sexta-feira, 2 de março de 2012

Prognósticos para logo ou post de desbloqueio porque os escribas já foram todos emborrachar-se para o estádio


Como vos disse anteriormente, a minha filha tem seis meses e é sócia do Glorioso. Já a minha consorte, essa, não liga grande coisa a futebol, o que é facilmente explicado pelo facto de ser sportinguista. De maneira que o ritual nos últimos tempos tem sido este: peço educadamente à minha esposa que vá ver televisão para o quarto - não porque eu seja supersticioso, mas porque ela é uma ave agoirenta com provas dadas e nestas coisas um gajo não pode facilitar (levei-a três ou quatro vezes à Catedral e não ganhámos um jogo que fosse). Abro duas cervejas - uma para mim e outra para a petiz (que, como é óbvio, acaba por ser para mim) e um saco de aperitivos, ajeito as almofadas do sofá e sento-me confortavelmente com a pequena ao meu colo. Ponho o cachecol do Benfica ao pescoço e deixo as pontas caídas sobre os ombros dela. Normalmente fica com um ar imperturbável, muito atenta ao que se passa no ecrã. Claro que ainda não percebe o que por ali acontece, mas sou capaz de jurar que os olhos dela brilham quando descortinam aqueles rapazes de vermelho a entrar em campo. Sei que esboça um sorriso delicioso quando a faço pular no meu colo ao mesmo tempo que a ensino a puxar pelos nossos bravos: “Ben-fi-ca!!! Ben-fi-ca!!! Ben-fi-ca!!!”.

Hoje, não será diferente. O ritual repetir-se-á, na certeza, porém, de que no final dos noventa minutos da contenda, aconteça o que acontecer, o meu pequeno projecto-de-benfiquismo terá cumprido mais uma etapa do seu longo caminho de aprendizagem e eu já não terei minis no frigorífico. A lição de hoje é duplamente importante na medida em que para além de uma lição de benfiquismo, será a primeira subordinada à temática da eterna disputa entre o Bem e o Mal. Não espero nada menos do que um Benfica altamente pedagógico, que me apoie na importantíssima tarefa de ensinar à cria que o Bem, o Benfica, acaba sempre por levar a melhor.

Em jeito de prognóstico, estou muito, muitíssimo confiante na vitória e sinto que a generalidade dos adeptos do Benfica também o está. Não vou entrar em considerações tácticas nem alinhamentos iniciais desejáveis. A receita para o jogo de logo é simples: que os nossos heróis acreditem nas suas capacidades - que as têm - como nós acreditamos, derrubem eventuais barreiras psicológicas que se atrevam a surgir-lhes até ao apito inicial e entrem em campo sem qualquer tipo de temor, jogue quem jogar de início. Lutem enérgica e honradamente pela camisola que envergam e por tudo aquilo que os seus 108 anos de história significam.

O resto acontecerá com naturalidade: a avalanche de fé que hoje inunda os corações benfiquistas espalhados por esse mundo fora, personificada no incansável e ensurdecedor apoio vindo das bancadas do estádio, irá atingi-los de tal forma que nos conduzirá a todos à inevitabilidade da glória.

Em boa verdade vos digo: hoje vão ser 3-0.

12 comentários:

Pedro disse...

Boa tarde JC,

Ficaste de castigo a segurar o tasco...

Bem aqui ainda não se foi para o estádio que é dia de trabalho...e ainda tenho os 150km para fazer até lá chegar...está quase na hora...

Um abraço e VIVA O BENFICA!

Pedro

JC disse...

Ossos do ofício, caro Pedro. Alguém tem de fazer o trabalho sujo.

Faz boa viagem, estou certo de que valerá a pena. O teu contributo será importantíssimo para motivar os nossos rapazes.

Abraço e Viva ao Benfica!

Constantino disse...

Resultado logo à noite não sei, mas o resultado do dia de trabalho já sei: SLB-corruptos a um dia de semana dá um indice de produtividade profissional epicamente baixo. Isto deve ser mais ou menos o que se constuma apelidar de "estar no trabalho só para não ter que aspirar a casa e lavar loiça"

Abraço

JC disse...

Nem me digas nada, Constantino.
Até parece que o cabrão do relógio parou.

Diogo disse...

JC,

história bonita. Mais logo cuidado com os gritos quando for golo. Na época 2009/2010, final de Agosto, inicio de Setembro, tinha combinado com uns casais amigos irmos aos caracóis e viamos o Guimarães Benfica. Cerveja, caracóis, cerveja, cerveja, 85 minutos e o resultado na mesma. Ao lado da mesa o pequenote a dormitar no seu carrinho. Chegámos ao minuto 89 e o Ramires cabeceia para golo, mandei um grito (à José Augusto) que o restaurante ficou todo em silêncio e o meu pequenote acordou.
Acho que o melhor mesmo é a tua pequenota hoje ir ver tv para o quarto.
Prognóstico 3-1 com mais um penalty inventado pelo proença.
Abraço
Diogo

JC disse...

Diogo, a minha pequena, apesar dos poucos meses que leva neste mundo já tem um longo historial de cagaços ao meu colo devido a golos do Benfica. Quando Aimar fez o empate em Old Trafford demorei 15 minutos para fazê-la parar de chorar. Tenho para mim que aquilo era ela a vibrar com o Benfica. :)

Diogo disse...

JC, o meu pequenote tem agora 3 anos e mais uns mesitos e quando não está a ver a bola ao meu lado e eu grito golo ele vem logo a correr e agarra-se a mim a dizer "GOOOOLO do Benfica! Papá o Benfica é o MELHOR! Foi o Tacuara ou o Nolito?"
Espero que hoje faça muitas perguntas.
Abraço
Diogo

JC disse...

Os meus parabéns. Isso só demonstra que fizeste aquilo que te competia como pai. A educação é uma coisa valiosíssima.
Espero que a minha chore uma quantas vezes a partir das 20h15m.

Diogo disse...

Levei-o a primeira vez à Catedral contra o Nacional (4-1) ficou maravilhado. No dia seguinte e até hoje, todos os dias canta
oh oh oh oh Benfica
oh oh oh oh Benfica
vermelho é o coração
Benfica a nossa paixão!
Mas a minha esposa é do sporting e de às vezes lá o tenta virar, mas já lhe está no sangue ser do Maior!

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Tudo na vida tem um ponto de ruptura... amanhã lá estará o cachecol no carro... mas eu já não sou sócio... até Dom Quixote se cansa de tanta asneira (moinhos de imaginários) e porcaria (arbitragens)... foi um prazer amigos...

Sabinozé disse...

Desisti! nem me vou incomodar com a roubalheira da arbitragem... O Vieira que se f....mais as suas teorias !

hazinheira disse...

e no dia 21 levamos mais porrada...
deixei de acreditar...