quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

E SE FOSSES JORGE JESUS?

Após as mini férias e depois de chegados ao Natal vivos e bem vivos ( não fosse o desperdicio em Barcelona, seria nota 10), coloca-se a questão: temos plantel para as 4 provas? Se fosses Jesus, onde apostavas?

Não havendo contratações previstas para Janeiro, palavra de Jesus, parece-me que o plantel não tem qualidade em quantidade suficiente para aguentar 5 meses sempre a rasgar.

Na minha opinão, Jesus já tem o 11 base. E esse 11 deverá ser a aposta para o campeonato. Na Taça da Liga, como se viu em Olhão, a aposta deverá passar pela aposta no " 2º Onze". Na Taça, Jesus deveria apostar no misto dos 2 onzes, acrescentando, esperamos nós, Aimar e Carlos Martins. O Aves, em casa não deve causar problemas e em Coimbra, fazendo um jogo sério e competente, a vitória é mais que provável.

Deixei para ultimo a Liga Europa. Acho esta competição totalmente inutil para um clube da dimensão do Benfica. Não dá muito dinheiro. Não valoriza mais os jogadores e só faz sentido a sua aposta se for para ganhar. Mas para chegar á final são precisos 8 jogos. Todos ás 5ª feiras. Em semanas seguidas. Com campeonato ao Domingo. Jesus devia apostar em jogadores menos utilizados, acrescentado um ou outro do onze base. Por muito que me custe dizer, ou é para chegar á final ou o melhor é sair já com o Levekusen. Sem danos fisicos e sem o prestigio ferido.

PS: Como escriba convidado, quero agradecer esta oportunidade dada pelos patrões do Ontem, acrescentando que as opinões que tentarei dar esta semana são pessoais e nada vinculam o blogue a essas opiniões.

13 comentários:

hertz disse...

Concordo totalmente.
O campeonato deve ser prioridade total, utilizando o melhor 11.
A Taça de Portugal é sem dúvida um grande objectivo do Benfica e do JJ e penso que o Benfica tem fortes hipóteses de chegar à final e depois aí poderá usar o melhor 11 contra provavelmente o adversário mais difícil que encontrará nesta competição: o Sp. Braga.
Na Taça da Liga deve ser feito o que se fez em Olhão: usar os jogadores suplentes juntamente com jogadores da B e um ou outro titular.
Quanto à Liga Europa, para mim, fazer uma boa campanha nesta competição é ganhá-la. Ou se entra nesta competição com o objectivo de ganhá-la ou então o Benfica pode até sair já. Claro que eu gostaria que o Benfica a ganhasse e lutasse por ela até porque é sempre uma competição europeia e também dá a possibilidade de disputar outra: a supertaça europeia. Mas claro, o campeonato vem sempre em 1º e deve ser esse o principal foco.

Anónimo disse...

O campeonato nacional é prioritário mas chegar pelo menos aos quartos da liga Europa também o deve ser. A liga Europa pode ser o parente pobre da champions mas não nos vamos iludir, tb é importante para o prestígio e valorização, mais importante ainda é devido ao ranking UEFA e a partir do momento que se passa a ser cabeça de série no grupo por norma a passagem aos oitavos fica mais facilitada, acho que é bom não esquecer isto!
A taça de Portugal deve ser objectivo tb que já não se ganha faz muito tempo, a da liga deve ser possível chegar á final sem prejudicar as outras competições.
Somos SLB e não podemos nesta fase estar a descartar nenhuma competição apenas definir prioridades, em fevereiro já se vai poder olhar para o plantel e momento de forma da equipa e definir melhor a situação.

moleculasdeamor disse...

Os regressos de Carlos Martins e Aimar mais as soluções Pimenta e Rosa dos B parece-me que temos soluções para todas as necessidades... Sidnei não compromete!

Anónimo disse...

Se fosse o Jesus cagava para ti e para o blog

Anónimo disse...

Em termos gerais concordo com o GNR. Aposta brava no Campeonato com o 11 Artur+Maxi-Gary-Luisão-Melga+Matic-Enzo-Salvio-Ola+Lima-Cardozo. Fazer aposta na Taça de Portugal onde faltam (Aves+Coimbra+meia final a duas mão e Final...5 jogos! Vá 3 pois Aves e Final não contam! e com Gil ou Paços nas meias...). Depois a Taça da liga com equipa B. Pulava já fora da LE... mesmo com aposta forte o Benfica pode ficar fora num instante com as equipas que lá estão. A questão é que Aimar, Nolito, Martins, Rodrigo, Gaitan, não são jogadores banais! Se eles engatam podem nos dar muitas alegrias. E reforços? Não há?

manuelst disse...

Se fosse o JJ era simples, primeiro o campeonato, segundo a taça de portugal, terceiro a liga europa e no 4 lugar a taça da liga.

Para mim a grande aposta tem de ser no campeonato, o Benfica já não é campeão há 2 anos o que já é muito tempo sem festejar um grande titulo. Apesar das dificuldades que a equipa tem passado ao longo da temporada o JJ e os jogadores já mostraram que tem capacidade para ganhar todas as competições a Champions não correu tão bem por vários motivos, mas pelo menos para as competições nacionais este Benfica tem qualidade suficiente para ganhar tudo. Até pode não haver contratações em Janeiro, mas o regresso do Aimar e do Carlos Martins à competição já seriam dois grandes reforços.

Não concordo que a Liga Europa seja inútil, pode não ter a mesma grandeza/prestigio de uma Champions mas não deixa de ser uma competição Europeia e o Benfica precisa de voltar a chegar às finais e ganhar, isso faz parte da história do clube. A primeira eliminatória é complicada mas espero que o Benfica vá o mais longe possível.

B Cool disse...

Caro GNR sê bem-vindo.
As tuas opiniões são nesta semana as opiniões do blogue, porque vivemos na pluraridade das opiniões dos escribas, não seguindo qualquer linha oficial, a não ser o pensar e discutir o Benfica, como tu o fizeste neste post.

B Cool disse...

PS - parabéns pelos primeiros hate comments

GNR disse...

Não consigo nem sei como ter acesso prévio aos comentários.

JC disse...

Em traços gerais concordo, apenas não menosprezo tanto assim a Liga Europa. Especialmente este ano, com tantos clubes de renome, ter um bom desempenho é importante para o prestígio e para a tão propalada valorização de activos que tem sido, ao que parece, a grande prioridade da nossa Direcção. Mas se for para comprometer o campeonato, estou como tu: o melhor é sair já. Temos de ser campões. Ponto. Esta sim, é a grande prioridade.

(quanto aos comentários, por enquanto não tens acesso à sua moderação. A ideia é testar a tua resistência ao insulto, condição essencial à sobrevivência de qualquer escriba neste tasco)

Abraço e continuação de boas postagens.

SLBfan disse...

Com Aimar e Carlos Martins de volta, não concordo que o Plantel seja curto.
Se formos contratar mais alguém perde-se espaço para se ir lançando os miúdos.
Para a Taça da Liga e Taça de Portugal, apostava em usar consistentemente o modelo seguido em Olhão, uma equipa com jogadores menos utilizados.

Marta disse...

Olá GNR.
Espero que tenhas trazido o bloquinho de "notas". Se as multas valerem vais ganhar dinheiro que até chateia!

Percebo a tua perspectiva e realisticamente concordo na globalidade com ela. Talvez se fosse JJ seria a mesma. Talvez..

Embora consiga aferir da importância de se traçarem prioridades, olho para a forma como são colocadas e denoto algum conformismo antecipado no caso do Benfica não atingir pelo menos uma final.
Provavelmente sou demasiado ambiciosa, inconsciente, o que lhe queiram chamar, mas estamos a falar do Benfica.
Não concebo atitudes diferentes para competições diferentes assumidas mediante as prioridades traçadas. Concebo "onzes diferentes" por uma questão de gestão de jogadores e de esforço mas não por uma questão de facilitismos.

Não gosto nem nunca gostei da Liga Europa mas não a menosprezo. Principalmente - e ao contrário da maioria do senso comum - por ainda não a vêr nas fileiras dos troféus do Benfica.
Pouco compensatória em termos de receitas até às fases finais da prova (a partir dos quartos), não deixa de ser uma competição europeia e de mais fácil aspiração à conquista que a Liga milionária, onde é preciso outra "estaleca" que ainda não temos, como se viu..

Só se pode chegar a uma final se não se menosprezar o objectivo ou a competição, seja ela qual fôr. Cuidado portanto com as prioridades.. Ou a forma como são colocadas.

B Cool disse...

Grande Marta, sempre com entradas a dois pés como manda a sapatilha. Eu também não partilho dessa teoria do menosprezo de competições. Se é uma competição oficial, deveremos sempre procurar ganhá-la, nem que seja a taça da liga ou a supertaça, quanto mais uma competição europeia.