sexta-feira, 3 de maio de 2013

Amesterdão, outra vez.

Vi o Rui Águas contra o Steaua marcar dois golos e encher de loucura o estádio, vi uma bola entrar na baliza - não percebi se de mão, de peito ou de colhões do Vata; só percebi o golo -, vi o Custódio marcar um golo e ouvi aquela música pimba do Braga. Tinham sido três as meias-finais. Duas de alegria, uma de depressão. Hoje (que ainda é ontem) foi a quarta - e foi tão à Benfica mas tão à Benfica que parece impossível agora ter tido o Pringle e o King e o Rojas e tanta gente estranha. Como cantámos hoje, em uníssono, tantas e tantas vezes, esta é a final da nossa geração - que são sempre todas as gerações porque o Benfica é assim mesmo: de todos, sempre de todos. E tanto que esperámos por isto. Já ninguém nos tira Amesterdão, amigos. VIVÓ BENFICA!

13 comentários:

luis disse...

Um abraço glorioso, Ricardo. Quando alguns benfiquistas perceberem isso que escreves, o Benfica será mesmo de todos.

Hugo disse...

Viva crl!!!

Esta equipa joga mesmo muito à Benfica!!!

Ontem foi um vendaval...há tanta força em ganhar!!!!

Carrega Benfica!!!!

bjorn disse...

E com o Parma, estavas distraído?
2 de depressão meu caro.
Eu lembro-me muito vagamente das finais da TCE, e desde aí sonho com este momento. É indescritível

Hélder disse...

COmpreendo-te e acho que temos muito a agradecer ao nosos treinador por ter tornado isto possível, e à direcção por manter a aposta nele o ano passado.

Gandhy disse...

Ya, infelizmente não me esqueço da meia final com o Parma!! Aquela equipa tinha merecido uma final europeia, ainda por cima numa prova em que ainda não tínhamos saboreado a final.

Em 90 tinha 6 anos e recordo-me de equipar por completo e ir ver o jogo com o meu irmão mais velho. Em 88, tinha quatro anos e recordo-me do penalty falhado e de chorar copiosamente, agora já homem e com filhos quero transmitir-lhes o sabor da vitória.

Anónimo disse...

o rojas vai voltar

moleculasdeamor disse...

F A B U L O S O!

Ricardo disse...

Bjorn, o Parma foi em Itália.

Anónimo disse...

Foda se já me fartei de chorar,mas e de alegria.O meu falecido pai,deve estar tao feliz quanto eu.Ele que me levou ao estadio antigo com 4 anos e me passou esta coisa tao bonita que e amar o Benfica.La no estadio so me lembrava de ti.O amor pelo Glorioso e como tu,nunca morre.Tou feliz como já não estava a muito.Obrigado amor.Amo te tanto.VIVA O BENFICA.VIVA COSME DAMIAO.SEMPRE PRESENNTES

bjorn disse...

E o braga foi em braga, não? Parece que não compreendi os critérios que subjaziam à tua selecção. Pensei que enumeravas meias finais, e mesmo neste dia de festa e absoluta felicidade (ou talvez ainda mais neste dia!) não gostei de não ver menção à mais decepcionante!

bjorn disse...

gandhy, ainda por cima numa prova em que NUNCA saborearemos a final!

Diogo disse...

Quando tinha 12 anos vi o Veloso falhar um penalty contra o PSV que me partiu o coracao. Desde ai vi o Benfica quase chegar ao ceu europeu mais um punhado de vezes. Que dia 15 deste mes todos os fantasmas (meus, nossos,...), todas as maldicoes Gutmanianas fiquem, de vez, para tras.

eusebiomais10.blogspot.com

Zé de Fónes disse...

Chegas ao fim de um dia de trabalho na Invicta, vês imensos benfiquistas carregados de satisfação, e ouves da boca dos portistas «Esta merda é demais. Quando é o fêquêpê, as tv's não esgotam as imagens da vitória». A tristeza não lhes permite ver que é tudo na mesma medida. O desconsolo desta gente, não é aquilo que mais apraz aos benfiquistas. O que verdadeiramente nos dá mais gozo, é acreditar que estas manifestações de sentimento possam durar e perdurar ao longo dos próximos anos. Hegemonia de vitória, há muito que a procuramos. Como uma bola que passeia ao longo da linha de baliza, sem que ninguém a empurre lá para dentro, ali assim, à mão de beijar. Por isso, aqui te peço: «Para lá com essa birra, Mestre Béla Guttmann. No dia 15 deste mês, dá lá um abraço ao Águas, ao Costa, ao Germano, ao Torres, eu sei lá, a tantos outros, e ergue a taça para, também tu, poderes beber um copo». É mesmo, VIVÓ BENFICA, PÁ!