sábado, 18 de junho de 2011

Pequena nota sobre a pobreza de espírito instalada no desporto português

Estou a acompanhar o Sporting-Benfica, 3º jogo da final do Campeonato. Está 3-1 ao intervalo para nós. No entanto, para sermos campeões, ainda falta escalar os Andes todos, já que nos dois primeiros jogos, na Luz, perdemos os dois, o primeiro de forma completamente ridícula e absurda, tal foi a incompetência para segurar, a menos de um minuto do fim, dois golos de vantagem. A equipa não sabe defender o 5x4 e portanto torna-se apenas uma questão de tempo até que o adversário faça golo. Eu sugeriria aos adversários que entrassem de início com guarda-redes avançado. É que, além da pouca qualidade defensiva nesse estilo de jogo, o Benfica não consegue acertar na baliza quando a recupera. Pensem nisso.

Mas este comentário veio a propósito de uma tristeza que constato: o ambiente de atrasados mentais que há também no Futsal. Um jogo do qual se esperaria algum distanciamento em relação aos comuns ambientes violentos no Futebol está tanmbém ele já conspurcado pelo anti-desportivismo primário. E, se os adeptos têm culpa nesta questão, o que dizer dos jogadores, de um e outro lado? Uma miséria comportamental. Não páram o jogo quando vêem um adversário no chão, agridem-se ao pontapé e à cabeçada, os treinadores vociferam (Orlando Duarte é um atrasado mental, principalmente por não ter dito nada nos dois primeiros jogos, em que o Sporting foi claramente beneficiado, e agora parece uma puta tonta), um jogador em especial (Divanei) queria bater no árbitro. Enfim, uma podridão que nem um Benfica-Sporting deve fazer-nos aceitar. Isto não é desporto, é outra coisa qualquer.

Não me revejo nesta gente - adeptos, jogadores, treinadores - e, como tal, compreendo cada vez mais o sentimento de afastamento que vou tendo em relação a tudo isto.

30 comentários:

Anónimo disse...

Ou mudam ou acabam em estádios praticamente vazios, apenas com os imbecis habituais, a disputar campeonatos e taças a que ninguém liga.

Mike Portugal disse...

Campeões !!! Campeões !!! Nós somos Campeões !!!

Ricardo disse...

Acabou. O Sporting ganhou por 5-4, depois de o Benfica ter estado a ganhar por 3-0. O provável será por muitos a desculpabilização com a arbitragem - que, de facto, influenciou esta final, beneficiando claramente o Sporting nos três jogos, sendo que neste último o 4-3 é precedido de uma falta evidente e que só muito a custo podemos aceitar não ter sido vista -, mas importa reflectir em duas coisas essenciais: a clara necessidade de a equipa em ser renovada e... na incompetência de Paulo Fernandes. Uma equipa que defende tão mal o 5x4 e ataca tão mal o 5x4 não merece ser campeã porque não está trabalhada decentemente a nível táctico.

O Sporting, apesar do benefício geral, demonstrou ser mais equipa e ter um treinador com mais qualidade. Quando assim é, deixemos as questões da arbitragem para trás e centremo-nos no fundamental: contratar um treinador de top e renovar uma equipa que já tem muitos jogadores com veterania a mais.

No resto, que é muito mau, mantiveram-se as atitudes deploráveis de jogadores e de Orlando Duarte e a falta de civismo das claques - hoje, a do Benfica, porque era a claque do clube que estava a perder; noutros jogos, foi a do Sporting e de outros emblemas. O desporto está muito podre. Isto só vai ao sítio quando os elementos nocivos ao bom ambiente, em estádios ou pavilhões, forem identificados e impossibilitados de entrar em recintos desportivos. Caso contrário, será mais do mesmo: o progressivo afastamento dos adeptos civilizados e a lenta degradação do desporto.

Ricardo disse...

Tal é a ruína do futebol do Sporting que até já uma vitória em futsal dá motivos a um sportinguista para vir para aqui todo lampeiro.

Ao estado a que chegou o clube do meu Chico.

karlos disse...

isto esta a ficar lindo esta esta , ate na politica , e só ver o nomes destes gatunos e gatunas que vão para o poleiro ferder com a nossa cara...lindooooo

Mike Portugal disse...

Foi mesmo só para te picar Ricardo...loool

Armando disse...

Ricardo, uma vez mais não concordo. Recuso ser coitadinho, encontrar no exterior a desculpa para o insucesso. Acredito, cada vez menos, que somos um clube com cultura de vitória, a cultura de derrota, o "looserismo" avança, como uma infecção e nós procuramos no "outro" a justificação.

Quem tenha cultura desportiva, aceita a inerência da coisa: agora ganha-se, agora perde-se, tudo deriva da competência. Não se trata de perder no hóquei, no andebol, no voleibol, no futebol, no basquetebol,no futsal, é a forma como se cozinha a derrota.

Mais humilhante que perder no futsal é ser vencido por Orlando Duarte, o senhor futsal em Portugal, um vencedor óbvio,alguém que tem a certeza de, apenas com o nome, saber que vai ganhar.

Para lutar contra esta enormidade, Vieira, ou um delegado palhaço, foi buscar, como é lógico no vieirismo, alguém fora do benfiquismo, correndo com o mais bem sucedido treinador que o Benfica teve na modalidade, o descanutado André Lima.

Estão anunciados novos treinadores: no andebol, nada tenho contra o Prof. Jorge Rito, quanto ao Magalhães, no basquetebol, é mais do mesmo vieirismo: de derrota em derrota até à vitória final. Custa a habituar no inicio, depois é fácil, é sempre a descer.

PS. Li a entrevista de treinador do futebol do Benfica, hoje publicada no diário da Trav. da Queimada. Interessante, o problema é que deixei de acreditar no homem que está por trás do treinador.

Ricardo disse...

Mike, até o objecto de picanço é alvo de análise ideológica.

Armando, não leste bem o que escrevi. Mencionei a arbitragem, porque de facto teve influência, mas fugi dela para ver o quadro todo e o que mais importa. E é nisso que temos de estar centrados. O queme preocupa aqui é o que este ano trouxe: um Benfica cheio de medo de si próprio, dos outros e de elementos desconhecidos. Na altura crucial, todos ou quase todos falharam. Mesmo esta equipa, que fez uma fase regular de grande qualidade, perdeu-se quando o obstáculo era mais forte. Incompreensível e que ocorreu também no Andebol, no Hóquei, no Basquetebol e no Vólei. Para não falar no exemplo óbvio do futebol. Isto é que é preocupante e os indícios não trazem nada de bom.

Magalhães para o Basquetebol? Faz algum sentido? Sim, é um bom treinador, não nego, mas... Magalhães? Para quando uma cultura de vitória alicerçada num benfiquismo claro?

Quanto à entrevista de Jesus, quero muito acreditar mas racionalmente parece-me óbvia a conclusão: não aprendeu nada. Ou, pior, não quer aprender nada. Quando assim é, as expectativas são as que são: baixas. Espero que me surpreendam.

Anónimo disse...

Posso equilibrar, Ricardo?

Não é verdade que os jogadores não quisessem parar o jogo com adversários no chão, pois estava o Arnaldo lesionado e o Benedito de mão no ar a chamar a equipa de arbitragem, depois aparece o grunho do Cesar Paulo a fazer uma entrada por detrás numa clara agressão para parar o jogo (na minha opinião tinha visto vermelho e bem merecido mas a arbitragem fez a habitual vista grossa). Era disso que o Orlando se queixava e com razão, não é ao Sporting que compete parar o jogo mas também não é ao Cesar Paulo, muito menos daquela forma.

Quanto à situação do Divanei e do Bebé, não se compreende como se pode julgar por igual as duas situações entre o agredido e o agressor.

Pelas leis de jogo, Bebé tem que estar sentado e é Divanei que está em jogo, logo não se compreende porque é que o Bebé está a agarrar a nuca do Divanei e quando este está a andar para trás para sair dali, o puxa e dá uma cabeçada que lhe abre o sobreolho. É um atentado à arbitragem uma decisão daquelas que claramente beneficiou o infractor pois possibilitou ao benfica não só expulsar o construtor de jogo adversário, como jogar em superioridade numérica durante 2 minutos que viria a resultar no 0-2. O agressor benfica perde o gr suplente mas ganha um golo e a saída de jogo do Divanei, boa arbitragem sem dúvida. O Divanei queria bater no árbitro? ! Era porque se sentia justiçado, ora essa.

Resumo: Vencedor da Taça, Supertaça, Vice-Campeão Europeu e Bi-Campeão nacional com 3-0 em jogos. Acho que merecemos os parabéns Ricardo...

Abraço de Leão,
Verdão

Pedro disse...

Só pode ser a reinar...o Divanei vai direito ao Bebé e encosta-lhe a cabeça. Depois é q o Bebe o agarra e em momento algum lhe dá uma cabeçada. Tocam-se os dois, nada de especial, mas o jogador do sporting deve ser feito de cristal..

Foram os dois muito bem expulsos..


"agressor e agredido". LOLOL

Armando disse...

Ricardo, quem não prestou atenção não fui eu.

Repara: quando cito Orlando Duarte falo de alguém relativamente insignificante, o homem, no seu currículo, nada tem para além dos triunfos internos, durante os longos anos de seleccionador foi uma nulidade. Todavia, no interno,ele é influente: conhece, melhor que ninguém,o meio e as pessoas que fazem parte do ecossistema, importaria que a oposição não menosprezasse o óbvio.

Ser corno não é uma inevitabilidade, depende dos contributos pessoais para o resultado final. Receio que estejamos a ficar muito mansos.

Anónimo disse...

É isso, Pedro.

O Divanei vai direito ao Bebé... as imagens mostram que ia a andar para trás, mas o que é isso senão um pormenor?

Depois é agarrado na nuca pelo Bebé, por certo lhe queria dar um abraço.

Por último, puxa-lhe a nuca e só lhe abre o sobreolho porque o fez devagarinho e o outro é que é de cristal.

Está muito bem sim sr, é por isso que ninguém leva a sério a verdade desportiva benfiquista sr. Pedro, existem muitas opiniões como a sua. Quem perde são os imparciais, infelizmente uma clara minoria nos clubes.

Abraço de Leão,
Verdão

Anónimo disse...

E afirma que o Divanei foi muito bem expulso, pergunto-lhe com base em quê é que faz essa afirmação?

O Divanei quer afastar-se do local, é o Bebé que o agarra, Bebé esse que pelas leis de jogo devia estar sentado na cadeira.

É puxado pelas mãos na nuca de Bebé e agredido com uma cabeçada (forte ou fraca o facto é que lhe abriu o sobreolho com o impacto).

Onde está a falta ou agressão de Divanei que origine um vermelho?!

Do Bebé, todos viram.

Do Divanei, viu o quê? As duas cabeças juntas? Desculpe a novidade mas numa cabeçada é o que tem de acontecer, não?

Por isso sim, digo que houve um agressor e um agredido.

Agressor o Bebé e agredido o Divanei.

No máximo seria vermelho para um e amarelo para outro. E nada vi que justificasse o amarelo ao Divanei, por muito, muito mais não viu o Cesar Paulo nenhum cartão naquela entrada por detrás, julgo que ao.... Divanei.

Abraço de Leão,
Verdão.

MM disse...

"Uma nulidade",
"O Orlando Duarte conhece o ecosistema como ninguem".

Lole.

Hattori Hanzo disse...

Discordo contigo numa coisa Ricardo. Hoje, tal como nos dois jogos anteriores aliás mostrou que o péssimo ambiente se transmitiu para praticamente todos os desportos e que muita da culpa é dos intervenientes quer sejam jogadores, treinadores ou dirigentes. O que discordo contigo é na questão do Paulo Fernandes: eu daria uma outra oportunidade a ele; Claro que não se ganhou nada e nos momentos decisivos a equipa claudicou, que fosse a defender, quer fosse a atacar 5 para 4, mas parece-em que o principal é que esta equipa está demasiado velha e não se soube rejuvenesce-la, deixando o Sporting construir uma melhor equipa (dando-nos ao desplante de termos ido buscar um jogador a eles, Davi, com eles a substituirem-no por um jogador claramente superior, que foram buscar ao Belenenses, Caio Japa). Quanto à arbitragem já seria para rir dizer que ao intervalo o Sporting estava a ser prejudicado (Verdão, aquilo do Deo também foi casual não?), quanto mais no fim. Orlando Duarte é um palhaço de todo o tamanho que pensa que tem o rei na barriga e tem um mau perder danado (quando ganha não se deve falar de arbitragens, quando perdeu na fase regular as 2 vezes tinha já sido por causa das arbitragens).

Dylan disse...

Só queria referir que o desporto está a tornar-se num espelho problemático do país. O comportamento animalesco das claques é a sua melhor expressão. Por outro lado, o ódio anti-benfiquista cresce assustadoramente.

Francisco Fernandes disse...

E porque será Dylan?...Quando fulanos que se dizem racionais,mas se intitulam o suprasumo deste Mundo e arredores,virando as coisas do avêsso,o que há a esperar senão aversão? O auto elogio(somos os maiores...,etc),a deturpaçâo permanente,doentia e insultuosa leva sempre a esse resultado!Tratem-se,mas é!!!
Saudações Leoninas!

Armando disse...

Dylan,Dylan, é óbvio, é natural que o cancro procure destruir o mais sadio, no desporto e no país, não é?

Dylan disse...

Francisco Fernandes,

Deixa-me adivinhar. Pertences a que claque?...

Anónimo disse...

Ricardo, pá... parece uma constante! São prejudicados em todo o lado e ninguém vos deixa ganhar. Em três jogos levaram na pá! Em três jogos foram castigados pelo árbitro.
O Cesar Paulo não devia ter sido expulso pela entrada que teve? Achas que foi sem intenção? E não viste o Benedito a pedir para interromperem o jogo?

O GR do Benfica não dá uma cacetada com o pé na cabeça dum jogador do SCP que está no chão, na 2ª parte do prolongamento?

Claramente tens palas. És pior que aqueles macacos que andavam por lá aos pulos no pavilhão. Para a frente é que é caminho, meu caro. Puxa a carroça e come um torrãozinho de açúcar!!


Gualdino, de Cascais

Ricardo disse...

E, pronto, está tudo entregue aos ódios e guerrilhas. Não seria de esperar outra coisa.

Francisco Fernandes, se és o abrantino sportinguista do Sangue Leonino, não és bem-vindo, agradeço que não comentes mais.

Quanto ao MM, pede-se-lhe moderação para o futuro e o Verdão, pela sua postura, será sempre bem-recebido.

Um bocadinho de paz para todos.

Armando disse...

O "Anónimo" tem razão: as queixinhas estão a tornar-se uma constante, ou seja: comer e calar. Chama-se a isto desportivismo, os árbitros erram, sempre para os dois lados, uma equitativa,imparcial e justa repartição de favores. Veja-se o Sporting na passada Liga de futebol: tiveram alguns prejuízos arbitrais e foi uma queixosice, os coitados eram sempre os mesmos, esquecendo os favores nos jogos da Figueira da Foz, contra o Porto e Olhanense, erros que deram pontos.

Não vi um segundo do futsal do Benfica este ano, desliguei quando soube da saída de André Lima e que o substituto vinha do Sporting, um radicalismo que me vem do tempo: não conheço treinador ou jogador do Porto e do Sporting que tenha feito alguma coisa de relevante. I
Incompatibilidades culturais, talvez. O inverso é frequente, os oriundos do Benfica são, geralmente, casos de sucesso. Modos de ver o mundo, talvez.

O caro MM acha que exagerei quanto a Orlando Duarte e no entanto chamo-lhe o "senhor futsal português", o que significa que o homem tem muita influência na modalidade e influência em Portugal significa, quase sempre, tráfico, o jogo fora das quatro linhas. O homem vem da pré-história de modalidade, quando o "CM", depois Sporting, era o crónico campeão, no tempo em que o futsal era notícia exclusiva no mesmo "CM" e depois também no jornal do Sporting.

Anos depois tudo mudou: o futsal é uma das modalidades mais acompanhadas pela CS, com direito a TV e tudo. E porquê? Simples, o Benfica, o facto de os perdedores da Luz estarem ou não na modalidade. Por exemplo, anos atrás , houve um notório desinteresse no Benfica pelo basquetebol e o jogo esteve quase a voltar ao amadorismo. Já para não me alongar sobre o Hóquei e que nunca mais recuperou o estatuto que tinha quando o Benfica se desinteressou pela modalidade. Talvez não saibam, o Benfica andou pela segunda divisão, com jogadores amadores.

É sempre do mesmo peditório, tudo gira em torno dos coitadinhos da Luz. Exemplar é o caso da Telma Monteiro. A jovem já ganhava provas internacionais antes de se ligar ao Benfica. O facto, mais a qualidade de praticante,fez dela uma das atletas de referência no país e onde uma medalha de bronze, "só" bronze, se torna quase desconfortável.

Caro Dylan, o crescente ódio ao Benfica resulta disto, desta excessiva grandeza. Num país de falhados como o nosso, há quem conviva mal com o estatuto dos outros e têm alguma razão, o que resta não passam de sobras e o lixo, quando não limpo, cresce e gera mais lixo e depois a podridão.

Olhe para o Benfica, o lixo cresce e acumula-se, falta saber até que ponto apodreceu. Os sinais, o cheiro existem e "cantoneiros" de limpeza parecem inexistentes para as bandas da Luz. Deve ser isso, a crise.

Armando disse...

Desculpem: "...alguma coisa de relevante no Benfica."

Armando disse...

Ricardo, acabei de fazer o meu contributo para a eleição do melhor blog. Votei neste, pelo óbvio. E uma confissão: juro, pela Santa Efigénia, nunca abri um outro qualquer blog mais ou menos unicolor. Já tropecei neles, claro. Sempre fui fascinado pelo arco-íris. O criticismo ou a vanglória não fazem o meu jeito.

Por exemplo, afirmei aqui que o problema que está na origem do Benfica actual, a diferença entre o obsoleto e a modernidade, está no modelo de gestão. Arrisquei dar a minha opinião e explicando-a, resumidamente. Se alguém tivesse aparecido a demonstrar que sou um imbecil, daria - talvez - saltos de contentamento. Mas nada, a mais completa indiferença. Portanto, vou continuar desligado dos outros cantinhos, já me basta este. No fundo, temos o Benfica que queremos e merecemos. Tal como o país, onde a necessidade do "bode expiatório" faz parte da matriz cultural. Perdedores, é no que estamos a transformar-nos.E no ano que passa, tem sido um interminável orgasmo.

Imagino que Diógenes, se fosse benfiquista, andaria por aí, candeia acesa na mão, à procura da "política desportiva".

Francisco Fernandes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pedro disse...

LOL
O Divanei quer-se afastar? De costas? LOLOL

Adiante...

Ricardo disse...

francisco (assim mesmo, com "f" pequeno, porque não merece mais do que isto), o seu comentário é a continuação porca do que uma vez revelou no blogue sportinguista. E não se meta em assuntos que desconhece, pelos vistos já tem idade para isso. Inteligência e bom-senso é que não. Não estava errado no meu primeiro prognóstico. Só uma mente porca faz o comentário que o francisco fez. Vá emporcalhar-se com os seus.

Ricardo disse...

Armando, por mim falo: o facto de não comentar não quer dizer que não leia e, mais importante, não concorde. É só que há coisas que tu escreves que estão tão certas que dispensam um: "Concordo totalmente". Mas... concordo totalmente.

E ainda não estou tão descrente, apesar de tudo.

Dylan disse...

Ricardo,

Fiquei desiludido. Eu a pensar que o f.f. era um jovem rebelde membro de uma claque leonina, afinal já tinha idade para ter juízo. No fundo, o Armando é que tem razão: o crescente ódio ao Benfica resulta disto, desta excessiva grandeza. Num país de falhados como o nosso, há quem conviva mal com o estatuto dos outros e têm alguma razão.

É lamentável quando se entra no campo pessoal, por isso fizeste bem em desinfectar o blogue...

Miguel disse...

Olá caro Ricardo, gostei bastante do teu post e subscrevo o que dizes relativamente aos comportamentos de claques e jogadores.

Creio que devemos compreender os adeptos do sporting que estão exultantes e vêm aqui festejar não o título de futsal, mas simplesmente dar largas a uma frustração que, no futebol, se acumulou ao longo dos dois últimos anos.

Passarem pela experiência de 6 jogos sem conseguirem ganhar ao Benfica (um empate e cinco derrotas consecutivas - sendo que numa dessas derrotas, na Luz, os seus adeptos tinham jurado que iam, com a vitória, tirar o título ao Benfica...), e assistirem ao Benfica conquistar um título nacional a praticar um futebol de primeira água - pode ser, admito, uma experiência traumatizante. Tal como disse Paulo Bento, a razão de o terem posto na rua foi só uma...

De maneira que, enfim, o futsal sempre é melhor do que o divã do psicanalista :-)

Cumprimentos.