segunda-feira, 30 de julho de 2012

Uma medida certa. Falta saber se pelas certas motivações.

A opção por emprestar Nélson Oliveira ao Corunha, ao contrário do que possa parecer, é uma excelente medida por parte do Benfica. É certo que dói ver sistematicamente os jogadores portugueses formados no clube emprestados ou dispensados, sem terem verdadeiras oportunidades na equipa principal, mas esse é um problema estrutural e ideológico; no entanto, no caso específico de Oliveira, acaba por ser uma opção acertada.

O jogador, apesar da evolução positiva que teve o ano passado, ainda não está desenvolvido para ser o avançado titular do Benfica. Com a concorrência forte que teria, acabaria relegado para a Taça da Liga e a uns minutos, em fim de jogo, no Campeonato Nacional, o que seria manifestamente pouco, tendo em conta a necessidade que tem de evoluir e atingir o patamar mais elevado do seu potencial. 

Na Corunha, acredito que Oliveira possa atingi-lo, jogando consecutivamente. Bem enquadrado num projecto de Primeira Liga Espanhola e numa equipa com vários portugueses, o caminho de sucesso só dependerá dele. E daqui a um ano poderá regressar mais jogador e com mais hábitos colectivos, o que - convenhamos - ainda não é nem tem.

Com esta saída, abre-se uma porta para o avançado mais talentoso do Benfica, depois de Saviola: Rodrigo Mora. Espera-se que esta época não se atire ouro para o lixo, mais uma vez.

16 comentários:

moleculasdeamor disse...

A decisão parece-me muito boa, por essas razões... para mim a linha da frente será:
Cardozo, Rodrigo, Mora, Michel [não sei porquê, mas parece-me que este tipo enquadrado numa equipa produtiva, enfim... crendices :)] e... Saviola!

Redceltic disse...

permite-me discordar, mas o avançado mais talentoso do benfica é o Rodrigo- força, velocidade, drible, potência e jogo de cabeça acima da média.

O Bandido disse...

Concordo, é uma boa decisão por parte do nosso clube. Espero que vendam o Kardec ou o emprestem de novo, mas desta vez podiam fazê-lo a um clube português. Ainda sobre a eventual vinda do Sálvio, não sei é só noticia para vender jornais, mas a concretizar-se, fica a pergunta, para quê tantos extremos? E fica a faltar o lateral esquerdo.

Jaime disse...

E agora pergunto, quem vão ser os quatro jogadores da formação no noso plantel? E os oito portugueses?
Vamos queimar um junior como aconteceu com o Ruben Pinto o ano passado?

João disse...

Ricardo, perdoa a minha 'inabilidade' para perceber algumas coisas :) juro que ainda não consegui perceber a tua opinião relativamente ao Mora, ainda não consegui dissociar se estás a ser irónico ou se estás a falar a sério. Epá, desculpa lá esta minha incapacidade e tira-me as dúvidas :)

Relativamente às 'pazadas' de avançados e extremos do Benfica a minha opinião é:

Cardozo - indiscutível! juro que não percebo o não gostar de um jogador porque não "corre muito" e porque não sabe "fintar". No entanto, e como em muitas outras situações o jj não o sabe gerir como deve ser. Às vezes tem mesmo de ser substituído, e precisa que lhe mantenham a condição fisíca em bons níveis, senão, pura e simplesmente, morre..

Rodrigo - na hierárquia tem de ser o 2º (convém que o protejam, coisa em que o jj é top......)

Michel - correndo o risco de errar por completo, acho que deveria ser o 3º. Mas lá está, é uma fezada.

Mora/H.Vieira - plantel, mas acho que com papel mais reduzido. Para alguns adversários específicos, que joguem menos fechados.

Saviola - craque!! Mas, não faço idéia porquê, apagou-se. E neste caso não concordo com quem diz que foi o jj que o queimou, pura e simplesmente na 2a época 'desapareceu em combate' e nunca mais voltou, nem uma recepção faz como deve de ser, parece que tem tábuas nos pés.

Kardec - que vá pra p.. um sítio qq, bem longe do E.Luz.

Nolito - tem de jogar! (ouviste burro branco? aka jj)

Gaitán - já vais tarde, 15 milhões e nem pensava mais (e tem tanto futebol naquele corpo.. mas tão pouca vontade)

Enzo - outro que me parece ter muito futebol no corpo, ainda que mais 'cerebral', de jogo simples. Mas aquela cabeça...

B.César - opção válida mas nunca como indiscutível..

Ola John - parece-me bom mas, 9M?! Enfim, que me faça calar :D

Djaló - quem?!

Menção honrosa, Sálvio - gosto muito dele mas não é necessário! Que não venha!


PS: se witsel sai e não vão buscar um MC em condições (já não peço de igual valia o Axel, porque, convenhamos, é praticamente impossível) então, nesse caso, mais vale fecharmos a loja e voltarmos só em 2013/2014.

PS2: Gostei do puto, o Cancelo, mas espero que não 'façam' dele o craque do futuro. Ganhar corpo, ganhar tempo de jogo, e penso que não precisamos de um DD pró banco. Às vezes é de arriscar, mas com cabeça, aos poucos e devagarinho (e não 'criar' publicamente um 'craque'). Fazer um jogo ou outro, mesmo em caso de uma expulsão do Maxi não me parece grave. Se fosse pra encarar a época inteira como titular, nesse caso era inadmissível.

PS3: DE novo, pra ontem!!!

Magnusson disse...

Concordo com o post.

Jaime, se vir com atenção no plantel do Benfica temos bem mais que 4 formados no clube e 8 Portugueses.

Só no sábado contra o Gil Vicente na 2ª parte estavam em campo 7 Portugueses.

PS - Não se esqueça que os que estão na Equipa B também contam para todas competições.

MaKaKo disse...

o seja é bom pq é menos má!
e o Benfica que temos, o Nelson era para ficar e para jogar apostar no nosso, no portugues, no Benfica
se nao é no Nelson que vamos apostar em quem vai ser?

Nelson Rodrigo Mora 4-3-3 3 jogadores para o lugar de PL
talvez mais um PL e um par de tomates!

pelo amor de deus parem de mandar vir com o Paulo Bento por nao apostar no Nelson...

Jaime disse...

Magnusson, de penso que só temos 6 portugueses na Equipa A:
Paulo Lopes e Miguel Vítor, Carlos Martins, Mika, Hugo Vieira e Yannick, sendo que estes dois últimos não só são piores que o Nélson, como poderão ainda ser emprestados.

Mas, de facto, tem razão, a coisa resolve-se com a Equipa B. O Cancelo, por exemplo, parece-me ser um jogador muito interessante.

Que se vá o Nélson e que regresse pronto para ser titular, é o que desejo.

Hugo disse...

Concordo com a tua ideia mas partilho da ideia do Redceltic.

Rodrigo é mais jogador, mais completo.

Não faz, contudo, de Mora um mau jogador, pelo contrário...se os dois jogarem bem, só temos de agradecer!

Cosme Damião disse...

O emprestimo do Nelson Oliveira será uma boa medida se for realmente para abrir uma vaga para o Rodrigo Mora. Pior é se é para ficar com o Kardec....

Aquele que lê disse...

Parece me bem o empréstimo ... Já kto ao clube escolhido... Tenho duvidas

Nuno Pinho disse...

De acordo. A acrescentar também um dado que pode demonstrar a confiança que a direcção tem no Nélson: renovou até 2018.

joão carlos disse...

O empréstimo do nelson não sei depende do que ele for jogar se ele for titular será bom se for para suplente era preferível ficar, não conheço o plantel do corunha por isso a minha dúvida.
Percebo a vantagem do nelson sair para ficar o mora ou o Vieira, agora o mitchel mas o homem já fez alguma coisa assim tão boa que mereça ficar no plantel? Sinceramente não percebo essa do mitchel. Mas o mais certo é o Nelson ter saído para termos que levar com o kardec que está encalhado porque ninguém o quer.

B Cool disse...

Pack 2 por 1 - Nelson e Roderick a caminho da Corunha, Salvio a caminho da extremolândia jesuína

Marco Craveiro disse...

Ricardo, permite-me discordar, mas esta é uma medida péssima.

Primeiro porque só vem demonstrar mais uma vez que o jogador português é cada vez mais uma espécie em vias de extinção lá para os lados da luz.
(Parece que para jogar de vermelho é preciso pagar comissão a alguém...).

Depois porque não é certo que venham a ser titulares ou que tenham a oportunidade de jogar regularmente no Corunha. Sobretudo o Roderick. Portanto o argumento da evolução, acabará por ir para o galhete.

Anónimo disse...

Concordo!