sábado, 25 de agosto de 2012

A importância dos princípios

Há vários clássicos do nosso futebol, infelizmente quase todos muito pouco recomendáveis. Desde o aconselhamento matrimonial a árbitros, passando pela promiscuidade entre clubes, e acabando no controlo, por parte de um e só um clube, sobre toda a estrutura do futebol português - já lá vão 30 anos. 

Um dos principais modos de actuação deste peculiar sistema passa pelo princípio do campeonato, fase crucial na qual geralmente é dado aquele empurrãozinho, aquela ajuda quase despercebida (às vezes muito bem percebida), aquele lance duvidoso que, acontecendo em simultâneo em dois jogos, num - a favor do Porto - é assinalado de uma maneira; noutro - em prejuízo do Benfica - é assinalado de outra. Mas a coisa está tão bem montada que nem uns leves gritos de revolta (quando acontecem) superam a desvalorização constante por parte de agentes desportivos e jornalistas. Fica tudo no "compreensível erro do árbitro", mesmo que o compreensível erro do árbitro sejam vários compreensíveis erros do árbitro e sempre, sempre, para o mesmo lado da barricada.

São anos a fio a assistir a isto. E anos a fio a ver o Benfica patrocinar - umas vezes com o silêncio; outras com o comprometimento de ter apoiado esta gente para os lugares de poder (olá, apoio inequívoco a Fernando Gomes, estás bom?) - esta podridão. No Benfica, parece haver a curiosa ideia de que não se deve falar em arbitragens ao longo da época, esperando-se apenas o milagre de, contra tudo e contra todos, sabermos vencer todos os obstáculos. Depois, com o campeonato perdido (por culpa própria e por factores externos - olá, apoio inequívoco a Fernando Gomes, tudo tranquilo?), lá vêm então as explicações aos adeptos, não vão eles pensar que no Benfica pululam incompetentes. Dão-se umas desculpas, promete-se um novo ano 0, confia-se na estrutura, diz-se que no próximo ano não falarão sobre arbitragens (como se se tivesse falado e agido alguma vez) e o adepto vai para o estádio no primeiro jogo cheio de esperança numa nova época de grande sucesso.

O problema é que ocorre sempre o mesmo: culpas próprias, com uma indefinição absurda do plantel - parece haver um gostinho especial por ter sempre uma posição mal preenchida; para dar mais emoção e incerteza à coisa - e, claro, um errozito do árbitro à primeira jornada, depois à segunda, depois à terceira e depois, quando se dá por ela, já o Benfica vai a 4 ou 5 pontos da liderança e nunca mais apanha o comboio. Tudo isto em silêncio, sem levantar poeira. Olá, apoio inequívoco a Fernando Gomes, estamos conversados?

Há quem defenda, bem, que o Benfica não tem a obrigação de ultrapassar prejuízos como se tivesse de fazer um campeonato melhor do que os outros e aceitar os "naturais" erros de arbitragem. Compreendo a tese e defendo-a. Só que, para isso, teríamos de ter uma Direcção que, primeiro, não tivesse apoiado este bando de corruptos para as estruturas fundamentais do futebol português e, segundo, não passasse épocas atrás de épocas sempre caladinha e voltada para dentro - onde, mesmo aí, falha e de forma gravíssima.

O futebol português é um mundo de cão, onde se passam coisas estranhíssimas e surreais. Toda a gente vê o que acontece, toda a gente sabe, toda a gente conhece os vários truques que levam recorrentemente o Porto à liderança e aí o mantêm em modo piloto automático até ao fim. Mas se os jornalistas desportivos neste país servem para pancadinhas nas costas e risadas sempre que o peidoso senhor dá um traque mais alto, se os dirigentes dos clubes pequenos se animam sempre que lhes é atirada uma migalhita em troco de um relaxamento dos seus jogadores nos jogos contra o clube do peidoso senhor, é ao Benfica - principal prejudicado - que compete uma luta sem tréguas contra esta podridão.

Mas como defender uma luta sem tréguas e um constante desmascarar da sujeira futebolística portuguesa quando se apoiam para os altos cargos do futebol lusitano precisamente os mesmos senhores que, com o peidoso senhor, construíram o império que hoje domina e resiste a qualquer boa intenção? É aqui, entre muitas outras coisas, que esta Direcção falha inapelavelmente: está condicionada, está comprometida, está de mãos e pernas atadas a um apoio inequívoco que deu e do qual nunca se livrará.

A única solução - e convém que seja feita já esta semana, antes que a palhaçada alastre - é retirar, com todas as letrinhas, o apoio a Fernando Gomes. Convocar uma conferência de imprensa, sentar o rabinho na cadeira, puxar o microfone e dizer aos sócios e adeptos do Benfica, com honestidade e humildade: "Meus caros, o apoio inequívoco que demos ao senhor Fernando Gomes foi um erro tremendo e uma mancha vergonhosa naqueles que são os princípios basilares deste clube. Julgámos ver no dirigente alguém que procurava uma limpeza do futebol português mas, como tristemente verificámos nos últimos anos, estávamos enganados e fomos enganados. Perante isto, resta-nos pedir desculpa aos sócios e adeptos do Benfica por esta medida que nunca aceitaram nem compreenderam da melhor forma, e RETIRAR todo o apoio ao actual Presidente da Federação Portuguesa de Futebol".

Era tão simples e tão bonito. Ao mesmo tempo que demonstravam capacidade de assumir os erros (coisa que quase nunca vimos e já lá vão 10 anos), preparavam o futuro para um espaço de descomprometimento seja com o que fosse. Ficavam aptos a poder falar na podridão que assola o futebol português, podiam começar a preparar vídeos todas as semanas dos erros dos árbitros e a mostrarem-nos em conferências de imprensa. Todo um mundo de liberdade e benfiquismo que se abriria. Isto, claro, desde que não servisse para uma desculpabilização e incompetência.

Meus caros, eu acredito muito pouco, praticamente nada, nas vossas intenções. As provas da vossa incompetência, incapacidade de elevar o Benfica ao lugar que é seu, as constantes contradições de discurso, as mentiras, as falácias, os enganos e desprezo pelos sócios e adeptos do Benfica são recorrentes e caminham já para o absurdo. Mas se eu visse da vossa parte um, e só preciso de um!, gesto que defenda a História e valores do Sport Lisboa e Benfica estava disposto a perdoar muita coisa (a esquecer não, porque não se esquecem atentados ao clube) e a ter esperança num futuro mais feliz.

Mas isto nunca acontecerá, pois não? O futuro destina-nos a mais quatro anos com os mesmos erros, as mesmas desculpas, a mesma incompetência e a encher o clube de adeptos de outros como se tudo isto fosse normal, como se o Benfica fosse alguma empresa de construção, vendas e comissões chorudas, não interessando para nada o aspecto desportivo e moral. Daqui a quatro anos, serão muitos anos. Tenho medo que por essa altura não só o clube mas a grande maioria dos adeptos estejam lançados para uma portização irreversível - com a diferença, um pormenor, de não ganharmos títulos. O processo já começou, vai em marcha a grande velocidade. Alguém o saberá deter?

6 comentários:

philippe disse...

grande post 5 estrelas: a conferencia de imprensa para retirar o apoio é que dava um jeitão! Viva o Benfica!

Anónimo disse...

Apoiado.Mas,como vai LFV tirar o apoio a Gomes se ainda há dias lhe aceitou a intermediação para resolver o diferendo com o Fortuna? No way.Com Vieira,o caminho é para baixo,porque ele é o primeiro a ter culpas na situação do SLB,nomeadamente na continuação de JJ

moleculasdeamor disse...

Acredito que todos os homens são capazes de evoluir porque é uma evidência... no entanto os factos são os factos... esta época é mais do mesmo... os erros de arbitragem (o golo que nos foi sonegado... no entanto eles estão mais refinados porque de facto a arbitragem de ASD foi bastante aceitável, só que vem a cereja no topo do bolo que estraga toda a massa)... depois o plantel, os gastos estronços em extremos, o plantel que se está a definir com a ÉPOCA OFICIAL EM CURSO (SEMPRE A MESMA MERDA PORRA - FOD....), um treinador com a rédea solta, o Emerson de 2012/2013 de nome Melagerejo, como uma nuance que é o facto de o atleta ser um grande extremo/avançado que está ser "queimado" na fogueira da incompetência e da estoica determinação em não fazer de modo diferente, mais sábio...
As negociatas e os unanimismos que perpetuam toda a podridão dos negócios...

Amigo estamos todos Bem Cozidos, mas tão bem cozidos que mais vale... sei lá... ainda sou sócio, depois daquela vergonha que foi a perda dos 5 pontos de avanço que me colocaram num enormíssimo ataque nervos! Depois da vergonha que foi vir falar de arbitragem no final da competição...

Reitero que nada tenho contra LFV e o seu passivo de muito mais de 400 milhões de euros... só quero poder amar o meu Benfica tranquilamente... é pedir muito? Pedir competência, sabedoria e sensatez? Pedir firmeza e entrega lúcida ás questões?

Ricardo para mudar o status quo do sistema exige uma unidade plena dos benfiquistas e eventualmente o uso da bomba do aburdo da resolução de problemas... abandonar o campo, elaborar uma lista de personas(árbitros) non gratas...
Abraço...

Águia Eterna disse...

O Grande PROBLEMA do BENFICA não é, nem NUNCA foi o jogador a), o b), ou outro qualquer. O ÚNICO GRANDE PROBLEMA DO NOSSO BENFICA é, desde principalmente há cerca de 30 anos, as APITADORAGENS CORRUPTAS. É isso que NOS tem ROUBADO os CAMPEONATOS e os tem dado de mão beijada ao fóculporco CORRUPTO.

Infelizmente não temos nem Presidente a sério, nem Direcção em condições, nem MASSA ASSOCIATIVA e ADEPTA VERDADEIRAMENTE DOENTE PELO GLORIOSO BENFICA para acabar de vez com a CORRUPÇÃO E PODRIDÃO que é o "futeboleco porcoGUÊS".


É ISSO que está a MATAR O BENFICA. O resto, o jogador x, o y, ou o z, é apenas e só CONVERSA PARA ENTRETER LORPAS.

BENFICA, SEMRPEEEEEEEEEEEEE.. SEMPREEEEEEEEEEE O MAIOR E O MELHORRRRRRRRRRRRRRRR.. O resto é apenas e só ESTERCO CORRUPTO E SEUS VASSALOS E AMESTRADOS a começar pelo EXECRÁVEL zmerding de alvalixo.

BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA... BENICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.. BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.
.

P.S. Caríssimo BENFIQUISTA "moléculasdeamor", concordo com o que dizes, mas estás ERRADO quando falas em "VERGONHA DA PERDA de 5 pontos", pois isso não corresponde à VERDADE DOS FACTOS, pois aquilo não foi "PERDA", aquilo foi um ROUBO, mas um ROUBO A CÉU ABERTO E ÀS DESCARADAS, com todos os Benfiquistas, a começar pelo presidentezeco L.F. Vieira e restante Direcção de MANSOS E COVARDES apenas a ver a "CASA A ARDER" e a só virem a fazer alguma coisa - e mesmo assim só falinhas mansas - quando já TUDO ESTAVA ARDIDO, isto é, quando o "comprionato" mais uma vez, e para não variar tinha sido dado de mão beijada ao cliente do costume, o tal fóculoorco corrupto.

ESTA É QUE É A VERDADE. Um clube como o Nosso BENFICA pode ter a maioria dos adeptos, mas INFELIZMENTE TEM ADEPTOS FRACOS e um direcção e presidente FRAQUÉRRIMOS, e é por isso que todos os pigmeus deste paíseco corrupto se sentem à vontade e com rédea solta para APEQUENAR, ROUBAR, DENEGRIR, etc,etc,etc, o Nosso BENFICA, sejam esses pigmeus, jornaleirecos junta-letras, dirigentezecos de toda a espécie, apitadores corruptos, etc,etc,etc,.

É aí que está o GRANDE MAL DO NOSSO BENFICA.
O Nosso BENFICA precisave de ter uma MASSA ASSOCIATIVA TIPO RIVER PLATE OU BOCA JÚNIORES da Argentina e um PRESIDENTE com MÃO E VOZ DE FERRO para acabar com a CORRUPÇÃO E TODOS OS SEUS VASSALOS.

BENFICA, SEMPREEEEEEEEEEEEE... O MAIOR E O MELHORRRRRRRRRRRRRRRR.

moleculasdeamor disse...

Sim Àguia Eterna tudo indica que os erros são conscientes, por isso falas em roubo... no entanto enquanto não nos sentarmos todos à mesa (e não falo em unanimismos) e partirmos para a mudança continuaremos a levar com arbitragens habilidosas, quase sérias, quase perfeitas e depois puf lá vem um penalty não assinalado um golo não sancionado, uma expulsão exagerada... e entretanto internamente a incompetência mantém-se firme... por isso digo, estamos bem cozidos, mas fortemente cozidos...
Tenho um amigo que trabalha na área financeira que diz o seguinte: desde que alguém tenha activos pode "endividar-se até ao infinito" - lembro-me dos activos tóxicos norte americanos... o que está aqui em causa é que não se constrói o futuro em cima do bom senso, mas em cima de interesses diversos, todos eles pessoais ou colectivos, em que o Benfica serve como placa giratória de carcanhol...
Portanto por um lado um "sistema arbitral sui generis" - que só pode ser eliminado com atitudes não violentas mas assustadoras (abandono do terreno de jogo perante a roubalheira/criação de uma lista de árbitros non gratos), por outro uma direção e uma equipa técnicas também elas curiosas... só a mudança das pessoas pode trazer algo de novo...porque neste caso concreto parece-me que as pessoas não estão ainda preparadas para mudar/evoluir... é o que parece, ou seja os factos dizem-nos isso... e esta cena não é estar a falar mal de ninguém é UMA EVIDÊNCIA!!!!

Águia Eterna disse...

Concordo com o que dizes "moleculassdeamor". O osso BENFICA tem desportivamente definhado de ano para ano porque não temos HOMENS A SÉRIO na Direcção.
Por isso, como tenho dito e redito tantas e tantas vezes, SOMOS ROUBADOS a céu aberto e às descaradas, porque quem o faz, está completamente consciente da FRAQUEZA de quem neste momento "dirige" o Nosso BENFICA. Gente medrosa, covarde, vulgaríssima, que estão a dirigir o BENFI9CA como poderiam esstar a dirigir o Odivelas, o Felgueiras, ou uma TASCA qualquer.
O NOSSO GLORIOSO E ETERNO BENFICA merece MAIS, mas MUITO MAIS, e não é com estes TANSOS e CORNOS MANSOS que estão na direcç~´ao que alguma vez isto irá mudar. cada fim de semana que se aproxima é mais um período de sofrimento para quem AMA O BENFICA. Sofrimento esse que se prolonga pelos dias da semana com toda a MERDA de PIGMEUS a usar o nome Sagrado do Nosso BENFICA para enganar, manipular, etc,etc, confundir, sócios e Adeptos e ganhar milhares de €uros à custa do Clube.
É UM PARADOXO, mas é a REALIDADE.

BENFICA, SEMPREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE..