quinta-feira, 17 de abril de 2014

A noite que pode ter mudado o futebol português

Calma. Este não é mais um texto de um benfiquista tão cheio da habitual pesporrência benfiquista que, após rara vitória sobre o Porto, descobre um futuro radioso. Não, temos a noção das coisas: nos últimos 20 anos, o Benfica venceu 3 campeonatos, este ano vencerá o 4º. Taças de Portugal? Há 10 anos que não ganhamos uma, histórico recorde negativo em 110 anos de Sport Lisboa e Glorioso Benfica. Mas há qualquer coisa, algo que..., há um não-sei-quê que promete. Fiquemos assim: há uma promessa grande neste Benfica. Houve, na noite de ontem, um cheiro a futuro. E como foi bom cheirar, ouvir, deglutir, comer, tocar, ver Benfica. 

Há pena naquela expulsão. Um vermelho que surge de uma certa capacidade histriónica de Siqueira para a estupidez - já em Barcelos o tínhamos notado, e ao vivo, claro, que o Benfica é para comer ao vivo, não na internet empunhando espadas StarTrek, mexendo no aro dos óculos ou contando cartas de Magic (seja lá o que isso for). É pena porque estava a ser de tal maneira dominante o nosso jogo que o impensável era não acabarmos a primeira parte com um 3-0, um 4-0, provavelmente um 33-0. Claro, falar-se-á em Proença e na sua malvadez contra o Benfica. Permitam-me que discorde: Siqueira é expulso porque é burro, apesar de ser bom jogador - oxímoro fascinante que, não explicando nada, explica tudo. E ficámos com o menino nas mãos.

Como este não é um texto de análise sequencial sobre o jogo, deixem-me que recorde algo importante e anterior ao mesmo: o onze. Jorge Jesus tem uma tendência natural para inventar nos jogos contra o Porto. Não é embirração minha - até porque ustedes sabem que gosto do bípede -, é um facto. Ontem decidiu inventar André Gomes a médio-defensivo; ideia que, se andarem atentos a este blogue, tinha sido explorada por mim há pouco mais de uma semana, talvez duas. A questão é que, como também vinha nesse meu texto, para explorar o nosso puto nessa posição era preciso que ele fosse sendo testado e não atirado aos dragões sem mais nem menos. O resultado foi uma primeira parte em que vimos Gomes tão deslocado do centro do jogo - puxado pela movimentação dos portistas, sobretudo de Fernando e Quaresma; o primeiro porque sabe muito de futebol, o segundo porque instintivamente, mesmo sem saber, causa feridas e fossas e crateras e fissuras - que chegámos a pensar que André seria extremo, lateral ou até treinador Jesus - que, como também sabemos, às vezes entra em campo mesmo com a bola a rolar. Facto é que Gomes foi crescendo durante o jogo e só não me adianto mais em elogios ao rapaz porque já está vendido ao fundo do Jorge Mendes. Obrigado, no entanto, por aquele golo tão cheio de talento que deu futuro ao Benfica e pode mesmo ter mudado o futebol português.

E assim chegamos a 17 de Abril com o Campeonato no bolso, na final do Jamor, nas meias-finais da Taça da Liga (mais um belo jogo contra o Porto - vamos ao Dragão, camaradas? Ou ficamos todos a empunhar uma espada de Game of Thrones?) e a dois jogos da final da Liga Europa. Uma equipa que joga assim 70 minutos com menos um jogador contra o Porto - mais fraco, muito mais fraco, do que o habitual, mas ainda assim... o Porto -, pode e DEVE ambicionar ganhar tudo. Fantástico trabalho de Jorge Jesus, pois claro, que todos os anos leva sarrafadas da estrutura, fica sem jogadores, dizem-se barbaridades, cometem-se exageros linguísticos, inventam-se novas formas de estragar o Benfica, e ainda assim lá continua o homem da Reboleira a descobrir bons jogadores em medíocres, excelentes em bons, geniais em excelentes. E a pergunta persiste: o que seria do Benfica de Jorge Jesus se tivéssemos... estrutura?

A mesma estrutura que terá de responder a várias questões, a principal esta: e para o ano? Vamos calar o bico, perceber que estamos, bem, a afundar o Porto num equívoco do qual só sairá se o deixarmos? Ou vamos ao Barbas, faremos mais umas entrevistas ranhosas armados em chulos do Bairro Alto e prometeremos finais da Champions? Conseguiremos trabalhar no silêncio e aprofundar o declínio portista com competência ou vamos desculpar daqui a uns meses a má entrada no campeonato com coisas tão absurdas como "andámos a festejar em demasia"? Ou, ainda pior, "não devíamos ter sido campeões"? Às vezes tudo isto parece tão irreal. 

Mas deixem-me que vos diga uma coisa: Ontem, Glorioso Sport Lisboa e Benfica, vi-te no Estádio da Luz.



15 comentários:

A bug's life disse...

Concordo com tudo.

Mas sabes que isso tudo pode voltar ao antigamente num instante caso o Benfica tenha azar no próximo treinador (seja lá quando isso for)

Zé de Fónes disse...

Lindo aquele pedacinho de terra que viu o André Gomes fazer aquela maldade aos defesas adversários, e pôs aquele ser repugnante no camarote presidencial de boca aberta, perdido, como espero, para sempre. Incha, bandido, e por muitos anos sintas na pele aquilo que fizeste ao futebol, e que o sintas às mãos daqueles seres rascas que criaste. Que gozo as fotos que sacaram da besta.
Este é o Benfica que deixa o país eufórico. Noite fenomenal, manhã de tanga, aqui pela Invicta. Venham mais.
Inveja de quem esteve na Catedral aos saltos.

luis disse...

"Pau e bola na camisola" houvesse esta mentalidade desta 4ª feira e nunca o kelvin tinha sido herói no mundo dos corruptos e anti-desportistas. Não havia boneco de cera e muito menos aos 92 minutos de futebol, a tentar ser bonitos ;)
O teu "talvez" carrega muita coisa para se reflectir;) Aprender sadicamente em como fazer das tripas, coração ???
Adoro dobradinha com feijão branco . E não é de hoje ;)
Agora parece-me que o feijão só vai aparecer para o ano, os comerciantes... ;)
É o pior poto dos últimos 35 anos e nem com o rapazinho que ainda tem os dentes todos se safaram.Ele bem tentou, mas desta vez enquanto estivemos a jogar com 9, Jesus voltou a colocar lá 10 :) Por ironia como nós gostamos, até a machadada foi dada por um jogador que se assemelha ao tiaguinho. Com a diferença que em vez de vir do braguinha, este veio lá daquele antro das manobras obscuras ;) Trinco ou box to box, tal como o Don só lhe deram asas após estar no fundo da "algibeira" do mendes, e ontem jogou com o "nervo" que n~~ao aparecia;) É óbvio que a pressão que o JJ sofre é influencia dos falhanços do passado, e ai meu caro a estrutura;) Das maravilhas aos sonhos de tartarugas... Andam à muito tempo a adormecer o Povo que cheio de alma é desta Instituição Sport Lisboa. A Força do Benfica tem a inveja dos outros todos e o Nosso Povo é aquela enorme família, que unida é transcendente na busca do Glorioso Amor.Exigir as Vitórias do Benfica:)

nota: O bento soprou la do 4º anel...até já camarada ;)

Benfica Todos Tempos

luis disse...

Dobradinha com feijão branco e o resto são conversas para depois ;)

nota: O Bento soprou lá do 4º anel...;)

B T T

O Bandido disse...

O que eu vi ontem foi um Benfica mais á Benfica e não o "benfiquinha", assim sim! Tirando a burrice do Siqueira, que já nem é a primeira, fomos enormes naquele campo!

Nené disse...

Caro Ricardo, tens de libertar-te desse logro que caíste há já algum tempo. A vitória de ontem não se construi ontem. Começou já há mais de dez anos quando LFV veio para o Benfica. O André Gomes não começou a jogar bem ontem. Só porque marcou um golo. Já vem do ano passado. Este ano nos jogos com o AZ fez exibições grandes. A defender. Mas o adepto só olha para as movimentações atacantes.
Olha para as equipas do Benfica. Deste ano. Do ano passado. De há dois anos. De há três anos. E vê como "quase" todos os jogadores melhoraram. Como todos os jogadores cresceram. Como todos os jogadores tem claramente excedido as expectativas normais dos adeptos. E a culpa não é só do jesus. é do vieira. E de muitos outros mais.
Este Benfica começou a construir-se há muitos anos. Os títulos já cá deviam estar. Têm nos sido ROUBADOS. Vamos ver este ano se as trancas estão robustas.

Ricardo Caldas disse...

Só uma nota: o Jesus não é da Reboleira, mas sim da Falagueira-Venda Nova ;)

mnlopes disse...

Concordo com tudo, mas lembra-te que foi esta estrutura que se lembrou de contratar este treinador em 2009, e que volvidos quatros anos decidiu renovar com ele depois de tudo o que se passou nos últimos três. Em suma, pelo uma coisa tens em comum com o Vieira: ambos admiram e valorizam muito o Jorge Jesus.

aalto disse...

o André jogou na posição onde vai ser uma...estrela!

Não teve sorte, por chegar a este plantel num ano onde houve Matic, Fejsa, e a ressureição do Rúben.

Gus disse...

Sim, essa é a grande conclusão que tiro do jogo de ontem. Era um momento muito importante para demonstrar supremacia sobre um adversário que vinha tendo ascendência psicológica sobre nós.

Ontem mostrámos a raça, determinação, espirito colectivo e mentalidade ganhadora que nos tem levado a construir a mentalidade de vitória que é necessário enraizar novamente para recuperarmos a hegemonia do futebol nacional.

O Benfica, o verdadeiro Benfica de que falas aqui tantas vezes, esse Benfica que felizmente ainda conheci no final da década de 80 e inicio da de 90, voltou ontem e temos de fazer tudo para que seja para ficar.

E o nosso contributo é fundamental, e isso ficou mais uma vez provado ontem. Que ambiente!!!

António Silva disse...

Ontem ficou provado que Direção, Treinador e Jogadores estão altamente comprometidos com os objetivos do Benfica. Entrar sempre para ganhar e ganhar! Caso do Cardozo mal resolvido? Ontem ficou visto que Tacuara está bem e recomenda-se. Quando se dá a expulsão disponibiliza-se para sair e nota-se que existe empatia com o treinador que sempre o defendeu. Os objetivos da equipa e do Clube em primeiro lugar O balneário está de boa saúde! Gosto do Benfica assim! Não ficamos à deriva sem Matic, arranjaram-se soluções e a miudagem que vem do Seixal está a revelar-se como um grande trunfo para os próximos anos! Os Andrés ontem jogaram com grande qualidade! E aquele golo! Aquele goloo!! Vamos lá ao Jamor e ao 33º !!

Anónimo disse...

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/simbolo-do-benfica-em-semaforos-de-lisboa

Nuno Bento disse...

Zé de Fones, eu fui um dos que esteve aos saltos na Catedral. Vou tentar enquadrar-te um pouco naquele ambiente.
Eu sou um habitué do estádio e habituei-me também a organizar a minha vida, principalmente os fins-de-semana em função da Catedral.
Digo isto para esclarecer que já vi muitos jogos na Catedral, vi gloriosas vitórias e penosas derrotas. Mas ontem foi diferente, ontem cheirou-se História.

Uma das lições que mais me marcou na disciplina de História do 5º Ano (já lá vão quase 20 anos) foi quando o Professor disse à turma que na Idade Média, eles não sabiam que estavam na Idade Média. Ninguém disse, a determinada altura, "hoje começa a Idade Média". Essas ilações só são tiradas muitos anos mais tarde, quando a História for escrita.
Dito isto, há acontecimentos que marcam indelevelmente a História. Quando os americanos largaram as bombas em Hiroshima e Nagasaki, em Agosto de 1945, era evidente que se tratavam de acontecimentos históricos.

Foi mais ou menos isto que se passou ontem.

O SL Benfica largou uma bomba atómica que pode ter (ou não) destruído as forças do mal. Caber-nos-á, a nós, ditar o enterro do Porto. O Porto será, nos próximos tempos, aquilo que quisermos que seja. Ter esse poder traz responsabilidade. Espero que esteja em boas mãos.

Voltando à noite de ontem, posso dizer-te que entre todas as grandes vitórias que já ali assisti, foi a de ontem que mais mexeu com as minha emoções. O estado de nervos era tal, que a meio dos festejos do golo do André Gomes, me obriguei a sentar e acalmar por uns momentos. Terá sido talvez a primeira vez na vida que me senti em perigo iminente de uma taquicardia.

Por isso, obrigado Benfica.

Anónimo disse...

Boa tarde...
Quero vos deixar um alerta sobre o que se anda a fazer num certo escritório de advogados da Invicta cidade do Porto.
GMS e AD (sócios) estão neste momento a preparar um dossiê para entregar à UEFA para abrir um processo que tenha como consequências a suspensão do Sporting das competições europeias, baseada nos pressupostos do Fair Play financeiro.
E quem é que preside o comité da UEFA que vai analisar esse dossiê? Cunha Rodriguez... esse mesmo. O que mesmo Cunha Rodriguez que é amigo do peito de GMS e que durante anos abafou processos de corrupção do clube das Antas, quando era Procurador Geral da República.
Preparem-se... que o Verão vai ser muito complicado!

Manuel Afonso disse...

Ainda é cedo, mas nunca é tarde.

Esta Taça não é para Velhos.