quarta-feira, 1 de junho de 2011

The revolution will not be televised (Gil Scott-Heron, diz ao meu velho que vamos andando)

Depois de uma época decepcionante - mas não desastrosa, como alguns querem fazer crer -, o maior perigo para o Benfica está na forma como irá reagir aos acontecimentos, às críticas e às expectativas dos adeptos. Revolucionar o plantel, numa abordagem arturcostiana, não será seguramente o melhor caminho para o sucesso e, a acontecer, terá efeitos nefastos para as próximos épocas.

O Benfica não pode viver num limbo do tudo ou nada. Também há zonas cinzentas, também convivem boas e más escolhas lado a lado. Saber identificar os erros e manter as virtudes - eis o grande desafio, eterno desafio do Benfica dos anos 2000. Vender o excesso, os que não contam nem para segunda linha, emprestar os que vemos terem potencial para crescer, dispensar quem não tem mercado e comprar bem, se possível barato. Não é complexo, este sistema, desde que devidamente entendido e integrado numa estratégia no tempo, coerente e organizado.


Que Benfica, então, para 2011/2012? Que escolhas? Quem sai (a custo zero ou vendido), quem é emprestado, quem chega, quem fica?


Quem sai (a custo zero)?

Luís Filipe, Mantorras.


Quem sai (vendido)?

Sidnei, Fábio Faria, Shaffer, Menezes, Éder Luiz, Felipe Bastos, Kardec. Perspectiva: 8 a 12 milhões de euros.


Quem é emprestado?

Roberto, Oblak, Mário Rui, Lassana, André Soares, Leandro Pimenta, Brandão, José Coelho, João Pereira, Carvalhas, Abel Pereira, Rafael Costa, Roderick, Jorge Ribeiro, Fernandez, Adu, Nelson Oliveira, Yartey, Balboa


Quem chega?

Artur, Wass, André Almeida (0.2 milhões), Matic (5 milhões), Nolito, Bruno César (4 milhões?), Rodrigo Mora. Custo: cerca de 10 milhões de euros.


Quem fica?

Júlio César, Moreira, Maxi, Luisão, Jardel, Miguel Vítor, Carole, Coentrão (?), Javi, Airton (?), César Peixoto, David Simão, Miguel Rosa, Amorim, Martins, Aimar (?), Gaitán, Urreta, Saviola, Cardozo (?), Jara, Rodrigo, Nuno Gomes.


O que falta?

Um central de grande qualidade, experiente, habituado ao futebol europeu e que seja uma mais-valia clara para a titularidade. No resto, se possível comprar um box-to-box e, caso Coentrão e Cardozo saiam, substituí-los por gente com os mesmos requisitos do central pretendido.


O caso?

Salvio. Claramente, era de comprar. Sabemos que "melão" está aqui, está identificado com o modelo de Jesus, tem um potencial enorme, tem todas as condições para dar retorno financeiro nos próximos anos, é jovem e tem uma qualidade tremenda, sendo que é um jogador "original", com características muito próprias, tanto na forma como se movimenta como na apetência para o golo. 15 milhões é muito dinheiro mas seria um investimento apropriado, até porque as compras têm sido bem feitas e baratas. Com a venda dos jogadores acima citados, poderíamos perfeitamente comprar o passe do Salvio. Ainda assim, apesar de a janela da cláusula ter fechado, acredito que ainda poderemos ter uma boa surpresa. I´m a believer.



10 comentários:

Constantino disse...

Caro Ricardo,

12 milhões pela venda dos jogadores que mencionas é ser um bocadinho optimista. Se fossemos nós a comprar, acredito que pagariamos mais (tal como ja pagamos) por esse naipe de craques. Aliás, o grande problema nem é o valor que nos dão por eles, o grande problema vai ser arranjar alguem disposto a pagar por eles.

Quanto aos emprestimos, acho que esta na hora de rescindir com alguns deles: andre soares, brandão, jose coelho, talvez carvalhas, rafael costa, jorge ribeiro, adu e balboa para mim já provaram não serem feitos da massa necessária para o SLB.

De resto estou na mesma onda que tu (apesar de considerar os 15 milhoes para o Salvio como sendo proibitivos para nós).

Abraço

PB disse...

A brincar, a brincar, do 11 campeão, para o ano provavelmente só sobra MAxi, Luisao, Javi e Aimar (com qs 33 anitos em cima...)

Hattori Hanzo disse...

Tantos PB? Tenhoa as minhas duvidas que Aimar continue por exemplo. Concordo com o Contantino: há emprestados que se poderiam ir embora. Eu não venderia Sidnei e despachava Jardel já. Mais apostaria no Fábio Faria por exemplo. E emprestando estrangeiros era para clubes em Portugal para se adaptarem. Se o problema deles é a adaptação voltarem aos seus países vai manter tudo na mesma.

Armando disse...

Muito curioso, Ricardo, apesar do "dar um tempo" fui saneado do blog. Enfim, talvez um certo "à Benfica"?

Ricardo disse...

Constantino, falei entre 8 e 12. E não acho demasiadamente optimista. Claro que é preciso ter activa uma roldana bem oleada de contactos que acho que o Benfica não tem. Mas é a isso que devemos aspirar. Sidnei não tem mercado, principalmente no Brasil? Fábio Faria, um jovem, não poderia render, vá, um milhão de euros? Shaffer, meio milhão? Éder Luiz e Bastos têm estado bem no Vasco, os dois não valeriam, no mínimo, dois milhões? Menzes e Kardec no mercado brasileiro, dois ou três? Eh pá, é preciso é mexerem-se, conhecerem as pessoas, terem contactos certeiros. Principalmente o Sidnei, o Kardec e o Éder Luiz têm muito mercado de certeza.

Concordo com os teus emprestados, menos o Carvalhas e o Adu, que acho que ainda podem, embora tardiamente, ou aparecer bem ou render um bom dinheiro. Quanto a Balboa, rescindir seria ter de pagar um balúrdio. Já chegaram os 4 ou 5 milhões que demos por ele. Mais um grande contratação desta Direcção.

Proibitivos são se andares a gastar os mesmos 15 em 6 cepos, como esta época já fizeste - para além dos 8,5 pelo outro. Se comprares bem e barato - que é o que o Benfica finalmente começa a fazer - acho que não são proibitivos. Primeiro, porque a probabilidade de teres retorno financeiro é grande; depois, porque, se o não tiveres, terás o retorno desportivo de um jogador já bem integrado no modelo do Jesus. Não percebo a dúvida sobre o Salvio.

PB, pelo menos o Saviola acho que fica. Era só o que faltava atirarmos o Aimar, o Saviola, o Cardozo e o Coentrão borda fora tudo ao mesmo tempo. Bem, eu não duvido de nada de quem gere o Benfica mas como tenho visto o que parece ser um princípio de gestão mais correcta em certos aspectos pode ser que isto volte a entrar nos eixos. Ao menos, a questão da gestão desportiva.

Hattori, não percebo a onda que de repente apareceu a querer varrer o Jardel do Benfica. O homem está cá há 6 meses, integrou-se bem, acho que daria um bom terceiro ou quarto central. O Fábio Faria acho que já não fdá nada no Benfica.

Quanto à política de empréstimos, concordo a 100 por cento contigo. E diria mais: em Portugal e pelo menos na Liga de honra. Atirá-los para a 2ª linha é um erro tremendo.

Ricardo disse...

Armando, quando hoje vi a lista dos "Escribas" e notei que não estava lá o teu nome, pensei que tivesses sido tu a apagá-lo do registo dos comentadores do blogue.

Não foste? É que se não foste não estou a ver quem foi. Eu não fui. E dos outros colegas não vejo por que o fizessem.

Há aí um mal-entendido qualquer, Armando.

Constantino disse...

Ricardo,

Quando digo que é ser optimista para esperar 8 a 12 milhões por esses jogadores refiro-me exactamente à falta da rede de contactos e à reles capacidade negocial do SLB. A titulo de exemplo, basta ver o Yebda,o napoles tinha opçao por 3 milhoes, mas nós como bons samaritanos tiramos 800 mil euros só porque sim.
Sidnei tem mercado no brasil mas as equipas brasileiras compram barato ou levam emprestado. Eder luis e Fillipe Bastos já foram emprestados em troca de uma homenagem ao LFV. Shaffer tambem anda enterrado nos bancos de suplentes da argentina e temos mais probabilidades de nos ver livres dele rescindindo do que a vender.
Sinceramente penso que o Adu já não sai do que é (porra anda a jogar na 2ª divisao da turquia) e carvalhas estamos à 4 anos à espera que lhe dê o clique. Entretanto nestes 4 anos o rapaz ainda nem conseguiu chegar à 1ª divisão.
Relativamente ao Salvio: atenção, não me interpretes mal, acho-o um bom jogador e vale mais 15 milhoes do que o balboa vale 2. O que quero dizer é que acho muito caro para o dinheiro que temos e por isso, compreendo se não ficar no SLB. Contudo, caso fique por esse preço não serei eu a apontar o dedo ao LFV e tambem aplaudirei a decisão.
Eu prefiro ver as coisas pelo lado positivo e tenho grandes esperanças de que esta investigação da PJ venha reduzir o numero de jogadores contratados por atacado.

PS - só um aparte: emprestar Airton ao clube onde ha 2 anos fomos busca-lo por 3 milhões é uma patetice só ao alcance desta direcção.

Abraço.

Armando disse...

Ricardo, enquanto utilizador, o computador é uma máquina se escrever. só isso. Claro que sou capaz de digitar algo para pesquisar e outras coisinhas simples, agora manipular a coisa, zero. Acredito no que me dizes, porque não, se não confiamos nos nossos, então em quem? Tu és, sem dúvida, um "expert", talvez possas explicar o sucesso, com tempo, sem pressas.Apesar do troglotadismo informático, há quase vinte anos que não dispenso a coisa, apenas não estou interessado em meter as mãos na massa, uma certa forma de preguiça, compro tudo já feito. O "Word" basta-me, que se lixem o "Excel" e outras aplicações, ainda não estou pronto para ingressar no "Admirável Mundo Novo".

Ricardo disse...

Armando, não é preciso ser expert, a coisa é muito orgânica. Qualquer um acaba a dominar as manobras simples de um blogue - vais ver que, dentro de uma semana, já sabes tudo.

Quanto ao desaparecimento do teu nome, só vejo 3 hipóteses: alguém te eliminou, tu eliminaste-te ou foi um acidente.

Um acidente não foi porque seria demasiada coincidência acontecer logo após a conversa de ontem. Alguém ter-te eliminado, acho que não. Eu não eliminei e no blogue, além de mim, só há mais duas pessoas que o poderiam fazer: o Americano e o Sérgio. O Americano não sei dele já vai para dois anos, acho - não fazia sentido aparecer aqui para eliminar o teu nome, dois anos depois. O Sérgio é meu amigo de infância, conheço-o ao ponto de saber que não o faria.

Logo, meu caro, acho que foi mesmo a inexperiência blogueira que te fez carregar aí num botão qualquer e apagares-te do blogue involuntariamente. Ou isso ou ontem tiveste um ataque qualquer de raiva com o "meu" benfiquismo e criaste uma amnésia temporal, tal era a ira (estou a brincar).

E, Armando, se achares que deves continuar connosco, um conselho "à Benfica": confia nestes bípedes. Podemos ter visões diferentes para o nosso clube mas somos todos gente civilizada e respeitadora da liberdade dos outros.

Já enviei o convite.

Abraço.

Ricardo disse...

Percebi perfeitamente os teus pontos, caro Constantino. E aceito-os.

Gosto especialmente da tua ideia (pelo menos foi a ti que a li primeiro) de poder esta investigação ser-nos benéfica, na medida em que força a um maior comedimento nas compras imbecis e "por atacado". Espero mesmo bem que sim. Embora prefira que as soluções inteligentes advenham da competência das pessoas e não por uma conjuntura "desfavorável" a esses negócios.

Abraço.