terça-feira, 24 de setembro de 2013

Penso, logo sou Benfica.



Evitei, por questões inerentes à minha situação profissional, escrever sobre o sucedido no domingo passado em Guimarães com o nosso treinador e a Policia.

Não quero tecer qualquer tipo de comentário sobre o caso para que não me acusem de ter uma opinião inquinada pela profissão que exerço, mas também por ter visto o Ricardo defender muito daquilo que penso sobre o caso.

Independentemente da opinião que se tenha sobre a situação, há uma coisa que ninguém pode negar por se tratar de um facto: A imagem do Benfica, seja interna ou externa, saiu muito beliscada com (mais) esta situação.

Basta uma simples pesquisa pelos meios de comunicação estrangeiros para percebermos isto, para vermos coisas como:

- “Treinador do Benfica constituído arguido”
- “Treinador do Benfica protege adeptos da polícia”
- “Treinador do Benfica enfrenta polícia”

Reparem que poucas são as publicações internacionais que se referem à situação como sendo um acto de Jorge Jesus, pelo contrário quase todos referem o acto do “treinador do Benfica”. Porque, no estrangeiro, serão poucos os que sabem quem é Jorge Jesus, mas imensos os que sabem o que é o Benfica.

Correcto ou não, a atitude de Jorge Jesus fica associada ao Benfica de forma indelével, não há como negar. Num espaço de pouco mais de um ano transmitimos dois exemplos de uma imagem que, ainda sonho, não ser a nossa. Podem achar que o acto de Jorge Jesus foi o mais correcto, podem ter-se sentido conquistados e defendidos pelo que fez Jorge Jesus, mas não podem desmentir que o Benfica não é, ou não deveria ser, aquilo e que aquilo é a imagem que hoje em dia estamos a dar ao mundo que nos observa.

35 comentários:

DeVante disse...

Sobre este caso eu apenas pergunto:
Quem de vós não entraria em campo, se o prémio fosse uma camisola do Benfica? E entrando, com uma carga policial despropositada como a que se viu, o que pensariam se dirigentes do vosso clube assobiassem para o lado e fingissem que não era nada com eles? Se fosse com o vosso filho ou irmão?
Era para buscar uma camisola! Uma camisola e quando houve carga policial, num único adepto, este já se encontrava a dirigir-se de volta à bancada.
Não concordo que seja portização do Benfica porque, para já, se fosse o Porto nunca haveria caso.

David Duarte disse...

Sinceramente DeVante, eu quero é que o porto se lixe e o que me lixa a mim é que cada vez que hà um caso no Benfica não sei por que razão tornou-se norma ir parar ao porto.

Diz-me uma coisa DeVante, tens assim tão pouca confiança nos argumentos que apresentaste para ter que ir buscar o porto naquela do "eles e tudo o que gira à volta deles é que é podre"?

"Quem de vós não entraria em campo, se o prémio fosse uma camisola do Benfica?"

Apenas haviam 8 ou 9 adeptos do Benfica em Guimarães? Pois apenas 8 ou 9 entraram...

Falas de carga policial sobre um adepto que jà estava a dirigir-se para a bancada. Não estamos a ver a mesma coisa de certeza. Eu vejo a policia a ser mais agressiva com apenas um adepto (hà um outro mas a imagem não fica centrada nele), um adepto que està longe de querer colaborar e isto é um facto porra! Vais negar que quando chega a policia para metê-lo no chão o que o adepto quer é levantar-se? Isto não é desobedecer?

E sinceramente, nem sei por que razão estamos a discutir isto. Porque existe outro facto DeVante e isso não vais negar com toda a certeza. O Jesus dà murros no policia, MURROS DeVante! Isso é crime. Vais dizer-me que não?

O que tu estàs a discutir são intenções, muito lovaveis mesmo (dirigentes a defenderem adeptos... mas atenção! não foram dirigentes, foi um unico elemento! Pais e irmãos a defenderem filhos e irmãos... mas não foi o caso). As intenções podem ser discutidas em tribunal e até podem ser consideradas na sentença. Mas estas podem atenuar a gravidade do acto, não apagam contudo o acto : agressão a um policia.

E se considerarmos que podemos agredir a policia porque estamos todos cheios de boas intenções, então deixa de existir segurança e deixa de existir justiça... porque afinal, todos nos conseguimos encontrar uma boa intenção que desculpe os nossos maus actos, não?

Conde de Vimioso disse...

Neste caso eu defendo Jesus e se quiserem saber porquê leiam aqui:

http://eddglorioso.blogspot.pt/2013/09/cucurvados.html

luis disse...

... com imagens ou sem imagens, são estas atitudes "foras de jogo" que ofendem a Alma do Sport Lisboa e Benfica.
Nos anos 80 já foram registadas em directo, imagens de pauladas na equipe da rtp em pleno estadio tripeiro...
O caso aqui até poderá favorecer desportivamente o Nosso actual treinador...mas não conta para o nosso museu com Alma.
"Alguém" na gestão da renovação de contrato, fez de Jesus o seu cavalo estratégico... com o nº 7...pré época sobre pressão... 5 de atraso com pressão, reduzido a 3 nesta semana de "empalhamento" desportivo...a este ritmo da pressão, para a semana estaríamos a 1...até parece vinho verde, tanta é a pressão...
Talvez exista União... se "alguém" afirmar, que isto anda tudo doido...está tudo normalmente maluco...atrasados na matemática...bêbados...droga...desemprego...continua a pressão...vai piorar o tempo,sim ou não... pressão...a bola tem quantos Bar...

Aliviar a pressão com merd*s destas,são cheiros a mais...arte do futebol com menos tempo.

André Leal disse...

Pessoas que foram educadas num mundo perfeito, onde a polícia nunca comete abusos... Enfim.
O adepto está a ser agarrado e puxado pelo pescoço, e... não está a colaborar.
A ideia era arrastá-lo pelo pescoço até à esquadra mais próxima, e o sacana não colaborou!


É engraçado o autor do post só se ter dado ao trabalho de ver a parte que lhe interessa: "O Jesus envergonhou o nome do Benfica no estrangeiro!!".
E é engraçado porque, no estrangeiro, a grande maioria dos comentários é a aplaudir a atitude do Jesus (eu tenho estado atento).

Porquê? Porque no estrangeiro não o conhecem, não têm nenhum PRECONCEITO com o Jesus, apenas estão a avaliar aquele caso: um treinador, já com 60 (?) anos de idade, passou-se quando viu um adepto da sua equipa a ser alvo de "excesso de zelo", sem querer saber das consequências que isso ia ter para ele próprio.

Enquanto em Portugal, as opiniões já são muitíssimo mais divididas: é a junção do anti-SLB (à volta de uns 4 milhões de indivíduos) com o anti-Jesus (mais uns 2 milhões)... além das pessoas cuja situação profissional é ligada às forças de segurança.


E sim, eu também preferia que o Jesus não tivesse agido daquela forma tão tresloucada. E também não sou propriamente um admirador do treinador Jesus...
Mas entre crucificá-lo ou aplaudi-lo, vai uma longa distância - existe um meio termo.

rui disse...

Eu tambem acho que ele nao tinha nada de se meter onde não é chamado,MAS,voçes os 2 tambem gostam de criar ideias falsas.

Por exemplo quando dizem que a imagem do benfica saiu beliscada com o luisão epoca passada,NÃO É VERDADE!

O Mundo futebolistico olhou para aquilo como uma palhaçada do arbitro,e so deu razões de sorrir aqueles tipo americanos defensores da nfl.

E agora isto é igual,estou de momento no estrangeiro,vou deixar aqui um link da pagina do facebook de um conhecido canal de futebol,Fox Soccer,que descreve o caso, leiam pois então os varios comentarios de pessoas isentas,a ver o que estas dizem.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151726478242946&set=a.420929832945.195351.81286652945&type=1&theater

Pedro disse...

Acerca dos comentários na imprensa internacional, posso traduzir o último parágrafo da notícia, como apareceu num dos diários Belgas:

"uma pitada de paixão, com a qual o Anderlecht -- adversário dos Portugueses na Champions League -- podia aprender..."

ao contrário do que muitos podem fazer crer, não creio que neste caso o nome do Benfica seja assim tão "manchado". É suficientemente claro, nesses textos pela imprensa (internacional) fora, que esta foi uma acção do treinador, e do treinador só. E o interessante acerca deste caso é que ao contrário das virgens ofendidas da imprensa nacional, muitos jornalistas estrangeiros vêm algo positivo na forma como o JJ defendeu o adepto da excessiva carga policial........

jose helder soares disse...

Somente os cobardes eh que nao agem perante as injusticas

Anónimo disse...

Quanto a preconceito contra o Jesus, e as opinioes la fora. Tambem nao consta que a policia porquguesa venha muito bem colocada nos rankings da amnistia internacional.

Anónimo disse...

Bom dia,

Não sou do Benfica, mas acompanho o blog.

Gosto de blogs onde não se mete o cérebro no bolso.

Concordo com os dois últimos posts.

Um cidadão comum naquelas situações teria sido imediatamente detido.

Cumprimentos e abraços a todos,

Luis Matos disse...

^Em toda a blogoesfera benfiquista até que enfim um comentário com pés e cabeça do André Leal...Concordo inteiramente contigo quanto à forma tresloucada do JJ e ainda mais concordo quando referes os anti-Jesus...esses estão com uma azia tão grande da atitude dele que até dá dó, se aquele adepto tivesse sido empurrado, engravatado etc etc por 3-4 bófias como estava a ser e o JJ ou alguém do Benfica não tivesse feito nada iriam aparecer os antis todos dizendo que o clube está desligado dos adetos que até vão ver os jogos fora etc etc um bando de virgens ofendidas...Também não sou grande admirador do JJ mas como dizes e bem "existe um meio termo"

Bujix disse...

David Duarte, essa do JJ agrediu um polícia" é no mínimo um exagero! Não vamos aqui pintar a manta mais do que já está. O JJ foi tentar soltar um adepto q estava a ser agarrado por um policia. Ponto. Agressão era se tivesse dado (ou tentado dar) um pontapé na cabeça do polícia! Chamar àquilo agressão é ridículo, desculpa.
Um abraço

Pedro disse...

"“Treinador do Benfica protege adeptos da polícia”"

E isto é mau????

Gostava de saber que colaboração o adepto pode dar a ser agarrado e sufocado por 4 gajos.

Ontem foi ele. Amanhã se forem vocês talvez percebam...talvez.

M disse...

e o JJ não podia ter tentado argumentar com os policias? apelar à calma? sei lá, meter-se à frente, sacar de um cravo? oferecer jolas numa roulotte perto do estadio?

epá, o gajo bateu nos braços de um polícia...acho que ele ainda não é político, única classe que não é responsabilizada de nada neste pais..

jose garcia disse...

André Leal, completamente de acordo com tudo.

Pedro Almeida disse...

Como a direcção mete sempre a mãozinha por baixo do Rambo da Amadora e o deixa fazer tudo o quer há 5 anos, depois não se admirem quando o Luisão acha que é boa ideia ir dar uma peitada a um àrbitro ou quando o Cardozo ou o Enzo acham que é boa ideia irem tirar satisfações ao treinador em pleno relvado no final do jogo.
É um clube à deriva onde reina a indisciplina a todos os níveis.

ps: já percebi que quando os super-dragões invadirem o nosso relvado para irem festejar com os seus jogadores vão ser muito aplaudidos por alguns de vós, é isso não é?

pps: não me revejo neste Benfica e a avaliar pelo número de espectadores cada vez menor no estádio, não serei o único.

Anónimo disse...

em pouco mais de um ano:
- o capitão "vai contra o arbitro" (atitude que provoca risos ao treinador);
- o presidente manda os sócios para o caralho durante um acto eleitoral;
- o ponta de lança da equipa (um dos jogadores mais antigos do plantel e um dos estrangeiros históricos do clube, fruto do seu rendimento desportivo) empurra o treinador em público;
- o capitão manda o público para o caralho enquanto festeja um golo no último minuto de descontos;
- o treinador anda à chapada com um polícia após um jogo.

estas cinco ocorrências (que são as mais óbvias... penso que até poderão ter acontecido mais...) provam que o benfica, actualmente, está descontrolado!!!

estamos a falar acontecimentos que têm como protagonistas ou o capitão, ou o treinador, ou o presidente. foda-se, não quero pensar no que poderá acontecer se juntarmos estes três no mesmo espaço!!!!

a mim interessa-me o benfica e não os actos isolados das pessoas. foda-se, não sou ninguém para julgar malta que manda os outros para o caralho, ou malta que decide andar ao empurrão ou há chapada!!! eu já mandei muita gente para o caralho (e muitas mais vou mandar, se deus quiser) e não andei muitas vezes à porrada (se andasse perdia...) mas olhem, foda-se, às vezes um gajo passa-se..

portanto, julgar os actos isolados? julgar jesus por ter andado à bofetada com um polícia? julgar um indivíduo, seja ele qual for, por ter questionado a autoridade? por ter decidido intervir numa situação que lhe parecia injusta?

não contem comigo.

AGORA...

o que dizem estes acontecimentos, analisados em conjunto (todos eles "graves", todos eles ocorridos num espaço de tempo relativamente curto) sobre o benfica actual?

David Duarte disse...

Bujix,

Não gostas do termo agressão? Ok, aceito. Então diz-me là tu o que é agir através de actos violentos (os tais murros no braço do policia).

A questão aqui é muito simples e apenas o espirito gregàrio faz com que muita gente a complique no intuito de defender "um dos nossos".

1. Jesus usou da violência (para não ferir as susceptibilidades de alguns utilizo esta formula) face a uma força da autoridade;

2. As intenções de Jesus eram louvàveis pois sentiu que se estava a fazer injustiça para com um outro individuo;

Não existe mais nada neste caso do que estes dois pontos. O que significa isto? Que, como todo o cidadão, Jesus deve explicar os seus actos perante a Justiça (era o que faltava termos actos violentos para com as forças da ordem e nada acontecer). E nessa explicação ele tem todo o direito de fazer valer as suas boas intenções demonstrando, consequentemente, que a acção da policia foi exagerada.

Isto parece-me evidente.

DeVante disse...

Sou só eu a ver que o adepto estava a regressar à bancada depois de ter recebido a camisola do Garay quando foi placado pelos valentes policiais? Onde estava o perigo aí?
O Garay era dos poucos com a camisola "disponível" e o adepto entrou de rompante. Recebeu e quis sair dalí o que não conseguiu porque os polícias não o deixaram!

Mas vocês não vêm que o mais fácil para o JJ era ter ficado quieto no seu lugar, a mascar a sua pastilha, deixando o adepto ser espancado e ainda no fim vier aplaudir a "pronta actuação policial"? Ah, e no lançamento da nossa próxima deslocação pedir a comparência dos adeptos porque "o Benfica não é nada sem o apoio dos adeptos"?

P.S: o que o Benfica devia fazer era o seguinte:
Fazer um comunicado onde desencorajava a comparência dos seus adeptos nos estádios adversários;

Em todos os jogos na Luz, permitir que os nossos jogadores se desloquem às bancadas para oferecerem as camisolas aos adeptos, mostrando claramente que os adeptos é que são, como costumamos dizer, a alma do clube!

joão carlos disse...

a acção da segurança é legitima e não se discute o que não impede de constatarmos que foi usado no caso especifico de uma força desproporcional aquilo que a situação pedia isso também é claro.

Quanto aquilo que o treinador fez,e estou muito à vontade para o dizer porque acho à muito que ele não serve para ser nosso treinador, não acho que tenha sido assim tão grave ou que tenha manchado a imagem do clube muito mais manchada ficou nos incidentes com os jogadores do nacional ou quando ele gozou com o palerma do machadez ou quando não ficou para assistir à entrega da taça ao vencer na final de maio.
A mim preocupa-me mais o destempero do treinador do que propriamente a acto em si já que esse destempero passa/passou para os jogadores mas com esse destempero que já vem de longa data ninguém parece estar preocupado.

Depois vê-se claramente aqui a hipocrisia do pais que rejubilou com aquilo que fez o capitão da selecção nacional, ou um pais que foi complacente com um seleccionador que agride a murro um jogador adversário isto para não falar numa policia nacional que tem um critério abaixo do douro e outro acima do mesmo.

Anónimo disse...

A reacção que os inimigos estão a ter com o Jesus é o resultado de verem que nem o calendário à medida, nem o novo canal da sportotv estão a resultar. Fc Porto a prazo no primeiro lugar.
O Benfica está forte! O Benfica está bruto! O pessoal está a esganaaaaar!

José Moreira disse...

Tentei, como digo logo ao início do texto, não tecer qualquer tipo de comentário sobre os factos sucedidos em Guimarães. Ainda assim, depois do que aqui já vi escrito, e porque não acharia completamente certo da minha parte, vou fazer o único comentário ao que se passou entre Jorge Jesus e a Policia.

Primeiro vou tentar analisar as coisas sem ter em conta as intenções das partes envolvidas, indo apenas aos factos:

1 – A equipa, por sugestão do treinador como em tantas outras vezes, dirige-se à bancada onde se situavam os adeptos afectos ao clube, com o intuito de agradecer o importante e extraordinário apoio prestado por estes durante um jogo e num estádio muito adversos;

2 – Na aproximação da equipa à tal zona, alguns adeptos, expondo aqui uma grave falha de segurança, conseguem introduzir-se no relvado, invadindo-o e, conforme previsto por lei, cometendo o crime de invasão do terreno de jogo;

3 – De imediato e, naturalmente, na tentativa de corrigir a primeira falha (a tal de permitir a entrada de adeptos no recinto de jogo), elementos da empresa de segurança privada contratada pelo clube visitado, tentam impedir a marcha dos referidos adeptos e, se possível, volta-los a colocar no devido lugar, leia-se, a bancada;

4 – Em nenhuma dessas tentativas existe qualquer emprego das designadas técnicas de impacto, quer por parte da Policia, quer por parte dos elementos da empresa de segurança (pelo menos, das imagens que vi, não vislumbrei nenhum), que é como quem diz, em nenhum momento se vê qualquer espécie de murros, pontapés ou “bastonadas” em qualquer adepto que se havia introduzido no recinto de jogo;

5 – Sendo certo que para se efectivar o tal controlo sobre aqueles adeptos, algo teria de ser feito, se não foi, e muito bem, ao pontapé, murro ou “bastonada”, obviamente teria de ser com agarres e formas de pressão em zonas estratégicas do corpo humano;

6– Jorge Jesus aproxima-se de um adepto que está no chão, com um policia e um steward, repito, UM POLICIA e UM STEWARD, não eram meia dúzia, os restantes “apenas assistiam”, e tenta separar, por meio de palmadas nos braços do policia e empurrões, o adepto das forças de segurança, comento aqui o crime de resistência e coacção sobre funcionário, por tentar, por meio da força física, impedir a detenção legitima de um cidadão por parte dos elementos das forças de segurança;

7 – Com ajuda de mais UM POLICIA, Raul José e Sheu, foi possível afastar Jorge Jesus da zona de conflito, quanto mais não fosse, para que assim se efectivasse a detenção legítima daquele adepto, sendo que para tal, mais uma vez, não foi utilizada qualquer técnica de impacto, novamente, sem que para tal fosse utilizado qualquer murro, pontapé, “bastonada” ou afins;

José Moreira disse...

Dito isto, parece-me absurdo que se diga que os Agentes da PSP agrediram brutalmente o adepto, quando nem sequer murros, empurrões ou bastonadas houve, enquanto se diz que Jorge Jesus não agrediu ninguém, mesmo tendo dado umas valentes palmadas nos braços do Agente se encontrava com aquele adepto.

Para quem não sabe, o certo a fazer, segundo a lei, numa situação daquelas, era proceder de imediato à detenção de Jorge Jesus pela verificação em flagrante delito do crime de resistência e coacção sobre funcionário, submetendo-o de imediato ao Termo de Identidade e Residência, sendo presente na manhã do dia seguinte no tribunal competente.

No entanto, e muito bem, tal não foi levado a cabo para que os ânimos não se exaltassem, ainda mais, e assim não se atinge-se o objectivo primeiro da Policia de Segurança Publica, ou seja, o de manter e assegurar a paz e a ordem públicas.

Não obstante, como qualquer outro cidadão, Jorge Jesus deverá ter sido identificado e assim lavrado Auto de Noticia remetido a tribunal que assim julgará, se para tal achar existir matéria criminal.

Analisando intenções, podemos dizer que Jorge Jesus procurava “proteger” o adepto das mãos malévolas da polícia? Tenham dó, repito, em termos populares, ninguém bateu naquele adepto, apenas o agarraram! Logo, o direito à resistência consagrado na constituição portuguesa, cai por terra. Podemos dizer que Jorge Jesus, no fundo, queria apenas que o adepto voltasse à bancada de forma tranquila? Então porque não actuou Jorge Jesus de forma tranquila? Então porque Jorge Jesus desata às palmadas e empurrões à Policia? Podemos dizer que Jorge Jesus, numa medida populista, tentou defender um adepto e assim granjear o carinho das bancadas que não consegue com títulos? Então para quê manchar, mais uma vez, a imagem do clube com atitudes ridículas e só presumíveis em alguém que não consegue manter o controlo e discernimento emocional? Eu sinto-me envergonhado, mais uma vez, pelas atitudes deste senhor que, infelizmente, ainda representa o nosso clube.

Não venham com a moralidade de que se fosse meu filho, meu sobrinho, enteado, pai ou até se fosse eu, porque eu não entro em recintos de jogo, não tenho filhos, sobrinhos ou enteados, e foi o meu pai que me ensinou que uma sociedade é feita de regras que uma vez quebradas acarretam consequências.

Defender a atitude patética de Jorge Jesus é defender o indefensável. Podia ter a melhor das intenções do mundo, mas com aqueles actos perdeu toda e qualquer razão. Com aqueles actos legítima qualquer adepto que não esteja satisfeito com ele, entre no relvado e lhe dê umas palmadas e empurrões tal qual fez ao Policia. Com aqueles actos, Jorge Jesus só revela mais um pouco do seu caracter. Fico-me por aqui, cumprimentos a todos.

P.S – Para que se evite dizer que no norte a PSP permite tudo aos outros e nada ao Benfica, informo-vos que todos aqueles Agentes que se vêem nas imagens pertencem ao Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

Pedro Almeida disse...

José Moreira estás a oferecer pérolas a quem as não merece.
Quem não quer entender o óbvio, nunca o entenderá e ponto final.

ps: eu por mim já decidi, sempre que algum adepto adversário invandir o nosso relvado, vou aplaudir o tipo.

Anónimo disse...

"Podia ter a melhor das intenções do mundo, mas com aqueles actos perdeu toda e qualquer razão"

onde está a razão neste caso?

está com os seguranças que arrastaram o tipo pelo chão, humilhando-o? (que carácter têm os indivíduos que, só porque fardados, pensam poder usar força excessiva?)

não me parece...

o que jesus fez foi estúpido, inconsequente e, acima de tudo, prejudicial aos interesses do clube. além disso, quando colocado ao lado de outros acontecimentos, prova que se calhar as coisas não estão assim tão bem no interior do clube. dou de barato que as coisas não estão a correr bem. dou de barato também que jesus devia ter pensado duas vezes.

agora, julgar o homem pelo que fez ontem? poupem-me...

não sou fã do mestre da táctica porque me parece um treinador hiper sobrevalorizado, um mau condutor de homens e, em termos gerais, um indivíduo pouco inteligente.

mas no que respeita à situação em discussão, não consigo olhar para ele com "maus olhos" e acho até preocupante que tanta gente (benfiquistas, portistas ou o caralho, para o caso tanto faz, isto só por acaso é que é sobre futebol...) disposta a crucificá-lo.

foda-se, nos tempos que correm, não questionar a autoridade é criminoso. sobretudo quando aparece fardada e pronta a bater na malta.

caro josé moreira, não precisa invocar os ensinamentos do seu pai, que de certeza foram muito valiosos, porque não é isso que está aqui em questão. não é "a vida em comum" que se está a discutir. está-se a discutir se um homem pode ou não ousar enfrentar a autoridade se se sentir (com razão ou não, tanto faz para o caso) injustiçado.

não precisamos de "razão" para enfrentar a autoridade. a estupidez é motivo suficiente. viver em democracia é, em grande parte viver entre estúpidos. é bom? claro que não! eu odeio gente estúpida! mas o contrário... o contrário é a eliminação dos estúpidos e imperfeitos.

jesus sentiu-se injustiçado (ele lá há-de saber porquê...) e explodiu! pronto. fazer o quê? foda-se, que de todas as maluqueiras do homem esta terá sido a mais benigna. 1000 vezes pior foi quando ele, enquanto treinador do belenenses, apareceu numa conferência de imprensa a dizer "o fair play é uma treta". ou não? lembro-me que nessa altura toda a gente se riu... está bem... que ele tem o direito de o dizer eu não contesto.

o que está em causa é o julgamento sumario de um tipo que (goste-se ou não dele, eu por exemplo, não gosto) tomou uma decisão contestatária. decisão essa que NADA revela sobre o seu carácter.

foda-se, no dia em que tipos como o jesus não puderem fazer aquilo que jesus fez, estamos bem fodidos... não quero viver numa sociedade dessas...

tenho dito.

foda-se!

Mandavir disse...

Caro Jose Moreira, habituei-me a ler os seus posts e a pensar que seria uma pessoa de bom senso, bem parece que me enganei... (talvez a sua profissão esteja a toldar o raciocinio, não?)

Assim, aconselho-o a rever todas as imagens que estão no you tube... é que nem sequer conseguiu ver que eram 3 TRÊS as pessoas, volto a repetir (em maisculas como gosta) TRÊS!!! as pessoas que seguravam o adepto do SLB, antes do JJ chegar!!! Por isso recomendo, vai lá ver as imagens e depois podemos começar a falar, do que realmente passou...é que acho que qualquer pessoa com um minimo de bom senso sabe que o JJ errou, mas os Stewards/PSP cometeram erros graves e foram violentos com pessoas pacificas... volto a repetir quem entrou no relvado era pacifico, ninguém tinha intenções de agredir ninguém...

Em relação ao grave crime cometido, recomendo por um lado que, caso não tenha visto, veja o que aconteceu no mesmo estádio em 2011, ou na semana passada quando um jovem adepto do SCP entrou em campo ou quando o Ronaldo nos EUA saiu de campo com outro adepto e me diga se não é esse o comportamento recomendável. Por outro lado só lhe digo que espero que a PSP não comece a "agarrar" pessoas, como diz, quando estas cometem crimes, também gravissimos, com não parar no Stop, passar fora da passadeira ou cuspir para o chão...

De resto, acha que não foi só o JJ que revelou o seu caracter... pois se acha que "Defender a atitude patética de Jorge Jesus é defender o indefensável" olhe que defender agressores (sim, por muito que não queira, o que fizeram foi agredir. Agredir significa atingir com ímpeto ou violência, e não só mandar pontapés ou murros) violentos é igual!

PS - Também o informo que o Benfica já se queixou da actuação da policia de Setubal (no ano passado) e da de Lisboa (por exemplo no SLB_FCP em hoquei do ano passado). Por isso o mal é geral, e não do Norte, onde por acaso a maioria é benfiquista...

Anónimo disse...

Depois da prosa para desculpabilizar a PSP(são todos uns santos) vou ficar `espera para saber qual vai ser a desculpa para o policia ainda não ter devolvido o relógio.

Sim o relógio,possivelmente deve estar a pensar em vende-lo na Feira da Ladra.

Não espera aí,eles não fazem nada disso são todos uns impolutos.

Anónimo disse...

Depois da prosa para desculpabilizar a PSP(são todos uns santos) vou ficar `espera para saber qual vai ser a desculpa para o policia ainda não ter devolvido o relógio.

Sim o relógio,possivelmente deve estar a pensar em vende-lo na Feira da Ladra.

Não espera aí,eles não fazem nada disso são todos uns impolutos.

David Duarte disse...

José Moreira, se calhar é melhor passares alguma da informação ao Vieira:

http://abola.pt/nnh/ver.aspx?id=429999

So por ignorância e não por propaganda (entenda-se, dizer aquilo que os adeptos querem ouvir) ele diz o que diz.

VC disse...

Apenas declaro: como adepto benfiquista sinto-me envergonhado com a atitude do JJ. Para mim isto não é nem pode ser o Benfica.

Pedro disse...

José Moreira, não sei que imagens viste mas as que andam por aí mostram Jesus a começar a pedir calma aos adeptos e seguranças, tudo muito tranquilo até que ao seu lado QUATRO elementos da policia e segurança agarram, sufocam e atiram para o chão o tal adepto. Com a continuação dos apertos é que JJ perde a compustura.

http://4.bp.blogspot.com/-i2LozYOWFKA/UkFQJr3velI/AAAAAAAACOc/qx26op40B78/s1600/psp-jesus.jpg

http://blogaleste.blogspot.pt/2013/09/o-outro-lado-das-cameras.html#links

Antonio disse...

O Anónimo que anda para aqui armado ao anarquista só espero que no dia em necessitar da policia eles lhe façam um verdadeiro manguito e o deixem à sua sorte, só para não serem muito "brutos" com quem está a infringir a lei.

É por individuos como este que cada vez tenho menos esperança no reerguer do SLB. Não sei qual é a moral desta gente para falar dos corruptos, quando, em situações idênticas, tomam as mesma posições de carneirada cega e acéfala que normalmente eles assumem! Que tristeza!!

Bujix disse...

Epah, onde isto já vai... José Moreira, vives em PT? É que parece que não... Permite-me um ponto prévio: envergonha-me o que o JJ fez (tal como me envergonha ver como ele trata a Nossa língua materna..) Não há desculpas para o que ele fez, estamos de acordo, e deve ser punido. O que já não concordo é toda essa conversa de crimes e agressão! Viste ou tens conhecimento de alguém que tenha feito este tipo de invasão de campo ser sequer multado? Já viste ou presenciaste uma cena de pancadaria mesmo em frente à policia? Imagino que sim, e sabes se alguém foi preso, multado ou algo mais do que separar e mandar cada um à sua vida? É este o exagero a que me refiro! O JJ esteve mal, deve ser castigado disciplinarmente mas calma lá com a constituição e com a vontade de mostrar que se conhece a Lei. Se vamos ao limite como claramente tu queres ir, quando um Pai der uma palmada num filho deve ser imediatamente identificado e presente a tribunal porra! Já me fiz entender ou n? Não há socos, pontapés, facada nem tiro, há um velho de 60 anos a dar umas palmadas no braço de um policia! Shame on him, castigo disciplinar de 2 jogos (porra o Hulk abriu a cabeça a steward e levou 4!), e que passe o baile. Claro que o Benfica devia castigar o JJ, mas o Presidente que lá temos teria feito o mesmo, se tivesse os tomates do JJ..., portanto n podemos esperar muito daí

V. Branco disse...

Triste é continuar a ver tantos gritos de vergonha no meu clube. Sabem lá o que é vergonha!
Triste é tantos continuarem a querer ver pelas costas quem nos levou a uma final europeia, quem nos colocou num lugar de destaque na Europa.
É só vidas perfeitas, empregos perfeitos, mulheres perfeitas, filhos, ordenados, tudo e tudo. A avaliar pelo grau de permanente "exigência".
Viva o Benfica. O meu, o nosso, aquele que nem sequer é só futebol, aquele que tantos clamam como seu mas não o merecem.

VC disse...

Sr. V. Branco:
"Sabem lá o que é vergonha!" - o Sr. permite-me que eu sinta vergonha? Obrigado, sim, não volto a dizer tal. Desculpe, sim?
A propósito não sabia que só quem tem "vidas perfeitas, empregos perfeitos, mulheres perfeitas, filhos, ordenados, tudo e tudo. A avaliar pelo grau de permanente "exigência".

Como eu estou desempregado, divorciado, pobre, doente, etc. será que o Sr. me deixa dizer que tenho vergonha. Obrigado V. Branco não sabe como lhe estou grato. A propósito vá à merda.