domingo, 22 de abril de 2012

Com 6 ou 7 anos de atraso, mas ainda vão a tempo de acordar

Pode ser que, com a censura de bandeiras e faixas que o Benfica ontem patrocinou, as claques comecem a entender e a fazer entender os restantes adeptos de que, no clube, se vive uma autêntica tirania. Pode ser.

Em que o tirano-líder nem sequer vai ver os jogos. 

Não abram os olhos que não é preciso.

15 comentários:

Anselmo Damasio disse...

E tem cuidado que a censura e a falta de educação está a chegar à blogofesra por via de cidadãos anónimos que devem ser vieiristas.
Felizmente não sou vieirista, SOU BENFIQUISTA e preocupo-me com o rumo que o clube está a levar.

SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS
Benficaworld.blogs.sapo.pt

moleculasdeamor disse...

A tirania é subtil vai-se instalando sob a forma de coesão... isto também se observou na politica, porque verdadeiramente vivemos a ditadura dos partidos... efectivamente!
Isto só acontece porque as pessoas se querem perpetuar!

SUPER ÁGUIA disse...

Também começo a ficar lixado com este gajo e com o seu treinador.

Pedro disse...

Ricardo, as claques já à muito sabem disso.

artnis disse...

NADA É IMPOSSÍVEL MUDAR –

Bertold Brecht

Desconfiai do mais trivial,
na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente:
não aceiteis o que é de hábito como coisa
natural,
pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada,
de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar.

Ricardo disse...

Abraço, Anselmo. A falta de educação não está a chegar, já chegou há muito tempo. Abraço.

Pedro, individualmente conheço pessoas com ideias diferentes: uns, muito apoiantes do Vieira; outros, mais críticos mas ainda assim a seu favor. Não conheço ninguém das claques que me diga: "Quero o Vieira na rua". Em termos colectivos, as claques sempre foram um suporte da equipa e nunca levantaram ondas contra a Direcção. O que digo é que deviam fazê-lo mais vezes e de forma mais veemente. Há que educar os adeptos, mostrar-lhes a verdade. A maior parte dos benfiquistas nem sequer faz ideia da podridão que por ali anda.

Pedro disse...

Ricardo, as claques sempre procuraram estar afastadas da política. A "política" deles é o apoio, é cantar pela equipa em todo o lado que lhes for possível. Até que as coisas chegam a um ponto insuportável e alguem dá um grito de revolta e alguns seguem. Pq as claques são compostas por benfiquistas iguais aos outros. Uns percebem de bola, outros não, uns são mais influenciados pelos jornais, outros não, etc.

Mas há coisas que lhes tocam: ver a equipa sem garra, sem vontade, sentirem-se reprimidos pela própria direcção, ver que ninguem defende os interesses do SLB, etc. E isso faz com q alguns decidam manifestar-se. Eu gostava muito que fosse um movimento geral das claques...teria muita força. Vamos ver.

Fehér 29 disse...

A única coisa que as claques suportam são a si mesmas... Tirem as palas e acabem com as claques.

Fehér 29 disse...

Vocês acham mesmo que eles estavam a cantar "Benfica é nosso"?

Ou antes "Benfica é NNosso?"

Anónimo disse...

Em quantos jogos os nn usaram simbolos do clube? Quantos nn vestem o Manto Sagrado? Quantos assistem aos jogos voltados para o campo?

mago disse...

Não conheço ninguém das claques que me diga: "Quero o Vieira na rua". Ricardo, desculpa mas conheces pelo menos dois. Eu e o M.

E nao digas coisas como "Em termos colectivos, as claques sempre foram um suporte da equipa e nunca levantaram ondas contra a Direcção.". Nao e' verdade, e tanto eu como o M. (que estivemos e estamos mais por dentro da coisa) te podemos explicar como a relacao entre claques e Direccao se tem desenrolado (e deteriorado) ao longo dos anos. A censura a faixas, bandeiras, frases (e cachecois!) nao e' de ontem. As cargas policiais dentro do nosso proprio estadios nao sao de ontem. O impedimento de falar em AGs nao e' de ontem. Acontece que ha' muitos socios aqui como o Feher de cima, e tudo o que acontece `as claques e' compreensivel e desculpavel porque afinal de contas estes grupos de socios sao para acabar.

Anónimo disse...

As claques comecem a entender?

As claques foram sempre as primeiras a alertar para a situação. Mas também foram sempre acusadas de serem instrumentalizadas.

O que se viu no sábado não é em nada diferente do que se passou no final da época Nandinho-Camacho-Chalana. Houve protesto no estádio, houve presença numa AG com perguntas importantes colocadas, a recusa de Vieira em responder, a fuga da AG a meio (deixando Cervan a falar em seu nome), uma manifestação de revolta dos adeptos e, claro está, notícias do dia seguinte a falar em "intimidação" e "tentativa de agressão".

Se há local onde há muito se contesta Vieira é nas claques. Os 5% de votos brancos da última eleição, grande parte deles foram depositados pelas claques.

Anónimo disse...

"Quantos assistem aos jogos voltados para o campo?"

Isto é fácil. Faça um tour às instalações, veja as fotos que estão espalhadas pelos corredores do estádio e tem a resposta à sua pergunta imbecil.

Ricardo disse...

Mago, tu não estás em Portugal, o M. raramente pode ir ver um jogo. Falava da malta que anda sempre atrás da equipa. E é um universo reduzido, o que eu conheço. Por isso aceito perfeitamente a tua ideia de que há muito mais gente a pensar como tu e como o M. dentro das claques. Eu é que não os conheço.

A frase sobre o que fez até agora a claque não tem um teor depreciativo. Disse que apoia e que não levantou ondas. Se me dizes que a censura não é de hoje, mais razão tenho para estranhar tão pouca veemência nos protestos ou na crítica. Acho bem que as pessoas queiram apoiar a equipa e larguem a política para outros mas uma claque organizada e lúcida pode fazer muito bem ao clube. E disso nunca vi. Por ignorância, desatenção, talvez. Podes dar-me exemplos de momentos em que as claques tomaram uma posição forte contra esta Direcção?

Claro que não concordo com o Feher e não estou para entrar em extremismos nesta discussão.

Anónimo, óptimo. Ainda bem que assim é. Então demonstrem a indignação. Precisamos de todos para acabar com este benfiquinha.

Anónimo disse...

A verdade,é que a maior parte do público presente no sábado de imediato assobiou quando os NN decidiram "cantar" ofensas ao presidente.
Em relação ao seu poder, espero que nunca seja o Benfica comandado por uma claque, como acontece com o Sporting.
O Benfica é nosso sim, mas tanto dos NN como meu, ou vosso, de todos.