quarta-feira, 30 de abril de 2014

Dachau


12 comentários:

Manuel Ferreira disse...

RIcardo tens de deixar de postar a seguir ao jantar...

Ricardo disse...

Manuel Ferreira, o teu comentário de merda passa porque é importante que gente de merda como tu - mesmo que apenas maquilhado num nome sem identificação, como os cobardes - apareça ao mundo. É uma coisa tão triste, a tua miserável existência, que nem sequer dá pena. Dá isto:. Dá um ponto final.

luis disse...

Aqueles sorrisos marcavam a Liberdade de 29...

nota:.. que me desculpem "as riscas",5ª feira é para passar ;)

B T T

Anónimo disse...

A memória não se apaga, embora infelizmente pareça que sim.

Anónimo disse...

Foi o dia em que o monstro pôs fim à sua miserável existência!

Benfiquista Tripeiro disse...

Boa nota.

Sarilhos Grandes disse...

Ricardo, não sei a tua idade; eu tenho 63 anos (hà 44 em Paris... )garanto-te que a questão do Ho- locausto, estudei-a atè à exaus-
tão,sem contar debates, expo-
sições, filmagens sobre a questão,
ainda por cima os meus três (filhas e filho..)filhos,são de
mãe de religião Judaica(não prati-
cante...)e tendo visitado o teu
'post' de vez em quando, desta
vez não vejo o que pôde motivar
em ti, a publicação dessa foto,
para mais num 'blog' relacionado,
penso eu, com o Benfica...!!! Là
teràs concerteza as tuas razões,
mas a forma violenta como respon-
deste a esse Manuel Ferreira (que
se calhar não conhece nada dessa
questão...),deixou-me um bocado
'abananado'! Calma... e concentra-
ção para amanhã. Viva o Benfica.
Eu identifico-me: Humberto dos
Santos MINGATES, nativo de
Sarilhos-Grandes.

Ricardo disse...

Sarilhos Grandes,

1) O que motivou o post foi a minha crença de que o Holocausto tem de ser lembrado a cada instante. Hoje achei que fazia sentido lembrar este momento histórico da libertação dos presos de Dachau.

2) A resposta "violenta" foi a uma pessoa que, num post que lembra o Holocausto, vem aqui insinuar, ofendendo, coisas parvinhas vindas da cabeça de gente parvinha. Em vez de ficar indignado com a minha resposta, procure entender a patetice de quem perde tempo a vir a um blogue e, num post deste teor, escrever aquela anormalidade. Logo perceberá a minha resposta.

Um abraço, Humberto.

Hugo disse...

Eu estive no campo de concentração de Dachau em Setembro passado... é um sitio que nos deixa um pouco apreensivos assim que lá entramos...

Anónimo disse...

povo judaico para sempre se portugal nao tivesse expulsao dos judeus de portugal portugal tava muito melhor nao sou judeu mas tenho um profundo respeito pelo povo mais sofredor do mundo foram egipcios sirios assirios babilonicos macedonios persas romanos cristaos sim cristaos que fizeram esse povo sofrer e agora muçulmanos deixem o povo judeu em paz para sempre israel siao e jerusalem

Anónimo disse...

e já agora nunca provei o pao kosher mas gostava de provar e ja ouvi dizer ke e delicioso não sei nunca provei e qunado vi o aspecto dele em belmonte na tvi ainda fiquei com mais água na boca

chakra indigo disse...

A minha família é de origem hebraica, e por coincidência o meu filho está a estagiar na Polónia, e após visitar Auschwitz_Birkenau disse-me:-Pai, toda a gente devia um dia antes de partir, visitar este local, passei as duas primeiras horas da visita com lágrimas nos olhos, a energia imaterial que ali se sente é algo que toca o mais empedernido coração.
Em memória dos mais de 1.000.000 de seres humanos que ali foram exterminados digo, nunca será demais, nunca será tarde, nunca nenhuma homenagem será despropositada para com aqueles que partiram, e para aqueles que ficando, tanto de si com eles também partiu.
O cumulo do cinismo encimava os portões desse local do Mal-"O trabalho dignifica o Homem".Pois então, que o Homem, sempre que quiser, dignifique a História, por singela homenagem, por silêncio pela memória imaterial de cada um dos que tombando nos recordam que em cada Ser Humano habita um Universo singular.