segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

E que tal vender os médios todos?


Quando até o Jesus já não consegue manter-se calado sobre as opções absurdas por parte da Direcção, acho que estamos conversados. Depois do desbaste de Agosto, aí está em marcha novo desbaste de Janeiro. Ficará tudo no plano divino: que Jesus faça milagres.

E assim se fazem campeões... mais a Norte.

16 comentários:

Pedro disse...

Se Aimar e César (e Nolito) sairem, se não entram reforços (que já cá deviam estar) será muito difícil ter esperanças numa época de sucesso.

Se já era muito difícil acreditar em Jesus assim, com um plantel desfalcado, será impossível acreditar na força do plantel.

JotaPê disse...

Bem, se saírem 4 ou 5 daquelas zonas do terreno, ainda temos lá que chegue. Preocupa-me é a falta de um def dir, de um def esq, de um trinco e de um box to box.

OFF TOPIC:
Pf que ninguém se cale com isto: http://relvado.sapo.pt/vsetubal/rui-santos-v-setubal-fc-porto-pode-originar-falta-comparencia-444458

Se a direcção se cala, que se revoltem os adeptos!!!

cris disse...

Apoiado! Se no plano desportivo, num campeonato disputado ao milimetro onde qualquer oscilação pode ser decisiva, as opções são um desastre - veja-se ao invés que o porto continua a reforçar-se - no plano financeiro não ficam atrás pois um jogador que no início da época era dado como potencial interesse do Milão por quinze milhões - valor não descabido até porque é internacional brasileiro - agora vai por um terço. Isto só pode ter uma leitura: o Benfica financeiramente está de rastos e necessita de vender o Aimar para financiar renovações de outros jogadores, como veio na imprensa, e vender o Bruno César a qualquer preço para ter dinheiro fresco; ou seja fazem-se orçamentos a contar com o ovo no cú da galinha (leia-se Liga dos Campeões) e depois transforma-se a catedral na loja dos 300 das arábias e arredores. E não se pense que a solução é ir ao mercado em Janeiro, porque como a história o demonstra as contratações a meio da época são de risco elevado, os clubes estão menos dispostos a ceder atletas e estes, dado o natural período de adaptação, têm de recomeçar do zero e fazer a 'pré-época' no período em que mais se tornam necessários, e financeiramente ficamos na mesma porque trocar o Riquelme pelo Aimar representa o mesmo ou mais, com a certeza de que desportivamente estamos a trocar a qualidade indiscutível de um pela incerteza do rendimento do outro. Por tudo isto, o porto pode ir encomendando as faixas...

hertz disse...

Seria uma barbaridade saírem Aimar e Bruno César e ainda quem sabe o Nolito, e não se contratar ninguém.
O JJ já disse que não queria que o Nolito saísse e deve estar bastante chateado pela saída do Bruno César (que parece certa) pois foi um jogador que ele sempre elogiou muito.
A direcção deve pensar que só porque o JJ conseguiu remendar as saídas do Witsel e do Javi, que pode vender mais alguns médios que o JJ encontra uma solução.

Anónimo disse...

Parece-me que estou a ouvir as réplicas do terramoto do defeso que levou Witsel e Javi...alguém sentiu falta deles? ah...pois! podíamos com eles ter ganho em Barcelona com hat-trik to Javi...o Axel fazia poker em Glasgow... ok! ... Não fizeram falta nenhuma como o Aimar e o Bruno não vão fazer. Aimar não jogou...Bruno jogou MAL!... Os andrés dão conta do recado.

Mindfuck disse...

1. Parece que estou a ler jornais, sempre que venho aqui se tem que falar bem do outro clube.

2. Até agora só saiu Bruno César, se isso implicar uma maior aposta no Miguel Rosa então "avé" a esta venda.

Ricardo disse...

Anónimo, o "terramoto" abordava a época toda, não os primeiros 3 meses de um calendário bastante mais fácil do que o que temos pela frente - ainda assim, a Champions já foi à vida.

Se tu achas que disputar até Maio 4 competições com um meio-campo apenas com Matic, Enzo, André Gomes e Martins (quase sempre lesionado) chega para ganhar alguma coisa, então tens tido o Benfica que mereces. Tu e mais uns milhões que pensam que apoiar o Benfica é concordar com tudo o que é feito n clube. Mesmo as coisas mais absurdas.

Mindfuck, se pensas que aqui se está a falar bem do outro clube, então tens de ir comprar um novo cerebelo que esse já está todo fodido.

Miguel Rosa não conta para Jesus. Em vez de fé, tenta usar a lógica nas análises que fazes. Vais ver que acabas logo com esse discurso de "eu é que sou o maior benfiquista do mundo".

DeVante disse...

Estamos a lamentar a saída (provável) de Bruno César?
Vão-me dizer que "este" Bruno César faz falta ao Benfica?
Estamos a exigir mais contratações?

Acho muito bem que se venda o César das picanhas, pois o gajo não é extremo (porque não tem velocidade para tal), não é 6 (porque não defende um caralho), não é 8 (além do anterior, falha demasiados passes) e, tampouco é 10 (não tem visão de jogo ou executa mal)...

Quem tem André Gomes, quase sem oportunidades, não pode lamentar a saída de um chuta-chuta...

SLBfan disse...

Não acho que a saída de Bruno César pode ter alguma influência na equipa para o resto da época.
Acho, no entanto, que deviamos ir ao mercado (defesa direito e Trinco).

Ricardo disse...

Devante, eu já não consigo fazer mais nada por ti. Tu tens um problema grave de interpretação. Limita-te a dizer: "o Gaitán é muito bom". Fica por aí, que pelo menos consegues ter razão. Mesmo que o "muito bom" não saiba valorizar o talento que tem.

DeVante disse...

Eh pah Ricardo, vamos falar sobre o post e sobre aquilo que se escreveu, não sobre aquilo que pensas que se queria escrever...

O elogio (merecido) aqui foi todo para o André Gomes, que é um belíssimo jogador e futuro do Benfica...

É minha opinião que Bruno César não faz falta nenhuma ao Benfica, ao contrário daquilo que acho que fazem Carlos Martins e Aimar...

Se o assunto fosse a lateral direito ou a trinco, concordo. Maxi tem estado a baixo nível e André Almeida não é lateral e tem sido usado como bombeiro, tanto como alternativa ao uruguaio como a Matic (e aqui concordo, até porque gosto dele a trinco).

Mas não somos nós que andamos a exigir lugar para a malta da formação? Então? Como alternativa, temos os Andrés...não aceito que, pelo menos o Gomes, seja alternativa da alternativa (que se exige a compra)...

Recapitulando:

Que se vá comprar um lateral direito urgente...Maxi está em baixa de forma (vai disfarçando com a sua raça) e a idade já não é o que era...

P.S: Andas a ver fantasmas...do Gaitas...

Ricardo disse...

Estás a ver como é possível comentar de forma produtiva? Dá-nos mais disso, que é isso que vale a pena.

O André Gomes é um belíssim jogador, concordo totalmente. Acho é que tem para o seu crescimento sustentado tem de ser lançado com método e não forçado a ser uma solução constante por termos falhado no planeamento da época. Colocar nos ombros do André a respnsabilidade de ter de solucionar os problemas que gerámos por termos sido incompetentes não só criará defeitos ao seu crescimento como o clube sairá prejudicado.

Sobre Bruno César, discordo. Vejo-lhe qualidades, mas não onde tem jogado com o Jesus. A questão, no entanto, não é tanto a saída do César, mas as várias saídas e as poucas soluções que temos para o meio-campo. Olhar para os próximos meses apenas com 4 médios (um quase sempre lesionado) é saber que não conquistaremos nada.

E Aimar também vai. E Nolito, provavelmente também. E quem vem? Se contratarmos dois médios de qualidade, a saída do César faz sentido. Se não contratarmos, a saída do César é absurda. E a do Aimar, que ainda é um jogador de grande qualidade - ao contrário do que nos querem fazer crer.

O assunto são vários assuntos. Do que necessitamos urgentemente: lateral-esquerdo, lateral-direito e dois médios (um 6 e um 8). O Almeida pode ser um 6, mas tem de começar a jogar ali e não andar a tapar (mal) buracos que criámos há anos por não termos uma alternativa ao Maxi.

A formação deve servir com método. Os jogadores têm de entrar num plantel equilibrado. Não é lançar os putos às feras, sob a desculpa de que se está a apostar na formação, apenas e só porque fomos incompetentes.

SLB4EVER disse...

Aimar, B.César, Nolito e Martins esta época pouco ou nada acrescentaram á equipa, os pilares do meio campo têm sido Matic, Enzo e o André Gomes, como já se percebeu de forma inequívoca que com JJ nunca vamos ter mais de dois médios centro em campo em simultaneo a lacuna não tem sido muito evidente mas existe.
Saindo Aimar é verdade que se perde um jogador de categoria mas indo além do seu estado físico para ser usado como segundo avançado Lima garante mais velocidade, força e regularidade.
B.César no meio campo não convence, para alternativa na direita temos o Urreta, na esquerda o Miguel Rosa.
Nolito parece que já cá não está com a cabeça e conseguiu não fazer nenhum jogo em condições, talvez não se perdesse nada em tentar o Rosa/Urreta como solução a uma eventual saída deste.
No centro Martins é crónico lesionado e carta fora do baralho (até para JJ), o rendimento do rookie André Gomes é de longe superior. Regressando Airton talvez não fosse necessário ir ao mercado e aumentava o leque de opções, assim em caso de necessidade Almeida podia fazer a direita e Matic subir.
A má planificação foi logo feita no início da epóca e não será possível nem recomendável tentar corrigir agora todos os equivocos, se existir alguma boa oportunidade para conseguir 1 ou 2 jogadores FEITOS e de qualidade para as posições em falta tudo bem, para ir buscar futuras estrelas que são os maiores na terra deles e depois os estar a emprestar passado meses como se tem feito mais vale estar quieto, sempre se poupa uns euros e pode ser que surja mais alguma revelação na equipa B.
Pensando mais á frente talvez fosse aconselhável começa já a pensar em arranjar um substituto de Matic, não vai ser surpresa quando o venderem daqui a 6/7 meses com a justificação de que precisam de receitas para comprar mais avançados para andar a emprestar pela américa do sul fora. Cómico!

DeVante disse...

Sobre o último parágrafo, acho que é precisamente isso que está a ser feito: rotação do plantel de forma equilibrada.
Aliás, André Gomes tem mostrado todo o seu potencial e tem-nos deslumbrado, precisamente, porque entrou a jogar num plantel equilibrado, não sendo "lançado às feras".

Quanto à saída de Nolito e César. Lembro que os dois, no início da época, faziam parte do rol dos inúmeros "extremos" que tínhamos no plantel. Com a subida de forma (e qualidade) do Gaitas, com a afirmação do Ola John, com Sálvio e a possível recuperação de Carlos Martins, acho que só temos necessidade de um 6...no máximo!


No resto, estamos de acordo...

P.S: A minha admiração a Aimar vai muito para além daquilo que ele, Aimar, futebolísticamente tem dado ao Benfica...porque, sejamos justos, não sinto falta do Aimar dentro do campo, mas aceito que ele, Aimar, esteja a contribuir, fora de campo, para aquilo que vejo. Seja nos passes de Gomes, nas movimentações de Enzo e na súbita subida de forma de Matic. Não sei se me fiz entender...

Agora vou só alí, que há um jogo para ganhar daqui a pouco e se não for agora posicionar-me junto ao meu progenitor a coisa poderá não se fazer...

Ricardo disse...

Perfeitamente. Aimar não deveria sair. Por tudo e mais alguma coisa.

Agora vamos ganhar que é fundamental manter a vantagem psicológica sobre os tripeiros.

moleculasdeamor disse...

Este JJ acaba dizendo que o mérito é dos jogadores ... tanta é a humildade... eu não tenho dúvidas que ele consegue trazer o Miguel Rosa e o Cancelo para o lugar dos desistentes Bruno e eventualmente Nolito...