sábado, 23 de agosto de 2014

Uma Candeia mal iluminada II



“Deste final de época, para além do triplo triunfo e consequentes festejos, sobra ainda a contratação do jogador Candeias, pertença do Nacional da Madeira.

Percebendo que se trata de um negócio de ocasião, por se tratar de um jogador em final de contrato, não consigo encontrar nesta aquisição uma lógica desportiva facilmente entendível. Candeias é um jogador interessante – não mais que isso – que se encontra próximo do seu limite evolutivo. Não vejo no extremo Português uma capacidade para evoluir muito mais do que conseguiu até ao momento, logo, não me é previsível que venha a ter um nível competitivo suficiente para assumir um lugar indiscutível no 11 do Benfica. Naturalmente que é um jogador com qualidade e capacidade para fazer parte do plantel, numa lógica de 2ª linha, mas não mais que isso.

Não obstante, jogadores para constituírem uma 2ª linha do plantel do Benfica já o clube tem sob contrato como Pizzi e/ou Ola John, para lá de Ivan Cavaleiro a quem é preciso dar competição, seja por via de oportunidades na equipa principal, seja por via de um empréstimo a um clube de primeira liga onde se possa impor como escolha principal.

Perspectivando as mexidas naturais do mercado de verão, e na pior das hipóteses, há a considerar as possíveis saídas de Gaitan e Markovic, ou seja, dois jogadores de classe e qualidades inegáveis. Perdendo estes dois fica a pergunta: Candeias é capaz de suprir alguma destas saídas do 11? Obviamente que não. Nem Candeias nem sequer Pizzi, Ola John ou sequer Cavaleiro.

O melhor que consigo prever para Candeias no Benfica é ser o Hugo Vieira ou Steven Vitória do próximo plantel, isto é, contratação para adepto ver (Hugo Vieira) sendo emprestado em seguida ou contratação para preencher uma das vagas na lista a enviar para a UEFA como jogador formado localmente (Steven Vitória).

Em suma, não há em Candeias nada que o diferencie positivamente dos jogadores que já se encontram contratualmente ligados ao clube.

E se a ideia era a de contratar um jovem português para as alas do ataque que pudesse ir evoluindo e conquistando o seu espaço, havia em Ricardo Horta uma solução muito mais promissora, até porque Candeias já conta com 26 anos. Não, não é um “velho”, mas está próximo do máximo que poderá dar, bem diferente do jovem extremo do Vitória de Setúbal e que já pertenceu ao Benfica.”

Este post foi por mim escrito no passado dia 23 de Maio, depois de ver confirmada a contratação de Candeias por parte do Benfica. Os comentários a este post foram muitos e variados, dos quais destaco:

“Quem és tu para falar num jogador que não conheces, quando ignoras tudo sobre futebol, quando falas contra decisões tomadas por especialistas de futebol (Rui Costa e JJ), ignorante dos processos estratégicos que estão por detrás destas decisões?
Os talibans já começam a tentar destabilizar, dar a sua opinião ignorante sobre tudo o que mexe no Benfica. Para ajudar os pasquins que lambem os beiços de satisfação.”

Qual o meu objectivo com isto? Vangloriar-me por ter razão antes do tempo? Passar uma imagem de entendido? Não, longe disso. O objectivo é puro e simples: Demonstrar como um simples adepto como eu, entre milhões, conseguiu perceber o que os PROFISSIONAIS do Benfica não conseguiram.

E são os “Candeias” da vida do Benfica que nos fazem ter dezenas e dezenas de jogadores sob contrato e mesmo assim não conseguimos iniciar a competição com um plantel claramente definido e com lacunas completamente colmatadas. É este o tipo de organização que reina no Benfica e são casos como Candeias, Djavan, Luís Filipe, Vitor Andrade, Fariña, Eder Luis, Rojas, Andrés Diaz, Cortez, Emerson, Roberto, Hugo Vieira e tantos, mas tantos outros que nos custam a afectação de verbas importantes e que geram endividamento escusado e desmesurado. Talvez um dia saibamos a história completa.  

8 comentários:

Anónimo disse...

"que nos custam a afectação de verbas importantes e que geram endividamento escusado e desmesurado". Gostava que pusesses aí quanto custaram os jogadores que apontas e quanto recebemos pelos seus empréstimos e vendas. É o que dá falar sem saber apenas com vontade de criticar.

José Moreira disse...

Claro, porque os jogadores não têm prémios de assinatura, não há comissões para empresários, não há que pagar parte dos salários quando estão emprestados, nem sequer que pgar a totalidade dos salários quando ninguém os quer. Se a estupidez pagasse imposto...

Simão Reis disse...


Para quem precisa de ver a lista de compras e vendas na era Vieira.

https://docs.google.com/spreadsheets/d/1HKoIXlEuLFujcOmk72QgSQ_TwCt-_X-nAXufLYDF4G4/edit#gid=0

Pedro disse...

O que escreveu essa pérola contra ti...adorava ver a cara dele a ler este post. LOL

É o tipico amen a tudo o que é feito. É a total ausência de capacidade crítica.

Era óbvio que Candeias nem ía tocar no SLB. Óbvio pq já conhecemos JJ e óbvio pq não tinha qualidade suficiente para isso.

InvisibleKid disse...

nem pagamos 200 milhoes em juros nos ultimos 10 anos.....

VC disse...

Imaginem a equipa que faríamos só com o que pagámos de juros.

Anónimo disse...

Esse "spreadsheet" está mal feito, vê-se que foi feito por amadores que nem um spreadsheet decente sabem fazer, está cheio de imprecisões, cheio de erros, nem sequer tem os proveitos de todos os jogadores que foram emprestados.

Os empréstimos são feitos sempre com o clube receptor a pagar os salários na totalidade. Para além disso pagam também uma "renda" que quase sempre é um valor elevado.
No Benfica não há prémios de assinatura. Salvo raríssimas excepções.
As comissões aos empresários só existem quando são os empresários intermediários dos negócios. Muitos dessas compras e vendas foram feitas pelo Benfica directamente com os clubes.

Por isso os vossos comentários são iguais ao spreadsheet, cheio de insinuações falsas, mentiras e erros.

CAÇATACHISTAS disse...

A estupidez não paga imposto,é verdade.

Então porque não respondeste com dados concretos á interpelação que te foi feita?

Pois é,e o estúpido é ele?

Ou serás tu?