quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Concurso "Cadeira de Sonho" - 2ª meia-final

Anda tudo muito crispado por aqui, há que acalmar as passarocas. Enquanto Gomes da Silva vai enviar email a convidar-me para ir almoçar com ele à Trindade amanhã, voltemos ao nosso concurso. E hoje promete bastante. Não há cá Joões Silvas. Hoje é a sério, hoje vai ser ali até ao fim. Ou então não, vocês é que sabem. Sem mais apresentações, está dado o pontapé de saída:






Rui Custódio


«Obviamente que qualquer semelhança do que escrevo de seguida com a ficção é pura realidade.
O Glorioso tem eleições em Outubro e o Clube Corrupto Mafioso tem interesse em que ganhe o LFV pois este senhor, apesar de bastantes virtudes tem também um grande handicap que é estar satisfeito ao ganhar campeonatos de 3 em 3 ou de 4 em 4 anos. Para além disso, o sistema tem interesse em que o Benfica renove com a Olivedesportos e ao mais baixo preço possível.
Neste contexto, o Clube Corrupto Mafioso está a mover as suas influências no sentido de o Benfica ganhar este campeontato, de forma a que as eleições sejam um passeio para LFV e de forma a que o contrato mal negociado e mal remunerado com a Sport TV seja formalizado sem grande contestação.
Obviamente, vão utilizar a estratégia populista (que permite manter e aumentar os níveis de união e de ódio dos jogadores e dos adeptos contra o inimigo) de denegrir a justiça da nossa vitória, tal como fizeram há 2 anos, com a treta do "campeão dos túneis". Deve estar a sair o soundbyte para este campeonato, o qual, como sabemos, será naturalmente amplificado pela comunicação social, pelos Submissos Coniventes e Palhaços (SCP) e por todos os outros presidentes dos clubes da 1.ª liga, os quais, como também sabemos, estão devidamente controlados através da colocação de jogadores e treinadores.
Entretanto, vão deixando o Vitó ir-se queimando em lume brando, pois foi essa missão que lhe foi proposta para esta época, em troca de um lugar de treinador principal num dos clubes satélite nas próximas temporadas, algo que o senhor nem sequer imaginaria que poderia conseguir tão cedo.
Portanto, não se iludam com o facto de o Bruno Paixão ser um corajoso herói e coisas do género. O homem ganhou, na mesma, a sua viagem ao Brasil ou o seu rodízio de putedo. Desta vez, a missão era prejudicar o clube mafioso, amanhã será para beneficiar o Glorioso, mas nas próximas épocas não tenham dúvidas: ele vai ter que equilibrar os erros e vai voltar a errar no sentido habitual. E assim, os Corruptos até podem dizer: "sim, senhor, desta vez enganou-se para este lado, mas isso não é nada quando comparado com o campeonato que ofereceu ao Benfica em 2012 no célebre jogo de Barcelos e no jogo que inventou 2 penalties a favor do Benfica (num dos próximos jogos)".
NÃO SE ILUDAM!!
ESTES MENINOS NÃO BRINCAM EM SERVIÇO E SABEM-NA TODA!!
O DINHEIRO PARA A FRUTA NÃO ACABOU, como já vi escrito algures.
O DINHEIRO PARA A FRUTA anda nas offshores (ou pensam que as comissões para os empresários são na íntegra para eles?) e continua a ser distribuído pela malta amiga.
Simplesmente, a estratégia é a longo-prazo e é composta por várias tácticas de curto e médio prazo. E, nos próximos meses, o objectivo é assegurar LFV e a Olivedesportos, é descredibilizar mais um campeonato do SLB e "limpar" a imagem dos árbitros amigos.»



PJ


«Estreia hoje o muito aguardado filme dos Marretas.

Incensado por muitos trintões nostálgicos da onda “revival 80´s” agora em voga, ou
demonizado com uma bola preta, por críticos de cinema sexualmente frustrados
(eufemismo para evitar processos jurídicos de Eduardo Cintra Torres), é um filme
sobre o qual não irei tecer considerações, pois não sou comentador cinéfilo. Então,
perguntar-me-ão: o que raio foi isto para aqui chamado?

Vamos por um momento acreditar que eu de facto conseguiria ouvir aquilo que me
perguntam, pelo que respondo: pelo paralelismo com o mundo do futebol
benfiquista, que, se virmos bem, é mais profundo do que que dizer que quer o
Cocas quer o relvado da Catedral são ambos verdes.

Se bem se lembra quem viu os episódios televisivos nos anos 80, aquilo era uma
companhia de teatro, com elenco fixo, que todas as semanas apresentava o seu
espectáculo, para deleite de uma plateia sempre bem composta, sendo que, de vez
em quando, apareciam umas estrelas convidadas. Qualquer semelhança com um
clube de futebol não é despicienda, pois também semanalmente, um elenco de
artistas apresenta o seu espectáculo perante plateias geralmente bem compostas
(ok, aqui forcei a comparação, pois só me estou a referir ao estádio da Luz), sendo
que, de quando em vez, aparecem contratações de última hora, como a do Djaló.

E quem eram os principais personagens desta companhia?
Para mim, à cabeça, os dois velhotes que, do camarote, estavam sistematicamente
a largar bitaites sobre tudo o que se passava, geralmente com piada, mas sempre
rindo nem que fosse de si próprios. Só não vê a semelhança quem nunca sentou o
nalguedo na bancada MEO, tendo atrás de si uma plateia de reformados
benfiquistas que passam o jogo a denegrir os jogadores (os da casa e os alheios),
os treinadores, os árbitros, os outros espectadores e até a águia Vitória se ela não
acertar à primeira com o poleiro. Geralmente os comentários destes velhotes até
têm piada, a diferença é que muitas das vezes estamos a levar no pescoço com os
perdigotos que eles soltam na fila acima da nossa, coisa que não acontecia (acho)
na plateia dos marretas.

Depois, tínhamos o cozinheiro sueco, um esgroviado chef que fazia receitas
impensáveis com ingredientes que não combinavam, e que estava sempre a falar
sem que se percebesse o que ele dizia. Se alguém aí ao fundo já levantou o dedo
para dizer que eu me estou a referir ao Jesus, acertou.

Havia também o urso Fozzy, o comediante da companhia, que contava anedotas
sem piada e que muitas vezes levava com ovos e tomates, mas que, no fundo,
todos gostavam dele porque fazia parte da família. Ou seja, é como o Enzo Pérez,
que pensava que tinha piada com a novela que arranjou, mas que depois de umas
tomatadas (em linguagem técnica, também conhecidas como processo disciplinar),
resolveu mostrar arrependimento e foi de novo integrado na família benfiquista.
Até ver.

O Rowlf, o cão que tocava piano, era o clássico da companhia. Tipo calmo e
sossegado, com grande senso de humor, verdadeiro mestre de obras primas
musicais, tinha a capacidade de recriar clássicos de Beethoven ou Mozart na mais
pequena abébia que lhe dessem. Tal qual Pablito Aimar, que é capaz de dançar
tango numa caixa de fósforos ou fazer uma sinfonia de passes para as costas dos
defesas contrários, provocando grande sentido de humor nas bancadas.

Animal, o baterista maluco da banda «Dr. Teeth and The Electric Mayhem», estava
constantemente aos gritos e levava tudo na base da pancada, marcando o ritmo da
banda. Petit, Bynia ou Javi Garcia, pertencem a uma longa linhagem de dignos
representantes de “pancadeiros”, que fazem o trabalho sujo e vão marcando o
ritmo para que outros possam brilhar. Mas tudo na base da amizade, bem visto.

Havia também o Gonzo, um tipo bizarro, leal mas mal amado, feio, desengonçado,
com um nariz em forma de gancho, excêntrico e maluco. Qualquer semelhança com
Óscar Cardozo não será coincidência e se este tivesse pêlos azuis sobre o corpo,
seriam a cópia perfeita um do outro. Se bem que se Cardozo tivesse pêlos azuis no
corpo, seria também demasiado semelhante com membros da claque dos
Superdragões, semelhança que lhe poderia ser fatal em termos de, digamos, saúde.

No final, o que há a reter, nos Marretas como no futebol do benfica, é que por
muito inaptos ou problemáticos que fossem os artistas da companhia, quando
actuavam juntos e em equipa, o que acontecia era magia, e o resultado final era
geralmente favorável ao conjunto.

Outros personagens haveria para referir, como por exemplo as galinhas que volta e
meia apareciam nos bastidores mas que nunca se percebia muito bem o que
andavam por ali a fazer (Balboa, diz-vos alguma coisa?), mas não quero ser
entediante. Para isso já bem basta ver o Emerson a jogar.

Falta a Miss Piggy, é um facto. Desde a Margarida Prieto que não temos uma
verdadeira miss no estádio da Luz e não vou sequer contar com as meninas que ao
intervalo aparecem no relvado, porque por muito que lhes queiramos apertar os
pompons, elas estão demasiadamente longe para tal ser possível. No entanto,
também é verdade que a vaga latino americana do benfica (Saviola, Aimar, Javi
Garcia, Garay, etc) têm trazido consigo verdadeiras misses como cara-metade que,
bem vistas as coisas, talvez se dispusessem a fazer algumas coisas
verdadeiramente piggy, mas...não vamos por aí.»
 
 
 
E PJ arrebatou o prémio: vai à final. Chefe, manda novo texto o quanto antes. A final será na Segunda-Feira. 

18 comentários:

Ricardo disse...

Só um Tótó acredita em tais coisas! Onde é que vocês vivem terroristas?!!

Pedro disse...

Bom dia Ricardo,

Um texto com um discurso demasiado bélico, que até podia ser escrito por ti na tua disposição actual, e um outro muito bem escrito e fantasiado, mas com pouco sumo na ênfase Benfiquista, sai um 5-5 em minha opinião!

Um abraço
Pedro

Zé Trolha disse...

Muito bom! Quinjajero para o Sr PJ.

Ricardo disse...

Ricardo, eu gosto de viver terrorista ali na zona de Mem Martins, mas admito que haja quem prefira viver terrorista para outros lados. O Ricardo (não és tu nem eu, o Ricardo, o verdadeiro, esse da foto), por exemplo, vive terrorista no Brasil.

Lembro aos esquecidos de que se pretende com este post uma votação. De 1 a 10 para cada. O Trolha está perdoado por razões de filiação.

Anónimo disse...

Rui Custódio - texto na onda "teoria da conspiração"; para primeiro texto sobre o Benfica, falar do sistema não me parece bem... NO entanto acho que se esmerou e é eficaz a passar uma mensagem . PONTUAÇÃO - 7 pontos

PJ - Texto com nada a assinalar em termos de escrita, mas com um conteúdo muito forçado e mensagem inexistente. Fraquinho... - PONTUAÇÃO: 4 pontos

PV, Braga

Constantino disse...

Ricardo,

Os juizes do Algarve votaram e decidiram:

Custódio - 5 - assumo que tneho sérias dúvidas que em alguma das suas encarnações amorosas o corrupto tenha colocado o comprimido na mesinha de cabeceira, olhado para o lado e dito: claudineide... aguenta ai querida que eu tneho que ir dar um campeonato ao SLB... de qualquer forma, deixo-te os 20 euros em cima da cómoda para pagar a omolete que fizeste.

PJ - 7 - por muito que eu tenha um ódio de morte aos marretas... (fodasse se aquela merda tem piada cortem-me as unhas dos pés... as das mãos não se preocupem que eu sou roedor) reconheço que tens umas comparações (analogias? não percebo nada destas coisas de sujeitos e predicados) bem esgalhadas. Não considero que tenhas todas proque comparar a Romanela e a Tamara à Miss Piggy nem com 120 dioptrias.

Abraço

David Duarte disse...

Estou um pouco desiludido com os dois textos.

Rui Custodio : não gosto de teorias do complot. Compreendo perfeitamente a ironia do texto, mas uma boa maneira de eu deixar de frequentar este blog era este tornar-se como a maioria dos blogs (de todas as cores) que vivem com muitos fantasmas (mesmo se de vez em quando eles são reais). Ja temos muito com que nos preocupar com os nossos dirigentes. Nota : 3.

PJ : ideia interessante e original que contudo peca pelo estilo da escrita, que não està à altura da ideia. Nota : 5.

P.S.: peço desculpa aos autores... é a minha costela de professor lixado que se manifesta.

João Duarte disse...

5 para o primeiro - mais uma vez "gastar" o primeiro post a falar dos corruptos é pouco. O 5 é porque te atravessaste.

6 para o segundo - a ideia até podia ter sido gira, e começa bem com os marretas da bancada, mas depois perdeste gás e a coisa ficou sensaborona.

eupensopelaminhacabeçaeusoulivre disse...

Lamento mas não consigo dizer que um é melhor do que o outro... empate...

JNF disse...

4-7, vence a Judiciária.

Diego Armés disse...

Um texto de teoria de conspiração que leio até ao fim, há-de ter alguma coisa de positivo. Apesar dos excessos típicos do género, algo me diz que há ali qualidade (e o enredo especulativo tem a sua ponta). Não é o género que aprecio e só espero não estar a dar alento a um lunático: 6 pontos para o Custódio.

O texto do PJ é esforçado, ams carece de leveza e da destreza que se pede a quem quer joga nesta espécie de liga dos campeões. A ideia é um bocadito forçada até bater mais ou menos certo... Não obstante, apreciei a linguagem. Mas não posso dar mais que 4.

Ressalva: ambos claramente superiores aos da eliminatória anterior.

Hattori Hanzo disse...

De Rui Custódio eu até gosto de teorias conspirativas e não diria discordo sequer da sua teoria ... poderá ter um ponto de verdade. Mas estamos num blog ligado ao Benfica. Ficaria melhor num primeiro texto falar do Benfica mesmo e não dos outros. - Resultado: 6
PJ - Eu adoro Os Marretas (Constantino arranjaste um inimigo para a vida, vou azucrinar o teu espaço) e por isso gostei do texto. No entanto também me parece que vá perdendo gás. E um verdadeiro fã saberia que as galinhas estariam ligadas ao Gonzo. Apresenta-me é a cara-metade do Rowlf que nunca vi. Resultado: 7

Here Comes The Rain disse...

Não gostei muito do PJ, achei demasiado forçado. Dou-lhe 3.

Rui Custódio leva 6, gosto de conspirações e traições.

Bcool973 disse...

RC - 3
PJ - 10

POC disse...

6-3 como em 1994. Muita capacidade no PJ, mas muita divagação com o dicionário.

@Ricardo, fodasse, Trindade do Campo Pequeno? Nah, deve ser outra...

O porquê de Simão Escuta: http://simaoescuta.blogspot.com/2012/02/porque-simao-escuta.html

Pedro disse...

Ricardo,

Grande notícia! Renovação de Pablo...Pablito Aimar!

Vénia ao grande Pablo!

Um abraço
Pedro

Ricardo disse...

Excelente, Pedro, óptima notícia, embora já fosse mais ou menos consensual que a coisa ia dar-se. Pablito por mais um ano - que maravilha!

A sondagem fechou. Venceu o PJ, mas à rasca. Obrigado ao Rui e, PJ, envia-me outro texto para a final.

Anónimo disse...

Ah, que saudades de escribas à boa moda octaviomachadiana.

Evidentemente, voto a favor de Rui Custódio.

ASS: Ricardo Gomes