segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Oremos ao Senhor

Uma análise a um jogo em que uma das equipas fica a jogar em superioridade numérica desde os 7 minutos é quase sempre uma análise falaciosa, porque lhe faltará o elemento fundamental: o equilíbrio numérico. Não é fácil retirar conclusões óbvias dos aspectos positivos - porque facilitados; mas é possível retirar ideias sobre o que essa equipa não fez e devia ter feito. Nesse sentido, o jogo de ontem permitiu-nos, além da ilusão dos golos e de algumas jogadas de grande qualidade individual e, a espaços, colectiva, compreender que o Benfica é neste momento um conjunto de belíssimos jogadores. Mas não é uma equipa.

Desde logo, a forma como o Benfica reagiu à superioridade numérica e consequente, minutos depois, primeiro golo de vantagem. A ganhar por 1-0 e depois 2-0, a equipa não moderou a forma de jogar, controlando e trocando a bola de forma inteligente. Persistiu, como quase sempre desde que Jesus chegou ao clube, numa sôfrega e mal organizada busca pelo golo, permitindo - e este é que é o perigo real que iremos ter durante toda a época - várias jogadas em contra-ataque por parte dos setubalenses. Basta que haja uma perda de bola, e elas existem em número muito superior ao conveniente (ainda por cima em superioridade numérica), para que vejamos uma correria desenfreada dos jogadores adversários, 3, 4 ou 5 contra o mesmo número de jogadores da nossa equipa. Depois definem-se as jogadas pela qualidade de decisão da outra equipa - com o Vitória não corremos perigo; com outra mais organizada, correremos. 

Ao estar a ganhar por 1-0 e depois por 2-0, e tendo um jogador a mais, pede-se aos jogadores que saibam trocar a bola de forma inteligente e que avancem no terreno em apoios, mantendo sempre uma solução para a perda de bola. O que ocorre é o contrário: sobem os laterais, os centrais abrem nas linhas, os alas entram em espaços interiores, os avançados percorrem o espaço à frente da grande-área adversária, e fica Javi com a bola no espaço «6» (sozinho num raio de muitos metros) e Witsel - e somente Witsel - à procura de um passe vertical. Basta um passe errado, que não é raro em Garcia, para que de repente nos vejamos em situação de igualdade ou desvantagem numérica já no nosso meio-campo, sem que os restantes jogadores possam recuperar a tempo. Depois a decisão do perigo dependerá da qualidade do oponente. Ontem, e com menos um jogador, foi muito fraca. Mas contra outras equipas, como será? Melhor: como foi ao longo destes anos? Lembrem-se do golo do Porto na Luz, do 2-2. Ou lembrem-se de outros, vários, golos que sofremos. Os exemplos são vários e estão aí à disposição no youtube.

O resultado é muito bom e pode trazer o que muitas vezes falta: confiança. Mas não pode servir para grandes elogios e crenças num "rolo compressor" quando os erros são exactamente os mesmos do passado - que ninguém, pelos vistos, pretende resolver nesta época. Esta equipa está talhada para golear muitas vezes - basta que o adversário seja de fraca qualidade. Mas também está talhada para perder muitos pontos - basta que o técnico adversário não se chame José Mota ou outro nome da mesma incapacidade técnica. O Benfica goleará algumas vezes, esta época, principalmente em casa. Criará jogadas de sonho e rasgos individuais espectaculares que deixarão os adeptos orgulhosos e cheios de fé numa ida ao Marquês. Mas se Jesus não mudar a forma como a equipa encara o ataque posicional e saída de bola, se não mudar o lateral-esquerdo (já lá vamos), se não começar a encarar os jogos num sistema mais equilibrado, podem ter a certeza: não seremos campeões. Mesmo que do outro lado esteja um incompetente Vítor Pereira - esse mesmo, um burro que, além de outros factores, foi campeão à custa destes mesmos erros que se perpetuam.

É curioso passar os olhos pela blogosfera benfiquista e ver as reacções sobre a exibição de Melgarejo. Os defensores Jesuítas (e de outros eirismos), tecendo loas ao que o paraguaio fez ontem e procurando atacar quem diz que esta solução é errada, não compreendem que estão precisamente a fazer o contrário: o que há a elogiar na exibição de Melgarejo no jogo de ontem é exactamente o que faz da opção de Jesus uma anormalidade. No fundo, sem notarem, estão a criticar Jesus.

Melgarejo é um puto com muita qualidade e tem características pouco usuais, porque junta à velocidade uma boa técnica, rasgo, capacidade de entender a movimentação dos colegas e as possibilidades de criar desequilíbrio na altura certas. Melgarejo tem faro pelo movimento de ruptura e entende perfeitamente quando deve criar profundidade ou entrar pelo espaço interior em combinações com os colegas. Melgarejo é, de forma simples, um excelente extremo que Jesus está a queimar a lateral-esquerdo. Melgarejo é o que Ola John ainda não é nem se sabe se algum dia será. No entanto, gastámos 9 milhões num jogador quando tínhamos no plantel outro que é melhor do que ele. Vierices e Jesusices que nunca mais acabam.

Melgarejo não sabe defender. Nem técnica nem tacticamente. Isto porque defender não é um acto isolado, não se distinguem gestos para justificar o injustificável. Claro que o auto-golo e o mau passe que originaram os dois golos do Braga são gestos técnicos, o problema é que a técnica não se coloca num boião e a táctica noutro - elas fundem-se e é, juntamente com outros factores, dessa mistura que sai um jogador. Se o jogador não tem as noções básicas do que fazer num cruzamento alto vindo do outro lado ou se não tem a capacidade de entender o que deve ser a decisão em zonas mais recuadas do terreno, esse jogador estará sempre em dificuldades. Pode ter técnica - que tem -, pode conhecer os princípios básicos de como defender - que não conhece -, mas o todo é que conta. E o todo, no caso de Melgarejo, é um todo que não permite que o rapaz seja colocado naquela posição. 

Erra Jesus também noutro pensamento: é que tacticamente Melgarejo está longe de estar apto a ser lateral-esquerdo. Ontem, como é óbvio, quase não errou porque não teve um adversário que lhe desse problemas. Mas a movimentação é errada, tanto na forma como se enquadra no equilíbrio defensivo aquando de um lance do lado contrário (procura muito a antecipação e menos a qualidade posicional) como na deficiente interpretação do espaço a ocupar quando a bola é metida no seu espaço - mais uma vez, ou procura a antecipação ou fica demasiado recuado (por medo de falhar?), deixando o opositor com tempo e espaço para pensar e decidir. 

Optar por colocar um jogador sem rotinas (é o próprio Jesus que o diz, quando justifica o injustificável com as apenas "8 semanas") numa posição que necessita de estar estabilizada, com a competição a decorrer, já não é só um erro absurdo que podia ser um acidente - com Jesus, que pelo histórico conhecemos o seu modo de actuar, é uma imbecil teimosia que mais uma vez custará pontos ao Benfica e de forma recorrente. 

Olharmos para a qualidade destes jogadores, imaginarmos o que podia ser este plantel se não tivesse erros básicos na sua composição (parece que temos de ter sempre uma posição que serve de brinde aos adversários; talvez queiramos deixar os jogos mais interessantes e espectaculares), sonharmos com um técnico que, em vez de teimar no injustificável, soubesse potenciar ao máximo a qualidade que tem ao dispor, dói muito. Acima de tudo porque bastaria um treinador medíocre e uma Direcção minimamente competente para fazer destes jogadores campeões consecutivos anos a fio. Assim, estaremos sempre dependentes de sortes e azares dos nossos, decisões acertadas ou erradas dos adversários, lances mal ou bem assinalados pelos árbitros. E muito entregues à fé.


27 comentários:

Diogo disse...

Ricardo,

excelente post. o rei vai nu, mas todos querem acreditar que tem a roupa mais bela de todo o reino. com o mestre da tactica e as suas imbecilidades nao vamos la', nao. e nao fossem essas imbecilidades e essa teimosia e teriamos outro excelente extremo no plantel e nao tinha custado 13 milhoes: urretavizcaya.

mas compra-se um extremo como salvio para jogar a 2o ponta de lanca, tem-se um extremo como melgarejo adaptado a lateral, compra-se ola john nao se sabe bem para que, e a 6 dias do fecho do mercado esta-se a ponderar trocar o nosso melhor marcador dos ultimos 15 anos por o tal lateral esquerdo que tanto precisamos.

e' azelhice, burrice ou mesmo malvadez a mais...


eusebiomais10.blogspot.com

formatted error free disse...

independentemente de teres razão ou não quanto ao melgarejo, é fácil bater no gajo nesta altura. Agora tenta prestar um bocado de atenção no que se passa à direita da nossa defesa. se acham que o problema está so no defesa esquerdo, julgo que estão enganados..

João Tomaz disse...

Nada a dizer da tua análise ao Melgarejo. Cai, de alguma forma, por terra, quando, do outro lado e em qualquer lateral do mundo, os defesas cometem erros, sejam técnicos ou tácticos. Ainda ontem o Maxi esteve mal em dois lances que, se fosse o Melgarejo, logo seria notado que não é defesa...

Ricardo disse...

Diogo, a compra do Salvio só me parece estúpida num sentido: não ter sido feita o ano passado (e que falta ele fez). O que acho absurdo é gastar 9 milhões de euros no Ola John. Não consigo entender. Mas alguém que por aí ande que nos explique, se conseguir.

A venda do Cardozo espero que não aconteça. Até porque já despachámos o Oliveira, o Mora e queremos enviar também o Saviola. Ficamos com quem? Rodrigo, Michel e Kardec?

Formatted, não estou a bater no Melgarejo, estou a criticar a opção do Jesus, o jogador não tem culpa nenhuma disto. E não é "nesta altura", em devido tempo dei a minha opinião. Até agora, mantenho-a.

Tomaz, uma crítica a uma opção não "cai por terra" porque noutro lado há problemas.

Justificar que "os defesas cometem erros" é diplomático e bonito. Só não é consistente nem frontal. É o mesmo que dizer: "o violador de Telheiras tem falhas, é verdade; mas o miúdo que roubou um rebuçado no mini-mercado da Dona Gertrudes também, por isso cai por terra a crítica ao gajo que andou a violar mulheres".

Sobre o Maxi, não sei quem lês. Aqui sempre se apontaram as evidentes falhas ao Maxi. E há muito tempo que se defende a necessidade de um jogador que lute com ele pela titularidade. Que o Benfica não tenha alternativa ao Maxi há não sei quantos anos não será problema nosso, imagino.

F1 disse...

Não querendo sequer entrar na conversa pelo DE, pois o Melgarejo ainda não é DE, pode ser que um dia chegue lá. O Maxi também não era DD e agora está lá e não há melhor.

Concordo é com a parte que toca às falhas do DD. Sendo o Melgarejo o DE toda a gente as vê, as do Maxi todos perdoam e a quantidade de vezes que o Maxi faz azelhice de principiante não são assim tão poucas.

A questão aqui não é em ver quem falha mais, a questão aqui é em deixar sossegado um rapaz que não escolheu ser DE e no entanto agora para além de sentir a pressão de estar numa posição nova para ele, de ter a comunicação social em cima dele todo o santo jogo, era hora de os Benfiquistas deixarem o rapaz em paz.
Não é ele que escolhe estar ali, mas cada vez que mencionam o nome dele para justificar uma opção errada do treinador, é ao jogador que estão a criar mau estar e não ao treinador, esse vai continuar a escolher quem acha que deve escolher.

Eu ainda estou a tentar perceber a diferença entre os bloggers deste mundo com os jornalistas da comunicação social, sinceramente estou. Se a maioria das vezes, os bloggers se preocupam em dar a sua opinião sobre determinado assunto, noutras vezes parece que querem apenas conquistar audiências com a conversa "da moda".

Estiveram semanas a falar da saída do Witsel como dado adquirido, o pai do jogador assegurou que não saia, então agora viram-se para as restantes noticias, como a saída do Cardozo, que relembro, está para sair há 2 ou 3 anos seguidos, mas continua por cá. A seguir virá a novela do Javi Garcia, pois agora é esse que está para sair.

Cada um sabe de si, mas pessoalmente não perco tempo a especular sobre um assunto, com base numa noticia de jornais cuja credibilidade vale o que vale.

Mas isso sou eu. Tenho opinião sobre os assuntos, estou atento ao que se diz, mas mais do que especular o que as publicações mostram, prefiro ver o que efectivamente acontece.

Jotas disse...

Ricardo, em relação ao jogo, concordo inteiramente com a análise, nunca é fácil saber o que seria o jogo se Amoreirinha não tem tido aquela entrada violenta.
Em relação ao Melgarejo, antes de mais acho que é muito cedo para avaliar convenientemente se ele será ou não um lateral, extremo de imensa qualidade é certamente.
Relembro que já o Fábio, no seu início também foi alvo de desconfiança, embora ressalve que não se consegue sempre contruir migueis e fábios.
De Melgarejo enquanto jogador acho-o fantástico, enquanto lateral esquerdo, acho que pode para já ser muito útil naqueles jogos em que teremos equipas apenas preocupadas em defender, com o autocarro estacionado, uma vez que é um elemento que pode ser desequilibrador e criar a superioridade numérica no ataque, mas certamente, para já, ainda não poder ser equacionado como o lateral esquerdo de uma época para um clube como o Benfica, o que não quer dizer que com o tempo, trabalho e confiança, possa vir a ser.
Vou aguardar para ver como evolui no posto e depois sim, poderei fazer um juízo de valor mais seguro.

Anselmo Damásio disse...

Subscrevo.

hertz disse...

Concordo inteiramente com a tua análise ao jogo e ao Melgarejo.
Depois do jogo de ontem, não me admirava nada que afinal já não se contratasse um LE. Como o Melgarejo não comprometeu (a verdade é que o frágil Setubal praticamente nunca atacou) e até provocou a expulsão e fez a assistência para o 1º golo (já todos sabemos que o Melgarejo é muito bom no ataque, o problema nunca foi esse) já vão dizer que ele jogou muito bem e que pode cumprir a posição.
É ridículo e amador este vai e vem da direcção. Melgarejo comprometeu no torneio na Polónia, JJ deiz que precisam de um LE, não comprometeu contra a Juve, já não é preciso LE, compromete contra o Braga, vão novamente ao mercado procurar um LE, ontem não comprometeu e por isso não me admirava nada que já não contratassem nenhum LE.
Atenção, eu não estou a criticar o Melgarejo pois ele é o menos culpado desta situação. Até tenho pena dele, de estar a ser queimado por um treinador teimoso.

Nuno Silva disse...

Depois de ler este +ost tive de ir confirmar se o Benfica ganhou 5-0 num campo tradicionalmente dificil ou se foi um sonho que tinha tido ontem...
Afinal é mesmo verdade, o meu BENFICA ganhou 5-0 fora de casa.
Para mim felizmente para alguns ... infelizmente

abrantes e benfica disse...

concordo com a perspectiva do F1...se quiserem fazer uma análise objectiva, grande parte dos golos da época passada(e não só) foram originados por falhas do Luisão e Maxi Pereira. o único a quem tenho muitas dificuldades em apontar algo é ao Garay.até compreendo que sejam tratados com outro respeito pela antiguidade no clube, mas isso não pode isêntá-los de críticas!analisando o jogo de ontem e tendo por base o mesmo pressuposto falacioso, o Melgarejo fez um bom jogo.
voltando à objectividade, gostava de perceber melhor no que sustentam a descofiança em relação ao Ola John?nos dois jogos contra o benfica o ano passado simplesmente derreteu o Maxi e nos poucos minutos de pre- epoca que fez mostrou que é um jogador que dá profundidade ao corredor, tal como o Salvio. enzo,bruno césar e nolito são jogadores que vêm sempre para o jogo interior...criticar o decisão de gastar perto de 20M€ em 2 extremos compreendo, mas por em causa o valor do jogador não. o que é grave é não existir um modelo de jogo definido nem coerência na escolha dos jogadores. pegando em matic,para que é que aceitámos um jogador cujas características não encaixam no modelo de jogo? é um bom jogador, mas pelos vistos para o JJ não é um 8, mas também não será um 6...e lá teremos que ir ao mercado buscar um substituto.qq empresa minimamente estruturada define planos de sucessão, o benfica com o orçamento que tem não, é tudo às 3 pancadas...tudo isto me faz muito mais confusão do que o melgarejo ou o emerson, porque pegando no exemplo do sr. de telheiras, o que é comum é que uma personalidade desviante se traduza em piores comportamentos e não o contrário.

Ricardo disse...

F1, tudo certo. Só não compreendo a pertiência do teu comentário neste blogue.

Jotas, então no fundo achas a opção pelo Melgarejo errada.

Hertz, esse é um dos grandes problemas que podem surgir do jogo de ontem: acharem que estamos muito bem e que não precisamos de um lateral-esquerdo.

Tens toda a razão.

Nuno Silva, é preciso ser veradeiramente canalha, muito arrogante e não ter mesmo vergonhinha nenhuma na puta da cara para vir aqui dar lições de benfiquismo. Vai para o caralho com essa sobranceria de imbecilóide.

Abrantes e Benfica, critico a compra por dois motivos: o preço exorbitante para o que vale (ainda?) o jogador e o termos no plantel soluções suficientes e melhores.

Ricardo disse...

*pertiNência

Diogo disse...

ricardo,

nao me oponho 'a compra do salvio, antes pelo contrario. tal como tu, acho que vem um ano atrasado. apenas acho irracional contratar um miudo de 19 anos por 9 milhoes que, independentemente do potencial que possa ter, ainda nao mostrou nada e, feito 1 ou 2 jogos em que nao foi estrela, toca de ir buscar mais um extremo direito (porque ter 4 ou 5 gajos por posicao e' que e' certo) por 13 milhoes.

se foi feita uma analise ao plantel e se concluiu que o melhor era ir buscar um extremo direito (ja' que o enzo perez andava com a birra), nao fazia mais sentido ir buscar logo o salvio e guardar os 9 milhoes para, sei la', um lateral esquerdo?

100% de acordo com o hertz quando fala no vai-e-vem do iluminado das tacticas e do aprendiz de ditador que temos para presidente...

Anónimo disse...

Nem mais Nuno Silva, mas como é habitual nestas paragens, opinião diferente é alvo de insultos...Para mim felizmente, até podiam ser 11 guarda-redes desde que ganhássemos sempre! Mas são estes adeptos que temos, é smepre o copo meio vazio, é sempre a busca pelo menos bom, o fuçar para criticar. Elogiar??? FEstejar a vitória??? Isso é que não. Se o golo é o sal do futebol, o objectivo de cada jogo, a nossa equipa dá-nos essa alegria 5, cinco, vezes mas nem assim, caramba! Ah é que se fossem outros, e tal, e no futuro. Pois mas não eram 'tá? Muitos de vós imagino que nem consigam disfrutar de um dia de sol, não vá poderem queimar-se demais, não vá amanhã chover, não vá haver alforrecas na água do mar ou sujarem o carro de areia! Já perceberam que há coisas boas na vida? É verdade, de vez em quando há!
Joana, 38 anos de sócia

Ricardo disse...

´Diogo, estamos em sintonia, concordo com tudo o que escreveste.

Joana, responda-me a uma coisa, já que "como é habitual nestas paragens, opinião diferente é alvo de insultos":

Se eu disser que o Benfica ontem ganhou infelizmente para a Joana, considera isso um insulto ou apenas uma conversa porreira entre gente de bem?

Quanto a festejar a vitória, festejei-a feliz da vida. E ainda, veja lá a demência, pus uma fotografia lindíssima do Julinho (sabe quem é?) num gesto técnico belíssimo a chapelar o guarda-redes e fiz a ligação com golaço do Rodrigo de ontem. Mas se calhar a Joana "38 anos de sócia" só compreende as coisas boas da vida se eu fizer um post a dizer "estou muito feliz com a vitória, vamos apoiar". Isto de meter as coisas noutra perspectiva é muito difícil de compreender.

F1 disse...

Ricardo,

Peço desculpa, mas a segunda metade do meu comentário, a que diz respeito às noticias, não deveria ter sido colocada neste post, neste blog, efectivamente.
Não sei como é que deixei passar isso.
Escrevo tudo de seguida e depois costumo "cortar/colar" as respostas aos vários post que acho que merecem algumas palavras.

Mea culpa.

J.P. Gonçalves disse...

Grande post. Subscrevo a 100%.
É triste ver adeptos que só conseguem ver a árvore, 5 golos, e são incapazes de ver a floresta, contra equipas mais fortes este Benfica não chega. E temos "material" para muitíssimo melhor.
PS-gosto muito de ganhar por 5 a 0. Não quero é estar a lamentar-me por "mais um azar" daqui a 2 ou 3 semanas...

Anónimo disse...

"Hertz, esse é um dos grandes problemas que podem surgir do jogo de ontem: acharem que estamos muito bem e que não precisamos de um lateral-esquerdo."


Ricardo, o lateral esquerdo chega na quarta-feira...


Abraço

Daniel

Bruno Pereira disse...

Referente ao lateral esquerdo, a minha pergunta continua a ser: tendo o SLBenfica que defrontar adversários de qualidades tão díspares, não faria sentido ter um Melgarejo para jogar contra o VSetubal e Companhia, e um defesa lateral que soubesse defender e trouxesse maior solidez defensiva para jogar contra os "melhores"? Assim do género para promover quem sabe a "rotatividade e competitividade dentro do plantel".
"Rotatividade, competitividade e plantel are not defined in JJesus vocabulary."

Enfim, ganhámos muito bem, mas existem muitas teimosias ainda na cabeça do mestre da tática...digo eu, não sei (http://orgulhosamentelampiao.blogspot.pt/2012/08/vsetubal-slbenfica-reafirmando-descrenca.html )

Abraço,
Bruno Pereira

moleculasdeamor disse...

Olá people...

Quanto ao Melga... pois não sei... a sério... simplesmente não sei... hoje é um excelente extremo/avançado, mas também é acima de tudo um excelente jogador! Da minha parte recebe um enorme respeito - observo categoria, disciplina e muita coragem... e arte... e isso é tanto mas tanto... que o respeito prevalece sobre a razão que a maioria tem... neste caso o Jazuz pouco me interessa...

Quanto ao desequilibro da equipa encontro-me... resignado... enquanto não mudarmos de treinador... batatas!

Salvio, Enzo, Rodrigo... e Martins e Aimar... gandas jogadores sim sanhor!!!!

Cardozo é bom.... Rodrigo é SUPER!

Bicadas disse...

Ricardo,

Na minha opinião, pelo que foi possível observar nos 2 jogos, a opção pelo Melgarejo a lateral não assenta, propriamente, num vazio. Há características no miúdo que o recomendam para a posição e é perceptível a intenção de JJ ao ter um jogador com aquelas capacidades a jogar no flanco recuado. Os problemas que lhe apontas são, curiosamente, muito semelhantes aos que se viam noutro lateral esquerdo, que até teve sucesso no Benfica: Léo. De resto, não me parece muito correcto dizer que vamos perder pontos por causa do Melga, porquanto se possa dizer que, se calhar, também vamos ganhar alguns com a ajuda dele. De resto erros haverá sempre, ainda na quinta-feira pudemos ver um jogador que muitos Benfiquistas encarariam como belíssima solução, Ínsua, a ser comido com uma facilidade que não seria perdoada a Melgarejo/JJ. Aliás, ser comido daquela forma, para mim, é bem mais grave do que qualquer um dos erros cometidos pelo Melga, nos jogos oficiais já realizados.

Agora o que me parece errado nesta adaptação é a forma como ela foi tomada e o contexto que se deixou criar em torno dela, assistindo-se passivamente ao acumular de pressão sobre o jogador e sobre o grupo, técnico incluido. Exigir-se-ia a contratação de outro lateral, havendo já substância na opção tomada? Era recomendável e nem sei se seria esse o raciocínio subjacente à aquisição de Luisinho, se era falhou. Mas penso que, dentro do âmbito da opção escolhida, evitar-se-iam muitos aborrecimentos se se tivesse ficado com Capdevilla no plantel.

Cumprimentos

abrantes e benfica disse...

desviando-me um pouco do tema, mas na sequência da discussão cruyff vs. mourinho e de um dos argumentos que "satisfez" o tal Tiago que foi à AG em relação à formação, simplesmente não entendo...vendo alguns jogos da equipa B, há jogadores que têm talento inegável para estar na equipa A: André Gomes e João Cancelo pelo menos são jogadores!acho o argumento da idade e maturidade ridículo...maradona, aimar, ronaldo(s) no passado hazard, oscar, rooney no presente são exemplos de que a idade no BI não é critério.leio argumentos em relação à maturidade? mas estamos a falar de algum CEO ou de algum Piloto?maturidade...fdx, é preciso é coragem para apostar neles!qts jogadores foram verdadeiramente aposta deste treinador e direcção? há falta de argumentos racionais entramos sp na teoria dos dinheiros e dos interesses...que me digam os defensores da maturidade que argumentam que até o Rui Costa teve um ano no Fafe( 1..não são 4!!!), o que é que o carole tem a perder em comparação para o luisinho,fernandez ou emerson..ou o andre gomes com o airton, binya, beto, f.aguiar( espero n me estar a enganar, mas acho que são todos jogadores contratados por esta direcção). que interessa ter o Mastertactics na bancada a ver oj jogos da B, se depois n os tens no sítio para arriscar? haja Bolonis, Guardiolas, Wengers, Vandergags e Oltras, que com grandes ou pequenos orçamentos não ficaram reféns do BPP. oiço estes gajos da BenficaTV a falar que estamos agora a colher os louros do Caixa futebol campos e dá vontade de perguntar onde é que eles estão..na 2ª liga, numa equipa que joga para aquecer!ah,não é para amadurecer

Filipe disse...

Caramba, extremos não nos faltam. Estou a ver o Benfica B, e o Ivan Cavaleiro promete. Claro que o Jesus deve estar a pensar que tem ali um defesa lateral para a próxima época.

Conde de Vimioso disse...


A equipa B é muito mais completa a todos os niveis que a equipa A.

JJ que se ponha a pau senão ainda há troca de treinadores embora a minha expectativa em relação ao Norton nã fosse grande.

Mas estou a torcer a orelha.

Leva uma vantagem grande há partida e isso já sabia.

Sabe alinhavar o discurso.

Anónimo disse...

Saudações benfiquistas a todos!
Lamento a forma como supostos benfiquistas se referem ao JJ ou ao presidente.
Um pouco de respeito seria o minimo exigível mas a mesma falta de respeito com que escrevem "Jasus" abordam questões em tom sobranceiro como a competência do jovem Melga a defender.
É o caso de Ricardo, refere que este tem insuficiências mas não vi o Alan a pisar "ramo verde" e no caso da falha do nosso DE a aliviar duas bolas, parece-me incontestável que em nada configura inapetência posicional mas quando muito azar e consequência de uma campanha "a la Roberto" dos media, alimentada por quem sempre tenta que o Benfica seja uma perfeição.
O ser humano não é perfeito, o desporto, o Benfica, o Rui Costa ou o Melgarejo jamais o serão.
Uma coisa é criticar construtivamente, outra é dizer mal compulsivamente.
A análise à qualidade posicinal que Ricardo efectuou sobre um(Setubal) jogo em que temos em permanencia larga superioridade numerica na defesa, defendendo que o Melga deveria ser menos ambicioso na disputa do espaço e posse de bola, diz tudo quanto à sua capacidade para adjectivar como fez, o desempenho do treinador e atleta.
Jogar no SLB já é pressão suficiente sem a falta de humildade e respeito de muitos adeptos, quando se é jovem o nosso apoio e compreensão são fundamentais.
Eu nunca mais perdoo aos que procedem como vós o que sucedeu com Abel Xavier e outros.
Sei bem porque Damasio despediu Toni para contratar Artur Jorge e lhe deu carta branca para fazer o que quase todos se lembram.
Et pluribus unum, não é ser acritico mas não é certamente isto!
Eu acho sinceramente que o Benfica não precisa de nenhum reforço, acho mesmo que até temos um plantel/quadro de atletas demasiado vasto e que precisamos de mais entusiasmo desportivo ou no mínimo menos má lingua.

Fernando Tomás

Conde de Vimioso disse...


F. Tomás

Sá há uma coisa com que concordo no seu comentário e que sigo à risca desde há muitos e muitos anos:

Não critico nem assobio nenhum jogador do Benfica.

Agora tenho que criticar os responsáveis, quem manda e neste caso o treinador e a direcção.

Mas o que é que o meu amigo quer que aplauda???

Os numerosos titulos ganhos por alguém que já vai em vários mandatos com a estabilidade como nunca ninguém teve no Benfica???

Quer que aplauda uma passivo monstruoso com a agravante de resultados refridos no paragrafo anterior???

Quer que aplauda ((pelos visto isto também não aplaude)) e que imagine a razão de um quadro de 8o jogadores onde ainda não incluidos os jogadores das camadas jovens e já com contrato profissional???

Respeito toda a gente o merece mas vê respeitar antigos presidente que não precisaram de golpes palacianos para se legitimar???

Se não tenho motivos para aplaudir, na opinião do meu amigo devo aplaudir na mesma ou então assistir sossegadinho a todo este marasmo.

Diz que sabe porque é que Damásio contratou Artur Jorge quando nem foi ele o autor mas sim outros que lhe impuseram e quer-me parecer pelo que deixa subentendido que não sabe.

Sabe o que eu sei??? Que não demorará já muito em que o meu amigo e alguns que pensam o mesmo não demorarão, não a criticar mas a sair pela porta baixa e dizer:

Afinal eles tinham razão e aí gostaria que o viesse admitir.

Virá????

Anónimo disse...

Saudações. Virei certamente reconhecer como reconheço que apoiei J. Vale e Azevedo por exemplo. Quanto à questão do despedimento do Toni foi devido à pressão de muitos sócios que o apelidavam de bêbado, incompetente e sem mão para os russos.
Os mesmos iluminados repetiam vezes sem conta que aquela equipa com um treinador a sério como o Artur Jorge ganharia a tudo e todos facilmente.
Não considero Damásio ou Gaspar Ramos mais culpado que todos os outros que desrespeitaram Toni quotidianamente junto à Catedral assim como me soa a "déja vu", as piadinhas de mau gosto e má língua de alguns sobre o sr. Jorge Jesus.
Apenas isso.
Ainda não vi nenhum pedir desculpa aos adeptos pela critica destrutiva sobre Roberto, apesar de a critica espanhola(e mais um treinador que o põem a titular) dar razão aos que não possuem uma licenciatura sobre actuação de guarda redes.
Com o Roberto eram frangos todos os golos sofridos pela equipa, com o Melgarejo é uma repetitiva e abestrata inaptidão posicional.
Se calhar sou eu que vejo mal o assunto!

Fernando Tomás