terça-feira, 24 de julho de 2012

Comentário de um leitor passado a post

«Não, eu não fico fodido por termos perdido com um jogo de pré-época. Claro que é preferível ganhar sempre, ainda para mais,contra uns begueiros que nos roubaram o 3º caneco dos campeões, e que resultou na 1ª memória que tenho de verter lágrimas a sério (sim veloso, foi por tua causa). Mas não fico fodido com isso. Fico fodido, e a sério, porque em dois jogos de preparação com menos de 24horas de intervalo, jogarmos com os mesmos centrais, o mesmo GR, o mesmo médio defensivo e o mesmo Maxi (já ganhou direito a uma posição própria). 

Fico fodido porque não há ninguém que consiga justificar isto, como uma vantagem. Desvantagens? Muitas, a começar pela falta de rotinas de quem não joga, e que depois vai precisar de entrar à força, pela falta de confiança dada a quem não joga, e pela mensagem de falta de confiança passada aos colegas que jogam sobre que não joga, etc!!

Fico fodido por o único gajo que é defesa esquerdo fazer meia parte em dois jogos. Porque do que vi, não é nenhuma bomba (óbvio), mas foi quem melhor jogou naquela posição. Tudo bem, como jogou pouco, não teve tanto tempo para fazer merda! Mas ainda assim não me parece mau de todo. O que vejo aqui, é o chamado padrão "Capdevila". Não me parece que tenha sido jesus a pedir luisinho, logo a consequência está à vista. Só espero que quem jogue seja melhor que o emerson. Fico fodido que o treinador do Glorioso, não comungue das mesmas ideias/ideais dos adeptos (e do SLB), e não consiga comunicar connosco, explicar-nos as suas ideias. Fico fodido por ficar sempre com a sensação que não consegue motivar os jogadores. 

Fico fodido com as implicâncias com o Nolito (não é messi, nem ronaldo, mas poucos têm cumprido como ele). Fico fodido por num só ano juntar das maiores humilhações da minha vida de benfiquista (levar 5 dos corruptos, entregar o campeonato em casa, aos corruptos, entregar a taça, em casa, aos corruptos e ser eliminado da liga europa pelos corruptos jr), que conseguiu destronar a inglória jornada de vigo, no meu top de momentos para esquecer. Fico fodido por não ver qualquer tipo de evolução. Fico fodido por quando as coisas não correm bem, as culpas serem sempre dos outros, às vezes até dos seus próprios jogadores.

Agora se prefiro jesus, a quique, heynckes, souness, etc? Claro que sim. Se fico satisfeito com isso? Claro que não, que merda de argumento é esse?? Então Portugal pode dar-se por satisfeito, só porque está em melhores condições que o Burundi, a Somália ou a Serra Leoa?? Ora foda-se, mais os argumentos tacanhos. Quem não se consegue criticar, como há-de querer melhorar? Eu quero um Benfica melhor. Eu não posso estar satisfeito. E os benfiquistas, também não.»

Paulo Alves

27 comentários:

Anónimo disse...

No ano passado a pré-época foi feita toda por dois centrais... e Jesus rezou até a ultima hora por Luisao e Garay, quando estes chegaram das férias foram titulares absolutos, mesmo sem treinar...

achas que a partir disso algum dos outros centrais pode ter confiança ou vontade?

Rfa disse...

O Ricardo, sera sempre, mas sempre, copo meio vazio? Nao havera nada, mesmo nada, que seja positivo? Sei que o botaabaixismo faz parte do "ser portugues" mas o lema "E pluribus Botabaixum" sevia estar restrito a Alvalade.

Hattori Hanzo disse...

É tudo isto sem tirar nem por. A única coisa em que eu não concordo é nos treinadores. Não digo que os outros fossem piores (ou melhores) que o Jesus pois não tiveram metade das oportunidades que este teve...

JPAzevedo disse...

Parabens plo Texto do leitor e parabens ja agora ao nosso mister Jesus, que embora com todas as imperfeiçoes consegue ser um bom mister!
Acreditem que muitas das supostas "escolhas", opções tacticas ou teimosias(Roberto; Emerson) não serão apenas dele!Isto tem muita maozinha do Vieira!!!!
Porque Rui Costa tem vindo de ano para ano a perder voz no Benfica?!?
Acho que merecia um papel bem mais activo tanto a nivel de comunicação com o exterior, relações internacionais, fazer a ponte entre a direcçao e as várias equipas...
desafio-vos a escrever um post sobre o nosso Rui Costa...a sua vida no Benfica, o seu presente, e o seu futuro!!!
Adoro este blog, venho aqui todos os dias....acho que prefiro vir aqui ler as "novas" do que ir ao site da bola ou do record!!!
Parabens amigos, continuem este enorme trabalho, tudo em prol do nosso Benfica.

JC disse...

Ó Rfa, será sempre, mas sempre, o copo meio cheio? E argumentares uma coisinha, não? Eu sei que dá trabalho mas talvez fosse interessante, nem que fosse só por uma vez na vida, tentares rebater aquilo que está escrito em vez de andares por aí com filosofias de algibeira.

Pedro disse...

Está visto que o Paulo Alves não apoia!! Tens q apoiar pá!!! Mas não penses em receber avença pq essas já estão destinadas!!

Adorava que o Rfa comentasse os argumentos do post e deixasse de dizer clichês patéticos...mas seria pedir muito.

João Duarte disse...

Concordo com tudo excepto com por heynkes no mesmo barco q o souness.

É só comparar o trajecto de ambos antes e depois do Benfica.

moleculasdeamor disse...

Foda-se paulo...parabéns caralho...continua a ver-se paixão nesta internet... !!!
Haja coração, haja coração. haja benfiquismo!

Parabéns pela reprodução Ricardo!

Rui Oliveira disse...

JC. O problema deste blogue é que mesmo com argumentos vais ser na maior parte das vezes mal tratado. Ou então vocês próprios deixam os argumentos de lado e começam com a lenga-lenga de que o que é preciso é apoiar e mais não sei o quê.

Quanto a este texto concordo com a primeira parte em que se fala dos centrais. Também não percebo os 0 minutos do Jardel e do Miguel Vitor ou a inclusão de um ou dois jogadores da equipa B para estes jogos e evitar que o Javi e Maxi Pereira fizessem tantos minutos.

Quanto aos minutos jogados por Melgarejo e Luisinho tem explicação. Um já deu mostras a jogar a defesa-esquerdo. O outro nunca lá jogou. É normal que se não houver um defesa-esquerdo (aí a culpa parece-me mais da direcção) o treinador tem de adaptar alguém. E se Melgarejo ainda não tem rotinas de defesa-esquerdo convém dar-lhe mais minutos. Isso de conversas que foi o treinador que escolheu ou não os jogadores não são argumentos porque nem sequer sabem se os pediu ou não.

Dizer que tem a ideia que Jesus não consegue motivar os jogadores não é um argumento. É dizer porque acha que sim. Eu acho o contrário. Na época passada, tirando o Gaitan em alguns jogos do campeonato a equipa deu tudo o que tinha.

Porque é que continuam a insistir com a implicância sobre Nolito? Que eu me lembre fez tantos minutos que Gaitan e Bruno César. Foi titular em muitos jogos importante como por exemplo contra o Porto 3 vezes. Já pensaram que em termos de produtividade Nolito e Bruno César foram parecidos. Porque é que acham que um tem de jogar mais do que o outro?

As humilhações vão acontecer mais vezes e com outros treinadores. Também já vimos muita coisa boa com Jorge Jesus como o futebol que já não víamos à muito tempo no Benfica. O que eles têm de roubar agora para nos tirarem campeonatos não é comparável com o que acontecia à 4/5 anos atrás. E isto já vem de encontro ao ponto de Jesus ser ou não ser o treinador ideal para o Benfica. Para mim não o é só porque não praticávamos à muitos anos este futebol. É porque percebe de futebol. É bom tacticamente, já conhece o clube, já conhece a maioria dos jogadores e estes já assimilaram a sua forma de trabalho.

Quando as coisas não correm bem raramente (e digo isto porque pode ter acontecido mas eu sinceramente não me lembro de nenhuma situação) vi Jesus culpar os jogadores. Já o vi falar de arbitragens e fico triste é por alguns benfiquistas serem cúmplices do sistema ao esquecerem esses erros (e não venham com as conversas dos apoios porque nós se nos sentimos prejudicados só temos de demonstrar a nossa insatisfação).
No entanto também já o vi dizer que errou.
Quanto aos méritos é verdade que muitas vezes puxa as vitórias para si. Mas também é verdade que já o vi elogiar os seus jogadores e já o vi quase sistematicamente destacar a importância do apoio dos adeptos. São mesmo raros os jogos que Jesus se esquece de dizer que os adeptos levaram a equipa à vitória com o seu apoio.

Por fim criticar sim. Falar mal não. Até porque raramente vi por aqui soluções para melhorar. Apenas vi coisas que acham que estão mal no clube e algumas até ridículas.

Dizer que um treinador não gosta de A, B ou C mesmo quando são utilizados tantos minutos como os outros e que uns não jogam porque não foi ele que os indicou sem saber se isso sequer é verdade, não é criticar. É querer arranjar à força alguma coisa para falar mal do treinador. E é isso que eu critico em 3 ou 4 blogues que andam por aí. Já para não mencionar o facto de em 99% dos posts pegarem sempre com os mesmos e com os mesmos argumentos. Já parece um disco riscado. O cenário apocalíptico do Benfica é outra estratégia. Não param um bocado para pensar que não está tudo mal.

Polaris disse...

Este post resume o meu sentimento, mesmo!!

Nuno Pinho disse...

Colocar o Jesus ao pé dos treinadores que fizeram o Benfica dos últimos 25 anos talvez ajudasse a perceber um pouco da qualidade de quem temos no banco. Da mesma forma que o Portugal de hoje pode comparar-se com o Portugal de há 5 anos. Não entendo como um confronto com o passado possa ser um exercício tacanho, mas nem todos nos sentamos na cadeira do Olimpo para reconhecer quem escasseia capacidade crítica…
O Jesus comungar das mesmas ideias dos adeptos benfiquistas?
Eu até ia mais longe. Pedia aos adeptos do Benfica para, através do site oficial, escolher os onze para cada partida. Tal e qual como aconteceu no último jogo de solidariedade. Afinal de contas, somos todos excelentes treinadores e discutimos os assuntos do Benfica sem mácula de ingenuidade.
O Nolito fez perto de meia centena de jogos na temporada passada numa posição com forte concorrência. Tomara ao Capdevilla que implicassem com ele da mesma forma…
O FCPorto de AVB era melhor que o Benfica com o Roberto, na mesma medida em que o Benfica da época passada era mais forte que o FCPorto de Vítor Pereira. No fim, ganhou o mesmo. Já agora, só por curiosidade, se o campeonato começasse amanhã quem estaria melhor servido? e protegido? Jesus ou Vítor Pereira?
Para terminar, as laterais. Ou melhor, as ADAPTAÇÕES laterais. Em nenhum momento, o Jesus deixou de lançar avisos sobre as lacunas já identificadas. Mas para quem procura distorcer as afirmações dele, um simples voto de confiança ao Melgarejo é suficiente para o espicaçar. O Jesus quer um lateral-esquerdo que se possa impor de imediato na equipa. Se tarda a chegar, ou sofre desvios, é outra conversa. Alguém leu os recados que o LFV mandou hoje através d’a bola?
Façam favor:
http://abola.pt/nnh/ver.aspx?id=343686
É difícil de perceber que o Jesus manda recados para a direcção e esta, por sua vez, responde-lhe com novo recado?
Tanto quanto eu sei, o Jesus quer um defesa-esquerdo que entre de imediato na equipa. Já a direcção não quer dispensar mais de 2,5 milhões de euros por um lateral com experiência e que a melhor estratégia é rentabilizar jovens futebolistas. Tudo em nome do futebol.

Ricardo disse...

Rui Oliveira,

"O problema deste blogue é que mesmo com argumentos vais ser na maior parte das vezes mal tratado."

Isto é - sem outra palavra - MENTIRA. Os únicos gajos que aqui são desprezados são os gajos que vêm para aqui falar mal das mães dos escribas, os gajos que não sabem defender uma ideia ou os que vêm armados em professores de benfiquismo. Quem traz argumentos - e, já agora, educação -, é, foi e será sempre respeitado. Como há, aliás, vários exemplos. Revê lá isso, se fazes favor.

"Porque é que continuam a insistir com a implicância sobre Nolito? Que eu me lembre fez tantos minutos que Gaitan e Bruno César."

Nolito - 2387 minutos.
Gaitán - 2896 minutos.
Bruno César - 2667 minutos.

Nolito foi, dos três, o que mais produziu. Mas jogou menos quase 500 minutos do que Gaitán, que, naquela posição, desequilibrou por várias vezes a equipa a nível defensivo. Ti próprio dizes:

"Na época passada, tirando o Gaitan em alguns jogos do campeonato a equipa deu tudo o que tinha."

no entanto, teve mais 500 minutos do que o Nolito. Implicância?

"Por fim criticar sim. Falar mal não. Até porque raramente vi por aqui soluções para melhorar. Apenas vi coisas que acham que estão mal no clube e algumas até ridículas."

És tu quem dizes que aqui se "fala mal". Nós achamos que criticamos e fundamentamos a crítica. Queremos o melhor para o Benfica, acreditamos na auto-crítica, na sustentação de ideias. Raramente viste soluções aqui? Ou não lês o blogue muitas vezes ou fantasias. Não chamarei "ridículas" às coisas que dizes e ainda bem que tu também não às que dizemos; afinal defendes a exposição de ideias sem maltratar os outros.

Ricardo disse...

"É difícil de perceber que o Jesus manda recados para a direcção e esta, por sua vez, responde-lhe com novo recado?"

Ah pronto, Nuno Pinho, então temos a dupla perfeita para nos conduzir ao sucesso desportivo. Um atira bocas pela comunicação social para a Direcção; outro responde pela comunicação social ao seu treinador. Tudo em nome do futebol.

Nuno Pinho disse...

É caricato, não é?

Nuno Pinho disse...

Mas melhor são aqueles que acreditam que o Jesus está a adaptar o Yannick ou o Melgarejo a seu bel-prazer.

eagle01 disse...

Bem, eu só fico fodido com alguma burrice que alguns adeptos do Benfica, ano após ano, demonstram. Vêm, voltam a ver, tornam a rever, e não percebem porque razão o FCP em 10 jogos arbitrados por portugueses, ganha 8 ao Benfica.

Depois culpam o treinador, as laterais, os minutos que este jogou a mais que aquele, o Roberto, etc.

O assunto não é actual, mas vou dar outra opinião sobre a debacle da época 2010/2011:

Campeonato: primeiros 4 jogos, em que o Benfica perde 9 pontos com diversos penaltys por assinalar em jogos com Académica (Cosme Machado), Nacional (Proença) e Guimarães (Benquerença). No mesmo período o FCP ganhava 4 jogos com vários penaltys não assinalados contra e alguns assinalados a favor com dúvidas (Naval - penalty com expulsão de Álvaro Pereira perdoada, e Rio Ave 2 pealtys na mesma jogada com Álvaro Pereira mais uma vez, um fora de jogo mal tirado a João Tomás - é dos livros - e um golo do FCP precedido de 2 faltas de Falcao).

Com 9 pontos de avanço, mesmo faltando 26 jogos, só quem ainda acredita que os árbitros erram por acaso, é que pode acreditar que o FCP vai perder pontos e o Benfica não.

Os adeptos não percebem, e eu fico fodido.

A partir da derrota com o Braga, que nasce de um erro do mesmo árbitro que 15 dias depois foi derrotar o Benfica no jogo da Taça, e que já esta época, num amigável anulou mal 2 golos ao Celta contra o FCP, a partir dessa derrota, o treinador faz gestão de plantel concentrando-se nos 3 outros objectivos da época: Taça de Portugal, Taça da Liga e Liga Europa.

Os adeptos não perceberam a rotação de plantel. E eu também fiquei fodido, especialmente porque contra o Portimonense levamos com um penalty por braço de Roderick que estava fora da grande área. Mas como só eu é que vi esse pormenor, já que a maioria interrogava-se porque não jogava mais minutos o Nuno Gomes, voltei a ficar fodido. E mais 2 pontos a voar sem Roberto na baliza.

Depois veio o jogo da Taça. Sapunaru agarrou Saviola numa das raras possibilidades que o árbitro assistente deixou passar sem levantar a bandeirola. Saviola estava enquadrado com a baliza, era falta e expulsão. Estava 0-0. Adivinhava-se o destino do FCP. Ah, o árbitro não expulsou. Mas achamos apenas diferente critério quando vemos o Cardozo levar 2º cartão amarelo e expulsão por bater com a mão na relva. A esmagadora maioria achou que o Cardozo teria de ter mais cuidado. Eu fiquei fodido por me lembrar que o Sapunaru não tinha sido expulso por falta sem qualquer tipo de duvida.

E fomos embora da Taça com o 2º golo a acontecer com quase 2 metros de fora de jogo. No palco da Luz está-se a tornar um hábito. O guarda redes era o Júlio César mas se calhar o Roberto é que ficou com as culpas. O árbitro era o Carlos Xistra, o que invalidou 2 golos ao Celta de Vigo e que inventou a falta que deu o livre que nos derrotou em Guimarães (sem Roberto na baliza).

Depois foi um efeito dominó. Ninguém digeriu bem a derrota na Taça, nem os jogadores. O efeito psicológico fez o resto.

Mas curiosamente na final da Taça da Liga, o Proença com 2-0 voltou a não ver o Saviola ser atropelado pelo Coehn aos 42 mn. Dentro da área. Penalty e expulsão. Ah, a favor do Benfica não, mas já tinha marcado contra (defendido por Moreira). No final alguns adeptos recusaram a camisola que lUisão ofereceu aos adeptos. E eu fiquei fodido por não terem visto o Proença.

E como não viram, o Proença no ano passado lá continuou a fazer das dele. Já não havia Robertos, mas agora havia Emerson. E para o ano há outro qualquer. O Melgarejo, o Luisinho, etc. E eu fico fodido.

Mas não adianto nada.

M. Silva disse...

@Rui Oliveira: "Já pensaram que em termos de produtividade Nolito e Bruno César foram parecidos" - parei de ler aqui. Isto só pode vir de alguém que não vê os jogos.

Ricardo disse...

Eagle01, fazes bem em ficar fodido. É o "apoio inequívoco" que temos.

eagle01 disse...

Pois Ricardo, esse é o MAIOR problema. O Benfica não tem estratégia para a Liga, para a FPF, o Benfica não tem estratégia para a comunicação social, o Benfica tem uma posição errada sobre os empréstimos de jogadores, etc, mas devemos 255 milhões à Banca e oferecemos 12 anos ao Oliveira por 8 milhões por época. Que interessa o resto?

O Sr.º Vieira, agora promovido pelos mesmos poderes que enterraram Vale e Azevedo, não foi o que andou a celebrar os golos do FCP marcados ao Benfica na época de Heynckes?

Os adeptos quiseram as aparências em vez da realidade. Eu fiquei fodido, mas ao contrário de tantos outros, continuo a pagar religiosamente as minhas quotas de sócio efectivo, a 420 km de Lisboa, mais 3 quotas de infantis ou lá o que se chama, mais a quota de modalidades.

Já lá vão quase 12 anos mas começo a ficar fodido e qualquer dia deixo de pagar. Até porque verifico (com pena) que o "poeta" é que tinha razão: o Benfica é um circo...

Mentecapto da Silva disse...

O "Sexta-Feira" (não sabemos se já salvo dos adeptos canibais) vai regressar na quarta para fazer companhia ao Crusoe da Reboleira.
O náufrago, triste, só e abandonado na sua ilha, quer lançar-se em mar e pede, alto e bom som, um bote e uma bóia.
É-lhe atirada uma câmara de ar do pneu de um TIR pois, dizem-lhe, faz o mesmo efeito.
Crusoe (com Sexta-Feira) inicia a longa travessia mas logo na primeira das 30 jornadas que o levarão à glória verifica que nada progrediu. A razão era simples, Crusoe é o único a remar (Sexta-Feira não sabe fazê-lo) pelo que se move a grande velocidade mas aos círculos. Para piorar a situação colide com os dois dentes do proença que vagueavam pelo oceano e afunda-se. A última imagem que reteve foi de Braga, que viu pelo canudo que nunca tirou mas que na lusofonia se encarregaram de lhe dar equivalência a mestrado.
O dono da embarcação improvisada lança um aviso à navegação no clube a que preside: "o que Vale é que me têm a mim e eu não deixo que isto se repita. Vou já providenciar pela compra de um iate e de um bom timoneiro. Lucky You!".
O benemérito é aclamado e re-eleito por mais 4 anos.

Anónimo disse...

Nolito com a mesma produção do que o Gaitan e o César?!?!? ahahhahahah O Nolito esteve uma boa parte da temporada no banco e, ainda assim, conseguiu ser o 2.º melhor marcador da equipa na Liga, um dos melhores da Liga, sem contar com as assistências e com a garra e a objectividade que incutia ao nosso jogo. César marcou alguns golos, mais no final da época. E Gaitan???? O que produziu aquele anormal que só sabe parar as jogadas perigosas, jogar para o lado e para trás? Um gajo que tem a mania que é muito bom só porque marcou 2 ou 3 golos do outro mundo... Então e o resto do tempo? Já não é preciso trabalhar?!?!? Não é preciso defender? Não é preciso continuar à procura de mais e de melhor? Gaitan contenta-se com pouco e deve pensar que nós também teremos de nos contentar com um golpe de génio de 10 em 10 jogos. Temos pena! Queremos regularidade e garra, muita garra. A atacar e a defender. Nolito tem tudo isto. César está lá perto. Gaitan seria muito bem vendido por 10M€. ADEUS!!
RC

PutoInvisivel disse...

É fodido nao ter dinheiro.
É fodido ter este presidente.
É fodido não haver alternativas crediveis.
É fodido ter um treinador teimoso q nem um burro.
É fodido não ter alternativas crediveis. (tou-me a repetir?)
É fodido andar a cometer os mesmos erros anos seguidos e esperar resultados diferentes.
É fodido a justiça não funcionar em Portugal.


Chego à conclusao q ser do Benfica é fodido.

Mas depois vejo a foto do Coluna q vcs têm no vosso blog...e q puta de orgulho tenho de ser Benfiquista!

Anónimo disse...

@Hugo Filipe:

Plenamente de acordo com o post/ Benfiquista @Paulo Alves!

Eu também sinto o mesmo. Isto é tudo TRISTE e DEPRIMENTE...e ainda REVOLTANTE/FRUSTRANTE! Isto é benfiquinha e não BENFICA(infelizmente).

O Bandido disse...

Sem querer ser lambe botas, este blogue para mim é Cheguevara dos blogues relacionados com o Benfica, e porquê? porque não procura agradar a ninguém e está-se a cagar para isso, procura sim abrir os olhos a quem seja flexivel e equilibrado o suficiente, sempre ouvi dizer que a crítica é amiga da evolução, neste caso é o passo mais acertado.

http://www.youtube.com/watch?v=GIOc0OUZiFg&feature=player_embedded

Paulo Alves disse...

Isto foi um comentário num espaço de opinião. Um desabafo, se quiserem. Se com isso insultei alguém, peço desculpa, foi sem intenção. Espero que tenham noção que foram insultados por uma opinião/ponto de vista. Só me faz confusão a história dos bons e maus benfiquistas, dos benfiquistas burros e dos inteligentes. Porquê, por ter uma opinião diferente? Também reparo que só são maus os que não concordam cegamente. Então agora nem treinador de bancada o adepto pode ser?? Caralho!! Ser adepto é isso mesmo, ser treinador, dar as tácticas aos gajos, mandar aquecer e fazer substituições, e ser dirigente, decidir que gajos é que podemos contratar, que posições podemos reforçar e caralho, ser jogador entrar em campo e marcar os livres, fintar 20 gajos e fazer uma chapéu ao baía, dando uma cabeçada ao burro alves pelo caminho. Para mim, isso é ser adepto(foco "para mim"). E poder verbalizá-lo e ter direito à minha opinião faz parte da história do BENFICA. Sem precisar de me sentir insultado com opiniões que não compreendo, mas respeito.
Abraços

Bicadas disse...

Nunca poderá haver um Benfiquista melhor do que outro. Todos são Benfiquistas e isso certifica o máximo de cada um. Naturalmente, cada um tem as suas ideias, muitas delas completamente opostas, todas elas procurando o mesmo objetivo.

Barcelona à parte, porque realmente o Barcelona é um clube à parte, o Real Madrid representa, na minha opinião, o expoente máximo da gestão de um clube de futebol - não de uma empresa, de um clube de futebol. No entanto, a discussão dos adeptos do Real Madrid em torno da vida do clube não baixa de tom, encontrando muito de paralelo com o que se passa, por exemplo, no Benfica - são muitos estrangeiros, são muitos flops, é o Mendes que manda no clube, não se aposta na cantera, para quê gastar tanto nesse tal de Witsel se temos o Granero, aquele Coentrão é um grade paquete, o passivo é gigantesco, o Mourinho não aposta nos jovens, etc, etc.

Grandes clubes, grandes discussões. E ainda bem que é assim. E nós ainda temos o Ontem - até podemos dizer que discutimos com classe.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Hello. And Bye.