segunda-feira, 25 de junho de 2012

Proença-o-novo

Em Portugal, Pedro, o Proença-o-velho, é assim:


e podia escolher 3 vídeos de cada época, nas últimas 10, de igual teor em que Pedro, o Proença-o-velho, de lances evidentes faz más escolhas. "Curiosamente", sempre contra o Benfica. Curiosamente.

No estrangeiro, Pedro, o Proença-o-novo, faz grandes exibições, em lances evidentes raramente falha um, arbitra uma final da Champions e provavelmente será o árbitro da final do Euro-2012.

Como é que isto se explica? Como é possível? Explica-se porque o grande mal do futebol português não passa pela incompetência, que existe, de alguns árbitros. O grande mal está nos que são bons, e são alguns, mas obedecem a quem manda - e já lá vão mais de 30 anos do mesmo. 

Como é que isto se combate? É um processo moroso. Mas fica uma dica: não se combate apoiando inequivocamente uma das figuras principais do sistema - figura essa apanhada nas escutas a tratar do pagamento aos Proenças - e antigo dirigente do clube ao qual todos os Proenças - novos e velhos - cegamente obedecem. 

Como é que se combate quem, dentro do nosso clube, cega e inequivocamente apoia esta gente? Votando noutro. A menos que ainda alguém acredite que, passados 10 anos de Vieira, o homem apoie inequivocamente estas alimárias por... ingenuidade e boa-fé. Nesse caso, peço perdão: é vosso o reino dos céus.

4 comentários:

moleculasdeamor disse...

Caríssimo Ricardo, o que colocas em cima da mesa é absolutamente irrefutável... mas não é só com este senhor!

Como é possível que este senhor cometa tão poucos erros em jogos internacionais com grau de dificuldade elevadíssimo (falo quer emocionalmente quer tecnicamente) e em Portugal erra sistematicamente contra o Benfica... penso ser imperioso o Benfica elaborar uma lista com 5 ou 6 árbitros que recuse arbitrar os nossos jogos... É IMPERIOSO É IMPERIOSO... esse é o primeiro passo!!!!
É legitimo! Se os outros não quiserem arbitrar, que venham os das divisões secundárias...

Tenhamos respeito por nós próprios!

João Oliveira disse...

Mas o que eu queria mesmo, não só neste mas noutros blogs eram ideias para acabar com a corrupção. Como tu dizes a corrupção existe à 30 anos e Vieira à 10. Quando Vieira sair a corrupção vai continuar e os títulos vão continuar a ser poucos porque vão continuar a não nos deixar ganhá-los. Para mim já chega de ouvir dizer que a culpa de sermos roubados é do Vieira porque apoiou o facturas. A culpa é de Vieira e de todos os benfiquistas que à 30 anos deixam que nos roubem campeonatos atrás de campeonatos.

LDP disse...

Ricardo, também tu reparaste nos foras de jogo milimétricos mas sempre bem apitados! Bravo. Pensei que fosse só eu e a minha má vontade.

Luís disse...

mas aquele cartão amarelo ao Maggio, que deixa este fora da meia-final foi à Proença-o-velho; o Marchisio ainda se chega lá naquela "mas isto é o quê?", o Proença faz aqueles gestos de "calmex que ele ceifou o outro" mas a repetição nem esclarece se é falta sequer: é um daqueles amarelos habilidosos do costume; mas, claro, se fosse cá e o Aimar se dirigisse ao Proença como o Marchisio se dirigiu mais do que uma vez, então seria assim: à primeira, o Proença faria aquele gesto característico e autoritário do "ACABOU!" arregalando bem os olhos para o Pablito perceber que a tolerância é a mesma de sempre: zero; à segunda, amarelo nos queixos - tão simples quanto isso.