quarta-feira, 18 de julho de 2012

Eu apoio, tu apoias, ele comissiona

Tenho aqui uma pergunta para os entendidos na área que não me sai da cabeça. Relaciona-se com a forma como se adaptam os novos jogadores - contratados e emprestados -, se a ideia é procurar novas opções reais para o plantel. Não vi o último jogo, desconheço de que forma Jesus fez as suas escolhas, mas em relação aos dois primeiros jogos uma ideia sobressaiu: colocar os renegados todos numa parte e os titulares do ano passado e deste na outra.

Ora, isto será correcto?, pergunto aos especialistas. Não deveria a equipa entrar com 6, 7 ou 8 daqueles que sabemos serem titulares indiscutíveis e irmos rodando os que cremos terem potencial para serem mais-valias ao longo da época - e que tanta falta fizeram no ano passado? 

Qual é a lógica, em termos de estudo sobre o potencial de integração de um jogador, quando se metem 11 gajos que nunca jogaram juntos todos ao mesmo tempo e muitas vezes em adaptações novas? Não vejo outra que não seja a de, com o excedente que temos, irmos queimando logo à partida um bom número deles para irem aterrar de bicicleta noutro lado qualquer. 

E isto preocupa-me, porque vejo os mesmos erros dos últimos anos: uma base de 13 ou 14 jogadores que serão utilizados à exaustão, depois 3 ou 4 que raramente jogarão e o resto atira-se para a bancada ou para outros clubes épocas a fio. 

E, se não for pedir muito à paciência dos conhecedores profundos da matéria: o lateral-esquerdo vem ou vamos ter uma adaptação e um Luisinho a época toda? O Maxi terá de jogar outra vez os jogos todos ou terá uma alternativa real? Temos sempre Witsel, que podemos deslocar para lateral, mas eu nunca gostei de comer marisco metido num balde de farinha. E um central que dê luta aos titulares, há? Ou a planificação passa por meter sempre os mesmos dois e depois quando acontecerem lesões ou castigos arriscarmos num Jardel que tanto pode dar como não dar? E alternativa a Javi? 

É dia 18 de Julho, temos duas semanas e tal de preparação. Os problemas principais persistem e não há como não temer o futuro. 

Mas apoiamos, claro. Vim agora mesmo da rua, onde passeei o meu cão e disse mil vezes baixinho: "eu apoio, eu apoio, eu apoio". E com isto estamos salvos; vamos ser campeões, naturalmente.




 

27 comentários:

B Cool disse...

estás no caminho para o bom benfiquismo, já apoias. só falta acabares com as dúvidas. Não tarda nada ainda estás a dizer que o treinador rebenta a equipa todos os anos quando faltam 2 ou 3 meses para a época. Ricardo, tens que deixar de lado as dúvidas e dares o teu leap of faith.

carlos de almeida disse...

a tua preocupacao e a mesma de muitas centenas ou ate mesmo milhares de benfiquistas mas cuidado com os varios"joseph Lemos" k existem por ai pois ja sabes k neste momento ja devem ter lido o teu post e estao a escrever alguma coisa do tipo"este homosexual(isso nao e uma pessoa k lava o sexo com OMO o tal k lava mais branco lol) invertebrado continua a falar mal das escolhas do nosso treinador.....bla bla bla bla e tal !! mas claro k concordo plenamente com este post e qualquer benfiquista k goste do BENFICA se preocupa com este temas !! mais uma vez obg pelo excelente trabalho !!

Vitto Vendetta disse...

Eu, quando fui passear a pança até ao bar mais próximo, também dizia "A poia... A puta da poia..."

Fuck this shit!

Anónimo disse...

Quem é o suplente do Dani Alves no Barcelona?

Berrante De Encarnado disse...

Boas noites

Eu só vejo uma lógica, Ricardo: ver nos primeiros jogos de pré-época o que alguns jogadores realmente podem valer. Misturar novos jogadores com Aimares e Javis logo nos primeiros testes, pode dar uma percepção errada das reais capacidades de alguns deles.

PS: Honestamente, não faço a mínima ideia se o meu comentário tem alguma lógica e nem é minha intenção desculpar ou proteger quem quer que seja com ele. Foi simplesmente o que me veio à cabeça depois de ler este interessante post.

Cumprimentos Benfiquistas

Hugo Oliveira disse...

Acerca do primeiro assunto que abordas eu pelo menos acho que vi o que dizes com muitos jogadores. Tanto Luisinho como o Melgarejo jogaram com os titulares da época passada. É verdade que em principio nenhum dos 2 será titular mas pelo menos tiveram essa oportunidade. Depois Carlos Martins, Ola Jonh e Enzo Perez também. Bruno Cesar já foi experimentado na posição de Aimar. Penso que o Mora também chegou a entrar contra o lille (não vi a segunda parte).

É claro que houve jogadores que não tiveram essa oportunidade como o Kardec, o Hugo Vieira, o Yannick e o Michel(está lesionado). Mas destes sinceramente não me parece que algum fique. Cardozo, Saviola, Nelson Oliveira e Rodrigo parecem-me certos. Depois abre-se a vaga para mais 1 ou 2 que vão ter poucos minutos.

Ainda existem Miguel Vitor e Jardel que Jorge Jesus já conhece. Todos sabemos que dificilmente serão titulares mas poderia, e ainda pode ser dada a oportunidade de estes jogarem no onze base.

Quando ao plantel faltam os laterais. Pelo menos um esquerdo e um direito. No resto não me parece que precisemos de mais alguma coisa. Não percebo a implicância com Jardel porque sempre cumpriu. Fez jogos importantes na época passada e não comprometeu. Até tenho a ideia que a equipa com ele sofreu sempre poucos golos. Quanto ao Miguel Vitor também me parece um bom central.
Matic é outro jogador que aprecio. Ouço constantemente a conversa de que ele não é trinco mas no entanto em algumas alturas da época passada esteve até melhor que Javi Garcia nessa posição. Até acho que tem melhor qualidade de passe e nesta altura já se posiciona quase tão bem como ele.

Berrante De Encarnado disse...

(espécie de continuação)

Eu sei que o argumento dá para os dois lados, como aliás se pode perceber no post. Mas vejamos o caso de Luisinho e Melgarejo:

Porque motivo ainda se fala na contratação de um lateral-esquerdo, quando ainda neste estágio esse não foi o nosso problema mais visível?

- Porque as "duvidas" persistem na nossa cabeça.

E persistem porquê?

- Porque todos sentimos que eles tiveram a vida facilitada, ao lado de grandes jogadores que dominaram as maiores partes dos jogos. Ficámos na dúvida do que podem valer ao lado de um Jardel. Ficámos na dúvida o que valerão frente a um qualquer Hulk que lhes dê verdadeiramente o que fazer. O Maxi sabemos o que vale ao lado de Jardel.

Mas, lá está, isto é bem capaz de não fazer sentido algum - sempre tenho o adiantado da hora como álibi - e ser um erro de distritais ou amadores do Jesus.

Cumprimentos Benfiquistas

luis disse...

A verdade é mesmo cruel, o Nosso Benfes tornou-se um clube teimoso prós lados errados... de tantas adaptações às laterais defensivas, no atleta que vem com processos recentes a defesa direito feitos pelo paulo alves...o treinador teimoso está 9 meses a espera dum defesa esquerdo...daqui pouco nasce um gémeo do emerson...

E o jogador mais conhecido por "rony",que veio do brasil, jogou na nossa selecção sub17, andou por aqui 5 aninhos e rendeu ,dizem eles 1 milhão e joga pré época no campeão da liga inglesa;)

Normalmente 10 anos é muito tempo.

wishmaster disse...

Acredita que as tuas dúvidas são as minhas, no entanto, é melhor ir com calma...

Estou completamente de acordo com o Berrante na questão do defesa esquerdo, até aqui a solução tem resultado, agora quando apanhar alguém que dê mais trabalho talvez já seja outra conversa.

Falta também um defesa direito.

Com estes dois reparos temos um plantel rico, equilibrado e capaz de vencer o campeonato, a falta deles deixa-me doente.

Sinceramente, acho que Jardel, Miguel Vitor e Matic são boas opções para suplentes. Não estou a ver um central do nível dos nossos titulares a vir para o Benfica com o intuito de ser suplente ou para rodar de vez enquando e o mesmo se passa e na posição do Javi.

Temos até ao início do campeonato para garantir dois defesas laterais, caso isso não aconteça, será uma grande machadada no "plantel que honraria qualquer clube europeu".

Pedro disse...

"Quem é o suplente do Dani Alves no Barcelona?"

No dia em que o SL Benfica ganhar o que o Barça ganhou nos últimos 4/5 anos essa pergunta faz sentido. Até lá um bocadito de juízo não faz mal algum. Ok?

Ricardo, percebo o que dizes e o que me assusta é o conhecimento q temos de Jesus nestas questões. Roda pouco a equipa. Espreme o 11 escolhido ao máximo apesar de ter um plantel brutal. Eu gosto de ver 3/4 dos menos utilizados a jogarem com a restante equipa principal pq assim é mais fácil ver as suas qualidades. É mais fácil a adaptação deles numa equipa rotinada do que no meio de 11 "desconhecidos".

Mas, sinceramente, tens é que apoiar!!!! ☺

Eu apoio, tu apoias, ele comissiona ...e o outro avença!!!

Gus disse...

Ricardo, a tua penúltima frase diz tudo.

Certamente, e tal como eu e outros tantos benfiquistas, já são muitos anos a virar frangos, e já sabemos, infelizmente, no que isto vai dar.

E parece que já estou a ver as cenas dos próximos capitulos: contratamos um defesa-esquerdo, sem qualidade indiscutivel para agarrar o lugar, por uns 2 ou 3 M€, e levamos com um Jesé ou jovem promessa do mesmo estilo para uma posição sobrelotada no plantel, cuja contratação será assegurada por algum investidor que usa o Sport Lisboa e Benfica como montra para os seus produtos.

Mas vá, temos é de ser optimistas, não é?

Ganda Benfica! Bora lá!

Mr. Shankly disse...

Estou plenamente de acordo, Ricardo. Os problemas estão identificados, porque é que não se resolvem?
E como escreveu o Pedro no Mágico, se há dinheiro para torrar em avançados excedentários como é que não apareceu o milhãozito extra para comprar o Rojo, o Ziegler, ou o raio que o parta? E se não houvesse dnheiro, por que carga de água nnão ficou o Emerson, o Carole, o Capdevila, o Shaffer?

Quero acreditar que o DE e o suplente do Maxi vão aparecer, mas começo a ficar cansado.
Em relação ao Javi, concordo com o Hugo Oliveira: o Mati tem crescido, e por exemplo fiquei muito bem impressionado com o jogo dele em Stamford Bridge: bom posicionamento, pressão e critério no passe. Por outro lado, com Martins ficamos com mais uma solução: um meio campo com Witsel, Martins e Aimar dá conta do recado, na falta do Javi.
O Jardel cumpriu sempre que foi preciso, e não faz sentido ter um craque a suplente. Miguel Vitor também me agrada, não vejo problema aqui.

moleculasdeamor disse...

Eu - a sério - preciso de ser positivo, continuo sócio e quero acreditar que vamos dar luta aos outros tipos, que têm um ganda presidente... existem pessoas que se lhes apresentarem uma refeição faustosa estão-se a cagar para quem vai pagar a conta, pode ser um criminoso qualquer desde que se tenha o bandulho cheio... mas isso são outros quinhentos... voltemos à nossa vaca geladinha...


O Ziegler faz-me todo o sentido!
Um qualquer Wass, também (porque raio dispensámos o lateral direito suplente da seleção dinamarquesa é que não entendo...) ... o Nuno Coelho é um gajo rijo (mas não o querem)... quanto a um central, eh pá penso que nas actuais circunstâncias (falo da excelente gestão financeira do clube) ficamos com o que cá temos, o Miguel é rapidissimo e o Jardel aguenta-se, o ano passado quando foi preciso não foi por ali que a casa veio abaixo...
O Matic evoluiu, parece-me que solta a bola com mais rapidez, essa era a pecha que lhe apontava, ele não é um Garcia, mas bem enquadrado na equipa pode ser útil...
O Djanick poderá, poderá quem sabe, vir a ser o nosso Emerson deste ano! Seria uma agradável surpresa!

E sim não entendo essa de "queimar" jogadores...

moleculasdeamor disse...

Ah só mais uma coisa não se interprete a minha intervenção de outra forma que não um apoio encaputado... que os Lemos desta vida não vejam algo diferente disso... saibam ler nas entrelinhas meus...

Mr. Shankly disse...

moléculas, o Wass! Bem lembrado. Não dá para suplente do Maxi?

JC disse...

E Ricardo Rocha? É um jogador livre e ao que parece interessa ao Sporting.
Seria uma boa opção para o banco.

Pedro disse...

Ricardo,

Primeiro que tudo, concordo contigo nas questões dos laterais, quanto ao central com os que temos prefiro que os recursos sejam canalizados ao lateral esquerdo e se suba a qualidade do mesmo...

Não te vou perdoar se não fazes um post no dia em que faz quatro anos de Mago...

Abraço
Pedro

PB disse...

Ricardo, não estou certo que a lateral esquerda seja ainda um problema. Parece-me (e é um prognóstico mt arriscado pelo tempo de jogo que vi) que tens a nascer naquele lado uma futura estrela do futebol mundial. E se pára o Hulk ou os outros extremos não é minimamente importante. O jogo n é 1x1. Quem tem de parar o Hulk e o Candeias e etc é a equipa. São as coberturas e o posicionamento colectivo. O Coentrão tb n pára propriamente ng no 1x1 defensivo..

Preocupar-me-ia mt mais se as noticias sobre a saída do Nolito forem reais.

Passaralho disse...

Acho que a prova provadas das histórias das comissões é a aposta exaustiva de Jesus em jogadores que não vieram indicados por ele.
Carole, por exemplo, podia já ter sido no ano passado ou pelo menos neste uma aposta. Mas não. Não dá mama.
Pó caralho com esta cambada de glutões a chular o Benfica e os Benfiquistas.

Passaralho disse...

Mais, se essa espécie de treinador burro emprestar o Nolito, que devia ser titular de caras, é a prova definitiva de que só trabalha para mamar comissões.
E se os senhores da direção deixarem, são iguais ou piores.

Anónimo disse...

Estes são os jogadores que fazem do plantel, logo são os jogadores que em qualquer momento merecerão o meu sempre o meu apoio.
E, não gosto de criar "patinhos feios" que apenas servirão para assobiar a equipa para gozo de alguma,(muita),comunicação social.
Viva o Benfica!!!
ChXico

jose garcia disse...

Como bem realças no post, há muita coisa dificil de compreender nisto tudo. Mas prontos...

Sou dos que apoia sempre, nos blogs e tudo, e ainda temos umas seis semanas para inscrever jogadores.
Vou continuar a acreditar que há alguma lógica nisto.

O que me pode fazer mudar completamente de ideias é esta história do possivel empréstimo do Nolito ao Bétis.
Caso seja verdade, fica, no meu entender, provada a má-fé de quem dirige o nosso futebol.
E, nesse caso, a minha vontade passa a ser correr com esta corja de merda toda à padrada.

Hattori Hanzo disse...

Os problemas é óbvio que se mantêm. Faltam laterais e Jesus continua com adaptações. Falta também um suplente para o Javi, que eu ao contrário de outros não acredito que Matic seja o ideal para isso(havia Coelho, mas nunca teve oportunidades). De centrais os quatro que temos penso chegarem perfeitamente embora saiba que Miguel Vitor não conta para Jesus. Muito honestamente não queria, mas acho perfeitamente normal que Nolito acabe por sair. Com os jogadores que temos para as alas (muitos adaptados) é normal que algum acabe por sair e Jesus como se percebe perfeitamente não vai à bola com o espanhol. Espero que Witsel não acabe também vendido. Não me parece ser ainda o jogador que muitos dizem dele, mas foi um jogador importantíssimo o ano passado e não me parece termos alguém para o substituir. E não sei se a conversa de Jesus a dizer que Carlos Martins tinha provado que merecia ficar no plantel não terá a ver também com uma possível saída do belga. É que temos de vender alguém ainda e duvido já que seja o Gaitan.

eagle01 disse...

O texto poderia ser bom, caso não levantasse uma questão maldosa, que são as comissões que alguns protagonistas ganham (ou se diz que ganham) na contratação e venda de jogadores.

Esta é uma questão real, pois o FCP declarou aos sócios e adeptos que pagou 13 milhões pelo Danilo, mas nas contas enviadas à CMVM estavam lá mais 5 milhões. Em comissões ...

O texto parte também de um erro. Não viu o 3º jogo mas se for igual aos outros 2 (que não foi), então "isto e aquilo e o passeio do cãozinho" ... Presume mal, desenvolve mal e conclui mal.

Mas a ideia até que poderia ser boa.

Eu concordo cm a gestão que Jesus fez. Contra adversários mais fortes e para que nos dias seguintes esta gente do Benfica não andasse aqui a falar de derrotas na pré época, de reforços que não chegam, de baixar os níveis de confiança dos jogadores, ele fez o que tinha de ser feito: apostar no melhor onze base. E neste onze base apenas entraram Luisinho contra o Marselha e Melgarejo e Enzo Perez contra o Lille.

Contra a equipa mais fraca, o Hamm, deu lugar a jogadores que normalmente são 2ªs opções excepto Javi que foi titular. Uma opçao justa. Se as nossas 2ªs figuras não conseguem ganhar a uma equipa mesmo que da 1ª Liga luxemburguesa, isso não é positivo. Acontece que a equipa até jogou bem, esmagou na posse de bola e teve algumas (poucas) situações de golo porque o adversário fechou-se nitidamente para perder por poucos. Foi um adversário ingrato para os jogadores do Benfica que precisam de mostrar serviço. Mas fizeram o trabalho de "desgaste" que surtiu efeitos na 2ª parte. Isto é trabalhar em equipa.

Portanto não vi o que o autor do texto aqui escreveu,mas já sabemos que nós no Benfica quando não estamos a criticar lá fora, estamos a criticar cá dentro, mesmo sem saber o que estamos a criticar. Mas criticamos. Está-se a tornar num problema doentio.

O futebol do Benfica é o coração do clube e SAD. Se o coração não funciona bem, nada funciona bem. Ver tanta gente dar opiniões sobre futebol, opiniões que de repente são transformadas em teoremas de futebol, não é bom para o coração. Logo não pode ter a minha aprovação.

moleculasdeamor disse...

A questão do Nolito merece um comentariozinho á direção... e´o que vou fazer!

Ricardo disse...

Bcool, busco a redenção.

Berrante, discordo frontalmente da tua teoria. Mas obrigado por vires aqui contrariar a ideia do post com elevação, educação e dignidade. É isso que se pretende. Abraço.

Pedro, o post de ontem foi sobre quem? :)

PB, vi muito pouco para ter uma opinião sustentada. A crítica que faço não tem nada que ver com a qualidade do Melgarejo, que é alguma.

Sobre a frase "tens a nascer naquele lado uma futura estrela do futebol mundial" deixa-me ver mais dois jogos do gajo. Depois respondo-te. Mas isso é corajoso. E, vindo de ti, deixa-me com esperança.

"E se pára o Hulk ou os outros extremos não é minimamente importante. O jogo n é 1x1. Quem tem de parar o Hulk e o Candeias e etc é a equipa. São as coberturas e o posicionamento colectivo. O Coentrão tb n pára propriamente ng no 1x1 defensivo.."

Claro.

"Preocupar-me-ia mt mais se as noticias sobre a saída do Nolito forem reais."

Medo.

Passaralho, não pode ser verdade.

É isso, Chico. Apoio.

Eagle, se este fosse o primeiro ano de Jesus e Vieira, terias toda a razão. O problema é que já se lhes conhecem os tiques. Mas apoia.

Pedro disse...

Ricardo,

Vê lá tu que até tinha feito o primeiro comentário...já repeti mil vezes - para a próxima bebe menos!

Abraço
Pedro