domingo, 15 de abril de 2012

Mas agora uma Taça cheia de cerveja é má, é?

A Taça da Liga é uma competição de merda. Pelo menos é assim que pensam (ou fingem pensar) os adeptos do Sporting, do Porto e - numa demonstração de grande benfiquismo - grande parte dos adeptos do Benfica.

Para os sportinguistas, é a Taça Lucílio. Isto porque numa das finais o Sporting perdeu o troféu para o Benfica. Chamam-lhe assim, carinhosamente, de "Lucílio", porque se consideram muito prejudicados por um penálti mal marcado a nosso favor. É, de facto, verdade: aconteceu história nesse jogo - marcou-se um penálti a favor do Benfica que não existiu. Como punição tivemos desde esse fatídico dia nenhum penálti mal marcado a nosso favor e 341 penáltis evidentes que não foram marcados a nosso favor. O Lucílio custou-nos caro. Mas esquecem (ou fingem esquecer) os adeptos sportinguistas que, nessa mesma final, o penálti mal marcado a favor do Benfica deu direito a ir a penáltis, não à Taça. E esquecem (ou querem mesmo esquecer) que o golo do Sporting nessa final foi marcado numa jogada precedida de falta. Esquecem porque o ódio é mesmo assim: não interessa a verdade, só subsiste a frustração e a pobreza de espírito. E, no final, a Taça da Liga não mora no museu do Sporting.

Para os portistas, é a Taça da Cerveja. Preferencialmente do "fino" e não da imperial, embora haja relatos obscuros de portistas que, mortos de sede, acabaram por beber Tagus (e não Dourus) numa noite que será seguramente para esquecer. Afinal, o Porto nesta competição tem um historial interessante: ou nem sequer chega às meias-finais ou chega e perde com o Benfica. Na única vez em que chegou à final, levou um banho de bola e 3 batatas - de quem? do Benfica. É, assim, da mais ingénua naturalidade que esta Taça seja a Taça da Cerveja para tão ilustres competidores. Só bebendo aos litros do líquido podem esquecer o facto de terem perdido duas delas para o seu ódio de estimação. E, no final, a Taça da Liga não mora no museu do Porto.

Para grande parte dos benfiquistas, é a Taça que não salva a época. Verdade, não salva nem tem de salvar. As Taças não servem para salvar coisa nenhuma, são competições oficiais que têm de ser ganhas - pelo menos para mim, que sou mau benfiquista. Há nisto algo de pouca cultura desportiva e alguma arrogância: a Taça da Liga é uma boa ideia, sempre foi, dá um bom dinheiro (mais do que a Taça de Portugal, por exemplo) e permite que outros clubes, mesmo de menores dimensões, compitam e possam alargar o seu palmarés ou a sua história. Mesmo não ganhando, como foi o caso do Gil Vicente que pela primeira vez atingiu uma final de uma competição maior no futebol português. Grande parte dos benfiquistas não quer saber disto para coisa nenhuma - prefere defender as ideias rústicas que a comunicação social e os outros adeptos defendem. Não se interessam verdadeiramente pelo futebol e nem sequer se questionam sobre estes assuntos. Que a Taça da Liga seja uma boa ideia ou que sirva o futebol português são coisas de somenos. E, portanto, para a maioria dos benfiquistas, esta é uma taça que pouco vale. Mesmo que, no final, tenhamos, em 5 anos, 4 troféus e dado ao museu do clube (que anda tão sedento) mais 4 razões para manter o Benfica como o mais titulado clube nacional. 

Para mim, esta Taça da Liga vale o que tem de valer. Defendo-a desde o início, mesmo antes de a ter ganho. Porque faz sentido - aceito que organizada noutros moldes - e porque compõe uma ideia que é ancestral no futebol europeu - na chamada pátria do pontapé na bola, ela é, há muito, uma competição desejada por todos. Aqui, neste nosso cantinho, preferimos dizer mal. Não espanta: também Pessoa foi considerado um alucinado dos astros ou Jorge de Sena recambiado para os Estados Unidos. É um país que ama o ódio. Felizmente ainda há quem odeie não amar. 



14 comentários:

rui disse...

Nessa taça lucilio ouve um penalty clarinho limpinho sobre o david luiz ao minuto 56,nunca mas nunca me vou esquecer da canalhice e da filha da putice que fizeram ao benfica..semanas nos telejornais a mostrar o lance do penalty em imagens 3d....ignorando completamente o outro sobre o david luiz.

Constantino disse...

Já que mais não seja, a Taça da Liga proporcionou mais derbies e classicos do que a Taça de Portugal nestes 5 anos de existência. Até agora, todos os vencedores da Taça da Liga tiveram que eliminar pelo menos 1 dos grandes rivais para a meterem no bucho e só por isso já deveria ser considerada uma competição a sério... digo eu que não sou adepto de clubes que chegam ao Jamor a jogar contra equipas de escalões secundários...

Ah... os que tanto gostam de denegrir a taça da Liga são os que se apoiam numa catrefada de supertaças (esse troféu organizado pela FIFA e que conta com o Blatter em todas as finais) para ombrear com o SLB na competição inventada há 3 ou 4 anos... essa tal de "Total de troféus"... digo que tem 3 ou 4 anos porque quando tinhamos 20 trofeus de avanço ninguem se lembrava de fazer a contabilidade... que até era coisa que tinha poupado muita gente às divergencias acerca da Taça Latina.

Abraço.

Rfa disse...

Olha como seria diferente a historia se o Porco tivesse ganho 4 das 5 edicoes... O que nao seria ai de parangonas.

Vitto Vendetta disse...

Excelente post!

Só acho é que já não precisa de muito mais para ficar bem organizada. Até acho que é a competição mais bem organizada do futebol português, com regras bem definidas e que não se alteram (ou tenta alterar) a meio da competição.

Uma vitória importante para o nosso clube que nunca deveria ser menosprezada por ninguém, muito menos pelos nossos.

Abraço.

moleculasdeamor disse...

A Taça da Liga foi bem ganha ...chega-me... é tão importante como a supertaça ou a taça de portugal... não entro nessas cantilenas... mas que ando fodido com outras coisas e que não tive alegria nesta vitória... é verdade!

Ulrich Haberland disse...

Não consigo sentir coisa alguma com esta competição. Porque é demasiado manipulada para levar alguns clubes à final e, também, por ter acabado por ser o troféu "rebuçado" para o amargo de boca das temporadas(apesar disso não ser culpa dela, coitada).

Ainda não consegui ter-lhe afecto (mas espero ainda vir a ter)


P.S. - Tens amigos fixes, inteligentes e talentosos. Inveja de ti, pá!

Hugo disse...

A dor de corno de muita gente é lixada!

Pena é termos adeptos no nosso clube que, por acharem que este objectivo não chega, tendem a desvalorizá-lo...

Ninguém lhes pede para ir para o Marquês mas, porra!Joga-se, é para ganhar...

zzay disse...

"Para grande parte dos benfiquistas, é a Taça que não salva a época. Verdade, não salva nem tem de salvar. As Taças não servem para salvar coisa nenhuma, são competições oficiais que têm de ser ganhas - pelo menos para mim, que sou mau benfiquista. "
penso o mesmo!

"Porque faz sentido - aceito que organizada noutros moldes - e porque compõe uma ideia que é ancestral no futebol europeu - na chamada pátria do pontapé na bola, ela é, há muito, uma competição desejada por todos."
Acho que aqui é que está o problema desta competição. Deveria ser organizada como competição de abertura da época. Assim dava-se ritmo aos jogadores e não se afectava muito os campeonatos.

Nuno Bento disse...

Perfeito, Ricardo. É isto mesmo.

Confesso que fico confuso com alguns benfiquistas que conheço e que respeito como grandes benfiquistas que são, deixarem-se levar pelas cantilenas da "taça da cerveja".

A Taça da Liga é economicamente mais interessante que a Taça de Portugal (sem o mesmo prestígio, é verdade), ou a Supertaça (aqui melhor a todos os níveis). O (alegado) desprezo de que é vítima só pode ser explicado pela falta de comparência nas vitrinas de alguns clubes.

Por outro lado, lembremo-nos agora que a corrupção faz bandeira da Supertaça (uma competição disputada num ou dois jogos, que nos primeiros anos nem sequer foi organizada pela FPF) e que a lagartagem soma Títulos individuais de 200 m barreiras femininos em juniores, a Campeonatos de Futebol de Seniores e depois diz que é o clube mais titulado do Mundo.

Com papas e bolos...

Hattori Hanzo disse...

A mim diz-me muito pouco esta Taça. Claro que é para ganhar, mas será a 3ª Competição a nível futebolístico (a par com a Supertaça por ser mais recente, mas mais cedo ou mais tarde irá passar-lhe decerto até porque é sempre mais difícil de ganhar que a outra). Talvez mudasse a sua importância se, há imagem do que acontece com a Taça de Portugal e com esta mesma Taça noutros países, se desse ao vencedor/finalista um lugar para as Competições Europeias. Por outro lado tal como disse a Ulrich quase que é difícil levar a sério uma Competição (tal como aconteceu nos últimos anos aliás com a Taça de Portugal)feita com óbvios benefícios para uns em detrimento de outros.

Miguel A. disse...

Ricardo, eu gostei de ter ganho a Taça da Liga. Claro, não salva épocas nem faz esquecer perdas maiores, mas é uma competição oficial.

Acho engraçado que os adeptos do Sporting e dos corruptos a minimizem. Os primeiros esqueceram-se que a perderam contra o Setúbal e contra nós. Para além do golo precedido de falta que já referiste, quando nos enfrentaram na final, houve um penálti a nosso favor que não foi marcado quando o jogo estava 0-0. E para chegarem à final marcaram um golo limpo marcado ao Rio Ave. Já tiveram oportunidade, em duas meias-finais contra nós, de chegarem à final, e perderam (1-4 e 2-1).

Os corruptos também acham que a Taça da Liga não vale, mas se a tivessem ganho alguma vez não se iam esquecer dela na contabilidade de títulos. Perderam na final contra nós, e na meia-final mais uma vez contra nós. A festa que fizeram na Luz quando viraram o resultado diz tudo acerca da pouca importância que atribuem à Taça.

Sim, é verdade que por questões "sentimentais" gostava muito mais de ganhar a Taça de Portugal. O Estádio Nacional é um grande palco, o simbolismo é outro, mas não sei se daqui a 5, 10 anos, ainda será assim.

Também gostava de lembrar que ganhámos contra o Gil Vicente - esse mesmo, que eliminou o Sporting da Taça da Liga, que lhes voltou a ganhar em Barcelos para o campeonato, e que também em Barcelos derrotou os corruptos por 3-1.

Abraço

Bcool973 disse...

Concordo com a Ulricha, acho que os pressupostos que estão na base desta competição viciam tudo, especialmente pela protecção aos 4 primeiros classificados da época anterior e por obrigarem os clubes da 2.ª liga a degladiarem-se para chegarem aos jogos com os grandes.
No dia em que esta competição fõr mais tipo taça de portugal, ou pelo menos mais equitativa em termos de regras para todos os participantes terá mais respeito da minha parte.
Ainda assim, é inequivocavemnte superior à supertaça.
Não salva épocas, nem tem que salvar, pois sendo uma competição oficial é para ganhar.
Pena que essa atitude não seja a mesma de outras competições oficiais.

Ulrich Haberland disse...

É isso mesmo Bcool, e farta de coisas viciadas estou eu.

Rosana disse...

Num daqueles "Memes da Bola" manhosos com uma piadinha sobre Jorge Jesus, um portista comentava assim: "SÓ se for taças da carica de merda que ninguém dá importancia". Aquilo enervou-me e como fiel seguidora do teu blog vieram-me à mente as tuas sábias palavras. Partilhei um dos teus parágrafos e fiz a devida referência ao blog. Espero não ter abusado indevidamente das tuas palavras, mas não resisti.

Cumprimentos,
Rosana.