terça-feira, 23 de julho de 2013

Ao sabor do vento




«Queremos despachá-lo à força, mas ainda não conseguimos. Enquanto não conseguirmos, não há dinheiro para comprar outro. Queremos despachá-lo à força, mas ainda não conseguimos. Enquanto não conseguirmos, não há dinheiro para comprar outro. Queremos despachá-lo à força, mas ainda não conseguimos. Enquanto não conseguirmos, não há dinheiro para comprar outro.»

Visão estratégica, planeamento e equilíbrio financeiro no Benfica é isto.

5 comentários:

Anónimo disse...

É o caos completo! O desgoverno e a anarquia total!




Anónimo disse...

e pa compra a " URSA menor" ! ou então urso maior ,assim depois as minis fazem-te ver menos estrelas. .

De facto, muita gente anda tão ocupada em estar ocupada, que raramente tem momentos de paragem para ver onde se encontra e, assim, deixar simplesmente de andar “à deriva”.

Pimento disse...

Deixem estar ainda podem escolher outros 103

Águia Eterna disse...

Esse mestre orelhas que faz de Presidente do Glorioso BENFICA vai arranjar a ficar com uma equipa de AVÔS tipo Luisão, Cardozo, etc,etc, que é para esse que faz de Presidente do Benfica também ter lugar na equipa. Talvez a g. redes, pois a enormes ORELHAS de burro que transporta são nesse caso uma verdadeira mais-valia.

Vieirita dos pneus, estás a AJABARDAR o BENFICA em tudo. Olhando para aquela camisola em que a gola preta a SUJA determinantemente, vejo mais Penafiel ou sel. de Angola do que BENFICA.

Oh mestre dos pneus, o BENFICA é VERMELHO E BRANCO.

BENFICAAAAAAAAAAA SEMPREE O MAIOR E O MELHORRRRRRRRRRRR

BENFICA.MAIOR QUE O DESPORTOOOOOOOOOOOOOO.

Emanuel Guerreiro disse...

Não há memória de tanta incompetência junta.
A forma como jogamos contra o Sporting revela que Jorge Jesus esta a cada dia que passa mais perturbado no seu mundo genial.
Imaginemos o seguinte cenário... Porto vs Benfica no torneio de Lisboa e o Porto sabendo que estávamos em estágio no Canadá com os principais jogadores e eles tinham o plantel todo disponível.
Penso que seria melhor fazer por golos em vez de tempo, mudava aos cinco e acabava aos 10 para a coisa ser mais rápida.
Impressiona ver a morte lenta que o nosso Benfica atravessa.