benfica passou por direccionar a posse dos portistas: ou sendo forçados a sair pelas laterais ou obrigados a jogo directo. Resultou de forma exemplar na primeira parte, com o acrescento de ter em Markovic não propriamente um extremo mas uma espécie de interior que vagueava entre a linha e a zona central (Enzo compensava a saída de posição do sérvio). Num dos vários lances em que a pressão sufocante do Benfica a meio-campo conseguiu recuperar a bola, Markovic fez o que sabe fazer como mais ninguém que estava em campo: desequilibrou para golo. Primeiro, criando a dúvida (ninguém sabe o que pode sair dali), depois arrancou, feito menino d´oiro, para chegar à zona de decisão e decidir. Como quase sempre, Markovic decidiu bem e rápido. Rodrigo, onde é mais forte (trabalho de desmarcação em linha com a última barreira adversária e não quando joga mais recuado), saiu disparou no momento certo para de primeira rematar e fazer o 1-0. Este tipo de entendimento, se for mais vezes explorado, dará muitos mais golos. Basta ler.

- Como sabe quem me lê, nunca fui um indefectível do Cardozo como nunca o achei o diabo em campo. Reconheço-lhe qualidades óbvias, acho-o excelente para ter no plantel - sendo titular ou suplente utilizado, consoante a estratégia de jogo -, gosto dele, tem golo, é versátil, mas importa lembrar algo: o Benfica pode ganhar sem Cardozo. Mesmo que seja a uma equipa à qual raramente ganhamos. Os fundamentalismos, de um lado e do outro, nunca foram benéficos. Este é só mais um que se dispensa. 

- Este Porto é fraco. Este ano tenho visto poucos jogos dos portistas e ontem foi o primeiro que vi ao vivo. Fica mais fácil de ler uma equipa quando temos todo o enquadramento colectivo à nossa frente e não o que as televisões mostram. Sofre de pouca criatividade no miolo, obriga Fernando (que é, de facto, um bom jogador) a incursões para as quais não tem qualquer capacidade- Fernando não é Matic, mas é obrigado a isso num meio-campo que não tem ideias definidas, em que os automatismos existentes passam por tentar combinações laterais com os extremos e esperar uma desmarcação do Jackson. Moutinho faz-lhes falta. Moutinho faz-lhes toda a falta do mundo. Licá e Varela não correspondem, parecendo sempre sem saber se devem explorar a profundidade ou atacar as zonas centrais. Fonseca, que fez uma época soberba o ano passado (é bom não esquecer), está a fazer um trabalho aquém das qualidades que parecia poder desenvolver e o resultado é uma equipa que, se bem pressionada, hesita e demonstra não ter planos alternativos para chegar à baliza adversária.

- O Benfica, se tivesse feito o que lhe competia nesta primeira volta, teria hoje não 3 mas 7 ou 8 pontos de vantagem. Não é a olhar para a classificação ou para a liderança a meio do campeonato que se analisa a prestação de uma equipa; é vendo o que os adversários jogam, a qualidade de plantel que têm, sabendo a que nós temos e o que podemos fazer. Se o Benfica, este Benfica anémico, vence um campeonato em cada 5 e sempre que o Porto está fragilizado e não por ser melhor do que o melhor Porto, então talvez seja altura de no Benfica perceberem que este ano é o tal para aproveitar o facto de os portistas estarem em ano medíocre. Já que só vencemos pela falta de qualidade alheia, que ao menos a aproveitemos para ganhar uns títulos, que afinal tanto escasseiam.

- Soares Dias assinala falta; fiscal diz-lhe que não é falta; Soares Dias tem de marcar bola ao solo. O amarelo ao Enzo advém de um lance anterior. Ok, está compreendido. Agora só resta perceber qual a razão para o fiscal de linha ter achado que aquilo não é falta; o porquê de Josué não ter sido expulso num lance no qual nem amarelo viu; o porquê de não ter assinalado o penálti do Mangala e o penálti do Garay; o ter interrompido o lance que isolava o Jackson e a razão de ter deixado 4 amarelos a jogadores do Porto no bolso na primeira parte. Ou seja: foi provavelmente a pior arbitragem dos últimos 50 anos. Isto porque errou para os dois lados. Quando erram para um só lado, não se chama arbitragem, chama-se roubo.

- O Estádio da Luz existe para estar sempre cheio. Sempre. Não só contra o Porto, não só porque o Eusébio morreu. Que o fabuloso ambiente de ontem sirva para animar mais benfiquistas a voltarem a estar presentes. É que já andamos cansados de ver tanta cadeira vazia nos outros jogos todos. O Marquês constrói-se também com o Gil Vicente, com o Arouca, com o Freamunde, com o Sarilhense. Está na altura de ver alguém da Direcção entender isso e saber usar o cérebro para encher o estádio e de os benfiquistas sentirem gosto por ir ver futebol ao vivo. Não há nada mais emocionante, mais bonito e transcendental do que um golo do Benfica a acontecer à nossa frente.

13 comentários:

Conde de Vimioso disse...


Ricardo

Para mim JJ correria um grande risco se tivesse abdicado de Oblkak, porque a qualidade dele está provada enquanto Artur que nunca foi um grande guarda redes começa a ficar fora de prazo.

Quanto ao Cardoso na actualidade tem de ser titular indiscutível já que, para mim, a Lima falta verdadeira classe para ser titular.

Discordo da tua anáçise à arbitragem já que ele fez tudo para levar os corruptos ao colo e só na parte final quando viu que a derrota do seu clube era inapelável e que resolveu branquear a situação na tentativa de que as análises concluíssem que ele errou para os dois lados.

Ganhamos e bem mas não esqueçamos que os andrades têm um plantel fraquissimo que já tinha sido vulgarizados pela lagartada e onde já nem a amarelinha faz efeito.

O que é lamentável e que ninguém do Benfica tenha fustigado esta arbitragem e o sistema pois é com a razão das vitórias que se deve por o nome aos bois e arrasar esse sistema corrupto.

Reclamar quando quando as coisas correm mal cheira sempre a desculpa de mau perdedor.

Infelizmente Viera nunca os afrontará pois sendo da sua confiança os abutres são outros e não aqueles que ele continua a apoiar.

sintoniavermelha disse...

Uma análise mais distante, mais racional, menos apegada à emoção própria do jogo. Interessante.

João Jordão disse...

O teu melhor artigo em tempos. Já tinha saudades de te ouvir falar de futebol. O Vieira consome-te demasiado :)

Anónimo disse...

Subscrevo o João Jordão. Boa análise!

Pedro disse...

- Manter Oblak era uma win-win situation para JJ. Se corresse mal tinha justificação para o criticar e dizer "eu bem avisei que ele ainda era verdinho", correndo bem recebe os louros de ter feito a aposta e evita o descalabro de meter Artur e a coisa correr mal.

- Um 442 mais retraído mas que funcionou pq o fcp não está tão forte como em anos anteriores.

- Da mesma forma que se ganha sem Sálvio e se ganhará sem Matic. Mas seremos sempre mais fortes com eles do que sem eles. E Cardozo tem marcado muitos golos ao fcp...

- Fraquíssimo

- Indiscutível. Com um treinador a sério estaríamos a pensar numa gestão para atacar a Liga Europa.

- E como é que dá apenas amarelo a Jackson naquele lance com Maxi?? Arbitragem deplorável.

- Menos de 50 mil pessoas por jogo é crime.

Kiddo! disse...

A aposta no Oblak foi mais que acertada já que, como todos sabemos, o Artur nos jogos contra o Porto...EEERRRR

O Rodrigo é um matador tal como Cardozo. É muito bom na desmarcação e no remate. Não lhe peçam para vir buscar jogo ou para flectir para as linhas. Não é por acaso que na seleção espanhola tem o nº de golos que tem! Merecia melhor sorte no remate que saiu por cima e que dava o 3-0...

Não há coisa mais emocionante que ver o Estádio cheio e com vontade de vencer sem receios recalcados!!

O Porto realmente está mais fraco que o ano passado, sobretudo pela venda de Moutinho. Para além disso, Licá e Josué são jogadores banalíssimos! Sendo este último um perfeito anormal, sem querer ofender os anormais!

Cumps.


Ulrich Haberland disse...

Ando triste, sem vontade de falar. Ando a fazer o luto do nosso Pantera Negra mas também do Benfica glorioso. Sinto que com ele (Pantera) se foi O Benfica forte, determinado, honrado, democrático, ganhador, numa palavra, glorioso. Sinto que esses tempos não mais voltarão e isso vai-me doer a vida toda.

Ganhámos ao Porto porque fomos mais determinados e raçudos do que eles e porque eles não estão a jogar nada. No entanto é humanamente impossível manter aquela atitude nos jogos todos por isso continuo apreensiva com o futuro da equipa este ano.

A arbitragem péssima mas para os dois lados.

Desejo toda a sorte ao Oblack, que defenda a nossa baliza por muitos e bons anos.

A saída do Matic não é boa nem para a equipa, que perde um jogador importantíssimo, nem para o clube, porque o valor da venda não é assim tão bom.

A saída do Rodrigo e Garay com possível vinda do Neto já é um negócio aceitável quer pelos valores, quer pelos jogadores envolvidos. Gosto bastante do Neto, o Rodrigo tem tido dificuldade em se afirmar cá e o Garay mais cedo ou mais tarde teria que sair, todos o sabíamos.
Mas parece-me que precisamos de ir buscar um avançado porque Lima e Cardozo só é pouco, ainda pra mais com a incerteza da lesão do Cardozo. Não vejo na B nenhum avançado que possa entrada na A de caras.

Um Bom 2014 a todos os ontianos, Benfiquistas e desportista!

Zé de Fónes disse...

Tenho receio do branco Trapattoni que o JJ tem usado este ano na cabeleira.
Na hora do adeus Matic realça que dentro de um ano André Gomes será o melhor médio português.
Era vender, era, mas apenas no final da época. E como valeria(m) mais.
A que dia e horas Vieira dará a sua entrevista do "mata-mata"?

luis disse...

Etiquetas...;)
- Artur, esteve bem , noventa e três minutos em que transmitiu muita tranquilidade, sem medo não usou as luvas...é para continuar, ganhou a posição e os adeptos ficaram tranquilos
- Benfica 2013/2014, analisar agora o 2013 é traumático,mortes nas praias e dar 5 de avanço, ser eliminados e descer a liga europa com aquele esforço de "180 milhões";)...apanhar uns tripeirinhos que cada vez jogam menos, apesar de 278 milhões neste onze... Bem 2014, com estes adversários, só se vierem cá enfraquecer o melhor plantel dos últimos 30 anos e nomearem os amigos do sistema...
- Nº7,bom rapaz,30 anos de simpatia, não tem culpa nenhuma nos golos do clássico...cá para mim jogava ao lado do Artur...lembrar o Benfiquista Carlos Daniel ou o barcelona ou as sucessivas clausulas
- Estádio da Luz, coisa mais linda cá da nossa terra, agora tem capacidade para 65 mil... cheio, merece estar sempre cheio de alegria...
- Fernando, sai, sai , sai mas tal como o nº7 ainda não saiu,está mais velho com a diferença nos titulos...
- Nº50, acelera, tem velocidade e não vai ficar cá muito tempo como o nº7 ;)...
- Matic, aqueles 45 minutos numa apresentação contra o arsenal a jogar nas segundas opções, começou logo a irritar-me o posicionamento do Garcia...o amante mendes trata dele e o mou passa a ser melhor treinador;)
- Oblack, simplesmente com Eusébio na camisola já era diferente,anda com sorte... não é melhor que o Artur, é muito melhor...tem uma margem de progressão para a "segurança entre os postes" que o ex titular já não tem...
- Rodrigo, tem o Don e mais outras coisas que fazem dele algo que muita gente tem dificuldade em ver. É um goleador com explosão...5 golos na liga todos como os primeiros no marcador da equipe;)
- Soares dias, filho do armando.Mau e a correr mal para as suas cores ficou péssimo...aquela "bola ao ar", foi maravilhosa;)

nota: a equipe de arbitragem tinha 4 portugueses e levaram a capela e tudo.

Tenho que colocar aqui mais uma etiqueta:
- Espírito Desportivo do King, tem tudo para colocar o Sport Lisboa e Benfica no caminho ganhador em 2014..., não convém dar nem um ,nem dois,... nem 7 "tiros nos pés" outra vez, principalmente para aliviar as costas...;)

Benfica Todos Tempos

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com o João Jordão. Que saudades!

Pedro

Conde de Vimioso disse...


Vota no Viera, o homem de confiança do corrupto do clube de Contumil.

Culpado não é o Viera mas assim aqueles que lhe abriram a porta e aqueles que depois de tudo o que se tem visto ainda votam neste infiltrado.

Nené disse...

Caro Ricardo,

A arrogância que criticas no Vieira está estampada em todo o teu artigo.
O Benfica ganhou ao Porto porque foi muito melhor. O árbitro mais uma vez vez uma arbitragem habilidosa para levar os corruptos à vitória. Não conseguiu.
O porto não joga nada. O problema é que o porto não joga nada há mais de 3 anos e é tricampeão. Se continuarmos nós Benfiquistas a desculpar as arbitragens e as manipulações jornalísticas, é bem capaz de este ser outro ano de tetra.
O cardozo é um jogador muito bom. Não é butragueno nem o nené. MAs é muitíssimo bom. Muito melhor que jackson martinez. É pena não reconhecermos que temos MUITO bons jogadores na equipa. Como não tínhamos há vinte anos atrás.
Estamos individados, é verdade. Mas como nos podemos libertar das amarras de corrupção que controlo tudo e todos?
Infelizmente o GLORIOSO para além do clube com mais adeptos é também o clube com os piores adeptos em Portugal. Nem um assobio no fim do jogo ao fdp do corrupto do árbitro, filho de um corrupto da pior categoria. Nem uma crítica à forma vergonhosa como o fcporco se tem mantido na luta pelo campeonato (caso o p fonseca fosse treinador do SLB estaríamos agora a lutar pela manutenção). Temos grandes Benfiquistas entre nós. Mas cornos mansos por aí não faltam. Para a semana quando formos roubados contra o marítimo virão logo zurrar críticas ao Jesus e ao Vieira. Acham que é por acaso que o Benfica sem dois dos três melhores jogadores da equipa (Cardozo e Salvio lesionados) consegue acabar a primeira volta em primeiro? Com os clubes do putedo e do lagartedo levados ao colo? Só com um treinador competente. Apesar de arrogante. Apoiem a equipa e pressionem os adversários. Ah, e não se esqueçam, a Bola e o Record é de e para antibenfiquistas. Acabem com esses pasquins!

Nuno Pinho disse...

A arbitragem do Soares Dias, até ao 2-0, foi de amparo total aos de azul. A partir daí, os de azul perderam a cabeça - e o equilíbrio, das três vezes em que entraram na nossa área - e esse estado contaminou o clubismo do árbitro que, segundo o presidente deles, deveria abandonar a arbitragem. Ora, nem mais! Nalguma coisa tinha que estar de acordo com o presidente dos azulados...