segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Ó Estúpido, o Benfica é vermelho e branco!

Para quem lê este blogue há mais de dois meses, o conhecimento da minha crença não é novo; para quem não lê, ficará a conhecê-la mais em detalhe: acredito profundamente que os equipamentos alternativos devem ser a cópia fiel do principal, com as cores inversas. Se o equipamento é todo vermelho, o alternativo deverá ser todo branco. Se o equipamento é vermelho e branco, o alternativo deverá ser branco e vermelho. Tudo o que fuja disto, está errado. Aceito todo vermelho e derivados dentro das cores vermelho e branco e nada, mesmo nada, mais do que isto. 
 
E isto porquê? Por amor à História do clube, por respeito a quem decidiu as cores que nos representam e - aqui é que entra o sobrenatural, para alguns - porque é minha crença profunda de que o Benfica sai prejudicado em termos competitivos quando usa equipamentos que fogem às cores do clube e que, por isso mesmo, não fazem sentir aos jogadores que estão a representar o Sport Lisboa e Benfica. 

Pode parecer uma conversa de uma estupidez superlativa - esta de achar que um jogador do Benfica não sentirá o peso da instituição que representa se não usar as suas cores - mas não é. É algo até bastante natural e humano, bem distante de alguma espécie de prodigiosa evocação aos deuses ou do domínio do sobrenatural - o jogador não sente o peso, a história, a tradição e o nome do clube porque, quando olha em frente, sente no sul dos olhos cores repugnantes.

Aliás, pior do que sentir uma deformação de cores, o jogador não sente o encarnado viçoso sobre o corpo e isso, naturalmente, fá-lo-á correr menos, ter menos dose de superação, gastar menos gotas de suor naqueles minutos finais, falhar mais passes, ser menos solidário com os colegas, enfim, o jogador, quando envergando um cinza misturado com cor de merda, quase só quer fechar os olhos, aninhar-se junto a uma linha lateral sem tráfego humano e esperar pelo fim do jogo. E é humano, indescritivelmente humano, que um jogador queira desaparecer dos olhares dos outros quando vestido com tão desesperante e horripilante traje - que nem parece coisa de futebol, mas de algum torneio 12 horas de ping-pong, ali entre a Pontinha e Mem-Martins.

É importante que o Benfica saiba que, enquanto anda a desrespeitar a sua própria História, além de castigar os jogadores ao nível psicológico, está também a contribuir para um menor sucesso desportivo. Isto tem de ficar bem claro, de uma vez por todas. Aquilo que era, há um ano, uma ideia um pouco abstracta para mim, hoje é mais científica do que a certeza que todos temos sobre a verdadeira cor cerebral do Alan: é estúpido. 

Senhor António Elias, contacte os senhores do marketing e diga-lhes isto, está bem? Pode ser que um dia eles percebam que esta merda não é o Alverca.

Benfica - Trabzonspor (principal) - vitória
Trabzonspor - Benfica (alternativo) - empate
Twente - Benfica (alternativo) - empate
Benfica - Twente (principal) - vitória
Gil Vicente - Benfica (alternativo) - empate
Benfica - Feirense (principal) - vitória
Nacional - Benfica (principal) - vitória
Benfica - Guimarães (principal) - vitória
Benfica - Man Utd (principal) - empate
Benfica - Académica (principal) - vitória
Porto - Benfica (principal) - empate
Otelul - Benfica (alternativo) - vitória
Benfica - Paços Ferreira (principal) - vitória
Portimonense - Benfica (principal) - vitória
Basileia - Benfica (alternativo) -vitória
Beira-Mar - Benfica (principal) - vitória
Benfica - Olhanense (principal) - vitória
Benfica - Basileia (principal) - empate
Braga - Benfica (alternativo) - empate



Principal: 13 jogos, 10 vitórias, 3 empates



 Alternativo: 6 jogos, 2 vitórias, 4 empates

19 comentários:

Ricardo disse...

Apesar de gostar da ideia, temos que ser justos: dos 6 jogos com o equipamento alternativo, foram todos fora de casa, e 4 deles para a CL, o que pode ajudar e muito a explicar.

POC disse...

É isto, grande artigo.
Mas uma ressalva: o Benfica não é vermelho, é encarnado.

http://simaoescuta.blogspot.com

PalCba disse...

Boas,
Grande Ricardo,

Isto era mesmo assim...
Principal:
Encarnado e calções brancos

Alternativo: Todo Branco.


E aceito o uso destes alternativos desvirtuados em jogos Amigáveis para arranjar fundos extra.

Berrante De Encarnado disse...

Bom post (para variar) e, subscrevo o comentário do nosso caro POC.

Cumprimentos benfiquistas

Águia Preocupada disse...

Quando esta dança da alteração de cores dos equipamentos, escrevi a Vieira criticando esta (na altura) nova modalidade! Por incrível que pareça, o homem ligou-me e lá me deu uma a explicação para o facto! DINHEIRO! Sempre o vil metal! Negócio que é o que o homem sabe fazer! Só esquece é que o Benfica é um clube desportivo eem que os lucros se devem contar por vitórias e troféus e não por negócios!
Enfim...

pedro oliveira disse...

Porto vs. Benfica [principal] (época passada) 5 - 0
Porto vs. Benfica [principal](esta época) 2 - 2
O encarnado (cor de papoila saltitante) é bom para uma média de 3,5 golos sofridos "versus" um golo marcado.
Parabéns, Ricardo, excelente «post».

Ricardo disse...

Ricardo, é óbvio que há que analisar os jogos e o grau de dificuldade de cada um. É normal que, regra geral, o equipamento alternativo seja usado em jogos fora de casa e, em alguns, em jogos de dificuldade elevada - se forem da Champions. Até por isso, importa que os jogadores se sintam identificados com o clube em jogos de exigência maior. De qualquer forma, o Benfica, quando utiliza os alternativos aberrantes (seja este ou vários ao longo dos últimos anos), tem uma percentagem de vitória na ordem desta pequena amostra desta época. Andará pelos 30, 40 por cento. Ora, isto é inaceitável. E, quanto a mim, não é uma coincidência.

POC e Berrante, o Benfica é vermelho. O "encarnado" foi introduzido pelo Estado Novo para diferenciar dos "vermelhos", que eram os comunas. Mas a nossa base é comunca, o nosso hino oficial tem base socialista (não confundir com esta gente do partido da florzinha) até no nome - "Avante, avante p´lo Benfica!". Encarnado ou vermelho, como queiras. Só não dourado, cor de merda ou cor de burro quando foge, isso é que não!

Pal, bem-vindo, pá! Pois, nos jogos de final de época, tudo bem, aceito.

Águia, gostava que alguém me provasse que fazer camisolas imbecis como esta fazem o clube ganhar mais dinheiro do que camisolas que dignificam e respeitam a História do Benfica.

Pedro, continuas com comentários ridículos. É a tua escolha. Tens capacidade para fazer melhor, mas preferes dizer merda. Quem perde és tu.

agent_smith disse...

contra o Basileia não foi bem o equipamento tradicional, foi com calção vermelho

Bcool973 disse...

Ricardo, posso estar equivocado, mas parece-me que há uns tempos ouvi um comentador dixer que nos jogos da champions era obrigatório jogar fora de casa com o alternativo

Miguel A. disse...

Ricardo: podes crer... para mim só há um equipamento alternativo: de branco. Também são aceitáveis calções vermelhos e camisola branca. O resto são imposições da Adidas, parece que quem manda agora são eles...

MM disse...

Compreendo o que o Ricardo quer dizer, e iria mais longe: a questao nao e so cientifica. Tem mesmo que ver com energia, dominio meta-fisico, invisivel.

Porem, tal so faz a diferenca quando o principal esta sob controlo, e esse quadro de resultados nao surge em consequencia dos equipamentos:
O Pedro deu 2 exemplos, mas teriamos mais, e o mais gravoso de todos: o Benfica levou 7 em Vigo vestido de vermelho.
Ricardo, o teu segundo quadro nao espelha o equipamento alternativo do Benfica. Espelha outra coisa: os jogos fora de casa ...

Caracteristica das equipas fortes: ganhar fora.
Caracteristica de equipas assim-assim para o razoavel sem que sejam boas: empatar fora.
Caracteristica das equipas mas: perder fora.

O Benfica e a do meio. So depois de resolverem aquilo que futebolisticamente vos penaliza - erros proprios, poderao tratar dos equipamentos. Para ja, a sua (equipamentos) influencia e reduzida.

Abraco grande ao Pedro, outro ao Ricardo, e um terceiro para Galegos que porventura nos leiam.

MM disse...

Ja agora so uma terceira coisa: o equipamento alternativo mais bonito do Benfica nao e o vermelho e branco invertido. E todo branco, como aquele que Rui Costa utilizava em 1991 ou 1992 com umas letras que diziam salvo erro FNAC.

Esse sim, era bonito.
Mas esse Benfica, infelizmente, para vos, ja nao existe ...

SLB4EVER disse...

Prefiro que joguem sempre com um equipamento mais clássico na tradição do que é o SLB e não em cores berrantes ou outras que possam aparecer na moda. Vermelho e branco, branco e vermelho, vermelho com listas brancas ou branco com listas vermelhas, dentro disto podem ser originais mas é o que se pede.
Mas de momento estou mais preocupado com as falta de reação e amizades do presidente e com o trabalho do treinador do que propriamente com o equipamento.
Era realmente muito bom se tudo o que vai de mal se limitasse a isso mas é algo a ter em conta.

Berrante De Encarnado disse...

Da minha parte, obrigado pelo esclarecimento, caro Ricardo.

Estava convencido do contrário - ignorância a minha.

Estou capaz até de mudar o nome do meu blogue. Valerá a pena?

Desculpa e cumprimentos

MM disse...

Algo que me passou ao lado na primeira leitura da folha:
"Mas a nossa base é comunca, o nosso hino oficial tem base socialista", esta ideia e importante e merece um curto desenvolvimento:
Nao e so o hino, ou o vermelho, mas o mais importante do que musicas ou simbolos: o exemplo. O estilo de vida do Benfica e claramente socialista. Um clube que nao gasta milhoes, nao se endivida, nao se entitula "o maior do universo", e nao faz girar a sua existencia em redor de equipas construidas a base de milhoes.

Um clube socialista, claramente.

anauel disse...

O Benfica é vermelho!

Ricardo disse...

Agent_smith, lindíssimo. É dos meus preferidos. Todo vermelho ou todo branco. O todo vermelho lembra-me sempre as finais europeias. E do este ano é fantástico. Não é muito mais bonito vermos o Benfica equipado daquela forma?

Bcool, a minha crítica não vai para o facto de usar equipamento alternativo, embora me pareça que isso não é regra. A crítica vai para a escolha horrível que temos tido para os nossos alternativos.

Mandam mas é o caralho, Miguel. Não mandam nada nem podem mandar.

É uma pena, MM, que sigas a cartilha do Oliveira (não do Salazar, do Pedro!).
Podiam fazer coisas bonitas. Em vez disso, sempre a mágoa por serem do Sporting,
sempre essa raiva escondida pelo Benfica. E começou tão be o teu primeiro comentário...

Berrante, lógico que não. Encarnado ou vermelho. A menos que queiras mudar para "Berrante de dourado e preto", mas isso já é contigo :)

Mike Portugal disse...

Eu gostava do vosso equipamento cor-de-rosa. LOL

Deixa lá pah, o SCP também já teve equipamentos feios. Não é por aí que vocês perdem ou ganham, mas de preferência usem o alternativo no jogo contra nós, sim?

Bcool973 disse...

Se quiseres um contrato milionário com uma marca desportiva, arriscas-te a isso. Eu este ano já vi o Real Madrid a jogar de vermelho (inaudito), o verde do Barcelona nada tem a ver com a cor deles, já vi o Liverpool de verde. A questão principal em termos de marketing passa por diferenciar significativamente o equipamento alternativo do principal e dos alternativos anteriormente escolhidos. Caso contrário assinas com a Sailev, com a Macron ou outra marca sem expressão e em vez de receberes 1,3 M€ em equipamentos desportivos, recebes 200 ou 300 mil euros. Compreendo o que dizes Ricardo, também eu gostaria de ver o Benfica com um equipamento tipo Polónia, Perú, Croácia, um alternativo do inter que parecia a bandeira inglesa (não a do reino unido), a questão é que há todo um target que não passa pelos mais fanáticos e que as marcas desportivas procuram explorar. Sinceramente preocupa-me mais proporem um equipamento alternativo baseado essencialmente num tom de azul (muito comum em espanha a alternância entre o vermelho e o azul) ou verde, que eu acho que tanto a Adidas como a direcção nos andam a preparar para isso, do que um qualquer dourado, beje ou laranja. O futebol, mais do que um desporto ou um negócio é uma indústria e compadece-se cada vez menos com certos sentimentos. A questão essencial está onde se traça a linha. E quando os naming rights do estádio forem vendidos o que dizes tu ? Qualquer dia é o Estádio do Sport Lisboa e Benfica que se passa a chamar Estádio Sagres, PT, Zon ou qualquer outra coisa.