quinta-feira, 19 de abril de 2012

A arte da guerra

Diz o Ricardo que é um problema o Benfica estar cheio de benfiquistas. Permitam-me ir um pouco mais além: é um problema o Benfica estar cheio de benfiquistas portugueses. É que é muito portuguesa esta coisa de se fazer ruído por tudo e por nada - portuguesíssima a de fazer ruído por nada, focando o acessório em detrimento daquilo que é verdadeiramente essencial. O que é que se discute mesmo? Não interessa. Argumentos? Coisa de somenos. O que importa é esbracejar, vociferar e pontapear o ar violentamente (mas só o ar, que isto é tudo gente pacífica e ninguém se quer aleijar) como forma de mostrar desagrado. E, já se sabe, quem no final fizer o ar mais indignado de todos leva a taça de melhor benfiquista. Ou, pelo menos, leva essa convicção para a almofada - o que, convenhamos, já não é mau.

Nesta modalidade olímpica que é a maratona de autismo conjecturam-se todos os cenários possíveis e imaginários para não enfrentarmos aquilo que está diante dos nossos olhos. E tal como num bom livro encontrado na secção “Crime” da mini-biblioteca lá de casa, o que está diante dos olhos nunca é verdade porque é demasiado óbvio. Também a proliferação da TV por cabo nos lares portugueses na última década tem culpas no cartório: a quantidade absurda de ficção que nos despejam diariamente na sala de estar deixa-nos um bocado alucinados e com a mania de que somos o Gil Grissom lá do bairro. Há que procurar ver sempre mais além, mesmo quando além não há nada para ver.

Vem isto a propósito de andar tudo histérico com as declarações de dois adeptos do Benfica  - e aqui permitam-me o desvario de colocar a hipótese de que dois rapazolas vestidos à Benfica à saída de um jogo do Benfica possam ser mesmo adeptos do Benfica – à porta do Estádio Cidade de Coimbra donde, sem grande brilho mas ainda assim meritoriamente, trouxemos mais um caneco para o Museu da Luz. Nem vou deter-me sobre o teor das declarações dos jovens, até porque a corrente de pensamento que brotou das mesmas é muito mais interessante e divertida. Deliciosa para quem não se nega a uma boa dose de intriga.

Esta inatacável doutrina  - que já fez escola por essa blogosfera fora - baseia-se no sólido pressuposto de que os moços aparentemente chateados com o insucesso desportivo do Benfica nos últimos anos não são benfiquistas. Mais: é óbvio até para a alma benfiquista mais desatenta - mas ainda assim dotada de uma sagacidade acima da média - que aquilo são andrades cujo único propósito é o de tentar minar a estabilidade do nosso clube. Ora isto faz todo o sentido, na medida em que o Benfica está de tal forma ameaçador que desperta nos adversários uma necessidade premente de inventar novas e insuspeitas formas de travá-lo. As arbitragens habilidosas com que nos brindam semanalmente, os sucessivos espectáculos de Harakiri de Luís Filipe Vieira e a incompetência – ou teimosia, ou as duas, nunca saberei muito bem - que o nosso treinador tem demonstrado ao longo das últimas duas épocas já não chegam para descansar os nossos rivais.

Como parar então esta máquina infernal que é o Benfica actual? Simples: envie-se um par de adeptos infiltrados para a porta dos estádios onde joga o Benfica, vestidos à Benfica, com uma sandes de courato à Benfica numa mão e uma mini à Benfica na outra, fingindo estar muito indignados com a ausência de títulos europeus e nacionais que um dia lhes foram prometidos por dirigentes e treinadores. Devem, também, esforçar-se por demonstrar enorme desilusão por um campeonato quase ganho pelo seu clube e que há muito deveria estar ganho pelo clube de que fingem ser. Todo o procedimento atrás descrito deve ser repetido até aparecer um canal de televisão que registe o momento. Muito espertos e imaginativos, estes andrades.

Há que admiti-lo, meus amigos: isto é uma ideia genial! Isto, sim, é desestabilizar os adversários com muita classe. É muito provável que estejamos perante aquela que é apenas a maior invenção do Homem desde os crepes congelados da marca Continente. Qual fruta qual carapuça. Futuramente, a chave do sucesso desportivo de um clube estará na sua capacidade para enviar adeptos disfarçados de outros adeptos para as portas dos estádios adversários. Este plano maquiavélico vindo do norte até podia ter surtido efeito em Coimbra, não fosse o facto de desconsiderar a superior astúcia do adepto benfiquista. Já vos topámos, ó andradagem! Preparem-se para o pior, pois acabam de comprar uma guerra que jamais poderão vencer. No dia em que tiverem 6 milhões de marmanjos à porta do dragão envergando cachecóis com a inscrição “Morte aos Lampiões” tenham noção de que é o princípio do vosso fim. 

"A vitória é o principal objectivo na guerra. Se tardar a ser alcançada, as armas embotam-se e a moral baixa." - Sun Tzu

13 comentários:

Bcool973 disse...

clap, clap, clap

jzz disse...

são os dois funcionários da empresa do Paulo Pereira Cro-magnon.

Ricardo disse...

O sentimento que tive quando comecei a ver as teorias científicas mais rebuscadas sobre o portismo dos senhores adeptos que se limitavam a criticar o óbvio (será?) e a dizer o evidente (será?) foi o de escrever um texto mais ou menos neste tom. Lendo o teu, sinto que era isto que queria ter escrito. Belíssimo texto, meu caro JC. A prospecção deste blogue não anda mesmo a brincar. Tivesse o Benfica uma equipa de profissionais ao nível da captação de talentos que este blogue tem e o Emerson jamais teria entrado pelo centro de estágios adentro.

Vamos ver uma coisa: o que me preocupa é o conceito. Isso é que é perigoso. Vamos imaginar - até aceitar - que, por absurdo, os rapazes que falaram à televisão perto do estádio de Coimbra são do Porto. Aceitemo-lo, por uns breves segundos. Disseram mentiras, injúrias, foram ofensivos e injustos? Não, o que aqueles rapazes disseram foi o que qualquer benfiquista minimamente preparado para ter um cérebro diria.

É que se já chegámos à fase em que, se ouvimos adeptos serem assertivos e críticos em relação a problemas reais do clube, é porque são "infiltrados", então caminhamos definitivamente para o abismo.

Ricardo disse...

Jzz, são? E sabes isso como? E funcionários da empresa do Cro-magnon não podem ser benfiquistas? Então mas os rapazes não eram do Porto? Afinal são do Sporting? Explica-me lá isso para eu entender.

mulher-aranha disse...

Naturalmente discordo da teoria de adeptos infiltrados.
Agora desça lá da sua soberba, até porque fiz exames médicos há pouco tempo e surpresa: eu tenho cérebro! E na minha opinião os rapazecos foram uns tristes sim, uns imbecis sim, patéticos sim, "adeptos" que não merecem o Benfica.
Não é uma questão de ditadura de opiniões meu caro, ser-lhe-á assim tão difícil entender que insultar, ofender, "achincalhar" mesmo o Glorioso em frente a todo o Portugal é totalmente idiota, incompreensível, sem qualquer sentido?

Hattori Hanzo disse...

Excelente o texto. É o costume... muito do pessoal só vê branco ou preto. Ou estás a nosso favor ou contra, não haverá 3ª alternativa. Já agora pagaram bilhetes também aos dois andrades para se deslocarem lá e verem o jogo como adeptos?
Mudando de assunto se o que eles fizeram foi achincalhar o Benfica o que o que se tem feito nos últimos já largos tempos pelos responsáveis do Clube?

moleculasdeamor disse...

Todos nós temos a noção que precisamos de algo... forte, competente, humilde e determinado... mas não sei o que é!

Isto que se tem passado nos últimos 19anos com excepção de 2009 /2010 é que não dá saúde a ninguém...

Eu sinceramente estou-me a cagar para nomes: sejam eles LFV, JJ, o crl ou o que quer que seja...
Quero ver qualquer coisa que faça sentido!!!!

JC disse...

mulher-aranha, aceitei o seu conselho e, a muito custo, lá desci da minha soberba, li o seu comentário atentamente e não vi nada no meu texto que entrasse em desacordo com aquilo que diz.

Aceite também um conselho meu: desça lá dessa teia de raiva e verá facilitada a tarefa de interpretar um texto tão simples.

Ulrich Haberland disse...

Eu saúdo aqueles adeptos. A única coisa em que não me revejo no que eles disseram foi a parte do “tenho vergonha de ser Benfiquista”.
Tenho vergonha de algumas pessoas que estão no Benfica e de alguns Benfiquistas. Mas do Benfica e de ser Benfiquista, não.

Achincalhar o clube para mim é por o Benfica a dar apoio institucional a corruptos, por exemplo. Ou manchar o passado democrático do clube com o que se passou nas últimas eleições e com a revisão estatutária depois feita. Ou ainda fazer o Benfica amigo (daqueles que emprestam jogadores internacionais), a quem é amigo de corruptos e que tão bem tem recebido o Benfica em sua casa...

Para mim, se há coisa que aqueles adeptos não fizeram foi achincalhar o Benfica, pelo contrário.

Diego Armés disse...

Belo texto, sissenhoras. Mas não deixo de achar que aqueles (e os outros que esperaram pela equipa no estádio) são um bocado estúpidos. Ou então sou eu que tenho dificuldades em lidar com vitórias e gosto de ganhar taças, mesmo que sejam da Liga. Um tipo que se envergonha do Benfica quando o Benfica acaba de sacar mais um caneco, não pode dever muito à intelegência - e isto não invalida a legitimidade das críticas anteriores e posteriores àquela vitória; simplesmente, o timing e o contexto foram um bocadinho inadequados.

Vitto Vendetta disse...

ahahahah!

Antes de mais quero congratular-te pela genialidade do post, ao jeito que muito aprecio, e devo dizer-te que por momento algum me passou pela cabeça que esses gajos sejam andrades.

O que eu não compreendo, e NUNCA vou compreender é ver um gajo com um cachecol do Benfica, após aviarmos um troféu, dizer que tem vergonha de ser benfiquista!

Tu tiveste vergonha de ser benfiquista quando mamamos os 7 a 0 em Vigo? Tiveste vergonha quando acabamos em 6º ou 7º? Tiveste vergonha quando viste o Castelo Branco usar o nosso cachecol?

Nunca na vida um benfiquista deve ter vergonha de ser do Benfica, pode até ter vergonha do presidente, do treinador, do estádio, dos jogadores ou do roupeiro, mas NUNCA do Benfica!

Para mim, aquele gajo não representa merda nenhuma, e quem tenha vergonha de ser do MAIOR do MUNDO, nunca será digno de 0.00001 de compreensão da minha parte!

Mais uma vez, parabéns pelo post, foi muito bem conseguido.

rui disse...

Pois,parece que é proibido um gajo se sentir insatisfeito.tudo que aconteça e acontece no benfica.nos so temos é que bater palmas.apoiar.e se for preciso nos colocarmos de joelhos e agradecer aos santinhos todos e á direçao pelo belo trabalho que teem feito nos ultimos anos.....ja chegamos aos 300 mil socios? entao demita se homem...ja fomos campeoes europeus?entao demita se homem...ja ganhamos 2 campeonatos seguidos?entao demita se homem....ja deixamos de ser alvo de roubos e arbitragens vergonhosas?entao demita se homem!

rui disse...

tornaram um desabafo de um puto,num caso...somos mesmos tristes...quando temos tanto á nossa volta que nos rodeia,andamos a discutir esta merda,quando e depois de tudo que se tem vindo a passar,e se passa no futebol e na comuniçao social eis que o benfica hoje nos brinda com um comunicado absolutamente ridiculo e patetico mas vindo de onde vem ja nada me surpreeende,cada vez me convenço mais que eles fazem isto de proposito so pra nos foder o cerebro