segunda-feira, 6 de junho de 2011

Negócios de compra e venda (e... laralalalalalaralalalala)

Compra 

1 - Enzo Pérez apontado ao Benfica. Não vejo propósito nenhum nesta contratação (se se confirmar). Para além do número elevado de avançados que o plantel tem - Cardozo, Saviola, Rodrigo, Jara, Mora, Weldon -, não me parece que seja um jogador com qualidade suficiente para representar o Benfica. Do que vi, que foi pouco, achei-o banal. Por outro lado, e admitindo que um avançado não deve ser analisado pelos golos que marca - porque pode estar a ser mal aproveitado no clube de onde vem ou porque pode compensar a ausência de golos com movimentos que favoreçam o jogo colectivo -, os números são decepcionantes: desde 2003, entre Godoy Cruz e Estudiantes, tem 201 jogos/28 golos.

A compra de um avançado só fará sentido se Cardozo sair. Mas, nesse caso, não será necessário mais um avançado "móvel". Terá de ser um complemento aos avançados móveis do plantel: um jogador de área. Um Cardozo em upgrade.
 
2 - Tiago "gostava de voltar ao Benfica". Se estivesse com disponibilidade para baixar substancialmente o salário, para mim era já de imediato: pôr-lhe um contrato de dois anos mais um de opção à frente. É o médio de que o Benfica precisa para completar o lote do meio-campo. Com alguns extras: é português, conhece o nosso futebol, está identificado com o clube, sabe o que o clube representa. Tiago tem 30 anos, mais 3 épocas de qualidade, especialmente num campeonato como o nosso. Não aproveitar esta tao descarada abertura por parte do português será, se não um erro, um desbaratar de uma boa oportunidade desportiva. [adenda: parece que o rapaz ainda tem mais um ano de contrato com a Juventus. Sendo assim, ou trocamos o gajo com o Menezes ou vai de empréstimo]
 
 
Venda
 
1 - Fábio Coentrão a caminho do Real por 25 milhões mais Garay. Há duas formas de pensar este negócio: com desilusão, porque se acredita na palavra do Presidente - e, consequentemente, na venda apenas pelo valor da cláusula - ou, resignados e conhecedores de termos um Presidente tão mentiroso quanto orelhudo, olharmos o negócio de frente e analisarmos se serve ou não os interesses do Benfica. E serve. Serve por várias razões: o valor que o Benfica recebe, não sendo o da cláusula, é um valor importante e substancial; o jogador já por várias vezes declarou o desejo em sair, e especificamente para o Real, o que "força" a decisão e dá ao clube de Madrid alguma vantagem na negociação; Garay tem muita qualidade; recebendo este valor mais o argentino, e tendo em conta o passado negocial desta Direcção, evitamos que os 5 milhões a mais - caso fosse pago o valor da cláusula - sejam desbaratados em dois ou três que, juntos, não valem o central argentino. Por mim, apesar de mais uma vez vermos o Presidente faltar à verdade e vender os nossos melhores sempre abaixo do valor que está acordado, e desde que o pagamento seja a pronto, é uma decisão que aprovo.


Noutro plano, o da palhaçada, parece que temos novo primeiro-ministro. Eu como não votei, e seguindo à risca o que o Presidente da República e do Bolo-Rei afirmou, não tenho "legitimidade" para coisa nenhuma. Nesse caso, limitar-me-ei a passar um vídeo com as melhores ideias de Passos Coelho:

40 comentários:

Mr. Shankly disse...

Ricardo, qual é a situação do Tiago, contratualmente?
Em relação ao Coentrão, 25 + Garay era excelente. Mas duvido que se faça por isso. Duvido mesmo muito.

Ricardo disse...

Pois, Shankly, parece bom de mais, não é? Eu ficaria muito admirado se este negócio fosse para a frente. Se é para faltar à palavra, que seja com grandes negócios - este seria um deles. Vamos esperar.

Luisão e Garay seria grande dupla de centrais. "Bastaria" ir buscar um lateral-esquerdo e um médio - Danilo parece estar bem encaminhado.

Quanto ao Tiago, pensei que ele estivesse em final de contrato. Não está. Ainda tem mais um ano com a Juventus. Nesse caso, a coisa complica-se. A menos que eles queiram trocar. Temos Menezes para a troca:)

Anónimo disse...

O Enzo não é avançado, é médio.

Se fosse 25 M€ + Garay o valor real da transferência é superior aos 30 M€.

Txalo disse...

O pior é se ainda pagamos o Garay à parte... Não seria a 1ª vez.

Ricardo disse...

Anónimo, na Argentina joga nas alas. Médio, como pensamos o conceito na Europa, não é de certeza. Tem todas as características de avançado.

O Garay é bom mas não te esqueças de que na última época praticamente não jogou. Por 5 milhões é bem comprado.

Txalo, este é o negócio apresentado. E é dele que falo. Claro que não seria a primeira nem a última, esse cenário. Mas tenhamos esperança.

Constantino disse...

Caro Ricardo,

- não acho o Perez mau jogador, sem ser craque é bom jogador. Agora... 6 milhões por metade do passe... digamos que é ligeiramente excessivo (e por ligeiramente entenda-se um camião TIR de 6 eixos.

- tiago no SLB só se for para substituir a águia vitória e ofereço-me, desde já, para ser eu a empurra-lo lá da cobertura cá para baixo, de preferencia com umas fitinhas vermelhas e brancas atadas aos tornozelos. Depois da forma como saiu do SLB, vir dizer que gostava de voltar... cordas de guita atadas ao pescoço, é o que ele precisava.

- 25 milhões + garay por coentrao, para mim cobre os 30 milhões da clausula. Dizer que Garay não vale 5 milhões ou mais é tambem dizer que Coentrão não vale 30 milhões. É preciso é que não venha nenhum junior milionario atrelado ao negocio.

- politicamente o pais virou à direita. Imagino que a função publica esteja a bater palmas de contente. Talvez tenha sido esta a unica forma que os portugueses encontraram para acabar com a enchurrada de greves basarocas. Da minha parte já defendo ha uns meses: a imprensa deve deixar de dar noticia de greves da funçao publica, cp ou tap. Para mim noticia é quando eles trabalham.

Abraço.

Ricardo disse...

Mete eixos nesse camião, Constantino, foda-se! 6 por metade do passe para vir fazer (mal) o que o Salvio fazia? Ná.

Não concordo com essa teoria de que o Tiago quis sair e foi ofensivo para o Benfica. Isso nunca ficou bem explicado. E tendo em conta o que Vieira tem feito daí até hoje mais dúvidas tenho. Mas compreendo que haja benfiquistas de pé atrás.

Pois, o negócio é bom, desde que não venham mais uns Alípios...

Eu não tenho problema nenhum com a direito - aliás, sou em várias vertentes da sociedade apologista de uma política de direita (não fundamentalista, claro). Agora, desta direita, de Passos Coelho e Portas, mais vale cagar o pé todo! Ainda assim, pior do que o Sócras não será...

Mr. Shankly disse...

A Bola fala num negócio quase concluído com o Sálvio. Vamos ver.

O Tiago quis sair porque tentou rescindir com o empresário (que era o Veiga, que era director desportivo do Benfica) e o Veiga exigiu-lhe uma indemnização. Não gosto do Veiga, mas parece-me que teve razão. De qualquer maneira, e apesar de não gostar da forma como ele saiu (ainda por cima era óbvio que o Mourinho o queria para o trocar com o Maniche, que estava no FCP) não lhe tenho o mesmo pó que ao Paulo Sousa ou o Manuel Fernandes.

low desert puke disse...

O Miccoli tem 31 anos, marcou 9 golos em 17 jogos a titular e...està sem contrato!

é preciso dizer mais alguma coisa?

Bruno disse...

Mesmo cheio de tabaco o miccoli dá 10-0 ao weldon e ao kardek juntos...
O Perez não conheço de lado nenhum por isso não sei o valor dele, mas 6 milhões por metade do passe se um jogador não habituado ao futebol europeu parece barrete...
Sempre achei que mais que nunca estas eleições eram entre o mau, o horrível, o incompetente, etc... Enfim andar à pesca do "menos mau". Não sei onde está esse poder no voto, quando serve para fazer tal escolha. São todos maus... Enfim a ver o que os boys novos fazem...

Mr. Shankly disse...

Boa média, low desert puke. Porque é que não jogou mais jogos a titular?

JOÃO VAZ disse...

O Enzo é um natural substituto do Ramires, um médio direito, não extremo.

Ricardo disse...

Espero que sim, Shankly, mas não acredito muito.

Low, o Miccoli só jogou esses jogos porquê? A questão é sempre a mesma. Não acho que seja solução.

Bruno, isso sem dúvida. o problema é a propensão que tem para lesões.

João, do pouco que vi dele jogou sempre muito mais como extremo. Posso ter visto jogos em que não jogou na posição natural mas mesmo pelas características não me pareceu um jogador estilo Ramires. Por isso falei em "avançado", não lhe vejo qualidades de médio. E Ramires era (e é) um médio por excelência.

Armando disse...

Caríssimos, a equipa de 2009/10, já era, a ideia que o rendimento, sem Di, Ramires e a cobrança feita a David Luíz, se poderia manter era/foi uma ilusão, isto sem exprimir outras dúvidas. Mantendo o treinador, o grupo tem que ser remodelado, não como remendos, mas como proposta diferente, quando a saída do Fábio é inevitável e onde Cardozo me parece ter terminado o seu tempo no clube, tanto para ele como para o clube.

Nomes são nomes, parece-me que as “contratações” ainda não chegaram à centena. Interessam-me os nomes certos e eles dizem-me que o Benfica vai jogar de forma diferente, nomeadamente de forma mais fisicamente agressiva, mesmo que a filosofia de pressionar o adversário no seu meio campo se possa manter. Sem DL e Ramires, tem que haver outro tipo de ocupação do meio campo, não só o apoio a J. Garcia. Interessante é o facto de todos os nomes seguros serem muito “agressivos”. E depois, muita atenção ao miúdo Miguel Rosa, ele tem tudo para ser grande e Nelson Oliveira, prejudicado pela necessidade de o Paços de Ferreira tentar valorizar Rondón,. Este rapazinho, o NO, é um avançado diferente, grande, pesado, rápido, agressivo e muito técnico. Precisa e muito, de melhorar no jogo aéreo, mas não é essa a função dos treinadores?

O Benfica vai ter que mudar, tem que ser este o compromisso interno, na opção pela manutenção do treinador, o futuro de LFV depende disso.

E depois, Ricardo, sei escolher melões e engano-me, por vezes, o que me reduz à humanidade, não é agradável mas que fazer? Até outros animais, muito saudáveis e viáveis, acabam por soçobrar depois de retirados do seu ambiente natural.

Armando disse...

Esquecia-me da mudança política. Para mim a coisa é simples, quanto pior melhor.

JOÃO VAZ disse...

Mas é um médio como digo, não o achas porque se calhar viste vídeos dele a marcar imensos golos, mas é um médio mais posicional, só que mais tecnicamente desenvolvido que Ramires, também porque Ramires é um Box-to-box por excelência, logo não é a técnica a sua imagem de marca.
O Enzo é menos ofensivo que Salvio, daí eu preferir a sua vinda à de Salvio, será um médio direito de equilibrio que poderá ter alguns rasgos da magia como Salvio apresentava.

Ricardo disse...

"E depois, Ricardo, sei escolher melões e engano-me, por vezes, o que me reduz à humanidade, não é agradável mas que fazer? Até outros animais, muito saudáveis e viáveis, acabam por soçobrar depois de retirados do seu ambiente natural."

Armando, não compreendi este excerto. Obsequia-me, meu caro.

João, vou "comprar" a tua análise porque claramente viste mais dele do que eu. E, se o Benfica realmente o comprar, espero que a minha análise seja errada. Por aquilo que falas, agrada-me.

Armando disse...

" O Enzo - Enzo só conheci um, o Ferrari - é menos ofensivo que Salvio, daí eu preferir a sua vinda à de Salvio, será um médio direito de equilíbrio que poderá ter alguns rasgos da magia como Salvio apresentava". Eis a prova que não percebo nada de futebol e muito menos de prospecção sul-americana. Puro delírio, então o que fazer aos nomes certos? Vão fazer o quê? Tratar da relva do Seixal?

Ricardo disse...

Para quem quiser ver o Enzo - que não o Ferrari mas o Pérez -, de quem hoje se disse estar a caminho do Benfica, têm um jogo agora às 23:10 entre o Argentino Juniors e o Estudiantes. Vou dar uma vista de olhos para ver se o homem afinal é médio e eu andava com os olhos trocados.

Armando disse...

Ricardo, a dúvida nem parece tua. Errar na escolha dos melões, mesmo sendo um conhecedor, significa que o factor humano está sempre presente nas escolhas, sujeito ao subjectivismo ou seja, se tivéssemos a antecipada certeza, será que poderemos falar em escolhas? Francamente, deveria ser um mundo muito chato. Sendo uma verdade mais ou menos adquirida, a minha capacidade de escolher o melão certo, quando erro, é divertida a punição, o gozo afectuoso que se segue, embora exista uma grande diferença entre um euro e meio e alguns milhões. É nisso que reside a humanidade: a certeza que não existem certezas absolutas, nem nos melões nem nos jogadores de futebol. Nem nas opiniões.

low desert puke disse...

O Miccoli este ano esteve tapado pelo Pastore, Hernandez e...Pinilla.

Mas penso que 9 golos em 17 jogos a titular num campeonato como o italiano...

A custo zero, sabendo o que é o Benfica e amado ainda pelos adeptos, com 31 anos... nao era gajo para estar no Benfica como segunda linha de qualidade? Desafio alguém a afirmar isso. Mas se alguém prefere o Kardec ou o Weldon estao à vontade.

Depois no fim da época nao venham dizer que "hà gajos que nao deviam estar naquele plantel".

JOÃO VAZ disse...

Pois bem caro Ricardo, se quiseres, faço-te companhia a assistir ao jogo. Caso eu esteja errado darei a mão à palmatória a atribuo-te a razão. Caso estejas interessado posso ir falando contigo por aqui para irmos debatendo ideias.

@Armando- WTF? Português com sentido frásico sff xD

Ricardo disse...

Armando, é simbolismo a mais. Ou cérebro a menos da minha parte. Mete lá isso em linguagem mais acessível, que este que te fala não está a compreender nada da conversa.

Low, ok, aceito que o Miccoli vale o Weldon e o Kardec juntos (acho que óbvio para todos que o italiano tem muita qualidade). Mas... e as lesões? Ou ainda: e o dinheirinho ao final do mês? Quando receberá o pequenitates?

João, não é uma questão de "razão". Eu conheço muito pouco do jogador, tu pelos vistos tens muito mais informação, logo és mais "fiável". Quero é ver o homem em acção, preferencialmente jogando a médio, como dizes.

E, sim, podemos ir comentando. Espero que coisas boas, elogios atrás de elogios :)

JOÃO VAZ disse...

Não disse isso, eu vi pouco dele também, mas mais que um ou outro vídeo. Acho que é assim, e espero que seja, até porque ele já foi apontado ao Benfica como substituto natural do Ramires.
Mas é como dizes, vamos avaliá-lo da melhor maneira possível, em jogo.

Low, neste momento prefiro o Nelson Oliveira - pelo que vi nos sub-20 - ao Miccoli (vá, não me chamem lunático xD).

Armando disse...

Muito intelectual caro João Vaz.

Demasiado, com muita pena minha, daí que tenha sido uma perda de tempo.

Fica a bondade da intenção.

JOÃO VAZ disse...

Não percebi o0

JOÃO VAZ disse...

tens link?

Ricardo disse...

http://www.myp2p.eu/broadcast.php?matchid=118991&part=sports


Estou a ver na Fox Sports

Ricardo disse...

O Estudiantes está a jogar num 433, com o Enzo Pérez à direita. Mas até agora está um bocado caótica a organização da equipa. Tem funcionado muito como vagabundo, tanto cai nas duas alas, aparece como mais adiantado como vem atrás ao miolo pautar o jogo. Em termos colectivos, esta equipa é uma anarquia total.

JOÃO VAZ disse...

que fraco jogo

Ricardo disse...

Jogo de merda.

Quanto ao "nosso" Enzo, confirmou um bocado a ideia que tinha dele: rápido, bom tecnicamente mas bastante inconsequente. É verdade que o jogo da equipa não o está a favorecer minimamente. A rever, de qualquer forma.

Agora, João, interior é que ele não é. Até pode jogar nessa posição, mas não tem o perfil adequado para cumprir. E é bom não esquecer uma coisa: o Jesus deve continuar com a ideia estapafúrdia de meter o Gaitán na esquerda. O que faria de um meio-campo com dois alas Gaitán-Pérez um passador de todo o tamanho. Do que tinha visto e vi agora, o Salvio é bastante melhor. Mas tudo isto é uma análise pouco recomendável, dados os poucos jogos que vi dele.

JOÃO VAZ disse...

De facto dou-te razão, é um extremo, parecia-me um médio interior que descaia com facilidade. Parece que o JJ quer criar um plantel para jogar em 433.

Ricardo disse...

Comentei no teu blogue o post em que falas disso - de parecer estar a ser preparada a mudança para o 433. Concordo. Depois de na época passada, Jesus ter desistido da ideia, parece, pelas contratações feitas e pelas que podem acontecer, querer voltar ao 433.

E, aí sim, o Gaitán seria uma mais-valia na esquerda.

Ricardo disse...

Sem Pérez, não dá para forçar mais. Este jogo é uma autêntica trampa! Que coisinha tão má.

Para quem quiser ver o Ricardo Àlvarez (de quem falei no post anterior), tem à 1:15 o Velez- Godoy.

JOÃO VAZ disse...

Se fores ver eu comentei isso, eu já enviei um e-mail ao scout do Benfica para fazerem um relatório sobre esse jogador. Esse e mais uns 3.

Ricardo disse...

Eu li, João. Que jogador!

Mas pensavas nele para o Benfica para que posição?

JOÃO VAZ disse...

No 442 do Benfica campeão vejo-o como um natural substituto do Di. Mas no Benfica actual não dá, só num 433 (ou 4231, como preferires).

(continuando o assunto do 433) O Jara deixou um perfume muito agradável na pre-época quando jogávamos neste sistema. E só num sistema desses vejo jogadores como Gaitán ou Nolito a serem de facto aproveitados...

Bruno disse...

Realmente este Alvarez parece ser um bom diamante em bruto para o Jesus. Parece ser bom jogador... Quanto a compara-lo ao Di, parece-me que tem 2 velocidades a menos. Parece-me ter a velocidade de Salvio, mais lento que Gaitan, e muito mais lento que o Di. Mas qualidade está lá. Pena jogar com o pé esquerdo (foi o que me pareceu) pois com Nolito e Gaitan se calhar a prioridade seria contratar alguém destro para a direita...
E sim o miccoli é um poço de lesões tens razão... Mas pelo menos tem qualidade para vestir aquela camisola. Por falar em camisola já circulam uns rumores do novo Manto Sagrado. Parece que finalmente vamos ter uma camisola decente... Espero ansiosamente. Se estiver em condições compro uma...

Armando disse...

Ricardo, referia a dificuldade de garantir que um bom jogador, a jogar na AS ou em África, integrados em colectivos que lhes são familiares, jogando a uma intensidade relativamente baixa, a maioria mal trabalhada tacticamente, uma taxa de acerto de 60% considero-a muito aceitável. E, não menos importante, não basta ver o jogador em video ou em directo, é necessário recolher informação sobre o perfil psicológico e porque não, informação sobre o comportamento social. O relativo sucesso dos argentinos no Benfica tem muito a ver com a presença de Aimar e Saviola, verdadeiras lendas na Argentina.

Escrevi acima que o futebol do Benfica tem que mudar, metade da equipa de 2009/10 já não conta e não eram, decerto, os menos bons. Não acredito que o sistema táctico vá mudar, é no mesmo que assenta a concepção do treinador, o conceito que acredito sucederá ao "tika-taka" e não é impressão minha que Mourinho esteja a adoptar o conceito e o vá aprofundar na próxima temporada. O Real da passada temporada ainda não tinha os jogadores necessários e o Benfica "já" não os tinha, entre outras coisinhas.

Considerando as indefinições sobre o grupo de trabalho, creio ser difícil avançar com projecções antes da apresentação, sendo seguro que ainda existirão pontos de interrogação na altura dos exames médicos. Arrisco na filosofia: o sistema base vai manter-se e tentadas soluções que permitam à equipa flutuar, no mesmo jogo, para algo parecido com o 443, algo que permita acelerar ou desacelerar o jogo, usando as substituições como reforço das intensidades que o jogo exija. Penso que o treinador pretenderá aumentar o grau de agressividade, em todo o campo, o que me leva a olhar para a defesa e uma grande interrogação. Enfim, estou muito curioso.

JOÃO VAZ disse...

Concluindo:

Ou o Bruno César é um box-to-box para a esquerda e conseguimos aguentar no 442 à campeoão.

Ou vamos jogar num 4132 ridículo que não funciona em nenhum lado do mundo (na Europa não há equipa que ganhe sem 2 médios de contenção, não há!) é o mais possivel dado as contrataçõs que andamos a fazer.

Ou JJ muda o que aprendeu e mais de 20 anos de carreira e mete o Benfica a jogar num 4231 (que todas as equipas modernas jogam) com um medio defensivo, um box-to-box ao centro, um organizador e dois alas (sendo que um deles pode descair mais na zona do segundo avançado).

Veremos, mas eu já começo a silly-season a sentir-me derrota.

Que dizes Ricardo?