domingo, 12 de maio de 2013

O último reduto de esperança: o benfiquismo de Paulo Fonseca.

19 comentários:

Abu Cat disse...

Estás a gozar não estás?

Anónimo disse...

isso seria perfeitamente possivel , nao fosse o benfica um clube de anjolas e gente seria e o adversario do paços de ferreira nao fosse o porto , clube q n vacila , mas nunca se sabe .. ... esperemos entao pelo milagre era engraçado .

jose luis cruz

Germano Bettencourt disse...

Esquece lá isso.

mnlopes disse...

E nós, conseguiremos ganhar ao lagarteiro Inácio?

LDP disse...

Isso tornaria esse gajo num predestinado... começaria a ganhar campeonatos para o Benfica ainda antes de assinar...

pt_ra3 disse...

No início da época, quando vi a (des)construção do plantel, dei o campeonato por entregue, pela primeira vez na minha vida (era demasiado novo para pensar racionalmente nas épocas da travessia do deserto pré-2005).

Ainda assim, Jesus fez milagres (será que já posso escrever no Record ou n'A Bola?) e fez aparecer uma das melhores equipas do Benfica que alguma vez conheci. Festejei a minha primeira passagem a uma final europeia, uma presença no Jamor, 8 anos depois, e um campeonato praticamente ganho. Vi, acima de tudo, um Benfica que parecia aproximar-se daquele que apenas conheço por relatos e gravações.

Pois bem, os deuses do futebol são cruéis e não me puderam deixar como no início. Não, eu tinha de voltar a acreditar, tinha que deixar descontrair o meu cepticismo e, só depois, é que tudo poderia desabar.
Ontem estive o mais próximo que me lembro de chorar pelo meu clube. Ontem, quase que jurei a mim próprio que não voltava a ver futebol. Não, a mim não me enganam mais, nem Paulos Fonsecas nem o raio que os parta. Está perdido e eu quero que se foda. Quarta vou ver a minha primeira final europeia na esperança de um consolo mínimo. Domingo vou ver, resignado, o capítulo final deste pesadelo sádico de campeonato. Dia 26, volto a ver o Benfica no palco onde o vi ganhar o primeiro título que me recordo e onde, pensava eu há não muito tempo, terminaríamos a época em que finalmente o Benfica voltava a ser Benfica, para gáudio daqueles que o reencontravam e daqueles que o encontrariam, na sua real dimensão, pela primeira vez.

Até quando, Benfica?

Nuno Pinho disse...

Criou-se esta ideia de que o FC Porto não vacila e, pelo contrário, o Benfica sim. Mas alguém analisou bem a época deles?
Façam o favor de perceber que, tirando o desfecho feliz de ontem, eles falharam sempre. Estas ideias propagam-se como vírus, chegam aos ouvidos dos adeptos, jogadores, equipa técnica e até eles se questionam se falham nos momentos decisivos. Mais ponderação, não ajudaria?
Percebo a frustração - é partilhada - mas a fazer balanços, façam-se no final.

hertz disse...

Depois do Kelvin ter marcado o golo e de eu estar completamente em choque a olhar para o que se passava, sem querer acreditar, sabem qual foi a minha reacção? Olhar para o tempo que faltava e pensar: vamos Benfica que ainda há tempo para empatar isto. Claro que foi uma reacção totalmente irracional, tal como essa fé em que o Paços possa roubar pontos ao Porto. Mas lá diz o ditado "enquanto há vida há esperança".

Agora falando noutra coisa, Ricardo, o Paulo Fonseca é mesmo benfiquista? Eu já queria muito que ele no futuro fosse treinador do Benfica e se ele é mesmo benfiquista seria a cereja no topo do bolo.

John Wakefield disse...

Não acredito que o FCP falhe em Paços. Realisticamente, isso é improvável (mas não impossível). Estando Paços de Ferreira inserido no distrito do Porto, vamos ter pressões e intimidação sobre a equipa local. Acreditem, o Porto, a bem ou mal, vai ganhar em Paços. Se o árbitro tiver que ajudar à festa, assim o será.

Mas o FCP sem Fernando não é a mesma coisa. Perde rigor defensivo e algum poderio no meio campo.

O Benfica tem é que chegar à frente e oferecer uma compensação milionária aos jogadores do Paços, de forma a que eles não se acomodem por já terem assegurado o 3º lugar.
O problema é que, mesmo assim, o outro clube interessado pode fazer o mesmo. Basta que consiga condicionar um jogador do Paços, para que a equipa da capital do móvel, pareça jogar em inferioridade numérica, o que é suficiente para garantir a vitória num campo adverso.
Num campeonato transparente, eu ainda acreditava no título. Mas neste já não prevejo surpresas de última hora. Maldito jogo que fizemos com o Estoril e malvado azar do Dragão.
Seria lindo uma nova reviravolta na última jornada, mas não acredito.
A final da Liga Europa passou a ser a mais importante e depois a Taça de Portugal é para conquistar pois já nos escapa desde 2004!

hazinheira disse...

Perder um campeonato para uma equipa que se apresenta aos 90 mins de jogo com Defour, Liedson e Kelvin torna tudo ainda mais surreal e humilhante...

Anónimo disse...

Ricardo,

Já comentei hoje um post anterior teu. Bom, se é verdade que isto só acaba mesmo quando a gaja gorda cantar, num jogo de Futebol tudo é possivel, claro que sim!

Mas inverto a coisa, e como Portista, num cenário hipotético do Porto estar com 1 ponto de atraso, e depender de uma "escorregadela" do Benfica num qq P Ferreira (mesmo treinado por um Costinha), jamais acreditaria que na ultima Jornada, e a uma vitória do Benfica se sagrar Campeão, que esbanjassem tal oportunidade, a perder pontos na Mata Real. O Sporting por exemplo, em 1999/2000, precisava de ganhar no velhinho Vidal Pinheiro, com o Salgueiros a lutar pela manutenção, pois o Sporting ganhou, e ganhou concludentemente por 4-0 e sagrou-se Campeão!

Aliás, na história dos 78 Campeonatos, o líder à ultima Jornada foi sempre Campeão. Mas já nessas 78 Edições, houve 5 líderes que à entrada da penultima Jornada perderam a liderança e o Campeonato: em 54/55 Belenenses tropeçou na penultima Jornada e o Benfica de Otto Glória é Campeão. Em 58/59 o Benfica de Valdivieso tropeçou e na Jornada seguinte e final o Porto foi Campeão em Torres Vedras. Em 78/79 o Benfica de Mortimore tropeçou em Aveiro na tal penultima Jornada e o Porto foi Campeão. Em 85/86 o inglês Mortimore repetiu, tropeçou na Luz com o Sporting, e o Porto foi Campeão. E finalmente em 2004/05, o Sporting perdeu na Luz, e o Benfica de Trapattoni foi Campeão, e o Sporting numa semana perdeu o Campeonato e a Taça UEFA!

Isto é, em 78 Campeonatos, e à penultima Jornada, só em 5 excepções, o líder foi ultrapassado, o Benfica foi forte no sprint final em 54/55 e em 2004/05, e ultrapassou Belenenses e Sporting respectivamente. No sentido inverso, o Benfica em 3 Campeonatos era líder à entrada da penultima Jornada, e em todos esses Campeonatos, perdeu-os para o Porto (58/59; 78/79 e 85/86)!

Estará próximo o 4º Campeonato em que o Porto era 2º à entrada da penultima Jornada e ultrapassa mais uma vez o Benfica na recta Final do Campeonato?

Vamos aguardar mais uma semana!

Saudações Des_Portistas

M Barreto

Anónimo disse...

O pior parasita é a ideia.
Não basta o benfiquismo do Paulo Fonseca, também é preciso vontade dos jogadores do Paços. Para tal nada melhor que um prémio, isto se o Lfv não se importar de ficar sem alguns trocos. Lembro-me que nos anos 90 aconteceu algo igual em Espanha. Lembro-me também de o Depor perder na ultima jornada o titulo para o Barça por 2 X. Ou mais recentemente o City ou Estugarda há poucos anos. Claro que para isso é preciso ganhar o nosso jogo e acreditar que o Paços obtenha o mesmo resultado que o ano passado. Mesmo que seja muito difícil não podemos desistir, sobretudo os jogadores, pelo respeito que exija o nome BENFICA.

Abel Cop disse...

Isto não é o Benfica. Se querem trafulhices mudem de clube.

uicabom disse...

Todos os benfiquistas têm de acreditar, por mais abertas que as feridas de ontem ainda estejam...
É necessário o jogo de bastidores que lfv terá de fazer para dar ambição ao Paços. Mas é preciso criar uma onda de pressão sobre o Porto, onde só pode ter um resultado, a vitória. Contra a 3ª melhor equipa do campeonato, que só tem 3 derrotas (2 com o Benfica e 1 com o Porto)
Vamos Benfica!!! Vamos rir por último e vergar os tripeiros. É preciso acreditar e muito.

Anónimo disse...

Infelizmente o Paulo Fonseca e lagarto........

Anónimo disse...

Alguem tem a noção errada de trafulhice. Devem gostar de ser comidos como sempre. Trata-se apenas de incentivar o Paços a ganhar o seu jogo e não para que o perca contra nós. Mas se nem isso percebem é porque ficam satisfeitos com o que tem acontecido. Devem também pensar que o Estoril jogou daquela forma porque não tinha incentivo, não... Quando o patrão me der um incentivo financeiro por atingir certas metas vou recusar e denuncia-lo de corrupção, já agora...

Catenaccio disse...

Ricardo, o Paulo Fonseca não é benfiquista, mas sim do clube do outro lado da 2ª circular. Tem é muitos amigos benfiquistas e uma admiração especial pelo nosso treinador.

.D10S disse...

Naaaa é de esquecer.

Aquela corja de porcos, sujos, asquerosos, ranhosos, corruptos, nojentos, ladrões, desonrados, têm todos os defeitos deste mundo mas também têm algumas virtudes.
A vontade e o querer são duas delas, eles nunca desperdiçariam uma hipótese como esta.

Rafael Ortega disse...

Não venham com tretas. O Josué, melhor jogador do Paços, é corrupto assumido e anti-Benfica convicto, ao ponto de dizer para um jornal que nunca na vida quereria jogar no Benfica.

Ou muito me engano ou vai fazer o pior jogo do ano.

Esse nem precisa de suborno para os deixar ganhar