domingo, 5 de agosto de 2012

Anda comigo ver os pavilhões

«Falta militância no Benfica actual. Por desinteresse generalizado dos adeptos, por conformismo com a actual situação do clube e também por falta de dinheiro. Na época passada, a assistência nos jogos de futebol só superou os 40 mil espectadores quando a equipa jogou um clássico ou no segundo terço da época, quando parecia que se ia sagrar campeã. E nos pavilhões o cenário foi igualmente triste, com poucos adeptos a assistir aos jogos da fase regular das secções de futsal, basquetebol, andebol, hóquei em patins e voleibol.

O que podemos fazer para inverter esta situação? Os bilhetes são muito baratos, custando apenas 3 euros para sócios e 6 euros para não-sócios. As equipas jogam relativamente bem apesar de em algumas modalidades a qualidade ter caído bastante, em paralelo com a do campeonato, nos últimos anos (basquete e hóquei, por exemplo), mas ainda assim em todas se luta para ganhar o título. Posto isto, a pergunta impõe-se: o que pode o Benfica fazer para levar mais adeptos ao pavilhão?

Há muito para fazer neste campo. É preciso pensar em ideias que levem mais adeptos aos pavilhões e que os aproximem mais do clube. Assim sendo, penso que há 4 pontos que o Benfica deveria rever para tornar mais real e efectiva a aproximação dos adeptos às modalidades de pavilhão:
  1. Calendarização dos jogos. O Benfica tem, nos últimos anos, revelado alguma atenção e preocupação relativamente ao dia e hora dos jogos, tentando, sempre que possível, colocar os encontros das diferentes modalidades de pavilhão no mesmo dia e de seguida. O problema é que cada vez menos adeptos se deslocam à Luz para verem, propositadamente, um jogo destes. A meu ver, a solução passa por marcar os jogos de pavilhão para algumas horas antes dos encontros de futebol. Por exemplo, no dia do Benfica x Braga, poderia ser agendado (se houvesse) um encontro das modalidades de pavilhão para duas horas e meia antes do começo do jogo de futebol. Assim, sempre iriam mais pessoas aos pavilhões. E nos dias de jogos em que a afluência esperada de adeptos fosse maior, até se poderia agendar dois jogos ao mesmo tempo, visto que ambos provavelmente teriam casa cheia.
  2. Bilhete de época. A quota modalidades é uma boa ideia para os adeptos, mas tenho dúvidas que a nível de receitas seja rentável. Reparem: cinco euros por mês durante doze meses são sessenta euros. Para todas as modalidades. É barato mas pode não fidelizar os adeptos às modalidades, até porque nem todos têm o mesmo interesse nas diferentes modalidades. Acho que seria mais racional e não necessariamente mais caro para [todos] os adeptos criar um Bilhete de Época (ou Red Pass) para cada modalidade. O preço poderia ser de 25 euros por época para a fase regular de cada modalidade, acessível a praticamente todos os bolsos. E consoante o número de Red Pass comprados por sócio, poderia ser feito um desconto. A título de exemplo: 1 Red Pass = 25€; 2 Red Pass = 50€ (25+25); 3 Red Pass = 65€ (25+25+15); 4 Red Pass = 80€ (25+25+15+15); 5 Red Pass = 90€ (25+25+15+15+10). Quem só quer ver uma modalidade acaba por pagar menos. Quem quer ver duas modalidades também paga menos, podendo ainda, por apenas 5 euros de diferença relativamente à actual quota modalidades, ver mais uma modalidade. Será que pedir 90 euros por época para ver todas as modalidades é muito? Sinceramente, não me parece. Contas feitas, são 11 jogos de basquetebol, 11 (+ 5) de andebol, 11 (+ 5) de voleibol, 13 de futsal e 15 de hóquei. Em termos de fase regular são 61 jogos garantidos, com a possibilidade de serem 71 se não ocorrer nenhuma hecatombe no andebol e no voleibol. Média inferior a 1,50€ por jogo. Depois faltam ainda os jogos das taças de todas as modalidades e os playoffs de futsal e basquetebol, cuja bilhética e a forma de pagamento teriam de ser revistas. Assim, desta forma, penso que se conseguia uma maior fidelidade entre adeptos e uma, duas ou três modalidades, tendo os pavilhões constantemente mais bem compostos.
  3. Relação com Federações e Desporto Escolar. Uma boa forma de publicitar o Benfica enquanto clube junto das gerações mais novas e de, ao mesmo tempo, promover o desporto escolar passa por conseguir levar os mais jovens e os praticantes das respectivas modalidades nas escolas aos pavilhões. Para tal, o Benfica poderia estabelecer protocolos com as escolas e ceder, ocasionalmente, bilhetes. Exemplo: a escola "A" de Lisboa tem vários alunos a frequentar andebol no Desporto Escolar. O Benfica poderia fornecer à escola ou ao professor responsável "X" bilhetes a serem distribuídos a esses alunos para assistirem aos jogos de andebol durante a época. Assim, desta forma, teríamos menos lugares vazios nos pavilhões e à custa de gente jovem que pratica aquele desporto. Esta parece ser uma boa forma de promover o desporto escolar, de ter os pavilhões mais compostos e de aproximar o Benfica dos mais jovens, criando gerações com ainda mais benfiquistas.
  4. Acho que o Benfica precisa de tornar os espectáculos mais apelativos. Mais que um jogo, deve ser um espectáculo. "Americanizá-los", por assim dizer. Já viram um jogo da NBA, na televisão ou ao vivo? Mais que um jogo, é uma festa onde as pessoas apoiam fervorosamente o seu clube e se divertem. Não é só por aqui que se vai conseguir trazer muito mais adeptos, mas era uma forma de tornar o espectáculo num verdadeiro espectáculo.»

JNF, Eterno Benfica

11 comentários:

rui disse...

Olha eu depois de ouvir aquela musica de merda nova que eles inventaram tao cedo nao meto os pes no Estadio.farto de vergonhas ando eu,mas é que nem que me pagassem

moleculasdeamor disse...

Eu penso que a maioria gosta mesmo é de futebol... quando era puto adorava a NBA e a Formula 1 (quanto aos carros foi-se a emoção)... desde que o Michael Jordan deixou de jogar perdi o encanto quanto à NBA... por acaso esta semana tenho observado os jogos dos EUA em basket, tenho gostado... mas agora o basket nacional é só Benfica! Vou ver os jogos do Benfica para quê? Se venceremos certamente o campeonato sem grande oposição??? Não faz sentido né? Isto são coisas muito sérias, quando eu alerto para a necessidade de se respeitarem os adversários, mesmo que eles sejam uns otários emocionais, temos que os respeitar mesmo assim, senão a coisa perde a graça...
Bem, agora só quero ver o preço dos bilhetes este ano, para mim já é um esforço considerável ser sócio do Benfica... para quem é solteiro e não tem filhos até pode ser bastante fácil esta cena do futebol, mas noutros contextos, a coisa é diferente...

Águia Eterna disse...

Mas afinal, oh Rui, qual é essa música de m.rda a que te referes??!!
O Nosso BENFICA tem de estar acima disso tudo. O mal do BENFICA é que vive num meio demasiado cosmopolita e tem os seus adeptos, os VERDADEIROS ADEPTOS, aqueles que o AMAM de facto, muito dispersos e longe de Lisboa. Em Lisboa, é uma vergonha terem um Clube tão grande, ENORMÍSSIMO mesmo, com tanta gente a habitar na capital e a dizer-se BENFIQUISTA, mas que não apoia NADA, Ficam em casa e deixam o BENFICA para 2º plano.
Na minha ideia penso que o BENFICA deveria DESCENTRALIZAR algumas das diversas modalidades, e fazer parcerias com Câmaras Municipais a fim de se poderem utilizar os pavilhões camarários - alguns são de facto muito bons - nos jogos em que o Nosso BENFICA SEJA anfitrião.

Por exemplo: O andebol jogar toda a época em Coimbra. O VOLEBOL em Viseu, O Basquebol Na Luz, O Futsal também na Luz, etc,etc,etc,..
Podia ao menos fazer-se a experiência e ALARGAR-SE AINDA MAIS O BENFIQUISMO.
dE RESTO PENSO QUE HÁ QUE TRABALHAR NAS ESCOLAS, ESPALHAR O BENFIQUISMO a fim de se elevar os níveis de MILITÂNCIA BENFIQUISTA.

BENFICA, SEMPREEEEEEEEEEEEEEEEE.

O Nosso Glorioso BENFICA tem Sede em Lisboa, mas o Nosso BENFICA não se limita a ser apenas um Clube de Lisboa, o NOSSO BENFICA é um clube de todo o Portugal e até de grande parte do Mundo.

Benfiquista atento disse...

..."O Nosso BENFICA tem de estar acima disso tudo. O mal do BENFICA é que vive num meio demasiado cosmopolita e tem os seus adeptos, os VERDADEIROS ADEPTOS, aqueles que o AMAM de facto, muito dispersos e longe de Lisboa. Em Lisboa, é uma vergonha terem um Clube tão grande" ...

Oh Águia, o teu problema reside só no facto do Glorioso ter nascido e crescido em Lisboa,e possuir umas infraestruturas de causar inveja,ou preferias que tivesse nascido no Porto por exemplo?
Foda-se que provincianismo de merda !

rui disse...

Aguia Eterna,Procura,esta no youtube e no facebook na pagina oficial do SlBenfica.Quanto ao resto,o que dizes é bem verdade,eu custa me dizer isto e ja sei que vou ofender muito boa gente,mas o Benfica peca por ser em Lisboa, È inadmisivel que num sitio onde existam 2 milhoes de habitantes nao temos um Estadio cheio em todos os jogos,Lembrem se que em todos,partem sempre autocarros de diversos pontos do Pais senao ainda era pior..Eu Vivo aqui a 5 minutos do Porto,cada x que quero ir ver um jogo,tenho que sair de casa de manha,chegar de madrugada,e estoiro sempre muito $ no bilhete, autocarro,comida etc...O Campeonato Portugues jogase quase todo no Norte e o Benfica tem sempre grande apoio onde quer que va....foi inadmissivel que no jogo epoca passada do apagao tenha estado 35 mil benfiquistas no Estadio,aquilo tinha que ser um Inferno...e o pessoal la da zona cagou pra cena.

Benfiquista atento disse...

Rui,ainda não percebeste que essa história do regionalismo saloio só preocupa os andrades!

Quando pesquisares algo sobre a capital do país ao menos preocupa-te em saber os dados devidamente atualizados.

" A Área Metropolitana de Lisboa é uma região que engloba 18 municípios da Grande Lisboa e da Península de Setúbal. É o maior centro populacional do país, com 2 819 433 habitantes (2008), cerca de 25% da população portuguesa, 3.3% do território nacional, 30% das empresas nacionais, 33% do emprego e contribui com mais de 36% do PIB nacional. Constitui uma entidade de nível intermédio da Administração Pública Local, de natureza associativa. Tem natureza associativa e visa a prossecução de interesses comuns dos municípios que a integram." ...

Já leste?-Ainda continuas a achar que o S.L.Benfica devia mudar de armas e bagagens para o Norte...
E já agora tambem querias um presidente como o Peido da Costa?

rui disse...

Benfiquista Atento,tu nao deves ser assim tao atento senao tinhas entendido mais ou menos o que eu quis dizer,vieste agora para aqui com conversas que nao tem nada a ver.EU n sou regionalista,e Odeio o Porto clube ate porque eles tem como lema insultar Portugal inteiro,dizem ate que do Douro para baixo é so mouros bem eu por acaso vivo abaixo do Douro e simpatizo com todo povo Portugues de Norte a Sul..agora a realidade é esta.Em Lisboa,na Capital..O Benfica tinha que ter muito mais mobilizaçao e nao tem

Benfiquista atento disse...

Rui!

A menos que já tenhas esquecido que escreveste isto:

- È inadmisivel que num sitio onde existam 2 milhoes de habitantes nao temos um Estadio cheio em todos os jogos

- eu custa me dizer isto e ja sei que vou ofender muito boa gente,mas o Benfica peca por ser em Lisboa

- O Campeonato Portugues joga-se quase todo no Norte

- vivo aqui a 5 minutos do Porto..

-eu por acaso vivo abaixo do Douro

Afinal, parece que não ando assim tão distraído,e já agora tens que explicar-me devagarinho,o que pretendes dizer com " senão tinhas entendido mais ou menos, o que eu quis dizer"

Entender mais ou menos, o que quiseste dizer, fica dificil, é que eu ainda não tenho poderes telepáticos, mas prometo que vou esforçar-me e praticar bastante!

Pode ser que para a próxima....

Águia Eterna disse...

Caro Rui, subscrevo o que dizes, pois vai de encontro àquilo que eu também penso.
Quanto ao Benfiquista Atento - belo Nick - penso que de facto está a fazer confusão por não ter entendido bem o que eu escrevi. Oh caro amigo BENFIQUISTA, eu não quero que o BENFICA seja "transferido" para o Norte, eu apenas falei em DESCENTRALIZAR algumas modalidades de Pavilhão, porque infelizmente os Benfiquistas de Lisboa, devido à sua PREGUIÇA e OCIOSIDADE, não são capazes - não são capazes, repito - de APOIAR O NOSSO BENFICA nas diversas Modalidades de Pavilhão, como Ele, BENFICA, tanto precisa e sobretudo tanto MERECE.
Não compreendo, como é que numa área de quase 3 milhões de pessoas, embora mais perto do Estádio esse número desça para cerca de 300.000, e havendo tantos e tantos BENFIQUISTAS, os Nossos Pavilhões não estejam SEMPRE CHEIOS, e o Nosso Estádio não garanta SEMPRE uma Lotação mínima de 50.000 Espectadores em qualquer jogo seja ele contra o V. Guimarães ou seja contra o Felgueiras ou Estoril.
Caro amigo, o grande problema é este: Há muitos, muitos Benfiquistas, mas infelizmenmte existe um GRANDE DÉFICIT de BENFIQUISMO, DE BENFIQUISMO MILITANTE, DE VERDADEIRO AMOR E ENTREGA AO BENFICA.
Esse é que é o grande problema, e é aí, nesse ponto que a Direcção e TODOS OS BENFIQUISTAS A SÉRIO, têm de estar atentos e trabalhar e tudo fazer para que o BENFIQUISMO PURO seja uma REALIDADE de forma a podermos ter as Nossas instalações repletas de BENFIQUISTAS e tornarmos o Nosso BENFICA ainda MAIOR.

Quanto ao resto, afirmo e reafirmo que detesto, mas DETESTO até ao limite, tanto fóculporco como zmerding e toda e qualquer espécime de anti-Benfica.

Um abraço aos AUTÊNTICOS, àqueles que de facto AMAM e DEFENDEEM tão Grande e Glorioso Clube, o Nosso Enorme BENFICA de Portugal.

Miguel A. disse...

Muito bom este post do JNF. Embora o motor do Benfica seja o futebol, seria tremendamente injusto não ser dada a atenção necessária às outras modalidades, que estiveram perto do fim há alguns anos - e isso seria um golpe muito duro. Felizmente sobreviveram, e têm-nos dado muitas alegrias. Sou um defensor da manutenção das modalidades no Benfica, e tenho especial apreço pelo atletismo, basquetebol, hóquei e andebol. Mas o futsal e o voleibol são também muito importantes, e a primeira é do agrado de muitos de nós e tem-nos igualmente proporcionado vários títulos nacionais - e um importante título europeu.

Concordo em absoluto com aquilo que o JNF propõe nos pontos 1), 2) e 3. E seria uma excelente ideia fazer chegar este post a quem de direito no Benfica. Embora critique muitas vezes esta direcção naquilo que ao futebol diz respeito, é verdade que tem feito um bom trabalho nas outras modalidades (sobretudo no basquetebol, atletismo, hóquei e futsal), e todas as boas sugestões relativamente ao maior acompanhamento das mesmas pelos adeptos deviam ser tidas em conta.

Parabéns ao JNF pelo post, um abraço para ti.

B Cool disse...

Acho importante fazer uma verdadeira reflexão e acho que não deveríamos agarrarmo-nos a paradigmas.

1 - As modalidades são transmitidas pela Benfica TV o que afastou ainda mais os adeptos dos pavilhões

2 - O grande afastamento dos adeptos em relação às modalidades deu-se nos mandatos de Vasle e Azevedo e Vilarinho com a perseguição feita às modalidades.

3 - Acho que o trabalho feito, quer na formação, quer no aumento de competitividade das modalidades irá dar frutos a longo prazo

4 - acima de tudo, falta cultura desportiva ao povo, os jogos olímpicos são um momento em que algumas modalidades que não o futebol ganham relevo, mas rapidamente voltam às brumas da informação

5 - há falta de dinheiro e a quota modalidades tem-se revelado um fiasco, apesar de ser uma boa ideia. Pessoalmente não acredito que hoje em dia haja dinheiro para mais red passes ou quotas modalidades com o brutal aumento dos red pass

6 - descentralizar pode ser uma boa ideia, não só para o norte, mas para zonas onde há muitos benfiquistas - algarve, alentejo, ribatejo, beiras, norte litoral. Mais do que fixar uma modalidade num determinado sítio, provavelmente devriam correr o país

7 - a questão das escolas e das universidades parece-me uma boa ideia em termos de criação de públicos, mas não limitem essas acções à zona de Lisboa e arredores, pois o Benfica é muito maior que Lisboa

8 - convém reflectir sobre o caminho, pois acções de descentralização não são compagináveis com red-passes

9 - a NBA é um espectáculo que nada tem a ver sequer com o futebol, embora seja aproximado, quanto mais com as modalidades. Em 96 estive nos Estados Unidos e tive a oportunidade de ir ao Maddison Square Garden e sem existir uma identificação dos adeptos com os jogadores e as regras, como poderemos ambicionar a esse patamar ?

Em conclusão, acho que é fundamental reflectir para mudar, pois qualquer dia, sem mudanças, as modalidades estarão condenadas como aconteceu com o hóquei em campo ou o rugby