sábado, 21 de abril de 2012

Foi muito bom (pena o muito mau)

Diz Jesus no final do jogo, em direcção às críticas que o questionavam sobre opções discutíveis ao longo da época, que a mudança de um jogador não faz um conceito. Tem razão, claro, a menos que o conceito esteja errado. E esteve, Jorge, o conceito esteve sempre totalmente errado. Aliás, o facto de, num jogo fundamental como o de hoje, teres prescindido dos teus homens-referência - como Emerson, Javi, Gaitán e Rodrigo - pode dizer muito do que és como treinador: muito bom ao nível do treino, da estratégia e da facilidade com que transmites à tua equipa o que queres, mas péssimo na gestão dos recursos, horrível no equilíbrio emocional da equipa, destruidor no discurso.

O Benfica hoje entrou com três excelentes jogadores que não foram, ao longo de uma época inteira, soluções viáveis para o treinador do Benfica. Dois deles - Capdevila e Saviola - dançaram entre o banco e os assentos aquecidos e o outro, apesar do início e da qualidade que gritava por vida, um elemento de recurso. Ora, Capdevila - se em comparação com Emerson - e Saviola - se em comparação com qualquer avançado do Benfica - não são recursos nem sequer opções a título esporádico. São evidências, sempre foram. Jesus tê-los deixado em lume brando é culpa de Jorge e de mais ninguém. 

E, de repente, Jorge decide que é tempo de mudança. Contra o Marítimo, a quatro jornadas do fim, Jorge decide que é tempo. Não vos estranha tudo isto? Possivelmente sou eu que vejo coisas, imagino outras, invento, vocifero, dramatizo. É de certeza isto: dramatizo. Ou então Jorge, com os colhões no cepo, decide meter os melhores jogadores do Benfica. Mas não.

É que, após uma lição de bola de Capdevila, Nolito e Saviola na primeira parte, Jorge não estava satisfeito. E então convinha dar impaciência aos que estavam no estádio. A equipa entra mal, sofre, mama um golo, pode mamar mais e o que faz Jesus, o Jorge? Saca Aimar (bem, já que não estava em condições; mal, porque se não em condições simplesmente não entrava) e Saviola (péssimo, porque perde o único gajo no Benfica - saindo Aimar - que sabe verdadeiramente o que é ver a bola para além das costuras). Mete Javi. E o resultado é: Javi e Matic, dois gajos nas alas e dois avançados. Depois tem sorte: Rodrigo marca um golo (que Saviola tinha marcado da mesma maneira, a passe de - oh! - Nolito). Génio! E, como é óbvio, veio falar disso na conferência de imprensa. Afinal, é o mestre da táctica e não só, o homem da "nota artística", que refere em frente aos jornalistas.

O que ficou por dizer neste jogo foi que Artur salvou quatro lances de golo evidente. E disso nem Jesus falou - apesar de Roberto ter sido uma grande aposta sua, defendido pelo mister até ao limite o ano passado-, nem ninguém admitiu a coisa. E depois o resultado é 4-1; quem pode, afinal, discordar de toda esta dinâmica ofensiva?

Nos entretantos, as claques cantavam contra o Vieira (acordaram agora) "O Benfica é nosso" e o povo estava feliz. A democracia é uma coisa tão bonita, não é?




14 comentários:

Ricardo disse...

Carrega Ricardo. Estiveste na barraca das bifanas nas minis!!

João disse...

Aquilo que vou dizer é claramente um absurdo mas confesso que me passou pela cabeça quando o jogo começou: o jj pôs estes jogadores, numa vaga "esperança", de perdendo o jogo, poder afirmar a plenos pulmões que ele é que tinha razão em não os pôr a jogar.

Enfim, delírios da minha cabeça, neste momento, desportivamente traumatizada..

Quanto ao jogo: Nolito, enfim.. ganda gaitan........ Capdevilla, o emerson é que é muita bom..... E no inicio da segunda parte, novamente o treinador da equipa adversária vê e faz o óbvio, povoa o meio-campo, o que é meio caminho andado para ganhar jogos ao Benfica do jj, já que meio-campo é coisa para meninas...

Vitória justa, com alguns momentos de bom futebol e outros momentos em que só corríamos com os olhos. Foi nitidamente um jogo de fim de época em que já quase nada há a ganhar, apenas garantir o segundo lugar (€€€).

Mais uma flash interview surreal. Ricardo, se não viste, vÊ e depois sorri, que isto de nos espurmar-mos por causa daquele lunático não é justo..

Master Groove disse...

Epá, Jethro Tull... fixe.

estive lá e o ambiente das claques esteve esquisito... na 1ª parte silencio total!! depois foi isso... coiso.

Bcool973 disse...

Ricardo, eu sei que hoje as claques manifestaram-se contra o Vieirismo, nomeadamente os No Name Boys e a canção não foi uma loa a Vieira, mas antes um aviso.
Esquecem-se as claques e esquecemo-nos nós, que o Benfica já não é nosso, é da SAD, dos accionistas e dos credores ...
quanto ao que diz Jesus, ainda bem que me diverti a ver o jogo do Barcelona-Real em vez de ouvir o Jesus ... Dele falo daqui a 3 jornadas ...

João Duarte disse...

Tavas de boné e óculos escuros brancos? Se eras tu... Ganda barba!!!

rui disse...

nao joao..tava de cuecas e chinelos a fumar uma ganza atraves de um bong vermelho.Pois..enfim..que mais querem que eu diga?Ja sabem que eu nem sequer estou pra discutir jj,nem jogadores nem treinadores,eleiçoes em outubro,deviam ser ja ontem

Luis Rosario disse...

A claque mandou uns avisos ao LFV e uns "Oh Vieira, vai pó..." Não houve loas hoje, só manifestação de desagrado.

O "Benfica é nosso" também era um sinal de que "não é teu Vieira".

Do resto, sobretudo da rotação e do Jesus já tudo dissemos e voltámos a dizer... É por demasiado evidente...

Abraço

João Jordão disse...

Oh Ricardo, foda-se, jogamos com o Feirense ou com o Marítimo que está a discutir o 4º lugar com o Sporting? Eu sou da opinião que o Benfica tem um excelente treinador, que comete erros por causa de uma presidência desastrosa do senhor LFV. Imagina o Jesus no Porto e aí já dá para ver tudo. O facto de jogar o Emerson, por exemplo, não é teimosia. NÃO acredito que seja teimosia. Há outros factores a influenciar e bem mais obscuros. Tenho dito.

Abraço :)

moleculasdeamor disse...

Apontamentos:
Nolito é de outra esfera futebolística... Cap sem a frescura de outros tempos dá 10-0 ao Emerson como já disseram... que o treinador ao nível do sistema tático falha! Sim! Falha!... Matic evoluiu muito!

As minhas ideias estão sedimentadas e creio que muita gente que por aqui anda comunga delas - existe uma grande maioria que está a construir-se nesta rumo:

1º Espero que alguém possa assumir-se como alternativa ao atual presidente! Não quero Messias, quero um Gajo de Confiança que se esteja a cagar para o dinheiro porque já tem suficiente!!!! E sim existe essa coisa de ter dinheiro suficiente, não me venham com merdas de que nunca é suficiente - essa é uma ideia de merda!!! [desculpem os mais sensíveis...]

- Quanto ao treinador - existem alternativas credíveis e capazes - já forma enunciadas várias (Preud'Homme, Jardim) e até algumas que não são do meu agrado, como por exemplo o Paulo Bento... e devem existir outras esse Van Gaal, o Dick Advocaat (está a treinar a Russia) - gosto da escola holandesa... e outros ... o Bielsa, o Emery... existe muita gente certamente interessada em treinar o Benfica... também gosto de Ingleses, certamente que se encontrará alguém... dispenso Eriksson (já não tem ambição), Domingos, Villas-Boas, Jorge Costa...

O Jorge Jesus fez um trabalho ao seu alcance... as suas últimas declarações retiraram-me as dúvidas que ainda possuia...
Obrigado - vá á sua vida - atenção mesmo que ganhe o campeonato - OK! O que está em causa é a competência versus modus operandi da personagem... com esta pessoa vamos ter de novo mais Amorins, Enzos, Emersons... and so on...

Abraço a todos... para quem gosta de pensar o Benfica, o Mundo, e de Poesia passem pelo meu tasco como diz o Ricardo - moleculasdeamor! O título não é mariquice nenhuma - adoro gajas, principalmente a minha, mas todas em geral he he he he - o título reflete uma visão do mundo - onde a fraternidade se imponha à violência - sim isso é uma mariquice... he he he he he...

Ricardo disse...

João, passou-me o mesmo pela cabeça. Pode ser que estejamos a ser injustos mas a questão é: se não contou com eles uma época inteira, agora conta porquê? Não faz sentido, este homem é completamente desvairado da tola.

Não vi, só ouvi na rádio excertos. O que é que se passou?

Master... coiso.

Ah então a cantoria era contra o Vieira? Como há 3 anos fizemos aquele espectáculo degradante de cantar "o Benfica é nosso" no pavilhão depois de darmos, 90 por cento de nós (eu não), mais um mandato a um gajo que tinha antecipado eleições para não ter concorrente, pensei que "O Benfica é nosso" era música de campanha. Afinal, não. Ainda bem.

O Benfica é nosso? O Benfica neste momento é de todos menos dos sócios.

João, era outro gajo. Estava de boina e barba felpuda. No próximo jogo combinamos qualquer coisa.

Rui, veste-te para ir ver o Benfica, se fazes favor. Isso não me parece digno.

Rosário, não reparei. Mas folgo nisso. Pena terem chegado com, pelo menos, 6 anos de atraso. Abraço.

Hattori Hanzo disse...

Ricardo já nessa altura o pessoal que começou a cantar "O Benfica é nosso" estava a mandar uma indirecta ao Vieira. Depois o resto não percebeu... mas basta veres este vídeo para notar que o próprio Vieira se apercebeu da situação:
http://www.youtube.com/watch?v=oh3akUx-2b8

Fehér 29 disse...

Como assim o povo estava feliz?

Miguel A. disse...

JJ cometeu erros, até mesmo na primeira época. Não há "problema" em cometer-se erros, desde que estes sirvam de lição e não voltem a ser cometidos. Mas JJ insiste no erro, e sempre em momentos determinantes, decisivos, época após época. Não sabe motivar os seus jogadores e muitas vezes começa a perder os jogos importantes logo nas conferências de imprensa de antevisão a esses mesmos jogos, e não raro também não tem uma boa prestação nas conferências pós-jogo (que são tão importantes e podem definir um treinador, tal como referiste no caso do Bielsa, por exemplo). Tenho muito mais defeitos a apontar-lhe, mas fico-me por aqui. Eu não o queria como treinador para a próxima época.

Abraço

Anónimo disse...

Eu estou naquele video que o Hattori apresentou, posso garantir que o cântico se iniciou num grupo maioritariamente constituído por sócios que votaram em branco e que foi cantado segundos depois do Vilarinho ter dado os parabéns aos benfiquistas que votaram em Vieira...

Sucede que o Benfica é nosso, dos sócios, de todos mesmo que discordemos das suas opções, e não de Vieira. O Benfica é nosso é isso. Que a maioria pacóvia não entenda a mensagem são outros 500. Mas quem canta não tem culpa disso.