quinta-feira, 29 de novembro de 2012

7

1) Esquecendo a peça humorística dos jornais sobre uma suposta vontade por parte do Anzhi de dar 25 milhões de euros pelo Gaitán, é fundamental que se definam, de forma escrupulosa, os jogadores que podem sair em Janeiro como solução de compensar as asneiras que andamos há anos a cometer. A sair alguém, terá de ser sempre um ou dois jogadores que não deixem o plantel desequilibrado e/ou fragilizado. Nesse sentido, ponho logo de parte: Luisão, Garay, Enzo, Nolito, Salvio, Aimar, Rodrigo e Cardozo. A venda de um ou mais deste lote será um erro monumental. No resto, e olhando para quem ainda tem valor de mercado suficiente para um encaixe simpático, temos Gaitán na linha da frente e depois talvez Jardel, Bruno César ou Sidnei. Os três menos do que o primeiro, que é quem eu venderia de pronto: por ter sido um activo totalmente desvalorizado por Jorge Jesus (sim, também existe o fenómeno contrário ao que é apregoado), porque neste momento a sua saída não teria qualquer peso nos objectivos da época e porque, pelo talento que tem, ainda tem valor de mercado. Acima de 15 milhões de euros, punha-lhe um lacinho.

2) Fala-se em Diego Reyes como possível contratação para Janeiro. Desconheço o valor do jogador, das informações que tirei junto de quem conhece a fundo o atleta fiquei com a ideia de que é mesmo um talento puro, com qualidade para jogar ao mais alto nível. Agrada-me a possibilidade de compra de um central/médio defensivo, aliás defendi em Agosto a necessidade de dotar o plantel de mais um central e de mais um médio de características defensivas. Se o Diego é 2 em 1, melhor: menos gasto na compra e menos sobrecarregar nos ordenados. Só espero que esta contratação, a acontecer, seja por haver uma estratégia definida de equilibrar o plantel e preparar o jogador para o futuro e não por ser um remendo à saída de Garay. Se for esse o caso, será mais um tiro nos pés.

3) «Há momentos em que o silêncio é de ouro» - Luís Filipe Vieira.

Como há uns meses, quando o Benfica tinha uma vantagem de 5 pontos e tu foste todo vaidoso para a televisão dizer que não havia problema nenhum com a arbitragem em Portugal? É raro, mas desta vez concordamos, Luís. Por mim manténs o ouro silencioso até 2016.

4) No Benfica-Olhanense estiveram 24.104 espectadores, a pior assistência da época até agora. É um problema real, sobre o qual escrevi há uns dias, que não tem sido abordado por parte desta Direcção com a inteligência e sensibilidade que ele merece. Já o disse: um clube como o Benfica tem de ter SEMPRE pelo menos 50.000 adeptos no estádio. Compete a quem governa criar as condições para que isso aconteça. Se não se preocupam com o lado humano e de apoio, vejam a coisa pelo lado financeiro, que tanto apreciam. E resolvam lá isso.

5) Está prevista uma romaria em grande escala a Alvalade. Seremos uns bons milhares a acreditar que o Benfica pode fazer um grande jogo contra o Sporting e trazer de lá não só uma vitória como uma exibição concludente neste que continua a ser sempre um jogo mais do que especial. Peço aos senhores que nos dirigem que se calem, a sério, ponham um açaime ou agrafem a boca. Depois dos espectáculos oligofrénicos dos oligofrénicos Sílvio Cervan e Rui Gomes da Silva, espera-seque não venha mais nenhum membro da Direcção ou dela próximo dar trunfos e motivação aos nossos adversários. O Benfica nasceu do trabalho e da humildade, de valores solidários e simples; nunca foi um clube de dirigentes emproados armados em papagaios que desvalorizam os outros clubes, achando que as vitórias vêm por decreto antes de entrarmos em campo. Competência, seriedade, organização, estratégia: bastarão estes valores para irmos a Alvalade lutar pelo jogo. E a palavra é essa: lutar. Não subvalorizar.

6) Ronaldo, Messi e Iniesta nomeados para o Melhor jogador do Mundo; Guardiola, Mourinho e Del Bosque para o Melhor treinador do Mundo. Há uns anos que mantenho os mesmos votos: Iniesta e Guardiola. 

7) Scolari a Seleccionador brasileiro. De rir. Se chegar aos quartos-de-final será uma sorte.

10 comentários:

John Billy #32 disse...

1º Não entendo como metes o Nolito no lado dos indispensáveis. Podes apreciar muito o jogador mas que importância teve nesta época?
Muito mais importante é o Lima, para não falar do Matic.
Em relação ao Gaitán, tenho pena do seu fraco rendimento pois para mim, tirando o Aimar, é o jogador mais talentoso do plantel.

2º Não conheço.

3º Concordo.

4º É realmente preocupante.

5º sem comentários.

6º Acho que o Guardiola não merece ganhar este ano. Para mim o favorito é o Del Bosque (campeão do mundo, não perde um jogo há anos...), Mourinho era uma surpresa.
E o Messi também vencerá o prémio.

7º Não me fodas Ricardo, se o homem tem algum currículo é precisamente no mata mata. Acredito na vitória do Brasil.

Ricardo disse...

1) Meto o Nolito porque o acho essencial para o resto da época. Se o Jesus acha o mesmo já é todo outro universo. Sobre o Lima e Matic - como não falei do Artur, do Maxi, Carlos Martins - porque não ouvi falar que tivessem a ser assediados por outros clubes.

Esses que aí pus são os que eu acho que, tendo propostas, são fundamentais para os objectivos da época.

O talento do Gaitán está a ser desperdiçado pelo Jesus. Por culpa do jogador também, claro, mas nunca foi devidamente utilizado onde mais poderia render: a segundo avançado.

6) A minha escolha não obedece ao critério estatístico. Mas concordo que se os votos dependem de títulos mais apreciados pela UEFA Campeonato, Champins e Mundial), o Del Bosque e o Mourinho levam vantagem.

Para mim, o Guardiola é o melhor do mundo por aquilo quetem dado ao futebol - uma qualidade sem paralelo, um maravilhoso inovar na forma como o futebol evoluiu para patamares de excelÊncia. Aquele futebol do Barcelona é uma invenção do Guardiola - alicerçado em princípios do passado mas só em parte; é ele o inventor do melhor futebol de sempre.

Mas mesmo em termos de títulos, e não contabilizando as dezenas que conquistou nos últimos anos, só na época passada ganhou:

- Supertaça Europeia
- Taça Intercontinental
- Supertaça de Espanha
- Taça de Espanha

É o melhor. Não há volta a dar.

Quanto ao jogador, todos são excelentes. Iniesta e Messi uns patamares acima do Ronaldo, mas todos de grande nível. Escolho Iniesta (que já acho o melhor do mundo há uns bons anos) porque privilegio o trabalho da inteligência na construção e decisão do último passe, da criação de espaços. No fundo, gosto muito do cérebro do Iniesta. Mesmo sabendo da qualidade fabulosa do menino Leonel.

7) Queres fazer uma aposta gira? :)

Lá mais para a frente, se nos lembrarmos, faremos um jogo sobre isto.

Vasco disse...

Concordo até ao 5.
6) Iniesta é o melhor, mas esta época CR7 merece. O gajo já provou em 2campeonatos, no Barça até eu seria estrela!
Mourinho bateu o recorde de pontos da liga espanhola, ganhou ao melhor clube de SEMPRE(e Guardiola aproveitou o trabalho de ten caat! tem mérito,mas está a anos luz de Hiddink, Capello,Lippi, Wenger, Fergie,Sacchi, Trapatutto,Otto Rehhagel etc)
7) Aposto 50 barris que é campeão, Filipão é excelente nas selecções.

Miguel A. disse...

Ricardo, totalmente de acordo com o que escreveste:

"O Benfica nasceu do trabalho e da humildade, de valores solidários e simples; nunca foi um clube de dirigentes emproados armados em papagaios que desvalorizam os outros clubes, achando que as vitórias vêm por decreto antes de entrarmos em campo. Competência, seriedade, organização, estratégia: bastarão estes valores para irmos a Alvalade lutar pelo jogo. E a palavra é essa: lutar. Não subvalorizar."

Não é preciso saber muito de futebol para perceber que um derby é um derby. Não há vencedores antecipados, e normalmente a equipa que está mais fraca ou mais para baixo na tabela transcende-se, galvaniza-se e ganha. Espero que os jogadores e o treinador tenham consciência disso, porque pelos vistos muito dirigentes não têm - e que, portanto, seja feito um bom trabalho na preparação desse jogo, que acho crucial para continuarmos a par do Porto numa fase extremamente difícil da época. Essa história das romarias nunca deu bons resultados, só me lembra as correntes humanas de jogos como o Portugal-Grécia. Se não entrarmos para lutar, com seriedade e respeito, contra um adversário que sabe que a vitória nesse jogo o poderá motivar e muito para o resto do campeonato, não teremos grandes hipóteses de vencer.

Abraço

B Cool disse...

Criar um bom ambiente no grupo de trabalho e esperar que o talento resolva já não leva a lado nenhum. Acredito que cheguem aos 1/4 porque provavelmente terão um grupo cheio de lixo e ganhando o grupo ainda podem apanhar uma qualquer Grécia ou Rússia. Nos quartos já fia mais fino e estarão as melhores europeias e a Argentina, se finalmente fizerem uma selecção a sério, e provavelmente o México e o Uruguai. qualquer destas selecções limpa o Brasil a brincar, ainda por cima do primitivo scolari.

Não concordo com a escolha do Guardiola. a Supertaça europeia e a taça intercontinental derivam mais da época anterior que da própria época. Na champions foram derrotados por um defensivo Chelsea porque quiseram ganhar o campeonato e perderam-no em Camp Nou. Pelo mesmo motivo nunca poderia escolher o Messi.

Entre Del osque e Mourinho, o coração pende para o português mas a razão para o espanhol. Entre crst'ano e o iniesta, apesar da excelente época do tuga, acho que com a conquista do europeu, o iniesta levará a taça, embora o crst'ano tenha levado a selecção tuga às costas e só tenhamos perdido por penalties com os manolos.

Anónimo disse...

Gostaria de saber se alguem me consegue dar uma ideia de como funcionam as coisas para um adepto do benfica que quer ir a alvalade e ficar na zona dos visitantes mas que nao faça o caminho com as claques! e totalmente seguro? no fim do jogo temos de esperar mais ou menos quanto tempo? abraço

Marta disse...

O único ponto em que não estou de acordo é, já deves imaginar, o 6.
No 7º dou o benefício da dúvida.

Antes de mais não me parece muito justo que selecionadores e treinadores sejam enquadrados no mesmo “pacote”. A regularidade das competições e o âmbito das mesmas são completamente distintas. É grotesca a comparação entre os títulos ganhos pelos treinadores e pelos selccionadores..
Não ficarei propriamente surpreendida ou sequer decepcionada se Del Bosque levar a melhor esta nomeação perante a conquista do campeonato do mundo e da europa com a Selecção Espanhola. Mas se pudesse votar não pestanajeria: Mourinho. Podia despejar os argumentos habituais mas o prémio é referente ao ano de 2012 logo, vou tentar cingir-me ao limite temporal em causa já que independentemente deste, na minha opinião, Mourinho é o melhor treinador do mundo independentemente de qualquer limite temporal.

Conquistou a Liga espanhola, batendo recordes de pontos + golos e ganhou a Supertaça espanhola.
O Guardiola ganhou a Supertaça em 2011, este ano (Agosto) o Barcelona perdeu-a para o Real, já com o Tito.

Guardiola. Ricardo, este ano o Guardiola conquistou apenas a Taça do rei.
A Supertaça espanhola foi ganha por Mourinho, a europeia pelo Atlético Madrid e a Taça do mundo de clubes (a Intercontinental a que te referes) ainda não foi disputada este ano, é em Dezembro (com o Chelsea), como aconteceu em 2011 e que aí sim foi ganha pelo Barça de Guardiola. Sendo que os resultados são apresentados em Janeiro, deduzo que esta Taça já tenha sido contemplada no ano de 2011 para a eleição de melhor treinador do mundo deste mesmo ano.

Não sei se Guardiola foi o “inventor” do futebol carrossel do Barcelona ou não mas foi pela sua mão que o Barcelona foi (e)levado até onde o conhecemos e esse mérito jamais lhe poderá ser retirado. No entanto, como não sou fã deste tipo de futebol e considere que a importância da “cantera” tenha sido crucial, “comprometo-me” a aumentar-lhe consideravelmente o valor se ele conquistar os principais titulos na próxima Equipa onde parar, num espaço de 2 anos.

Melhor jogador: Ronaldo. Melhor marcador de sempre da Liga espanhola (40 golos!!), a importância que teve na equipa do Real na conquista da Liga e da Supertaça e, como muito bem diz o B Cool, ter levado a Selecção às costas no último mundial.
Se não fôr ele que seja o Iniesta. Aí sim, subscrevo tudo o que dizes.

O Messi é de outro planeta já o sabemos, mas a consagração é feita neste e reportamo-nos ao ano de 2012 é bom não esquecer (como referi acerca de Mourinho).Para além de não ter ganho mais títulos que o Ronaldo, vi a influência deste de forma muito mais decisiva no Real.

hertz disse...

Concordo com a Marta quando fala que seleccionadores não deveriam estar no mesmo saco dos treinadores. E acrescento que a prestação dos jogadores no Euro também não deveriam contar pois nem todos os jogadores participam nessa competição, como por exemplo o Messi pois a sua selecção não é europeia.

Ah, uma coisa Marta, estás enganada quando dizes que o CR foi o melhor marcador de sempre da La Liga. O Messi é que foi com 50 golos, tornando-se no melhor Bota de Ouro da história. Para além disso foi também o melhor marcador de sempre da Champions, melhor marcador de sempre numa época desportiva, único jogador na história a marcar 5 golos num jogo de Champions e está prestes a tornar-se no melhor marcador de sempre num ano civil.

Oh B Cool, estás a dizer que o CR levou a selecção às costas é estares a gozar com jogadores como Pepe, Coentrão, Moutinho, Varela, por exemplo. E o que dizer de contra a Espanha querer ser o último a marcar para depois ficar com a imagem de herói?

Em relação ao treinador, acho que o Mourinho é que deveria levar o prémio.

SLBfan disse...

1) O Nolito e Salvio, no contexto actual não os acho indispensáveis. Pelo contrário acho que Artur, Maxi, Melga, Matic, Carlos Martins e Lima são. Concordo com os nomes Gaitan, Bruno César e Sidney como aqueles que devem ser vendidos. 10M pelo Gaitan já era um bom negócio.

2)Na final dos jogos olímpicos, foi o jogador que mais me chamou a atenção. Como central transparecia uma maturidade muito acima dos restantes. Mas só lhe vi esse jogo.

3)Sem maldade, acho que o silêncio do nosso presidente é quase sempre ouro. Fala normalmente mais do que o que devia. Devia ser mais incisivo na questão dos árbitros.

4)O problema é sério, precisam ser tomadas medidas urgentes. Não é a solução para este problema, mas experimetem fazer um jogo às 15H de Domingo.

5)As palavras de Servan e RGS são tudo o que não se deve dizer, quando não se deve dizer. É demasiado mau para ser verdade.

6)Ronaldo e Mourinho. Mourinho claramente e Ronaldo porque o que ele faz no Real é muito mais exigente do que o fazer no Barcelona. Acho uma injustiça Xavi nunca ter ganho o prémio.

7)O Carlos Queiroz do Brasil, ou como diriam os Xutos "o que foi não volta a ser, mesmo que muito se queira"

Marta disse...

Tens toda a razão hertz. Acho que bloqueei nos 40 golos até porque o Ronaldo terminou a época com 46...
Obrigada e peço desculpa pelo (meu) remate para a bancada!