terça-feira, 3 de setembro de 2013

Lesão de Salvio - uma oportunidade de fazer diferente

Sem Salvio até Março, urge mudar de sistema de jogo. Não faz qualquer sentido continuar a apostar em dois extremos, dois avançados e dois médios quando o mais eficaz dos extremos e o que mais equilibra um sistema já de si bastante fragilizado não pode jogar até quase ao final da época. Além disso, não há solução para a direita; Ola John e Gaitán têm dificuldades desse lado, Sulejmani é inconstante.

Com a qualidade que há no miolo - este ano, se não houver saídas, teremos finalmente um lote de médios (não «10»; médios) capaz de assegurar qualidade até ao final da época: Matic, Fejsa, Enzo, Amorim, Almeida, Gomes -, o que é lógico é optar por uma de duas soluções:

4x3x3 - Matic como homem mais recuado, Enzo a 8, Djuricic a 10; nas alas, Ola John na esquerda; Markovic na direita, os dois em constantes movimentos interiores (que é o que procuram recorrentemente), deixando a profundidade para os laterais - Siqueira e Maxi têm qualidade na forma como aparecem em movimento ofensivo a dar soluções ao portador. Na frente, Lima. Soluções alternativas para este sistema: por Matic, Fejsa ou Almeida; por Enzo, Amorim ou Gomes; por Djuricic, Gaitán; por Ola John, Gaitán; por Markovic, Sulejmani (mais vertical); por Lima, Cardozo, Rodrigo ou Funes Mori.

4x4x2 losango - Não é propriamente um losango simétrico; comparando, poderá ser uma espécie de regresso de Jesus ao sistema que o fez pela única vez, em 4 anos, campeão nacional. Usar na ala esquerda, um extremo puro e na direita um interior que garanta todas as valências de um médio e acrescente a capacidade para, não sendo extremo, dar largura e profundidade à ala direita, em troca com o lateral desse lado. Assim:

Matic mais recuado; Enzo a interior direito (posição que conhece bem, visto que na Argentina, além de jogar a extremo, quando entrava para o meio-campo normalmente partia de uma posição de interior direito e não de um «8», como no Benfica), Ola John a extremo esquerdo, Djuricic (Gaitán) a «10». Na frente, Markovic no apoio ao ponta-de-lança, que neste sistema já poderá mais facilmente ser Cardozo (se não for vendido). Lima, Rodrigo e Funes Mori servirão como alternativa.

Na baliza, Artur até ver. Oblak tem capacidades para discutir o lugar e agarrar a titularidade se Artur voltar a cometer alguns dos erros do ano passado. À esquerda, obviamente Siqueira; à direita, dependerá dos jogos. Não tendo o Benfica um único lateral-direito de qualidade inegável, terá de revezar Maxi com Almeida (ou até Amorim). Seria bom começar a apostar na evolução de um talento puro como o de João Cancelo, mas não tenho grandes esperanças que isso aconteça com Jorge Jesus ao leme. No centro, Garay e Luisão. As alternativas são fracas e darão problemas, enquanto o segundo melhor central do plantel (melhor do que Luisão, inclusivamente) foi emprestado. 

É apenas e só um exercício. Sabemos que Jesus continuará, mesmo sem Salvio, a apostar no seu 4132. Pagará ou receberá louros por isso. Até agora, e apesar do bom trabalho da época passada, o saldo é francamente negativo, além de que perdeu o balneário (razão mais do que suficiente para não ter visto o seu contrato renovado, muito menos por dois anos). Mas o problema do Benfica está muito longe de ser técnico. Está lá em cima, na bancada presidencial. E enquanto lá estiver em cima, estes exercícios far-se-ão por gosto por futebol; títulos, sucesso desportivo, respeito pelo Benfica - apenas sonhos e delírios de uns quantos anti-benfiquistas primários como nós.

10 comentários:

Luis Matos disse...

E tu a dares com o Ola John...o homem para correr precisa de mandar carta registada ao Vaticano e esperar que ela volta de bicicleta. O Enzo a ala direito tenho dúvidas mas acho que dá. Penso que ele devia jogar com Djuricic, Markovic e Gaitan à frente de Matic e Enzo/Amorim em jogos teoricamente mais fáceis...em jogos teoricamente mais dificeis metia o matic com o amorim ou fejsa e então o enzo na direita com o djuricic e o markovic.

SLB4EVER disse...

Ainda acreditas mesmo nisso!?
Muita sorte vamos ter nós se o catedrático não continuar a insistir nesse extra ordinário 10 que é o Rodrigo (segundo JJ).
Vai ter mesmo que existir muita lesão (o que é bem possível dada a pré época amadora) para ele mudar o que quer que seja e mesmo assim mais facilmente o vejo a insistir em adaptações descabidas.

Alex disse...

Muita conversa, muitos modelos de jogo... e depois vêm o Hugo Miguel, ou o Xistra ou o Proença e dá cabo dessas teorias todas...enquanto TODOS não se convencerem que estamos no meio de uma "guerra" com o sistema e que este não permitirá o benfica ser campeão, pois seria a derrota do seu status, nem vale a pena vir com as teorias do melhor modelo de jogo..

José Moreira disse...

Concordando com a generalidade do que é dito no texto, gostaria de fazer uma "adenda":

Jorge Jesus ainda não percebeu porque conseguiu ser campeão na sua primeira época num sistema de 4x2x3x1 e porque é constantemente derrotado a partir daí. Jorge Jesus ainda não percebeu que o segredo do primeiro ano se chamava Ramires! Um jogador de rotação altíssima que garantia a largura do flanco direito, ao mesmo tempo que lhe conferia segurança defensiva e ajudava Javi Garcia nas tarefas de equilíbrio a meio-campo. Jorge Jesus ainda não percebeu que Ramires fazia parecer que o Benfica jogava com 12. Jorge Jesus ainda não percebeu que sem um jogador como Ramires (e são muito raros) este sistema não ganha campeonatos! Jorge Jesus ainda não percebeu nem perceberá!

ECONOMISTA disse...

Não percebeu,perceberá a não ser que estejas disposto a explicar-lhe.

Estás disposto??

É que com a sapiência com que extrapolas,modelos de jogo tácticas e afins,quem sabe um dia não chegarás a treinador de uma equipa da Liga.

Era bom,não foi.

Henrique disse...

"Seria bom começar a apostar na evolução de um talento puro como o de João Cancelo, mas não tenho grandes esperanças que isso aconteça com Jorge Jesus ao leme." Já perdeste tempo a ver o Cancelo na equipa B? Achas que, nesta altura da sua carreira, é uma solução para o plantel principal?

Diogo disse...

Ricardo,

porque e' um exercicio um gajo ate' ignora os comentarios inuteis dos defensores dessa parelha (aparentemente sagrada, como as vacas,) que sao JJ e LFV. Assim, e na onda do exercicio:

Mesmo com Salvio o Benfica tem equipa com qualidade extrema para um 433. Mesmo sem ir ao reforcos deste ano, um 433 que tivesse contemplado Gaitan a interior criativo ao lado de Enzo e 'a frente de Matic ou, numa alternativa, como extremo jogando entao Martins nessa posicao, em que Cardozo era matador, teria sido uma aposta interessante para a epoca transacta.

Com os reforcos deste ano, em que temos um JVP v2.0, um 10 com toques de estrela e talento de Aimar, um 6 que nao saiu e que jorra talento, esta equipa TEM que jogar em 433. Ate' te dou o losango, mas mesmo com Cardozo mais fixo, Markovic nas costas, Djuricic/Matic/Enzo no meio com liberdades para Djuricic subir para 10 e Enzo subir 'a linha, com Gaitan na esquerda, com Markovic sem posicao fixa (9, 10, 11, 7, o que ele quiser), pouco haveria que lhes dizer que a natureza do futebol trataria de fazer o resto.

O que vamos ter, no entanto, e' que suportar o Rodrigo a 10, o Lima a 11 (porque nao o contrario?), o Markovic no banco, o Djuricic na bancada, o Ola John a lateral direito, o Andre Almeida a lateral esquerdo, o Artur a apanha bolas e o Luisao a mandar tudo pro c******. Ou seja, enquanto o catedratico achar que tem dotes de magico e que so' ele e' que sabe potenciar jogadores, nao vamos la'. Vamos chegar perto sempre, mas morreremos sempre na praia.

eusebiomais10.blogspot.com

Fehér 29 disse...

tu gostas do ola john, hein??

gaitan tem se de se SEMPRE titular!

Pedro Ribeiro disse...

análise muito bem feita sobre as soluções que o nosso plantel tem. Quanto a mim, o único sistema dos que mencionaste que pode não funcionar com este plantel é o 4-4-2 losango porque precisa de muito mais largura e de muito mais combate no meio campo. Antigamente tinhas a verticalidade do Ramires, que parecia de plástico - levava, levantava-se, a seguir sprintava e depois ainda conseguia aparecer na área. Hoje tens o Enzo que é muito mais frágil fisicamente e apesar de todas as boas qualidades, é muito mais um jogador "horizontal" que "vertical" como o Ramires. O Markovic ficava muito lindo a fazer de Saviola mas depois não há nenhum extremo minimamente parecido com o Di Maria.
Mesmo assim ainda podes retorquir afirmando que o losango com o Fernando Santos funcionava bem e com jogadores muito menos talentosos do que os que actualmente temos, mas eu acho que o modo de defender das equipas do Jesus é muito diferente das do Fernando Santos, muito menos zonais, com o quarteto defensivo mais recuado no terreno e com laterais a subir com mais juizinho.
De qualquer forma acredito piamente que o Jesus, se conseguir dar harmonia a este plantel e moralizar os jogadores, vai fazer uma época como deve ser e recuperar o título que anda(mos) a merecer há 2 anos.

SLB4EVER disse...

Henrique e o Maxi nesta altura da sua carreira é solução para alguma equipa?
Ví o Cancelo assistir um companheiro para o golo, do Maxi ví-o assistir um adversário e não ser expulso por favor no último jogo. Será que andas a ver os jogos da equipa principal?

Os defensores acérrimos do LFV e JJ são os maiores entendidos do futebol que já ví! Para eles Rosa e Oliveira não prestam, mas Emersom e Roberto são grandes jogadores que só não tiveram sucesso por causa dos bandidos dos adeptos que só criticam. Farto-me de rir com estas personagens.