quarta-feira, 11 de abril de 2012

O benfiquista religioso

É um problema: o Benfica está carregadinho de benfiquistas. Uma praga autêntica. Tivesse o Benfica menos benfiquistas e o mundo seria um mundo melhor. E o Benfica um clube melhor. O problema adensa-se quando nos deparamos com o facto de, além de o clube ter demasiados benfiquistas, ter muitos religiosos. Demasiados.

O benfiquista religioso é aquele para o qual a equação se resume a uma regra simples: o Benfica é sempre melhor e ganha sempre; se deixa de ganhar, a culpa estará noutra qualquer razão, transcendental ou não, mas sempre alheia ao próprio clube e a quem o serve. 

O benfiquista religioso não acredita em culpas próprias - que ignomínia! -, muito menos reflecte sobre a possibilidade. Crê na injustiça extrínseca - algo ou alguém está contra nós. E o mundo, esse vil e cruel lugar, há-de tudo fazer para que o Benfica não ganhe. 

O benfiquista religioso tem uma equação própria: o grau de confiança nos outros é directamente proporcional à evolução de poder que os outros têm no Benfica. Se é Presidente, confia-lhe a mulher, os filhos e até o strap-on que religiosamente guarda na despensa da cozinha (para os momentos mais secretos); se é adepto como ele, acha-o um traste de primeira e não se coíbe de brindar o semelhante com toda a gama de insultos - geralmente pouco imaginativos - de que dispõe no seu vernáculo-vocabulário primata. 

Para o benfiquista religioso não interessa que o Deus em que acredita seja o mesmo que, pelas suas acções, vai contra tudo o que supostamente defende. Se um Presidente do Benfica apoia corruptos, o benfiquista religioso não se pergunta sobre isso, antes arranja forma de defender o facto com alguma teoria retirada da despensa (geralmente com um strap-on enfiado no olho que é cego): há-de ter estratégia, tudo isto. E inventa para si e para os outros razões superlativas pelas quais cegamente crê num ser que não existe. 

O benfiquista religioso é de amores. E de ódios. Se ama, vai até ao fim do mundo na defesa dos seus deuses; se odeia, enxovalha e humilha até ao fim da sua vida. O Benfica neste processo interessa muito pouco, quase nada. Importa sim odiar ou amar, ser deste ou daquele, crer ou descrer com toda a infinita pujança a que um ser humano pode almejar. 

O Benfica está carregado de benfiquistazinhos. Daqueles que, por óbvia incapacidade, vêem o clube como uma tasca de afectos e guerrilhas. Não interessa a discussão, o vinho que chegue e aos litros - logo se verá se o clube sobrevive.

Mas cuidado com o benfiquista religioso - a ressaca pode ser nefasta. E os amores tornados ódios de repente, sem aviso nem anúncio, só cerebelos electrocutados na visão da realidade. E, num instante, num jogo, num momento específico, metamorfoseiam-se crenças em crueldades e vai tudo a eito, ódios e amores, guerras e ternuras, gestos e lugares obscuros. 

Não há nada mais difícil para o benfiquista religioso do que ser confrontado com a verdade. Assim como ele acredita que o mundo é gerido por osmose pelo filho de um carpinteiro nascido há 2000 e tal anos, assim ele vê os seres do Benfica que ama e defende. E tal qual aqueles nomes horríveis que um dia, perdido de bêbado em frente ao muro de uma estação, chamou ao deus-menino (só porque havia descoberto que o vizinho da frente afinal ia lá a casa não só para arranjar os canos da cozinha), assim ele é quando descobre que anda a defender uma canalha de incompetentes. Perde-se muita fé no processo, naturalmente.

Mas o benfiquista religioso tem esse poder intangível da sublevação silenciosa: um dia é isto, no outro dia já é aquilo. E nem ele nota a evolução do processo que o faz ser graduado e até doutor na escola da incongruente imbecilidade. Vai atrás do cérebro, aos saltinhos, povoado de incompreensão. Alguns acordam, a meio da noite, suados, tremidos, agitados. Uma impressão de alguma coisa que não compreendem. "Serei boçal?", perguntam-se, mas logo entendem que a palavra lhes é desconhecida e que o mundo afinal é essa grande loja dos chineses que, tendo tanta coisa, não tem nada para eles.





23 comentários:

moleculasdeamor disse...

A nossa religião é Competência e o Bom Senso em prol do Clube! Essa é a religião que pretendemos!

Diego Armés disse...

No meio de tanto texto e de expressões tão boas, quase se perde a parte que importava sublinhar, ampliar e deixar à vista de quem dirige o Benfica: o povo que os sustenta é o mesmo povo que os há-de derrubar - com ou sem justiça. Mas normalmente as pessoas só pensam nessas coisas quando elas acontecem, por mais que a história demonstre que é desfecho comum quando se desencantam homens arrebanhados.

JNF disse...

Armés, nem no Football Manager o Vieira deixa a presidência do Benfica. Até o Pinto da Costa sai primeiro.

Quanto ao texto, acaba por ir ao encontro do que acabei de publicar sobre o Veiga e o Figueiredo. Infelizmente, tens razão no que dizes. Basta ires ao Bimbolagartada para verificares o que dizes.

JediVermelho disse...

Excelente e esclarecedor! Como sempre...

Carlos Covas disse...

Sera isto assim tão difícil de compreender? Aparentemente ainda o e para muitos benfiquista o que lamento.

MM disse...

Soberbo, como sempre deveria (e pode) ser.

MM disse...

Mais do que soberbo, aliás, de muita forma diferente: fosse benfiquista e serias tu o meu presidente.
Desde que prometesses manter este registo, lógico. Prometer = Fazer, porque uma promessa de pouco vale quando se anda a reboque de impulsos, problema de Religião (como o texto muito bem diz) mas também teu.

Isto se quiseres acreditar no que te digo, claro.

João disse...

Primeiro que tudo, e porque ser do Benfica é um privilégio, e é uma coisa, que por mais desgostos que nos vá dando, é algo de muito positivo, quero salientar a beleza das fotos que vão aparecendo neste blog, um verdadeiro must.

Nesta altura, e não descurando a importância da discussão sobre a direcção do Benfica, importa-me mais falar sorbre a direcção técnica do Benfica:

JJ é um bom treinador, no que ao jogo diz respeito, eu sinceramente tenho esta opinião. Mas JJ sofre de um sério problema, de algo que é considerado um pecado capital:

"Vaidade - Conhecida como soberba, é associada ao orgulho excessivo, arrogância e vaidade. Em paralelo, segundo o filósofo Tomás de Aquino, a soberba era um pecado tão grandioso que era fora de série, devendo ser tratado em separado do resto e merecendo uma atenção especial"

Continua (...)

João disse...

Continuação (...)

Pois é, JJ acha-se muiiito bom, acha-se melhor que qualquer um, e acredita piamente que possui o dom da infalibilidade. Ele nunca se engana, daí nunca dar a mão à palmatória, nunca assumir que cometeu algum erro. Acha que todas as suas opções são válidas e que não têm discussão. Por isso existem "Robertos e emersons", por isso existem as tácticas suicidas, daquelas que nos fazem perder jogos. A sua cegueira é tão grande que acredita que esmaga qualquer adversário, bastando para isso "difundir os seus conhecimentos". Não interessa se temos 4 no meio-campo, ou 3 ou 2, ou nenhum. Vamos esmagar... -nos. Foi isto que aconteceu sistematicamente, ao longo de 3 anos.

Depois de 3 épocas, o que é possível retirar de JJ no Benfica:

- Futebol vertiginoso de ataque;
- Equipa não sabe gerir um resultado;
- Jogos em sobressalto;
- Jogadores espremidos até ao tutano;
- Péssima condução de homens;
- Teimosias individuais inenarráveis (emerson, roberto, os casos mais evidentes)
- Grande Di Maria e Ramires;
- Criou um DE de eleição;
- Declarações do âmbito twilight zone;
- Benfica só sabe jogar de uma maneira;
- Invenções tácticas;
- Invenções tácticas;
- Invenções tácticas.

Continua(...)

João disse...

Continuação (...)

O jogo de ontem é exemplar:
- Dois centrais que manifestamente não estavam em condições de jogar;
- Emerson em campo??????!!!!!!!!
- Os outros treinadores sabem como o Benfica joga, desde o ano do título, e não custa nada anular-nos;
- O sportém ontem jogou de uma maneira tão simples que até dói. Era visível, especialmente na 1ª parte o que eles faziam. Fechavam muito atrás, e deixavam espaço sempre no raio de acção do emerson (sempre!!!). Para quê? Para ele receber a bola, e estragar todas as jogadas em que interviu. Impressionante! Mais ninguém viu isto?! Não é possível, era tão óbvio, grande jj…. E depois era pontapé para a frente e aproveitar a péssima condição física dos centrais.
- Já não há mais nada a dizer sobre o jogar sem meio-campo, por parte do Benfica. Não é possível ter um “cego” a treinar-nos. Não dá. Ainda por cima, para pôr um jogador que “fechou a loja” na Rússia.
- Quando, a 20 minutos do inicio da partida, vi as equipas iniciais, escrevi no meu facebook que ou muito me enganava, mas aquilo ia dar para o torto. Que jogar sem meio-campo ia destruir o futebol do Benfica, e que o emerson seria claramente, mais uma vez uma vergonha. Tenho muita pena, mas não me enganei..
- Em Londres, houve um jogador que fez uma exibição fabulosa: Matic. Qual foi o seu prémio? Não jogar. Houve outro que nos mostrou o que é jogar com 11: Capdevilla. Prémio? Ser preterido em detrimento de um pino..
Sem Aimar, havia alguma coisa para inventar? Alguma dúvida? Javi a 6 (embora ontem tivesse sido um jogo para esquecer) Matic a 8, Witsel a 10, B.César e Gaitán nas alas (convinha que fosse o Gaitán modo Champions….). Mas não, toca a jogar sem meio-campo..
- Intervalo: sai Rodrigo (boa aprendeu) entra Djaló (foda-se?! Ainda não aprendeste que não tens meio-campo e que sem ele não ganhas?!)
- Sai Javi (boa, entra o Matic!) entra N.Oliveira (foda-se e o meio-campo?! Ainda não viste isso?!?! É isso mesmo, põe o Witsel lá para trás…)
- Sai Gaitán (entrou? Boa entra Matic, Witsel sobe, finalmente Djaló vai para algum lado, para a direita ou esquerda e deixa de andar por lado nenhum perdido!) entra Nolito (não acredito nisto?! O homem não sabe que existe uma coisa chamada meio-campo)
- O sportém continua a humilhar-nos e o Artur a fazer uns milagres…

Continua(...)

João disse...

Continuação(...)

Fim do jogo:
Pensei sinceramente que iria estar muito mais fodido que aquilo que estou. Surpreendido comigo mesmo. Porque é que isto acontece? Fico intrigado, e procuro resposta:
Já sei! Quando somos humilhados por este sportém, quando o nosso melhor jogador em campo é o GR, quando uma equipa que não tem 1% de margem de erro para ser campeã e joga desta maneira não há Artur Soares Dias que me alivie o resultado e me faça explodir e me deixe louco. Parece um contra-senso mas não é. Fomos prejudicados com um penalti claro logo ao minuto 1, o que iria mudar o jogo, mas depois não fazemos nada, NADA!!!!!, para tentar virar o nosso destino, então não temos perdão e merecemos não ser campeões. Podem vir-me falar dos árbitros, e com razão. Mas nós não merecemos. E isto deixa-me resignado. Não me deixa furioso! Preferia de longe estar aqui doido, possuído, em fúria, era sinais que tínhamos sido vítimas de um “árbitro profissional”. Mas não, fomos vítimas da besta que nos treina, da sua soberba! Quando é assim, não vale a pena….
Temos um “lunático” a “treinar” a equipa, ontem foi só o ponto de exclamação que faltava.

Por mim, JJ saía já! O que mais me doeu ontem foi ver a nossa equipa perder merecidamente, sem honra. E como a cereja no topo do bolo, “tenho” de ouvir o nosso “treinador” dizer que o jogo foi equilibrado, ocasiões de golo semelhantes, que o Benfica não foi inferior. Quando lhe fazem perguntas sobre a (péssima) condição física dos jogadores, diz logo que não é nada disso. Ele não admite os erros!!!! Nunca!!!
É este cego que claramente não vê os jogos onde participa que tem de nos orientar os jogadores? Isto é possível? São declarações de alguém que é desequilibrado mentalmente ou de quem sabe bem o que quer……………..

PS1: ter de ouvir o inefável Eduardo Barroso (dizer com razão!!) que as declarações do JJ mostram o quanto ele não serve para treinador do Benfica é perturbador e deprimente. Aquela alminha acertou na mouche!

PS2: Apesar de ser um pasquim, o record de hoje traz dois artigos de dois jornalistas da casa (Nuno Farinha na pág.2 e João Rui Rodrigues na primeira página sobre as noticias do Benfica) que dizem tudo acerca do treinador do Benfica. Podemos ver aquilo como "perseguição" ao clube, ou então apenas constatar as evidências..

Final(!!) :)

POC disse...

@Ricardo, nunca me enganaste. No meio dos meus copos de Coca-Cola, eu bem vi o Vieirista que tu és! Uma vergonha!

Bom, o circo está para começar. E o Querido Líder vai sacudir a água do capote.

Grande texto oh Vieirista.

POC disse...

A sério, e pára lá de fazer posts com o que me ouves dizer antes dos jogos.

Nuno Pinho disse...

Percebo a abordagem, mas há coisas de difícil explicação. O Aimar levou dois jogos de suspensão. O castigo foi comunicado poucas horas antes do primeiro jogo frente ao Chelsea. O James por ter dado um murro a um jogador adversário, sem bola, levou um.
Claro que também aqui falhámos. Da direcção do Benfica não houve uma palavra...

- E com isto digo que a fragilidade é nossa, por dependermos tanto de um génio que não aguenta uma temporada. Como não vejo sinais claros de estar a ser preparada a sua sucessão, leva-me a pensar que o tradicional modelo com o nº10 será abandonado em breve...

- O Emerson colhe elogios dos insuspeitos comentadores da RTP e nada mais. É muito arriscado jogar uma temporada inteira com 10. O Capdevilla não é o lateral desejado pelo Jesus, mas merecia mais minutos e, acima de tudo, mais respeito. Ver um jogador manifestamente inferior tirar-lhe o lugar, semana após semana, não deve ser fácil de gerir. Ganhou a teimosia do Jesus!

- Este Rodrigo não é o mesmo desde a entrada assassina daquele animal, que, na Luz, foi vergonhosamente acarinhado pelos nossos capitães. Custa-me ver o Rodrigo jogar desta forma, quando ainda há uns meses atrás galgava sozinho até à baliza…
Não estamos preparados para tamanha maleficência, é?

- Foi péssima a abordagem ao jogo de Alvalade. Antes ouviu-se o inesperado elogio aos árbitros portugueses, durante a tristeza de um suposto candidato ao título, e depois a crítica apontada num só sentido: árbitro. Claro que o Jesus esteve mal, mas a conferência de imprensa só serviu para o desgastar ainda mais.
Alguém me consegue explicar as funções do dirigente do ano?

- Ainda sobre a conferência, já se percebeu que o tal Adilson do jornal Impacto não passou de mais uma manobra de diversão...

- Reservo-me na avaliação ao trabalho do Jorge Jesus porque ainda falta, pelo menos, garantir a entrada directa na Champions. Na conquista do campeonato, a actuação do Soares Dias deixou poucas dúvidas. Por muito que nos tivéssemos posto a jeito, fiquei com a ideia que o "dividir para reinar" continua bem presente no sistema. Beneficia-se os de verde para ganharem o campeonato deles e deixa-se os de vermelho a espumar contra eles.
Com isto quero dizer que, tanto no plano nacional, como internacional, as arbitragens ajudaram-nos a sair da luta. O nosso problema está bem identificado: É preciso mais firmeza na representação "institucional".

- O Artur voltou a ser enorme. Lamento que o Benfica não vá à mesma fonte trazer o Hugo Viana, mas, a julgar pela exibição deste contra o FCP, já sabemos onde vai parar na próxima época. Quem viu o "jogo da amizade" sabe que não vai ser o único. E o Leonardo Jardim vai substituir o, mais do que previsível, treinador campeão. Caricato, para não utilizar outra palavra...

- LFV responsabilizou-se pelo insucesso desportivo da última temporada, numa entrevista à RTP que devia ter sido evitada. E agora?
Que palavras mágicas sobram para a sofrível recta final do campeonato?
Alguma palavra para a forma como (des)aproveitaram o mercado de inverno?
Com metade da época jogada, não perceberam que a equipa insistia em jogar afunilada no meio e que faltava velocidade nas alas?
Ao contrário do que o presidente disse, no Benfica, não há uma estrutura preparada para o êxito.

- Se calhar não passo de um ‘benfiquista religioso’, mas, mesmo com todos estes defeitos, continuo a achar que temos a melhor equipa nacional. O problema é que neste campeonato isso não chega. Os desabafos do Máxi e do Artur são esclarecedores. Os nossos jogadores sentem esta perseguição na mesma medida que os jogadores do FCP sentiam as "costas quentes" durante épocas a fio. Assim é mais difícil. Já o sabíamos. Torço para que a não renovação com a Olivedesportos seja apenas o primeiro passo de uma estratégia de enfraquecimento dos vícios no futebol português. Por uma época, a direcção do Benfica esteve perto de abanar com a estrutura, mas na época seguinte achou por bem apoiar o Fernando Gomes. Sim, não dá para perceber.

Ricardo disse...

JNF, isso nesse lugar já se ultrapassou a religião: está-se no fanatismo demencial. A história que inventaram sobre a minha pessoa é uma delícia. Que classe de gente, santo Aimar.

MM, devolvo a bola. E uma pequena explicação: "cabra" é bezana.

João, está tudo dito. Ou quase.

POC, o próximo passo será queimar Jesus na grande fogueira. O CM já começou: "Vieira desiludido com Jesus". O que importa é que algo mude para que tudo fique na mesma.

Nuno Pinho, excelente comentário. Estão aí alguns dos vários erros da época. Tu não és religioso, meu caro.

JC disse...

Tantas e tão pertinentes coisas que foram ditas até aqui.

Ricardo: texto fraquinho. O habitual, portanto.

Aos comentadores de serviço: obrigado por mostrarem que há gente que quer discutir o Benfica. Ainda há esperança.

David disse...

  O Ricardo, mas tu achas que se depois das duas maiores humilhaçoes da historia do Benfica que tivemos que sofrer o ano passado não chegou para os religiosos se desencantarem do ditador que temos no poleiro com uma derrotasita se vão chatear? eles são carneiros y culpado de tudo vai ser o que Rei Sol disser, toca a vez agora a Jesus tomar o lugar que foi de Veiga e de Rui Costa, sempre há um culpado para tudo.           . Como já comentei noutro blog, deixo aqui os factos que encontro nos últimos 10 anos do Benfica, isto é, da era de Vieira no Benfica, y repito, isto são FACTOS comprovados e contrastáveis e se alguém encontrar uma mentira nisto que diga e rebata sff:

1 – A Olivedesportos manda nesta merda toda porque é o Banco do Futebol em Portugal, sem Olibeiredo não há guita e sem guita não há negocio. Há duvidas nisto?
2 – A única pessoa que teve tomates em todo Portugal e arredores para acabar com o Olibeiredo chama-se Joao Vale e Azevedo e o Olibeiredo abanou e de que maneira. Há duvidas nisto?
3- O Olibeiredo reagiu à afronta e mandou o seu cavalo de tróia tirar o Vale da direção do Benfica de seu nome Manuel Vilarinho que a 1º coisa que fez quando chegou ao Benfica foi assinar o contrato com o Olibeiredo mesmo com uma sentença do tribunal a favor do Benfica. É mentira isto?
4 – A partir daqui financiaçao da Mafia ficou restabelecida y a cúpula do Benfica começou a ficar infestada de portistas e Sportinguistas.

            Em linhas gerais este é o problema do Benfica, depois disto tem sido sempre a mesma merda, grandes equipas grandes orçamentos os que mandam cada vez mais ricos golpe de estado em forma de mudança de estatuto para perpetuar o amigo dos nossos enemigos no poder, e nos a perder anos de vida a conta destes chulos todos. 
            Depois dos factos históricos que são a base do estado actual temos agoraos factos mais recentes e repito, se alguém encontra alguma mentira que fale:

1 – Na altura (não me lembro de datas) Valentim Loureiro foi apoiado para a liga por... Luis Filipe Vieria, que é Valentim Loureiro? Penso que todos sabemos a resposta. Há dúvidas nisto? É mentira?
2 – Mais recentemente, o nandinho das facturas foi apoiado para a presidência da liga por quem? Por LFV É mentira isto?
3 – Depois de (2 anos?) de roubalheira com o Nandinho a mostrar serviço, quem apóia o Nandinho inequivocamente para a FPF sabendo que o V. Pereira vai com ele? LFV É mentira isto?
4 – Desde há 5 anos para ca que não se fala de arbitragens na direção mesmo depois de escândalos como os de ontem y do castigo do Aimar mas cuando se fala mal do LFV é ver sair comunicados trás comunicados em nome do SLB a defender o bom nome do seu presidente, mas os jogadores e sócios que se fodam ne. Há duvidas nisto? É mentira isto? 
            Aliado a estes factos nada melhor que encontrar uma besta de treinador encomendado à imagem e semelhança do presidente. Um animal egocêntrico insuportável com uma puta duma mania sem igual e que consegue ser  mais incompetente que o Artur Jorge!!! (nunca pensei que houvesse alguém pior que esse mas parece que sim). 

Acordem Benfiquistás, o maior problema do Benfica tem nome e apelido e chama-se Luis Filipe Vieira

            Depois destes factos acho que indesmentiveis só me ficam duas grandes duvidas.
            1º Com o pessoal chateado como anda e as eleições mais ou menos perto como vai fazer Vieira para anunciar o acordo com o Olibeiredo?
            2º Para que equipa joga Rui Costa? (que grande desilusão com este tipo...)

Bruno Pereira disse...

Não é por perdermos que as críticas têm que surgir. As críticas, porque existem muitas a fazer, teriam sempre que surgir. Desde os apoios a elementos do sistema, até empréstimo de jogadores a um clube que luta pelos mesmos objetivos e tem conexões com a máfia maior, passando pela teimosia do treinador e pelos contentores de jogadores contratados...enfim, é melhor parar pois há muita coisa que necessita de ser explicada. Mas o que mais me irrita é ver que quando o Benfica está mal aparecem logo os abutres do costume (Veiga, Figueiredo, etc.) e depois nas eleições temos os abutres e LFVieira...acabando este último por ganhar, não por ser uma boa opção, mas porque é o mal menor. E enquanto assim for não alcançaremos o potencial que temos.

Constantino disse...

Ricardo,

O benfiquista religioso existe em todos nós, é como a apendice. O problema é que tal como esta, em algumas pessoas... infecta. Lembro-me sempre que sou um benfiquista religioso naquelas 3h a seguir a um mau resultado do SLB: a culpa é dos corruptos, a culpa é do arbitro, etc etc. Mas depois penso (atenção penso) que regresso ao normal e avalio as coisas de outra forma. O meu grande medo relativamente a tudo isto é de não sair da bolha religiosa, pensando que o fiz. Tenho medo de entrar em negação, porque vejo muitas pessoas faze-lo e receio que seja contagioso.

Abraço

moleculasdeamor disse...

Ainda acerca de seres religiosos aqui vai um contributo mais alargado...

Vou disparar ideias...

Estou farto de LFV e de JJ, de Figueiredo, Madaleno, Brunos Carvalhos, Monizes, Antunes e Veigas!!!!!... e outros iguais...

Acredito em Rui Costa (posso estar enganado)... talvez em Preud'homme (?)... em dar ênfase à formação - Yartey, Roderick, David Simão, Luis Martins(?) - e a outros valores como Melgarejo, Nuno André Coelho, Perez (colocá-lo no devido sitio) e Urreta...
Acredito que não devemos apoiar ninguém afecta direta ou indiretamente ao sistema... acredito que não devemos fazer alianças com ninguém... acredito que nos devemos cagar em todos os insultos que pretendam mimosear-nos (não responder a nenhuma provocação - deixá-los a falar sozinhos, vão-se cansar mais cedo ou mais tarde)... acredito que quando voltarmos a ser roubados de forma ostensiva devemos ABANDONAR O TERRENO DE JOGO - não acredito na violência! Se tivermos que ir para a segunda divisão... vamos... não podemos é continuar a pactuar com estas porcarias ( e não é com comunicados que vamos lá ... é com ações, não gostam da minha proposta? Arranjem outra tanto me faz...)...
Acredito que mesmo perdendo consideravelmente algum dinheiro devemos transmitir os jogos na Benfica TV ou outra cena qualquer diferente da Spor...

Acredito que com Homens honestos e com tomates e sem medo de nada podemos chegar a algum lado e não são as derrotas que me lixam é a falta de atitude à Benfica!!!!!

E no meu entender, quando havia honra era assim, quando algo corre mal é o timoneiro que deve assumir as responsabilidades ... 12 anos já chegam... ainda gostaria que me explicassem que merda foi aquela do Roberto Jimenes (a compra e a venda) e os camiões de jogadores - devem pensar que sou otário... porcarias! não gosto delas! fora do Benfica ou dentro....

Acredito que uma equipa diretiva honesta e um treinador apaixonado pelo futebol e pelo Benfica que somos capazes de colocar o nosso clube outra vez de volta ao seu devido lugar... mas isto sou eu que sou um ganda maluco!!!
Mantenho-me sócio... se calhar apetece-me ir votar... com ou sem eleições antecipadas (tanto me faz)!
Se o senhor que manda amasse o clube, provavelmente depois de 12 anos de insucessos, procurava criar condições para uma nova alternativa credível... mas isso sou eu que devo ser um ganda maluco!!!! E o saneamento financeiro 400 milhões de saneamento?!!!... como nos devemos todos sentir saneados... penso pela minha cabeça é uma religião marada a minha... fora de todos os cânones dogmáticos... tenho que pensar em criar uma cena realmente nova...

Aqui neste espaço nós somos capazes de pensar o Benfica de uma forma séria e responsável! Acredito nisso!

K disse...

Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.
-- Albert Einstein

Ulrich Haberland disse...

O que me "soia" dizer:

- Os "notáveis" do clube podem ir todos fazer um viagem nos Costa Cruzeiros

- O JJ já não deve estar em speed-dial no móvel do "Querido Lider". É sempre triste ver uma amizade tão sincera terminar...

- Com 10.580 votos das Casas do Benfica o "Querido Líder" deve estar a salvo de qualquer Povo (acarneirado/arrebanado ou não)

- Com isso o BES e o olibeiredo também continuam a dormir descansados. Assim como o "Querido Líder" e o seu séquito. O deles continuará assegurado.

- O crac continuará a ganhar campeonatos mesmo com quadrupedes da espécie asinina como treinadores.

- O cracB vai disputar o 2º lugar connosco até ao final dos campeonatos e o zbording vai lutar pelo 4º lugar.

- Vamos comprar e vender mais uns camiões de jogadores

- Vamos deixar de ganhar a Taça da Liga

É isto.

Catenaccio disse...

O David disse tudo. Concordo 100%.